Celso de Mello decide como vídeo da reunião será divulgado

O ministro Celso de Mello reuniu com a equipe de comunicação do Supremo Tribunal Federal, para definir como será a logística de divulgação do vídeo sobre uma reunião ministerial do presidente Jair Bolsonaro com membros do governo que aconteceu no dia 22 de abril. A informação é da jornalista Cristiana Lobo, comentarista da Globonews. A expectativa é que a divulgação do vídeo seja feita até o fim da tarde de hoje.

Uma das discussões é se o vídeo será divulgado junto com a decisão de publicá-lo na íntegra, como definiu o ministro, ou em um momento posterior. A reunião teria sido marcada por palavrões, briga de ministros, anúncio de distribuição de cargos para o Centrão e ameaça de Jair Bolsonaro de demissões em massa caso não fosse feita a defesa das pautas do governo.

Na reunião Bolsonaro pediu interferências na Polícia Federal, afirmou, no dia 24 de abril, o então ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, em coletiva de imprensa. Na ocasião, o ex-juiz pediu demissão após Bolsonaro exonerar Maurício Valeixo da Diretoria-Geral da PF. "O presidente me relatou que queria ter uma indicação pessoal dele para ter informações pessoais. E isso não é função da PF", disse Moro, ao apontar crime de responsabilidade de Bolsonaro.

O ministro Celso de Mello havia autorizado a abertura de um inquérito com o objetivo de apurar as acusações de Moro. Acuado com as investigações, Bolsonaro afirmou, ontem, em transmissão por rede social que não é o caso de tornar público o conteúdo completo do vídeo da reunião. "Eu só peço, não divulguem a fita toda", disse.

Publicado em: 22/05/2020