UMA NOVA CAMARAGIBE

03/03


2015

A charge do dia


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se


03/03


2015

A Arena e a Terra do Nunca

RIBEIROLÂNDIA – Ouvindo os passarinhos em sua choupana na Ribeirolândia, o bicho grilo jornalista José Adalberto Ribeiro contou a lenda da Cidade da Copa em São Lourenço da Mata. “A Cidade da Copa hoje é “Neverland”, a terra do nunca, onde habitava o genial Michael Jackson, aquele negrinho abençoado por Zeus e bonito por natureza.

“Eu sou estrábico, zarolho. Dizei-me, Dr. Alvacir Fox, o estrabismo ideológico impede a visão do legado da Copa, o Lego, além da goleada de 7 a 1? O elefante azul e branco virou um estorvo para Pernambuco, digo eu.

O monstrengo custou quase 600 milhões de denários e todo mês sangra de 80 a 90 milhões para manutenção. Os gramados são tratados a pão de ló, com shampoo, desodorante, óleo de peroba. Faz parte do padrão Fifa-PE, pra cavalo nenhum botar defeito. O tema é atualíssimo, tá na mesa do gov Paulo Câmara e do vice Raul Henry.

“As prefeituras não têm dinheiro para implantar aterros sanitários, mas haverá sempre muita grana para iluminar as farras milionárias dos réveillons e os shows da gandaia. Mudando de assunto, o que dizer do Petrolão? Este é um caso de descolamento da retina moral, não dê colírio que dê jeito, segundo o Dr. Alvacir Fox.

“A fonte secou. Se os secretários ou prefeitos querem fazer média com eleitores, passear de avião e degustar periguetes nas noites brasilienses, não venham tirar onda de liberar recursos. Isto são fantasias, só existem na linha do horizonte. O papaizinho aqui nem de Arena eu gosto, sempre votei no MDB.”

“A Arena e a Terra do Nunca” está postada no Menu Opinião. Metam os peitos! 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

RIBEIROLÂNDIA. Metam os peitos! Quem sobreviver, há de lembrar…. Por Michel Zaidan. O deputado Inocêncio de Oliveira se bandou para o lado do governador e do governo Lula, incumbiu ao seu assessor de imprensa, um antigo colunista do Diario de Pernambuco, de contactar os intelecutais e analistas políticos da cidade, para uma reunião social num restaurante do Paço da Alfândega. O assessor, depois de ter perseguido pela sua coluna vários dos convidados, se viu na contingência de ter que convidá-los para o convescote,

Nehemias Fernandes Jaques

Michel Zaidan critica José Adalberto Ribeiro, assessor de Inocêncio PUBLICADO EM 02/05/2013 ÀS 13:24 POR JAMILDO EM NOTÍCIAS RIBEIROLÂNDIA. Metam os peitos! O deputado Inocêncio de Oliveira se bandou para o lado do governador e do governo Lula, incumbiu ao seu assessor de imprensa, um antigo colunista do Diario de Pernambuco, de contactar os intelecutais e analistas políticos da cidade, para uma reunião social num restaurante do Paço da Alfândega. O assessor, depois de ter perseguido pela sua coluna vários dos convidados, se viu na contingência de ter que convidá-los para o convescote,

Nehemias Fernandes Jaques

O ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, morto em agosto do ano passado em plena campanha presidencial, pode ter recebido R$ 10 milhões do esquema de desvio de dinheiro na Refinaria Abreu e Lima (Rnest), da Petrobras, segundo informa reportagem da Folha de S. Paulo desta terça-feira (3). De acordo com o jornal paulista, o doleiro Alberto Youssef teria dito que passou esse valor para que o ex-governador não criasse dificuldades nas obras da refinaria.

ObservatorioDoPovo

Além da Arena, outro absurdo foi o viaduto da Av. Caxangá. Obra DESNECESSÁRIA, acabou com a visão bonita da quela avenida, (toda em linha reta), e de manutenção muito cara, pois se a estrutura de aço aparente não for pintada ($$$) regularmente a ferrugem vai acabar por destruí-lo. Roubaram nossa grana .



03/03


2015

Coluna da terça-feira

     Cheiro de derrota

O Governo vai encontrar dificuldades para aprovar no Congresso o ajuste fiscal, que antes mesmo de começar a ser discutido, provocou uma saia justa: o pito da presidente Dilma no ministro da Fazenda, Joaquim Levy, por ter dito, logo após o anúncio, que as desonerações no passado foram uma brincadeira de mau gosto, que provocaram uma perda de R$ 35 bilhões.

O pacote não agradou a ninguém. Nem aos empresários, que alegam terem perdido condições para produzir com menos encargos, nem tampouco aos trabalhadores, que, no final, serão os mais prejudicados com a perda dos seus empregos. Para contratar, a partir de agora, os patrões terão que arcar com uma conta mais salgada de impostos.

Sendo assim, está nascendo uma união de forças inusitada no Brasil: o trabalho com o capital. Tanto os representantes das indústrias quanto a classe trabalhadora já demonstraram publicamente condenação à tentativa do governo de equilibrar as contas públicas à base de aumento da carga tributária e de redução em direitos trabalhista e previdenciários.

Pelo lado do empresariado, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) já começou a preparar uma frente de combate à MP que revoga a desoneração da folha de pagamento das empresas e eleva em 150% as alíquotas da contribuição previdenciária cobrada sobre o faturamento.

A iniciativa de se unir às centrais sindicais na cruzada contra o pacote de Levy teria partido do próprio presidente da Fiesp, Paulo Skaf. O objetivo é reunir na mesma frente Fiesp, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Força Sindical e outras gigantes do sindicalismo para pressionar o Congresso a não aprovar os ajustes para garantir a meta de superávit primário de R$ 66,3 bilhões para este ano.

Pelo lado das centrais sindicais os protestos já começaram. Ontem, cerca de 600 sindicalistas fecharam a rua Martins Fontes, no centro de São Paulo, pedindo a revogação das medidas provisórias 664 e 665, que alteram as regras do benefício, abono salarial, seguro defeso, pensão por morte, auxílio-doença e auxílio-reclusão.

"Essa medida vai impedir a maioria dos trabalhadores de conseguir o seguro-desemprego ", disse Sérgio Nobre, secretário-geral da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Já Miguel Torres, presidente da Força Sindical, acha que as medidas provisórias precisam ser revogadas e anuncia uma grande luta por isso. “São 8 milhões de trabalhadores prejudicados", diz ele.

RECUOU– O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), recuou da decisão de permitir que mulheres ou maridos de parlamentares viajem de suas cidades para Brasília com passagens aéreas pagas com recursos públicos. Cunha disse que proporá hoje (3) aos integrantes da Mesa Diretora da Câmara um recuo em relação à decisão de conceder passagens para cônjuges de parlamentares. Ele reconheceu que a repercussão não foi positiva. “Se não foi positiva, por que manter?”, indagou o presidente da Casa.
 

Fim do sofrimento baiano– Ao contrário de Pernambuco, onde tem chovido pouco, na Bahia as precipitações registradas nos últimos dias encheram 70% dos reservatórios, enquanto no Piauí chega a 45%. Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte vivem o prolongamento da seca, com 248 municípios enfrentando racionamento ou com o fornecimento de água em colapso total.

 

Saindo da toca – O PSB deverá adotar uma posição uniforme em relação ao ajuste fiscal envolvendo alterações na concessão de pensões, auxílio-doença, seguro-desemprego, além de modificações na folha de pagamentos das empresas. Líder na Câmara, Fernando Filho, vai reunir a bancada para tentar um entendimento. O encontro está previsto para amanhã.

Leitura da influência – Sete deputados pernambucanos já se manifestaram de forma contrária ao ajuste fiscal. A maior expectativa, na verdade, está concentrada no núcleo socialista, formado por nove deputados entre os 34 da bancada do PSB na Câmara. Se houver manifestações pela aprovação isso provavelmente já terá um dedo do governador Paulo Câmara e do senador Fernando Bezerra, que querem ajudar o Governo.

Dos males, o menor - Líder do PP na Câmara dos Deputados, Eduardo da Fonte diz que o fato de Pernambuco ter sido o Estado com o menor percentual de aumento das tarifas de energia autorizadas pela ANEEL, de 2,2%, é resultado do seu implacável trabalho no Congresso em cima das decisões da Celpe que prejudiquem os consumidores. “O ideal seria não ter tido aumento, mas São Paulo chegou a mais de 20%”, avalia.

 

CURTAS

NA DISPUTA– O prefeito de Camaragibe, Jorge Alexandre, reafirmou, ontem, na posse dos novos secretários de Geraldo Júlio, que já está em campanha para presidir o PSDB, acéfalo depois da morte de Sérgio Guerra por falta de uma liderança que se preocupe com o crescimento do partido no Estado e não apenas em falar carioquês em Brasília.

OLHO NA GRANA– No giro que fará, inicialmente, por três regiões – Araripe, São Francisco e Sertão Central, a partir do próximo dia 13 – o governador Paulo Câmara que prepare o lombo: a principal reivindicação dos prefeitos será pela edição de mais um FEM – o fundo de desenvolvimento municipal, criado pelo ex-governador Eduardo Campos.

Perguntar não ofende: Os tucanos que mordem no Governo Paulo Câmara acham que o candidato a prefeito do governador será Daniel Coelho?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Comentários

hmkb

Nõa é verdade que o moço goste de falar carioques. Carioques é coisa de bamby


Onodera Estética

03/03


2015

Suplente de Aline assume na base de Geraldo

O presidente da Câmara do Recife, Vicente André Gomes (PSB), empossou ontem o suplente Wanderson Florêncio (PSDB) na vaga de Aline Mariano (PSDB), licenciada para ocupar a Secretaria de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas, recentemente criada pelo Prefeito Geraldo Júlio. Florêncio assumiu discurso de apoio irrestrito a Geraldo. "Vou trabalhar em favor do Recife, de um Recife que voltou a ter rumo", disse.

Ele entregou o diploma do TRE e a declaração de bens, além de ler o juramento. Com a saída de Aline, ficou vaga a terceira secretaria da Mesa Diretora, que será ocupada interinamente pelo vereador Aderaldo Pinto (PRTB). Posteriormente será realizada nova eleição para preenchimento desta vaga.

Vicente frisou que Wanderson já tinha sido vereador durante quatro meses de licença maternidade de Aline Mariano, ano passado, e havia se comportado como vereador de verdade, comprometido com a cidade. “É uma honra empossá-lo novamente nesta Casa, na certeza de que muito fará pela cidade”.
 
Wanderson Florêncio agradeceu a todos e se congratulou com os presentes e com o prefeito Geraldo Júlio. Disse que nunca imaginou que a tribuna falaria tão alto ao coração dele. “Volto a esta Casa com o compromisso de exercer com altivez meu mandato dando prioridade aos interesses coletivos. Estive à frente de uma diretoria no Detran, onde foi possível comemorar dois milhões de atendimentos, ver implantadas nove lojas em shoppings, além de ter  implantado o serviço de agendamento online, pondo fim às filas”.
 
Wanderson enfatizou que estava feliz em ter deixado frutos de sua primeira passagem pela Câmara, como a lei que garante direitos a autistas. Disse ainda que realizou fiscalizações que resultaram em ações da Prefeitura. Tais como a revitalização do Jardim Botânico, fruto de fiscalização constatando o péssimo estado em que se encontrava, bem como a recuperação do Parque das Esculturas, também fruto de sua fiscalização e que foram atendidos pelo Prefeito.

“Não tenho como não valorizar as ações do prefeito Geraldo Júlio que acatou solicitações acima de interesses partidários. Depois de gestões do PT, podemos dizer que agora o Recife tem gestão sintonizada e preocupada com o recifense. Sou aliado do prefeito porque a cidade é minha prioridade. Por isso declaro desde já meu apoio ao prefeito”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Naipes Consultoria

03/03


2015

Humberto e Geraldo visitam obras juntos

O líder do PT no Senado, Humberto Costa, visitou hoje as obras do Hospital da Mulher ao lado do prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), e da secretária-executiva do Ministério da Saúde, Ana Paula Sóter. Cerca de R$ 20 milhões estão sendo liberados pela União para a nova unidade, que já está com 70% da sua estrutura concluída.

“Foi uma visita muito positiva. Vimos que as obras estão bastante adiantadas e é importante que o Governo Federal faça o seu aporte. Essa é uma obra que vai beneficiar o Recife e o Estado todo porque vai reduzir os índices de mortalidade materna e é a garantia de parto mais humanizado”, afirmou o senador, que foi secretário de Saúde do Recife e ministro da Saúde do Governo Lula.

Humberto também é autor de uma emenda no valor de R$ 1 milhão para a obra. “Ainda em 2013, eu apresentei essa emenda para o hospital porque sei da importância desse empreendimento“, disse. O Hospital da Mulher, orçado em R$ 58 milhões, com recursos da Prefeitura e União, está sendo erguido em um terreno em frente à Ceasa, às margens da BR-101.

Quando estiver pronto, o Hospital da Mulher fará 400 partos ao mês e 250 cirurgias. Ao todo, serão 110 leitos à disposição das mulheres pernambucanos. A ideia é que a nova unidade se transforme em um centro especializado com capacidade para o atendimento adequado às pacientes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Comentários

hmkb

Esse capacete branco (totalmente desnecessários, pura palhaçada) que esses \"indivíduos\" usam quando vão visitar uma OBRA, é para proteger a cabeça das cédulas de dinheiro superfaturados que caem do céus.


Stampa Midia

03/03


2015

Empreiteiras e nomes: tensão elevada ao máximo

De Mônica Bergamo, hoje na Folha de S.Paulo:

Os depoimentos dos executivos da Camargo Corrêa que aderiram à delação premiada devem elevar ao máximo a tensão entre as outras grandes empreiteiras do país. O acordo com o Ministério Público prevê que eles admitam claramente que faziam parte de um cartel. Ou, como já definido por outra empresa, a Toyo Setal, de um "clube" que dividia a execução de obras no país.  Dalton Avancini, presidente da Camargo Corrêa, e Eduardo Leite, vice-presidente, devem sustentar que a licitação que escolheu o consórcio que construiria a usina de Belo Monte, na Amazônia, foi regular. Ainda assim, teria havido pagamento de propina --seguindo costumes consolidados no setor.

O governo está inquieto com a delação dos executivos da Camargo Corrêa. No fim de semana, houve frenéticas reuniões de dirigentes de estatais de energia para tratar do caso

A expectativa do Ministério Público é a de que partidos sejam citados. Já se admite, no entanto, que os executivos não apresentem provas de que o dinheiro chegou às legendas. É que ele teria sido entregue a diretores da Petrobras (como Paulo Roberto Costa, Pedro Barusco e Renato Duque) e de estatais da área de energia. E não diretamente a dirigentes políticos.

Eventuais conversas com o tesoureiro do PT, João Vaccari, e com arrecadadores de outras legendas, por exemplo, teriam girado em torno de contribuições oficiais e não condicionadas à execução de obras. Outros funcionários da Petrobras, ainda não citados, devem agora ser envolvidos no escândalo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Comentários

marcos

O CALDEIRÃO TÁ FERVENDO! DAQUI À POUCO VEM LULA BOTANDO A CULPA NAS ELITES E EM FHC !!!


Biologicus

03/03


2015

Arena e Itaquitinga: PSOL quer investigar PPPs

Do Diario de Pernambuco

A bancada de oposição da Assembleia Legislativa apresentou requerimento pedindo a criação de uma comissão especial para averiguar a situação das parcerias público-privadas (PPP) no estado, em especial a da Arena Pernambuco e do presídio de Itaquitinga. O tema veio à tona ontem, no pronunciamento do deputado Edilson Silva (PSol), que aproveitou seu tempo para informar que está entrando com um pedido de informações junto ao governo sobre os custos da Arena e das obras que deveriam ter ficado prontas para a Copa do Mundo.

Edílson afirmou que todo o “legado” prometido durante a época da celebração dos contratos para as obras da Copa, como o projeto de navegabilidade, o VLT e o BRT, não saíram do papel. “Nós estamos diante de um fato político gravíssimo... O TCE, por onde passou tudo, está revendo o seu posicionamento. Eu analisei esses contratos e o que eu vi ali, me desculpe a franqueza, foi um atestado de incompetência.”

O discurso motivou uma série de apartes por parte da bancada do governo. Até o presidente da Casa, o deputado Guilherme Uchoa (PDT), pediu a palavra para dizer que o Executivo prestará todas as informações necessárias. Segundo levantamento da oposição, o governo teria destinado, só este ano, R$ 93,8 milhões para custear o funcionamento da Arena. Em 2014 teriam sido outros R$ 87 milhões.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Santana e Plácido

03/03


2015

Lava Jato: nomes de políticos sairão logo

Rodrigo Janot e Teori Zavascki combinam passo a passo os procedimentos que serão adotados a partir da entrega, pelo procurador-geral da República, das cerca de 40 petições sobre os políticos a serem investigados no âmbito da Operação Lava Jato. O relator do caso no STF retirará o sigilo dos pedidos de abertura de inquérito apenas depois de ler a fundamentação de cada um e tomar a decisão. A partir disso, será possível saber os nomes, a justificativa de Janot e a decisão de Zavascki. A informação é de Vera Magalhães, na Folha de S.Paulo desta terça-feira.

Os pedidos chegarão ao gabinete de Zavascki, e somente serão registrados após a decisão do relator. A retirada do sigilo pode levar de dias a semanas, segundo pessoas que acompanham a rotina dos trabalhos no STF.

O ministro tem dito a assessores que trabalhará "dia e noite" para acelerar a publicidade dos nomes, pois entende a mobilização gerada pelo caso.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se


03/03


2015

Quem tiver que pagar vai pagar, diz Janot

Da Folha de S.Paulo – Vera Magalhães e Severino Motta

Na véspera de apresentar os nomes dos políticos que devem ser investigados por suspeita de ligação com o esquema de corrupção na Petrobras, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse a um grupo de manifestantes nesta segunda-feira (2) que não vai poupar ninguém.

"Quem tiver que pagar vai pagar", disse Janot, que deixou de lado sua habitual discrição ao se dirigir a um grupo de ativistas que foi até a sede do Ministério Público Federal, em Brasília, para manifestar apoio a ele.

Formado por cerca de 20 pessoas, o grupo afirmou representar o Movimento Limpa Brasil, que se classifica como apartidário e de combate à corrupção.

Eles apoiam as manifestações contra o governo Dilma Rousseff que estão sendo convocadas nas redes sociais para 15 de março em várias cidades do país.

O procurador tirou foto segurando um cartaz com os dizeres "Janot, você é a esperança do Brasil" e disse que será uma investigação "longa". "Nós vamos apurar. Isso é um processo longo, está começando agora. A investigação começa e nós vamos até o final", afirmou.

Diante de gritos de "parabéns" e mensagens de apoio, brincou: "Se eu tiver de ser investigado, eu me investigo". Ele deixou a portaria do prédio sob aplausos, assobios e gritos de "Janot!".

O procurador promete entregar nesta terça-feira ao STF (Supremo Tribunal Federal) a lista de políticos com foro privilegiado que devem ser alvo de inquérito por participação nos desvios da Petrobras investigados pela Operação Lava Jato.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

Em 8 anos de governo PSDB, mais de 4000 processos engavetados pelo procurador

Nehemias Fernandes Jaques

Esse não é engavetador!



03/03


2015

Banco a agronegócio - o que fazem os bilionários

Da BBC

Clube de bilionários do país encolheu de 65 para 54 integrantes, segundo o ranking da revista 'Forbes' - Bancos, fazendas, cervejas e redes de TV. Essas são algumas das principais áreas onde atuam os bilionários brasileiros listados no ranking da Forbes, divulgado nesta segunda-feira.

Dos 54 bilionários do país, 13 deles têm negócios no setor bancário, como Joseph Safra, dono do banco Safra e o "banqueiro mais rico do mundo", ocupando o segundo na lista dos brasileiros e 52º no ranking geral. Três membros da família Moreira Salles, do Itaú Unibanco, também estão na lista.

Sete posições do ranking nacional estão ocupadas por brasileiros do agronegócio, como o empresário e senador Blairo Maggi (PR-MT), um dos maiores produtores de soja do mundo.

A terceira area de atuação dos bilionários brasileiros é a cerveja. Trés deles são sócios da Anheuser-Busch InBev - Jorge Paulo Lemann, primeiro lugar da lista de brasileiros deste ano e do anterior e 26º no ranking geral, Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira -, além de Walter Faria, da Itaipava.

Lei  mais´clicando aí:  De bancos a agronegócio - o que fazem os bilionários brasileiros


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se