Retórica do PSB vira pó

O discurso de perseguição política do PSB de Pernambuco pelas investigações de irregularidades da Prefeitura do Recife na compra de respiradores fica ainda mais sem pé nem cabeça quando olhamos para outros Estados do País, que tiveram os seus secretários de saúde afastados e até mesmo governadores alvos de pedidos de impeachment pelas assembleias legislativas estaduais. 

Em Santa Catarina, o secretário de saúde, Helton Zeferino, pediu exoneração do cargo por estar sendo investigado pela Polícia Civil, Ministério Público e Assembleia Legislativa. O motivo foi a suspeita de irregularidades nas compras sem licitação de 200 respiradores pulmonares por R$ 33 milhões. O Governador do Estado, Carlos Moisés, é do PSL. 

No Amazonas, um pedido de impeachment foi aberto pela Assembleia Legislativa contra o governador Wilson Miranda Lima, do PSC, após o Governo do Estado ter comprado respiradores a uma loja de vinhos. A compra também está sendo investigada pela Procuradoria Geral da República (PGR).

Em Roraima, o pagamento antecipado de contrato para aquisição de respiradores provocou a queda do secretário de Saúde, Francisco Monteiro. O Estado é governado por Antonio Denarium, do PSL. Pedidos de impeachment contra o governador também já foram protocolados na Assembleia Legislativa local.

Publicado em: 31/05/2020