Pandemia de abandono, incompetência e corrupção

Por Cláudio Soares*

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, determinou, no início de 2019, que a secretária de infraestrutura, Fernandha Batista, exibisse um projeto ousado de recuperação das estradas no estado, mas tudo ficou na enganação.

A secretária chegou a ocupar todas as rádios do interior, sempre acompanhada de prefeitos do PSB, para alarmar a recuperação das rodovias que são horrores em Pernambuco.

O trecho que liga o povoado de Grossos, em São José do Egito, a Ouro Velho, na Paraíba, está intransitável desde o início do primeiro mandato do governador Paulo Câmara. A rodovia de Brejinho, na divisa com Teixeira, também na Paraíba, que serviu de palanque para a secretária discursar, são verdadeiras crateras.

Alguns pontos chegaram a receber o serviço, mas um tapa buraco de fachada onde tudo ficou pior e, hoje, até os animais não conseguem passar. É do "Oiapoque ao Chuí," por onde você viajar em Pernambuco vai encontrar as rodovias abandonadas pelo Governo do Estado.

Muitas rodovias já passaram de seu tempo de vida útil e, mesmo assim, não recebem nenhum tipo de cuidado. Isso representa atraso, acidentes de trânsito violentos que gera mortes e prejuízos a sociedade.

A pergunta que não quer calar: onde entrou mais de meio milhão de reais do erário que seria aplicado em rodovias estaduais? Cadê os deputados estaduais, Tribunal de Contas do estado, onde está o dinheiro? O povo merece respeito!

*Advogado e jornalista

Publicado em: 14/07/2020