Coluna desta segunda na Folha

Primeiro sinal para economia

Já se passaram sete meses de muito blábláblá, agressões desnecessárias, radicalização do discurso ideológico de direita, mas medidas eficazes do Governo para reaquecer a economia que gerem empregos e faça o dinheiro circular, nenhuma. Sexta-feira passada, Bolsonaro autorizou o Banco Central a cortar a taxa básica de juros, a Selic, para 6% ao ano e ainda sinalizou a possibilidade de mais cortes.

A medida não foi exclusiva do Brasil. Uma semana depois do FMI alertar para uma desaceleração do crescimento global, os mercados mundiais viram as taxas de juros começarem a cair, numa tentativa dos bancos centrais de estimularem a economia.

A expectativa é que o dinheiro mais barato impulsione o consumo e os investimentos. Eleições presidenciais andam no compasso da economia. Se até 2022, o dinheiro não reaparecer no bolso do povo o presidente terá uma reeleição complicadíssima.

Efeitos colaterais – Mas, além dos impactos da redução da Selic, analistas também discutem os efeitos que cortes de juros nos outros países devem ter por aqui. Eles tendem a ser positivos para os mercados financeiros, já que os países emergentes, que têm taxas de juros mais altas que os desenvolvidos, se tornam mais atraentes para investidores que buscam mais rentabilidade.

Fantasma – O vereador Fagner Fernandes, da bancada do PTdoB da Câmara de Caruaru, bateu a cidade para tentar encontrar o endereço da empresa que a prefeita Raquel Lyra (PSDB) contratou por R$ 500 mil para prestar serviços com carros de som. Da tribuna, revelou que achou uma casa fechada, sem qualquer identificação de que havia uma empresa ali funcionando.

Convocação – A bancada do Nordeste não engoliu a redução drástica dos empréstimos concedidos pela CEF a Estados e Munícipios, de R$ 4 bilhões para R$ 89 milhões nos sete meses da gestão Bolsonaro. O presidente do agente financeiro será obrigado a dar explicações à Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara por proposição do deputado Sílvio Filho (PRB).

Vai demorar – O pagamento do 13º do Bolsa Família estadual só será pago em fevereiro, março e abril do ano que vem, mas o secretário responsável pela área, Sileno Guedes, faz propaganda antecipada pelo Interior, como na última sexta-feira, em Sirinhaém, na Zona da Mata.

Escândalo – Mais um instituto de previdência municipal está no olho do furacão por desvio do dinheiro dos servidores. É o de Ibimirim, no Sertão do Moxotó. O Tribunal de Contas do Estado, através do conselheiro Carlos Neves, mandou afastar dois servidores. E o prefeito?

DIPLOMA – Chefe de gabinete do senador Jarbas Vasconcelos, o “embaixador” pernambucano em Brasília, Aristeu Plácido Júnior, recebe, hoje, às 16 horas, o Diploma de Honra ao Mérito Acadêmico, concedido pela Escola Judiciária Eleitoral, pelos serviços prestados ao Tribunal Regional Eleitoral.

Perguntar não ofende: De volta do recesso, a Câmara dos Deputados já vota esta semana em segundo turno a reforma da Previdência?

Publicado em: 04/08/2019


Warning: PHP Startup: Unable to load dynamic library '/opt/cpanel/ea-php56/root/usr/lib64/php/modules/mcrypt.so' - /opt/cpanel/ea-php56/root/usr/lib64/php/modules/mcrypt.so: cannot open shared object file: No such file or directory in Unknown on line 0