Mendonça: PSB instalou uma gestão medíocre no Recife

Em entrevista à Rádio Jornal, na tarde de hoje, o ex-ministro da Educação e pré-candidato à Prefeitura do Recife, Mendonça Filho, foi enfático ao classificar o modelo de gestão do PT/PSB como medíocre no Recife. Segundo Mendonça, uma das características principais da atual gestão é a terceirização da responsabilidade e com isso o abandono da cidade.

“O Recife enfrenta desafios enormes na área da Educação e hoje, em relação às capitais, perde em qualidade, para Teresina-PI. A área periférica da cidade abandonada carecendo de infraestrutura. A Saúde muito a quem do que poderíamos ter. Uma vergonhosa indústria da multa instalada. Nada de relevante foi realizado durante todos esses anos. Você tem a mediocridade instalada”, descreveu Mendonça.

Mendonça colocou sua pré-candidatura como uma proposta para a cidade do Recife que, segundo ele, está fatigada, mas garantiu que não se isola a partir de uma pretensão individual. “Eu defendo que uma candidatura à Prefeitura do Recife ela deve representar o máximo possível de unidade, se ela não representar unidade ela terá dificuldades de enfrentar essa verdadeira dinastia na cidade do Recife”, enfatizou Mendonça.

Durante a entrevista Mendonça citou o sentimento que tem recebido nas ruas do Recife. Segundo o ex-ministro, ele tem sentido “ânsia de mudança”, desde as áreas mais populares à classe média. “A população não mais aguenta o PSB dominando a nossa cidade ditando as regras das próximas eleições e traçando e definindo quem deve disputar o quê. Essa equação que quer eleger João em 2020, Geraldo em 2022 e que eleva o poder até 2038, pra mim, contraria nossa tradição democrática”, concluiu.

Publicado em: 28/02/2020