Filho de Bin Laden tenta fazer o pai mudar de vida

 Omar bin Laden, filho do homem mais procurado no mundo, pediu que o pai, Osama bin Laden, mude de vida. Em entrevista à rede CNN exibida na noite de domingo, Omar afirmou desejar pôr um fim à violência que o chefe da Al-Qaeda inspirou, incluindo os ataques de 11 de setembro de 2001, contra Nova York e Washington.

"Eu tento dizer ao meu pai: tente achar um outro caminho para atingir seu objetivo. Essa bomba, essas armas não são boas para usar contra ninguém", afirmou Omar em inglês vacilante, ensinado recentemente por sua mulher, uma britânica.

Omar, que trabalha como um empreiteiro, fez questão de ressaltar que a mensagem de paz não era apenas dele, mas também de um amigo do seu pai e de outros muçulmanos com quem vem conversando.

O empresário disse que não fala com o pai desde 2000, quando ele partiu de um campo de treinamento da Al-Qaeda no Afeganistão com a bênção de Osama bin Laden. Omar contou não ter idéia de onde o terrorista possa estar escondido e, para ele, o chefe da rede extremista nunca será capturado, pois a população onde ele se encontra certamente o apóia.

Perguntado se Osama pode estar vivendo na fronteira entre o Afeganistão e o Paquistão, Omar respondeu: "Talvez, talvez não."

Omar disse não acreditar que o seu pai seja terrorista e que o trabalho do pai é ajudar pessoas: "Eu não acho que meu pai seja terrorista porque a História diz que ele não é", defendeu, destacando que discorda radicalmente do pai sobre a morte de civis em operações.(Informações da Agência Brasil)

Publicado em: 21/01/2008