Uma reflexão sobre a Igreja de hoje e a Política Partidária

Por Edson Alves*

Eu, em toda minha vida, com mais de quarenta anos de vida cristã e mais de trinta na vida pública, nunca vi tantos “evangélicos" opinando sobre política partidária ou defendendo um político em particular, como nos dias de hoje. Seja falando ou mesmo agindo, estão piores do que milhares de pessoas que, ainda, não conhecem a Cristo Jesus como Senhor e Salvador.

De repente, floresceram centenas de "cientistas políticos", conhecendo mais de política partidária e defendendo "mandatários", que se infiltraram no seio das igrejas com as bençãos das lideranças religiosas.

São dirigentes que conduzem seus rebanhos ao erro sem precedência e acreditam que o papel da igreja deve ser protagonista do meio político e secular. Quando a Bíblia diz que o principal papel da Igreja é "pregar as boas novas do Evangelho", MC 16:15.

Fico pensando até onde o povo de Deus vai ser Iludido com essa farsa chamada Bolsonaro, que não apresenta um discurso unificado para a Nação Brasileira e não está em sintonia com a própria equipe.

Jesus, porém, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: "Todo o reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda a cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá". Mateus 12:25.

*Radialista e assistente social

Publicado em: 31/03/2020