PT já aceita perda de espaço por mais força no governo

Em conversas internas, dirigentes do PT já admitem que terão menos espaço na Esplanada dos Ministérios a partir de 2015. O Ministério da Educação, por exemplo, deve ficar fora do portfólio petista. A cúpula do partido pretende dizer a Dilma que compreende a necessidade de ceder cadeiras em nome da governabilidade, mas pedirá um compromisso da presidente de que os novos ministros do partido terão mais ''voz'' para tocar políticas públicas e defender os projetos da sigla.

A direção do PT prefere Ricardo Berzoini a Jaques Wagner no Ministério das Comunicações, por achar que ele teria mais pulso para tocar a regulação da mídia. Ontem o titular da articulação política recebeu o vice-presidente de Assuntos Regulatórios do SBT, Roberto Franco.(Vera Magalhães - Folha de S.Paulo)

Publicado em: 25/11/2014