Jaboatão: Falta de organização na eleição do Conselho

Assim como em todo país, a cidade de Jaboatão viveu, no último domingo, a eleição do Conselho Tutelar, porém com um grave diferencial. De acordo com denúncias dos próprios concorrentes, a desorganização foi a tônica do pleito, a começar pela falta de cédulas de papel e o atraso na abertura de algumas sessões, que só às 10h iniciaram a captação dos votos. Segundo denúncia do candidato a Conselheiro da Regional I, Ricardo Gregório dos Santos, houve sessão em que as cédulas chegaram às 16h45. Por causa das irregularidades, pelo menos 13 candidatos devem à justiça, pela impugnação do pleito.

Apesar do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes de Jaboatão (CMDDCA) ter declarado que o problema de falta de cédulas foi resolvido com a extensão da votação para depois do encerramento do horário previsto, o candidato Ricardo Santos, o Rico, disse que pouca gente saiu de casa para votar após as 17h, o que inegavelmente prejudicou o pleito. 

De acordo com o CMDDCA, 115 candidatos disputaram as eleições e 35 representantes foram eleitos. A apuração começou no domingo e só foi concluída na tarde dessa segunda (7).

Publicado em: 09/10/2019