No cerco a Toffoli

O Tribunal de Contas da União enviou nesta sexta (19) ao Supremo resposta a questionamento do ministro Dias Toffoli sobre os procedimentos da corte diante de dados sigilosos fornecidos pela Receita ou pelo Coaf.

Em memorando elaborado pela Secretaria de Estratégias de Controle para o Combate a Fraude e Corrupção, o órgão diz que “segue a lei” ao gerenciar informações sigilosas enviadas pela Receita e que nunca utilizou dados do Coaf para investigações.

A corte reforçou que não teve prejuízo diante da decisão de Toffoli de travar ações com base em informações sigilosas obtidas sem o aval da Justiça.(Folha de S.Paulo)

Publicado em: 20/07/2019