Um amigo da esquerda no novo goveno

Escolhido por Paulo Guedes para cuidar de comércio e assuntos internacionais no novo Ministério da Economia, Marcos Troyjo já teve bons amigos na esquerda.

Em 2002, quando o PT se preparava para assumir o poder, ele foi o cicerone de José Dirceu em sua primeira visita a Washington.

Troyjo acompanhou o petista e foi seu intérprete nos encontros que teve com autoridades americanas.

A viagem aos Estados Unidos abriu caminho para o encontro que Luiz Inácio Lula da Silva teve com o americano George W. Bush após sua eleição.  (Painel)

Publicado em: 07/12/2018