Oceanos não pacíficos

MONTANHAS DA JAQUEIRA – Existe o consenso de que a reforma da Previdência é imprescindível. O Xis da questão é a dosimetria. Depende de mais ou menos no lombo dos desvalidos, dos assalariados ou das realezas republicanas.

Na luta contra a herança nefasta da mundiça vermelha, o Brazil navega em oceanos não pacíficos. São os oceanos do desemprego de 12 a 14 milhões de criaturas, do subemprego, da informalidade, da violência, do déficit público e da bagaceira social.  

Quem nasceu primeiro, o óvulo do desemprego ou o déficit da Previdência?Dizei-nos ó oráculos da República! Decifra-me ou te devoramos.

Se a reforma proposta por Seu Jair for aprovada e a economia  deslanchar, a mundiça vermelha será exterminada para sempre do Brazil. Oh glória!  

Novidade zero que a seita vermelha irá boicotar a reforma. Se a matéria for aprovada e a economia deslanchar, a mundiça vermelha será exterminada para sempre do Brazil. Oh glória!  

A geração de empregos é a questão central, econômica e social do Brazil. A vastidão do desemprego, do subemprego e da informalidade alimenta o déficit da Previdência.

“Farinha pouca, meu pirão primeiro”, eis o lema. As elites da realeza republicana abocanham na aposentadoria a média de 15 vezes mais que o pirão da rafaméia do setor privado, segundo dados da Instituição Fiscal Independente (IFI). Trabalham pouco, ganham muito e são invocados. Se você disser que o sinhozinho é feio, será preso por desacato à autoridade. Se disser que a sinhazinha é bonita, será processado por assédio sexual.

A Previdência é uma casa de farinha para a nobreza republicana. Assim se perpetuam as desigualdades antissociais.

Os privilégios dos príncipes e das princesas são chamados de cláusulas pétreas, cláusulas rochedos. Se mexer com essa turma o mundo desaba. Os direitos dos mais pobres são farináceos, cláusulas de areia. Aposentadoria do Funrural e Benefício da Prestação Continuada – BPC da assistência social aos desvalidos mais pobres são cláusulas de areia.    

Seja dito milhões de vezes: a dívida pública no Brazil é o crime perfeito. Os banqueiros devem a todo mundo e todo mundo deve aos banqueiros. São 3,8 trilhões de papagaios da dívida e montanhas de pagamentos em juros. Este sim é o maior sorvedouro de recursos públicos do mundo. Vampiros existem sim e são tenebrosos.

Drácula e Frankenstein não amarram as chuteiras dos banqueiros e dos vampiros do Brazil.

Publicado em: 06/05/2019