Os vulcões auriverdes

MONTANHAS DA JAQUEIRA – O Brazil é um vulcão. O Vesúvio está em erupção. Escorrem larvas e lágrimas nas artérias, no coração e nas tripas do vulcão. O vulcão está em lágrimas. O Brazil está em transe. O vulcão auriverde precisa ser contingenciado. Taokay?!  

Golpe é assombração, tipo a lenda da mula sem cabeça. O Congresso Nacional é um vulcão adormecido. As instituições do Estado de Direito Democrático mantêm os vulcões sob controle remoto. O coração do Brazil está vulcanizado.

Zero possibilidade de Impichi. O Capitão Marvel não cometeu nenhum crime. A seita vermelha dá facadas permanentes para vê-lo sangrar todos os dias e aposta no fracasso do Governo para tentar voltar ao poder. Os zumbis morrem de medo de encarar pela proa o vice-presidente Mourão e seus generais.   

Contingenciar significa dizer: devo, não nego, pago quando puder. O governo trabalha este ano com um orçamento aprovado no ano passado. Pagar as contas depende do equilíbrio de receitas e despesas. São contingenciadas as verbas não obrigatórias.

O ex senador e atual governador de Goiás, Ronaldo Caiado, fez as contas: ao tempo em que contingenciou 10 bilhões na Educação, a seita vermelha descontingenciou, via BNDES, 50 bilhões em favor de ditaduras de esquerda na América Latina, na África e no Caribe.

Em 2018 foram descontingenciados dezenas de bilhões de reais para a construção de elefantes brancos e vermelhos da Copa do Mundo de futebol. Aqui nesta terra dos altos coqueiros foi construído o elefante azul e branco chamado Arena de São Lourenço da Mata.

Curioso: não houve nenhum protesto contra essa farra de recursos públicos. A grana hoje está fazendo falta. A diferença é que nesta era do Capitão Marvel a comunicação do governo esculacha o próprio governo. A função comunicação hostiliza os aliados.

Fala, Capitão: Jair M. Bolsonaro‏ @jairbolsonaro

“Em 2018 a Petrobrás assinou contrato de publicidade de R$ 782 milhões com a McLaren, válido por 5 anos. No momento, a empresa, por decisão do meu Governo, busca uma maneira de rescindir o contrato.”

Contingenciar as glândulas mamárias da Petrobrás, das estatais, do BNDES, da Lei Rouanet e das ONGs dos caboclos mamadores do MST é preciso. Faz parte do desmantelo do cordão encarnado. Taokay?!

Publicado em: 20/05/2019