Governo apoia Gilmar Mendes: CPI é inconstitucional

O governo encampou o argumento usado pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), para impedir a instauração da CPI da Lava Toga.

Na entrevista que concedeu ao UOL e à Folha de S. Paulo, publicada neste domingo, o ministro disse que a CPI será barrada pelo Supremo porque o Senado não tem atribuição constitucional para investigar ministros da Corte.

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), declarou ao blog do Tales Faria que concorda com Gilmar. "Sou contra a iniciativa de instalação da CPI. Tenho a compreensão de que o Senado não tem prerrogativa constitucional para investigar atos do STF ou de qualquer um dos seus membros”. Clique aqui e confira a matéria na íntegra.

Publicado em: 16/09/2019