Em Águas Belas, servidores pretendem ocupar Câmara

Nota oficial

O prefeito de Águas Belas (Agreste), o senhor Luiz Aroldo Rezende (PT), mandou para a Câmara de Vereadores do município, no dia 9 de junho, de forma covarde, uma emenda à Lei Orgânica do Município onde retira os direitos dos servidores municipais. São eles: o quinquênio, quando somos contemplados com 5% a cada cinco anos, e as incorporações de qualquer gratificação na aposentadoria. Sentimo-nos lesados nos nossos direitos adquiridos, quando no nosso entendimento, de forma muito cruel, ele está desmerecendo a classe trabalhadora.

Hoje, dia 19 de junho, todos os servidores da rede municipal irão ocupar a Câmara de Vereadores impedindo assim a entrada dos mesmos e a não realização da sessão, pois a emenda foi colocada na calada da noite, de forma errônea, não havendo o prazo legal para tramitar todos os projetos que chegam à Casa, dispensando todos os pareceres e colocando o projeto em primeira votação.

Nós estamos indignados com o Poder Executivo. O prefeito que faz parte de um partido que tem como princípio defender o direito do trabalhador, rasga hoje e joga na lata do lixo a sua bandeira e toda a sua história, fechando as portas e recusando ouvir e sentar com a classe trabalhadora do município. Dizendo-se ser sindicalista, neste momento, de forma abusiva e autoritária, vem acabar definitivamente com os direitos adquiridos ao longo de anos dos servidores públicos municipais de Águas Belas.

Então, em alto e bom som, vamos aos quatro cantos de Águas Belas chamar a população para a grande ocupação do prédio da Câmara para juntos impedirmos que haja a segunda votação da emenda.

Zélia Carvalho Melo,

Presidente do SINDUPRO ÁGUAS BELAS

Publicado em: 19/06/2017