Vereador sai em defesa de FBC e ataca Lucas Ramos

Por Aero Cruz*

Em mais uma tentativa desesperada de querer aparecer, quando ninguém em Petrolina se lembra dele, o deputado Lucas Ramos tenta surfar na onda dos factoides. Não é a primeira vez que o deputado, que sempre baixa a cabeça para o que dizem seus chefes no Palácio do Campo das Princesas, tenta atacar o grupo do senador Fernando Bezerra Coelho. De fato, é mais fácil publicar (ou quem sabe apenas assinar) uma nota escrita a fígado para tentar distorcer a realidade do que trabalhar pelo povo pernambucano.

O senador Fernando Bezerra tem desempenhado um importante papel como líder do governo federal, e tem conseguido costurar acordos com todas as bancadas no Congresso. Assim foi feito no longo debate sobre a partilha da cessão onerosa – que aliás o próprio chefe de Lucas, o governador Paulo Câmara, participou.

O Congresso Nacional não pode apenas priorizar Pernambuco no debate sobre os recursos, afinal há outros estados interessados, inclusive os estados produtores. Nesses quase cinco meses de negociação, a proposta inicial era dividir pelo critério do FPE, e abriria recursos para compensar os estados exportadores.

No decorrer do debate, o senador sempre trabalhou pelo entendimento, que veio com o critério de partilhar por 2/3 do FPE e 1/3 pela Lei Khandir. Foi justamente o trabalho do senador que garantiu que esses recursos chegarão já no final do ano. O que será um alívio para as contas de todos os gestores do Brasil.

Em vez de criticar o trabalho do senador, o deputado Lucas, que inclusive preside a Comissão de Finanças na Assembleia Legislativa, poderia apontar outras soluções para cobrir o rombo anual previsto de quase R$ 3 bilhões da previdência estadual. No entanto, prefere o caminho da mentira rasa e insignificante, tal qual os seus percentuais de intenções de voto em Petrolina. Mas o deputado não tem muito conhecimento sobre negociações e acordos, afinal é um entusiasta da política de rolo compressor imposta pelo PSB, este sim um Robin Hood às avessas, quebrando empresas, fechando postos de trabalho, atrasando repasses aos municípios e descumprindo leis que o próprio governo socialista bancou, como a do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM).

Como contraponto, o governo Bolsonaro tem se mostrado comprometido com um novo pacto federativo e com as reformas do estado, se colocando sempre disposto a conversar com o Congresso para encontrar os melhores caminhos através do diálogo republicano. E para este papel ele conta com o senador Fernando Bezerra Coelho, de quem Pernambuco pode se orgulhar, pois trabalha enquanto os invejosos e comodistas chiam. É porque vem coisa boa por aí.

*Líder do Governo na Câmara Municipal de Petrolina

Publicado em: 14/10/2019