Rodrigo Maia desperta ciúmes no centrão: Bolsonaro

Peso do DEM no governo Bolsonaro pode levar centrão a rever aliança com Maia

Daniela Lima - Painel - Folha de S.Paulo

Com ele, ou comigo - Com dois ministérios garantidos para deputados filiados ao DEM na composição do próximo governo, o partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), desperta ciúmes em seus parceiros no centrão. Fortalecidos pelo resultado das urnas, que permitirá às suas bancadas manter influência na Casa na próxima legislatura, dirigentes do PP, do PR e do PRB ameaçam desembarcar do projeto de Maia de se reeleger na presidência da Câmara com apoio de Jair Bolsonaro.

Em suas conversas com os caciques do centrão, Maia argumenta que as indicações de Onyx Lorenzoni (RS) para a Casa Civil e Tereza Cristina (MS) para a Agricultura foram escolhas pessoais do presidente eleito, que não passaram pela cúpula do DEM.

Líderes do centrão avisaram que, se o DEM conquistar mais uma cadeira no futuro ministério, o compromisso com a reeleição de Maia pode naufragar. O deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) está entre os cotados para a Saúde.Onyx Lorenzoni trabalha para emplacar Mandetta na função, mas Bolsonaro tem indicado que prefere um nome de perfil técnico para administrar a área.

Publicado em: 10/11/2018