Que moral Ciro Gomes tem para falar de Tábata?

Por Cláudio Soares*

Ciro Gomes passou por 07 partidos: PSDB, PMDB (MDB), PPS, PSD, PSB, PROS E PDT. Se o PSL o convidar para ser candidato a presidente da república, ele vai de mala de cuia. O que esse sujeito andou fazendo para trocar tanto de partido? Sempre foi de acordo com suas conveniências.

A deputada Tábata Amaral (PDT) votou a favor da reforma da previdência de acordo com o sentimento, necessidade e desejo da sociedade brasileira. Ela obteve uma votação expressiva em São Paulo, sobretudo da camada jovem daquele estado. Ela tem, ainda, um bom discurso para a educação do país e consiste-se numa parlamentar combativa.

O PDT nunca teve, nem na época de Brizola, nenhum nome expressivo em São Paulo. Expulsar a deputada do partido representa um tsunami de burrice e contradição. Ciro Gomes é dúbio, retórico, prolixo, intempestivo, insuportável e ultrapassado. O Carlos Lupi, presidente da sigla, é um bajulador do PT. É corrupto.

Depois de um mês de frases de efeito, mentiras e escândalos sucessivos, Carlos Lupi teve que deixar o cargo de ministro do Trabalho. Ele foi o sétimo integrante do governo Dilma Rousseff a sair da equipe, desde o início do mandato da presidente, e o sexto a abandonar o cargo por causa de sucessivas acusações de corrupção.

*Advogado e jornalista

Publicado em: 12/07/2019