Presidente vai à ONU discursar sobre soberania

Bolsonaro vai à ONU para falar de Amazônia e soberania, temas de todos os antecessores.

O presidente Jair Bolsonaro — Foto: Isac Nóbrega/PR

Por Guilherme Mazui e Filipe Matoso, G1 — Brasília

 

O presidente Jair Bolsonaro viajará nesta semana a Nova York (EUA) para participar da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Será a estreia de Bolsonaro no encontro que reúne chefes de Estado, de governo e chanceleres.

O presidente tem dito que em seu discurso, marcado para terça-feira (24), fará uma defesa do que chama de "soberania nacional" e da atuação do governo brasileiro na Amazônia.

Na sexta-feira (20), em uma breve conversa com jornalistas na entrada da residência oficial do Palácio da Alvorada, o presidente disse que seus antecessores, quando iam à ONU, "falavam e não diziam nada".

“Eu ouvi pronunciamentos anteriores de outros chefes de Estado do Brasil", afirmou Bolsonaro. "No passado, tinha muita... Falava, falava, falava e não dizia nada. Temos que falar do patriotismo nosso, da questão da soberania, do que o Brasil representa para o mundo", completou o presidente.

Na semana passada, em uma transmissão em uma rede social, Bolsonaro afirmou que fará um discurso "bastante objetivo" e diferente dos presidentes anteriores porque, na opinião dele, está "na cara" que os líderes de outros países o cobrarão na questão ambiental.

"Estou me preparando para um discurso bastante objetivo e diferente de outros presidentes que me antecederam. Ninguém vai brigar com ninguém, podem ficar tranquilos. Vou apanhar da mídia de qualquer maneira. A mídia tem sempre o que reclamar, mas eu vou falar como anda o Brasil nessa questão", afirmou Bolsonaro.

O G1 verificou os discursos na ONU de ex-presidentes do Brasil e em todos identificou trechos sobre soberania nacional, preservação da Floresta Amazônica ou adoção de medidas para combater as mudanças climáticas (leia mais abaixo).

Tradicionalmente, desde 1949, cabe ao Brasil fazer a abertura do debate geral na Assembleia Geral da ONU. Mas, segundo a Presidência, o primeiro presidente brasileiro a discursar no debate geral da Assembleia da ONU foi João Baptista Figueiredo, em 1982.

Bolsonaro será o oitavo a discursar, depois do próprio Figueiredo e de José Sarney, Fernando Collor, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e Michel Temer. Desde Figueiredo, o único que não compareceu foi Itamar Franco.

Leia a reportagem na íntegra aqui: Bolsonaro vai à ONU para falar de Amazônia e soberania ...

Publicado em: 22/09/2019