Evo Morales: "OEA também é responsável pelo golpe"

Do México, onde recebeu asilo político após renunciar à presidência da Bolívia, Evo Morales afirma que uma ditadura foi instaurada no país quando militares exigiram que ele deixasse o cargo e a oposição tomou o poder. Relatório da OEA apontava irregularidades no pleito que o elegeu para um quarto mandato. Morales nega acusações de fraude eleitoral e reforça que concordou com novas eleições.

Foto: BBC News Brasil

Do Terra - Por Gerardo Lissardy - Enviado especial da BBC News Mundo ao México

 

Evo Morales, que em 2006 foi eleito o primeiro presidente indígena da Bolívia, está em um quarto de um hotel na Cidade do México, com uma intensa agenda de entrevistas e chamadas telefônicas.

Comenta que manteve seu velho hábito de levantar-se de madrugada desde que chegou ao México como asilado político, depois de renunciar à Presidência da Bolívia e denunciar um golpe de Estado no país, na semana passada.

Em uma franca e por vezes acalorada entrevista com a BBC News Mundo, Morales afirma que "a OEA (Organização dos Estados Americanos) também é responsável pelo golpe de Estado" e que o governo que assumiu a Bolívia é uma ditadura que terá resistência de movimentos sociais e indígenas.

A Bolívia enfrenta grave crise desde as eleições, em outubro, que foram conturbadas e nas quais houve acusações de fraude. Após a OEA fazer uma auditoria no pleito, relatar irregularidades e questionar sua vitória no primeiro turno, Morales concordou em fazer novas eleições, mas militares "pediram" sua saída e ele acabou renunciando ao cargo.

Na entrevista à BBC, ele diz que não cometeu nenhuma ilegalidade nas eleições e afirma que os Estados Unidos foram cúmplices no processo que o levou a abandonar o cargo. E não descarta ser candidato novamente no futuro. "Vai depender dos movimentos sociais e do povo da Bolívia", afirma.

Leia abaixo trechos selecionados da extensa conversa que o ex-presidente teve com o jornalista da BBC News Mundo, Gerardo Lissard, na capital mexicana.

Confira a entrevista aqui: 'OEA também é responsável pelo golpe de Estado', diz ... - Terra

Publicado em: 17/11/2019