Governador negocia investimentos da Microsoft em PE

O governo estadual e a Microsoft negociam três novos investimentos da empresa em Pernambuco, com focos na educação e inclusão digital. Um deles é o fornecimento de softwares para colégios técnicos federais e estaduais. A multinacional também pretende implementar um programa de bolsas para a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e criar no estado um ambiente computacional modelo para a Universidade Aberta do Brasil. O governador Eduardo Campos e o vice-presidente na América Latina da multinacional, Eugênio Beaufrand, ainda acertaram a manutenção dos projetos já existentes e confirmaram a abertura do escritório regional da Microsoft no Porto Digital, em agosto próximo. O encontro aconteceu ontem, na sede da empresa, em Fort Lauderdale, Flórida, e encerrou a agenda oficial de Campos nos Estados Unidos.

Educação, inclusão digital e capacitação de mão-de-obra são pleitos de Eduardo Campos junto a Microsoft, desde quando era ministro de Ciência e Tecnologia, nos anos de 2003 a 2005. "A empresa irá apresentara proposta com todos esses projetos nos próximos 30 dias. Por isso, ainda não deu detalhes de quanto irá disponibilizar em bolsas para a universidade ou quanto custará tudo que propõe agora", justificou o governador Eduardo Campos, destacando que a visita à sede foi resultado do encontro com executivos da empresa em Pernambuco, no ínicio do mandato, quando a Microsoft anunicou a abertura do escritório regional, no Porto Digital. "Na ocasião, eles também (executivos) pediram projetos em educação e gestão médica".

A empresa assegurou, segundo Campos, que dará continuidade às ações já desenvolvidas em Pernambuco, como o programa Parceiros na Aprendizagem (para alunos dos ensinos básico e fundamental), os centros de Inovação e o suporte ao desenvolvimento do centro de excelência em webservices através do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (C.E.S.A.R.). O presidente da Microsoft no Brasil, Michel J. Levy, disse que "Pernambuco tem apresentando resultados pulsantes nessa área, abrigando grandes empresas e formando mão-de-obra qualificada". Ele afirmou: "o estado é hoje o epicentro do Nordeste, apresentando uma liderança incontestável em relação aos demais. Vamos fazer com que o trabalho realizado em Pernambuco contamine toda a região". O Parceiros na Aprendizagem, criado há cinco anos, que já recebeu US$ 250 milhões em investimentos, está em mais de 101 países, aparelhando 2,5 milhões de professores que já ministraram treinamento a mais de 57 milhões de alunos.
(Diario de Pernambuco)

Publicado em: 01/05/2007