STF suspende ação contra acusado de matar Celso Daniel

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello decidiu, em caráter liminar (provisório), suspender a ação penal que corre em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, contra Sérgio Gomes da Silva, o Sombra, acusado pela morte, em 2002, do ex-prefeito de Santo André Celso Daniel. A decisão foi tomada no último dia 1º de dezembro pelo ministro e registrada no andamento processual do Supremo nesta terça (4), informou o G1.

O empresário, que atuava na época da morte como segurança do prefeito, foi acusado pelo Ministério Público de ser o mandante do crime. No pedido ao Supremo, a defesa pediu a suspensão do andamento do processo sob o argumento de que não acompanhou depoimentos de três corréus do processo, entre 2003 e 2005.

Sombra foi denunciado por homicídio junto com outras seis pessoas, que já foram condenadas pela Justiça de Itapecerica da Serra, local onde o corpo do ex-prefeito de Santo André foi encontrado. Os seis já foram condenados, mas Sérgio Sombra não foi julgado em razão de recursos pendentes. Ele poderia ser julgado em júri popular no primeiro semestre do ano que vem, mas o caso não poderá ser analisado em razão da decisão de Marco Aurélio.

Publicado em: 04/12/2012