Multidão recepciona Lula em festival de música no Recife

Evento lotou o Pátio do Carmo, na região central da capital pernambucana, neste domingo (17). Ao longo do dia, nomes pernambucanos como Otto, Johnny Hooker e a banda Devotos alternaram alguns de seus sucessos com artistas de outras partes do país, como Chico Cesar e Odair José.

Foto: Reprodução/TV Globo

Por Pedro Alves, G1 PE

 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) esteve no Recife, neste domingo (17), para participar de um festival musical no Pátio do Carmo, no Centro da capital pernambucana, em homenagem a ele.

Diversos artistas participaram do evento, que começou por volta das 14h e se estendeu até a noite. Ao longo do dia, nomes pernambucanos como Otto, Johnny Hooker e a banda Devotos alternaram alguns de seus sucessos com artistas de outras partes do país, como Chico Cesar e Odair José.

Cada um cantava entre duas ou três canções e conversava com o público. O paulista Marcelo Jeneci, por exemplo, cantou músicas como "Pra sonhar" e "Felicidade".

"Queria agora ajudar a fazer uma união do Nordeste, trazendo uma música lá da minha Bahia aqui, junto de vocês, porque nós somos irmãos, e nós somos fortes, e nós somos bonitos e felizes", falou Moreno Veloso antes de começar a cantar "Deusa do amor", sob aplausos do público.

O festival, segundo os organizadores, foi idealizado antes da decisão do Supremo Tribunal Federal que possibilitou a soltura de Lula no dia 8 de novembro.

O ex-presidente subiu ao palco por volta das 19h, agradeceu a presença e o apoio recebido. Ele afirmou que vai lutar para provar a própria inocência. "Não aceito negociação, eu quero a minha inocência, eu não quero privilégio. Eu quero que eles julguem o meu processo, quero que arrumem provas para dizer quem é quadrilha nesse país. Não quero favor de ninguém."

Publicado em: 18/11/2019