Ex-prefeita de Agrestina pode ficar inelegível

A ex-prefeita de Agrestina, Carmem Mirian (PT), foi condenada pelo juiz José Adelmo Barbosa da Costa Pereira, da 86º Zona Eleitoral, a oito anos de inelegibilidade por abuso de poder político e uso da máquina pública durante o processo eleitoral.

A decisão foi publicada na última quarta-feira (5) e as ações propostas pela Coligação União por Agrestina.

De acordo com os processos de número 137-18.2012, 146-77.2012 e 150-17.2012, além de se tornado inelegível, a ex-prefeita foi multada por propaganda eleitoral irregular no valor de R$ 8 mil.

Publicado em: 07/06/2013