Coluna da quarta-feira

Desmandos em Arcoverde

Noticiei, ontem, que a presidente da Câmara de Arcoverde, Célia Almeida Galindo (PSB), está sendo bombardeada constantemente pelo vereador Luciano Pacheco (PSD). Informações que colhi dão conta, entretanto, que o parlamento municipal vem sendo conduzido sem transparências, com votações mal-assombradas, que só atendem aos interesses particulares da comandante.

Umas das aberrações foi o aumento em 100% da verba de representação da Presidência, que passou de R$ 10 mil para R$ 20 mil, uma das maiores do Estado. O engraçado é que Célia, antes de ser eleita, chegou a apresentar um projeto para limitar em 50%o teto da mesma regalia. Do mesmo modo, a presidente concedeu reajuste de mais de 100% aos cargos comissionados, chegando o maior salário a R$ 3,6 mil.

A presidente, segundo apurei, fez também uma reforma desnecessária no prédio da Câmara, orçada em mais de R$ 300 mil, para instalar um elevador sob a alegação de que concursados que iriam assumir tinham deficiências físicas e precisavam do equipamento. Mas, na verdade, ela nunca convocou um só aprovado e o elevador é usado apenas quando uma autoridade visita a Casa.

Até a reeleição de Célia feriu o regimento do Legislativo. Segundo seus pares, a eleição foi feita também nas caladas da noite. “Ela passou por cima da lei e fez sua reeleição descumprindo o regimento”, diz Pacheco, que ontem voltou a fazer seus protestos contra os descasos da Câmara nas suas redes sociais.

Esses desmandos e outros que ainda estão sendo apurados devem ter desfechos no Tribunal de Contas do Estado e no Ministério Público. As denúncias foram protocoladas pelo próprio Luciano Pacheco, confiante que as devidas instituições ajam com rigor e transparência, aplicando punições severas capazes de evitarem maiores danos, barrando, consequentemente, os desmandos da presidente.

Semiaberto para Lula – Um grupo de juristas prepara um recurso aos tribunais superiores no qual pedem a aplicação imediata do regime semiaberto ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba desde abril do ano passado. O pedido terá como base a decisão tomada na semana passada pela 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que reduziu a pena do petista de 12 anos e um mês para oito anos e dez meses de prisão. Esses juristas e também amigos do ex-presidente tentam convencer a defesa e o próprio Lula a abraçarem a iniciativa. De acordo com os autores da tese, Lula já tem direito à detração (abatimento) da pena e ao regime semiaberto.

Zeca no páreo – O ex-deputado federal Zeca Cavalcanti (PTB), que voltou às atividades no consultório médico, reafirmou, ontem, que independente dos processos a que responde da gestão passada na justiça, é candidatíssimo a prefeito de Arcoverde. Seu principal adversário sai do grupo da prefeita Madalena Brito (PSB), extremamente fortalecida pela boa gestão que vem fazendo. Seu candidato ainda não está escolhido, mas deve ser o vice-prefeito Welington Araújo (MDB). Como diz a regra do jogo que quem tem prazo, não tem pressa, Madalena não vai antecipar o processo sucessório.

Vergonha em Camaragibe – Repercutiu muito mal a decisão da Câmara de Camaragibe de aprovar as duas contas que faltavam da gestão do ex-prefeito Jorge Alexandre (PSC). Os vereadores mudaram de posição de uma hora para outra, esquecendo os desmandos do governo passado, que tem ações ainda sendo julgadas na justiça e investigadas pela Polícia Federal. Mesmo contemplado pelos votos nada republicanos dos que integram a Câmara de Camaragibe, Jorge não pode disputar a Prefeitura em 2020 porque já teve duas contas rejeitadas, 2014 e 2015. Estabeleceu o Supremo que o parecer técnico elaborado pelo Tribunal de Contas tem natureza meramente opinativa, competindo exclusivamente à Câmara de Vereadores o julgamento das contas anuais do chefe do poder executivo municipal.

Exigências – Em entrevista, ontem, ao Frente a Frente, o deputado Silvio Costa Filho (PRB) disse que só aceitou o convite para vice-presidência da Comissão Especial da Reforma da Previdência mediante a retirada de alguns pontos da proposta original do Governo, entre eles o trabalhador rural e o BPC. Sobre o encontro com o presidente da República disse que foi bastante produtivo. “O presidente Bolsonaro vai ampliar o debate com os brasileiros sobre a necessidade da reforma e quer dar total transparência à essa discussão. Vamos dialogar permanentemente sobre a proposta e conversamos com o ministro Guedes, sobre a da sua ida à comissão para tratar do tema”, destacou.

Fazendo história – Ao assumir, ontem, pela primeira vez, interinamente, o Governo de Pernambuco, a vice-governadora Luciana Santos (PCdoB) deu demonstrações de que sua passagem pelo poder até domingo, quando o governador Paulo Camara (PSB) retorna da Colômbia, será marcada pela discrição. Tanto que evitou até entrevistas. O marco histórico fica registrado: a primeira mulher na história do Estado a assumir o Governo. Já Cristina Tavares, que também tinha ramificações em Olinda, foi a primeira mulher a assumir uma cadeira na Câmara dos Deputados por Pernambuco. 

Fim do mistério – Aos aliados de José Queiroz (PDT) que ainda têm dúvidas sobre sua disposição de disputar mais um mandato de prefeito, tendo já passado da faixa etária dos 70 anos: o deputado é candidatíssimo. E já faz planos em silêncio para enfrentar a prefeita Raquel Lyra (PSDB), que, segundo ele, faz uma gestão chinfrim, e as forças do deputado Tony Gel (MDB). Certamente, a capital do forró terá uma nova eleição extremamente acirrada. Resta saber em que palanque estará o governador, porque tanto Queiroz como Gel são aliados de primeira grandeza do Palácio das Princesas.

CURTAS

ABAIXO O ABUSO – O servidor público estadual Wagner de Jesus Ferreira, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), entrou com uma ação popular na Justiça Federal do Distrito Federal contra o pregão eletrônico do Supremo Tribunal Federal (STF) que prevê gastos de até R$ 1,134 milhão para "serviços de fornecimento de refeições institucionais", como lagostas e vinhos. O serviço se refere à contratação de um fornecedor para as refeições servidas pela Corte, conforme suas necessidades.

CINEMA – O Sertão do Pajeú curte a 5ª Mostra Pajeú de Cinema, com 76 filmes brasileiros exibidos em 16 dias, além de oficinas, encontros, debates e atividades formativas. Quatro cidades serão contempladas com a programação gratuita. A abertura foi realizada na segunda-feira com Oficina de Cinema Ligeiro ministrada por Eva Jofilsa. A agenda de filmes teve início ontem em Iguaracy e segue ao longo da próxima semana em Ingazeira (distrito de Santa Rosa) e Carnaíba.

VAI PARAR – Mesmo com o reajuste tarifário progressivo, que começa a ser implantado no próximo domingo (5), as operações do MetroRec correm o risco de paralisar a partir de julho. Segundo a Companhia Brasileira de Trens Urbanos, a atividade metroviária no Recife tem uma defasagem de R$ 480 milhões, recebendo uma subvenção do Governo Federal de mais de 80%.

Perguntar não ofende: A Venezuela já vive uma guerra civil?

Publicado em: 30/04/2019