PMDB-PE defende Jarbas para o Senado

 Parlamentares e lideranças do PMDB de Pernambuco aproveitaram o último encontro regional do partido este ano, realizado neste domingo (1º de dezembro), em Vitória de Santo Antão, para defender a renovação do mandato do senador Jarbas Vasconcelos. “Jarbas não é apenas o senador de Pernambuco. É o senador do Brasil”, afirmou o deputado estadual Tony Gel. “Me acostumei a ver a luta de Jarbas pela redemocratização do Brasil”, completou Ricardo Costa. Tony e Ricardo – que se filiaram em outubro ao PMDB – fizeram suas estreias nas reuniões oficiais da legenda.

Em entrevista à Imprensa, Jarbas Vasconcelos foi mais comedido, afirmando que o comando do processo de escolha da chapa majoritária da Frente Popular está com o governador Eduardo Campos (PSB).

“Eu coloco o meu nome. Tenho a minha atuação no Senado ressaltada como positiva por muitos. Mas acho que esse ainda não é o momento, a gente ainda está no final de 2013.” E ressaltou: “Eu vou lutar para permanecer onde estou”.

CHAPAS COMPETITIVAS

O deputado federal Raul Henry destacou a montagem das chapas proporcionais do PMDB pernambucano, relacionando nomes de todas as regiões do Estado, que vão disputar cadeiras na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados. “Teremos chapas competitivas para deputado estadual e para deputado federal. E vamos trabalhar para reeleger o melhor senador do Brasil, um nome respeitado no País inteiro”, argumentou Raul.

A mesma defesa da renovação do mandato de Jarbas foi feita pelo prefeito de Verdejante, Péricles Tavares, pelo vice-prefeito de Santa Maria da Boa Vista, José Gualberto, pelo deputado estadual Gustavo Negromonte e pelo presidente do PMDB-PE, Dorany Sampaio, e pela vice-presidente, Jacilda Urquiza. O encontro do PMDB em Vitória de Santo Antão foi marcado também pela filiação do empresário José Manoel Alves, o “Zé Catinga”, que vai disputar mandato de deputado estadual, com o apoio do presidente municipal da legenda, Alexandre Férrer.

PESQUISA   DATAFOLHA

O senador Jarbas Vasconcelos e o deputado federal Raul Henry também falaram da mais recente pesquisa Datafolha, que colocou a presidente Dilma Rousseff à frente dos seus principais adversários, o governador Eduardo Campos e o senador Aécio Neves (PSDB-MG). “Não me inquieto com pesquisas, agora, a quase um ano da eleição. Essa posição de Dilma é fruto das suas aparições públicas, como presidente da República, nas rádios, nos jornais, nas televisões”, disse Jarbas.

“Sessenta e seis por cento dos entrevistados também disseram que querem mudanças no Brasil. Esse ciclo de poder do PT dá sinais de esgotamento. O Governo não fez nada para mudar as estruturas do País. Não é por acaso que as pessoas foram para as ruas”,argumentou Raul. O deputado peemedebista disse que o PT não fez o dever de casa, apesar da arrecadação de impostos ter passado, em 10 anos, de R$ 500 bilhões para mais de R$ 1 trilhão. Só se corrige desigualdade social com Educação pública de qualidade”, afirmou Raul Henry, que é o relator na Câmara dos Deputados da Lei de Responsabilidade Educacional.

Publicado em: 01/12/2013