Greta, sempre viva em nossos corações!

Por Jose Adalbertovsky Ribeiro*

MONTANHAS DA JAQUEIRA – A adolescente sueca Greta Thunberg, chamada de musa do clima, veio da terra de Greta Garbo, a eterna “dama das camélias”. Em meados do século passado, no crepúsculo de sua vida de estrela, Garbo dizia: “I want to be alone”, eu quero estar sozinha. Misteriosa e maravilhosa, “a dama das camélias” continua viva em nossos corações.

Com 16 estrelas na testa larga, Greta Thunberg já nasceu sabendo tudo sobre a ecologia dos oceanos pacíficos e não pacíficos, os ecossistemas atlânticos e transatlânticos, as flores dos mandacarus da Suécia e os dinossauros da fauna sertaneja. Delirar é preciso.

Criaturinha valente, a garotinha é a versão cibernética do Chapeuzinho Vermelho. Ela é um algoritmo impulsionado pelo money das ONGs climáticas neste planeta blue.

Gretinha deixou de cursar o nono ano em Estocolmo para protestar diante do Parlamento Europeu contra os piratas que roubam oxigênio de nossa aldeia global. O paizinho e a mãezinha disseram que iriam contingenciar a mesadinha dela na moeda Coroa Sueca. A criaturinha chorou. Buá!

Vocês são um papaizinho e uma mamãezinha muito malvados. Vou falar com o tiozinho capitalista George Soros. Financista global caridoso com sentimentos de isenção do imposto de renda, Soros ficou comovido diante do sofrimento da menininha.

Oh Chapeuzinho Vermelho dos meus sonhos de investidor globalista, disse Soros, vamos incendiar corações na Conferência das Mudanças Climáticas da ONU, a COP-24 e nos Parlamentos Europeus.  

“Vocês roubaram meus sonhos e minha infância com suas palavras vazias. (....) E tudo que vocês falam gira em torno de dinheiro e um conto de fadas de crescimento econômico eterno. Como ousam?!”

Saibam você, criatura do coração de silício, que nestas terras auriverdes existem ladrões de sonhos, de infâncias, ladrões de velhices, de passados, de presentes e de futuros, existem ladrões de escolas, de estradas, de merendas, de petróleo, ladrões de primeira instância, de segunda instância. Existem até trapaceiros que prometem o assalto aos céus em nome da utopia socialista.

Oh Greta, oh Garbo, eterna dama das camélias! Oh Greta Thunberg, eis uma estrela passageira nas nuvens de silício do universo digital!

*Jornalista

Publicado em: 16/12/2019