Filho de Lobão pode não assumir vaga do pai no Senado

 Acusado de usar um "laranja" para ocultar dívidas, o suplente de senador Edison Lobão Filho (DEM-MA) avalia a conveniência política de assumir o mandato nos próximos dias, com o provável afastamento de seu pai, o senador Edison Lobão (PMDB-MA), para comandar o Ministério de Minas e Energia. Até a semana passada, o próprio Lobão já dava como certa a posse do filho. Mas o surgimento de novas denúncias e a disposição do DEM de investigar Lobão Filho, se ele tomar posse, levaram a família a reconsiderar a exposição do suplente. Caso se confirme essa decisão, assumirá o segundo suplente, o ex-deputado Remi Ribeiro, do PMDB.

Segundo reportagem da "Veja", Lobão Filho teria transferido ações de uma empresa de bebidas para o nome de uma empregada doméstica, usada como laranja da operação, para fugir do Fisco.(Informações de O Globo)

Publicado em: 15/01/2008