PSDB paulista tem fundo partidário suspenso

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo desaprovou nesta terça-feira (4) a prestação de contas de 2010 do PSDB paulista. Com a decisão, o partido não receberá o fundo partidário por um mês. O TRE-SP determinou ainda que seja recolhido R$ 2,8 mil ao fundo partidário, publicou a Folha de S. Paulo.

O voto do relator, juiz Encinas Manfré, foi baseado em irregularidades apontadas por técnicos do tribunal --não apresentação de extratos bancários de aplicação, não comprovação de receitas e não apresentação de comprovante de despesa.

A decisão foi tomada com base na lei dos partidos políticos que prevê a suspensão do fundo partidário quando houve irregularidades na prestação de contas. Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral.

Publicado em: 04/12/2012