Prefeitura tem débito de R$ 1 mi referente ao Natal de 2011

O prefeito eleito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), ao assumir à Prefeitura vai receber do atual prefeito, João da Costa (PT), um débito de R$ 928.800,00 referente à decoração do Natal em 2011 e um processo na Justiça devido ao não cumprimento do contrato.  O consórcio, formado pelas empresas Blachere e Lixiki, vai adotar todas as medidas legais cabíveis contra a Prefeitura do Recife.

De acordo com o que está estipulado no contrato, o pagamento final deveria ter sido realizado três dias após a desmontagem das estruturas, o que foi realizada no dia 02 de fevereiro deste ano e até o momento, nove meses após a conclusão do evento, a PCR mantém o débito com o consórcio.

Os pagamentos deveriam ser feitos em quatro parcelas, sendo a primeira no valor de R$ 1.032.000,00; as duas seguintes cada uma no valor de R$ 688 mil e a última no valor de R$ 1.032.000,00. A última parcela paga pela PCR foi paga em agosto de 2012 no valor de R$ 688 mil. O restante do débito, que representa cerca de R$ 1 milhão, não tem, segundo o Consórcio, previsão de ser quitado.

Publicado em: 04/12/2012