Militares sugeriram a Bolsonaro baixar o tom

Do Blog da Andreia Sadi

O presidente Jair Bolsonaro foi aconselhado por assessores da ala militar a baixar o tom durante discurso na TV nesta terça-feira (31), embora não tenha alterado o conteúdo do que vem defendendo até agora no combate ao coronavírus.

Na avaliação de bastidor, auxiliares presidenciais compararam ao blog o pronunciamento de hoje com o da semana passada, feito com a ajuda do chamado “gabinete do ódio”- a ala ideológica do governo.

O tom do discurso desta terça-feira foi alinhado com ministros do governo que assumiram a linha de frente das ações do governo - a ala militar.

A ordem entre governistas é “ignorar” os panelaços e assessores do presidente querem que ele faça um novo pronunciamento nesta quarta-feira (1º) - desta vez, usando o tempo na TV para reforçar medidas do Executivo na luta contra o vírus.

O martelo será batido nesta quarta-feira.

Publicado em: 31/03/2020