Maraial: cassação volta a assombrar família Moura e Silva

Mais uma vez, o futuro político da família Moura e Silva está nas mãos da Câmara Municipal de Maraial, isso porque, 31 anos após ser afastado das funções, o ex-prefeito Antônio Carlos de Moura e Silva vê o seu filho tomando o mesmo rumo que o seu. Os vereadores votarão, amanhã, às 14h, a cassação do atual prefeito, Marco Antônio de Moura e Silva.

Caberá aos 14 vereadores da cidade, localizada na Mata Sul de Pernambuco, decidirem se o chefe do Executivo Municipal permanecerá no cargo ou será obrigado a se afastar.

Marco Antônio Moura e Silva é acusado de ter cometido improbidade administrativa. O gestor foi denunciado por supostamente não ter repassado 15% dos impostos para a área da saúde e de ter gasto R$ 1,5 milhão sem que as despesas tivessem sido empenhadas.

“A gestão do prefeito está sendo caótica. Maraial retrocedeu. Chegou a hora de darmos um basta nesses desmandos. O dinheiro público e a população não foram tratados com zelo e respeito”, destaca o vereador Carlos Alexandre.

Publicado em: 02/07/2020