Coluna deste sabadão na Folha

Ético e de linhagem macielista

Egresso da escola macielista, o deputado André de Paula, líder do PSD na Câmara, é um político que foge à esgotada regra dos aproveitadores, populistas e corruptos que campeiam, hoje, na cena nacional. Tem um perfil que o distancia dos não republicanos: ético, correto, leal, disciplinado, elevado espírito público.

Herdou todas as virtudes de Maciel, com exceção o magricelo, pois sempre foi cheinho. Dizem que na política poucos são agradecidos. Até nisso André é diferenciado. Na quinta-feira passada, em sua casa, ao lado da esposa Patrícia e de suas três filhas, fez uma emocionante homenagem ao ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

Abriu o coração. Disse que devia tudo a Marco Maciel e que Kassab apareceu num determinado momento da sua vida pública como um segundo Maciel. Foi quando perdeu a eleição de deputado e Kassab, num gesto de grandeza e amizade, reabriu para ele as portas que pareciam instransponíveis.

Lixo escandaloso – O TC pode transformar em letra morta a primeira parceria pública privada em gestão de resíduos sólidos no Estado, em Paulista. O prefeito extinguiu a PPP e contratou, sem licitação, pelo valor de R$, 2,9 milhões, as empresas CTR e Limpmax, para recolher o lixo e fazer serviços de limpeza urbana. O mais grave é que a PPP, com custos de R$ 35 milhões, é financiada pelo BNDES.

Na mira – O presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, filho do desaparecido político Fernando Santa Cruz, agredido pelo presidente Bolsonaro, teve sua vida vasculhada. Já descobriram que, durante o período em que o PT esteve reinando na corte, ele foi beneficiado por uma penca de contratos milionários de prestação de serviços jurídicos sem qualquer licitação.

Cadê a água? – O canal da transposição que o ex-presidente Lula “Inaugurou” em Monteiro, no Governo Temer, virou um elefante branco. Apresenta rachaduras, vazamentos e áreas completamente danificadas. Tem também, segundo uma recente inspeção, vários trechos assoreados, sem que a drenagem externa funcione. Está na cara que a obra foi superfaturada.

Bom exemplo – Os prefeitos bem que deveriam seguir o exemplo de Rossine Blesmany (PSD), de Lajedo, que afastou um médico da rede municipal por ter sido relapso no tratamento com seus pacientes. Médicos queimando plantões e chegando atrasado ao trabalho no Interior viraram uma praga.

Discriminação – A má vontade do presidente com o Nordeste não é só retórica. Nos sete meses da sua gestão, a região só recebeu R$ 89 milhões dos R$ 4 bilhões fechados pela CEF para concessão de empréstimos. Isso representa apenas 2,2% dos empréstimos. Uma vergonha!

NA DISPUTA – Em discurso, ontem, no seminário do PSD com Gilberto Kassab, o ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, não só reforçou a necessidade do deputado André de Paula disputar a Prefeitura do Recife como deixou claro que será candidato a prefeito de sua terra, mais uma vez.

Perguntar não ofende: É justo pagar R$ 40 milhões a celebridades, como Ratinho, para propagandear a reforma da Previdência?

Publicado em: 02/08/2019