Morre Queiroz Galv√£o aos 97 anos

Pernambuco acaba de perder uma das referências na construção civil. Morreu, há pouco, em sua casa, o empresário Antônio de Queiroz Galvão. Ele tinha 97 anos e estava doente há mais de dez anos depois de sofrer um AVC. Deixa oito filhos e uma grande marca como empreendedor. O sepultamento será às 17 horas no cemitério Morada da Paz.

Natural do município de Timbaúba, Zona da Mata Norte de Pernambuco e filho de um vendedor de secos e molhados, Antônio Queiroz Galvão se tranferiu com a família para o Recife, ainda menino. 

Na capital pernambucana ele concluiu seus estudos e em 1946 formou-se em engenharia civil pela Escola de Engenharia de Pernambuco. Mais tarde e com a experiência como diretor de Obras da Prefeitura do Recife, fundou com o irmão Mário a pequena construtora Queiroz & Galvão Ltda. 

O Grupo Queiroz Galvão nasceu em abril no ano de 1953, no Recife, em Pernambuco. Os irmãos Antonio, Mário, João e Dario de Queiroz Galvão criaram uma pequena empresa de engenharia que se transformou num dos maiores grupos empresariais do Brasil.

Presente em todo o Brasil e em outros países da América Latina e da África, também exporta seus produtos para os EUA, Canadá e Europa, empregando cerca de 40 mil trabalhadores. Originado no segmento de Construção, hoje atua em diversos setores, destacando-se os de Óleo e Gás, Exploração e Produção, Siderurgia, Cimento, Engenharia Ambiental, Participações e Concessões, Desenvolvimento Imobiliário.

O grupo é controlado pela família Queiroz Galvão, representada até então, por Antonio de Queiroz Galvão, presidente do Conselho de Administração.

Publicado em: 19/01/2020