O Holliday e desumanidade de Geraldo Julio

Por Marco Aurélio*

Recife possui um dos maiores déficits habitacionais do País. Inúmeras famílias recifenses vivem em moradias que estão muito longe para se chamar de casa. Pois bem, o caso dos moradores do Edifício Holliday tem chamado a atenção de todos .

São três mil pessoas que habitam naquele prédio que foi construído na década de 50 e tornou-se um ícone da arquitetura moderna.

O Holliday, nas últimas semanas, trouxe a público o sofrimento desses moradores, que é preciso deixar claro não invadiram seus apartamentos, compraram realizaram o sonho de ter um teto.

É preciso se olhar a cidade pelo lado humano. Um prefeito tem que ter a sensibilidade de se colocar no lugar do munícipe, uma cidade se constrói pelas pessoas, o maior investimento é no ser humano, a cidade somos nós.

O problema do Holliday é uma questão social e cabe ao prefeito Geraldo Julio assim enxergar.

O que acontece no Holliday aconteceu em outros edifícios do centro do Recife e chama-se falta de política pública.

O que é mais fácil? Criar uma política pública ajudando esses edifícios onde os moradores tenham obrigações e aqueles que não quiserem cumpri-las sejam punidos e se for o caso afastado dos demais pra não prejudicar o grupo ou a omissão? Ou a frieza de, em nome da segurança desses moradores, tirarem de seus apartamentos para pagar duzentos e poucos reais de auxílio moradia?

Numa conta simples 3000 pessoas a 250 reais (auxílio moradia) são 750 mil reais por mês em dois meses o custo é o valor para se resolver a questão da fiação e os moradores ficarem com dignidade em suas casas.

O prefeito está há seis anos administrando a cidade, só nesses últimos dias ele soube que existia o edifício Holliday com todos os seus problemas e outros tantos no Recife?

Dê a mão à palmatória prefeito, faltou uma política de seu governo pra esses prédios, ainda dá tempo, volte atrás, busque uma solução humana para os moradores do Holliday.

Houve um caso muito parecido com o Holliday no Rio de Janeiro com o edifício Pedregulho, lá o governo buscou uma solução e resolveu o problema.

Prefeito Geraldo Julio, como cristão eu imploro, não queira entrar para a história do Recife como o prefeito que foi o algoz do Holliday.

*Deputado estadual pelo PRTB

Publicado em: 15/03/2019