Senado resistirá à aprovação do nome de Eduardo

A indicação de do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para embaixador do Brasil nos EUA sofrerá grandes resistências no Senado.

Para assumir o posto, o filho do presidente Jair Bolsonaro precisará ter seu nome aprovado pelo plenário da Casa. Antes, será sabatinado na Comissão de Relações Exteriores (CRE).

Formalmente o governo só tem o apoio de seu partido na Casa, o PSL, com quatro senadores.  Na prática, suas vitórias e derrotas dependeram do tema em votação. Como se tivesse o apoio informal de metade dos 81 senadores. Clique aqui e confira a matéria do jornalista Tales Faria na íntegra.

Publicado em: 12/07/2019