Governo diz que FBC devia cuidar das praias

Nota oficial

O senador Fernando Bezerra Coelho é daquele tipo de político que não aprende e insiste em confundir a população, uma prática recorrente da sua trajetória política. A paternidade do 13º do Bolsa Família foi amplamente esclarecida pela imprensa local e, inclusive, pelos veículos de comunicação de âmbito nacional há poucos dias. O projeto surgiu a partir de uma proposta feita pelo governador Paulo Câmara em agosto de 2018, foi aprovado em novembro do mesmo ano, quando Jair Bolsonaro sequer havia assumido a Presidência da República. Politicagem não é o perfil do governador Paulo Câmara. É mais apropriado a esse tipo de debate, já superado, que o senador teima em reacender.

O governador Paulo Câmara e todos que fazem a gestão em Pernambuco estão felizes com a decisão do presidente Bolsonaro de também anunciar o pagamento de mais uma parcela do Bolsa Família. Significa que a população mais vulnerável e carente do nosso País, justamente a mais esquecida pelo atual presidente, receberão duas parcelas extras do benefício.

Ao invés de cansar a população com a origem do 13º do Bolsa Família, Fernando Bezerra Coelho, líder do governo federal no Senado, deveria cuidar de um assunto que tem chocado o povo brasileiro: Quem é o responsável pelo maior derrame de óleo da história do país? O que o Governo Federal tem feito para evitar essa, que é uma das maiores tragédias ambientais do Brasil? A população clama por uma resposta definitiva e uma palavra do presidente a quem ele serve.

Sileno Guedes – secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude e presidente estadual do PSB

Publicado em: 22/10/2019