Líder sai em defesa de Câmara e bate em FBC

Por Sivaldo Albino*

O prefeito Miguel Coelho perdeu uma boa oportunidade de ficar calado, ao sair em defesa do seu pai, o senador Fernando Bezerra Coelho. Na tentativa de justificar a inexplicável manobra do seu patriarca, que reduziu em R$ 200 milhões o valor destinado a Pernambuco, a título de cessão onerosa, Miguel joga a "fatura" para o Congresso e desfere ataques ao governador Paulo Câmara e ao PSB.

Com isso, não apenas deixou à mostra seu desespero, mas perdeu também a oportunidade de explicar porque o líder do Governo Bolsonaro tem conseguido desagradar tanto os pernambucanos, e especialmente seus conterrâneos de Petrolina.

Ele precisa lembrar que Pernambuco cresce mais que o dobro do Brasil, tem a melhor educação pública do País, é o Estado que mais reduz a violência, lidera o ranking do Nordeste em eficiência da gestão pública (segundo a Folha de São Paulo) e tem atuação destacada na defesa do meio-ambiente, entre outros avanços.

Se continuar prejudicando Pernambuco, logo seu pai estará sendo considerado o novo "Romero Jucá" do Parlamento Brasileiro.

*Deputado estadual

Publicado em: 14/10/2019