Sopranor 5

31/05


2016

Desemprego atinge 11,4 milhões, pior índice desde 2012

Do UOL

O desemprego no país atingiu, em média, 11,2% nos três meses até abril. É a maior taxa registrada pela pesquisa, que começou a ser feita em 2012.

No período, o número de desempregados no Brasil chegou a 11,4 milhões de pessoas.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (31) e fazem parte da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). São pesquisadas 211.344 casas em cerca de 3.500 municípios. A pesquisa usa dados de trimestres móveis, ou seja, de três meses até a pesquisa. Na de abril, são usados dados de fevereiro, março e abril.

O IBGE considera desempregado quem não tem trabalho e procurou algum nos 30 dias anteriores à semana em que os dados foram coletados.

Comparação com resultados anteriores

Entre fevereiro e abril de 2016, a taxa de desemprego foi de 11,2%:

No trimestre anterior (nov-15 a jan-16), havia sido de 9,5%;

Um ano antes (fev-15 a abr-15), havia sido de 8%;

No trimestre encerrado em março (jan-16 a mar-16), havia sido de 10,9%.

O número de desempregados chegou a 11,4 milhões de pessoas:

No trimestre anterior (nov-15 a jan-16), havia sido de 9,6 milhões (alta de 18,6%);

Um ano antes (fev-15 a abr-15), havia sido de 8 milhões (alta de 42,1%);

No trimestre encerrado em março (jan-16 a mar-16), havia sido de 11,1 milhões (alta de 2,9%).

População ocupada

Segundo a pesquisa, nos três meses até abril, 90,6 milhões de pessoas tinham trabalho. Esse número caiu 1,7% em um ano, representando 1,5 milhão de pessoas.

Na comparação com o trimestre de novembro de 2015 a janeiro de 2016, a queda foi de 1,1%.

Número de carteiras assinadas cai 4,3%

Aproximadamente 1,5 milhão de pessoas ficaram sem carteira assinada em um ano, de acordo com a pesquisa, uma queda de 4,3%. Na comparação com o trimestre de novembro de 2015 a janeiro de 2016, a queda foi de 1,8%.

Esses números são apenas de carteiras assinadas no setor privado, não levando em conta trabalhadores de setores públicos, segundo o IBGE.

Rendimento médio de R$ 1.962

O rendimento médio real (ajustado pela inflação) dos trabalhadores nos três meses até abril foi de R$ 1.962, caindo 3,3% em um ano. No mesmo período de 2015, o rendimento era de R$ 2.030.

Em comparação com o trimestre de novembro de 2015 a janeiro de 2016, o rendimento ficou estável, segundo o IBGE.

Três pesquisas sobre emprego

O IBGE fazia outras duas pesquisas mensais com dados de desemprego, mas agora tem apenas a Pnad Contínua mensal, que é nacional.

A PME (Pesquisa Mensal de Emprego) media a taxa mês a mês, com base em seis regiões metropolitanas: Recife, Belo Horizonte, São Paulo, Salvador, Rio de Janeiro e Porto Alegre. A última divulgação da PME foi em março e indicou que o desemprego atingiu 8,2% em fevereiro.

A Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (Pimes) foi divulgada até fevereiro e, depois, encerrada. Segundo ela, o número de trabalhadores na indústria em 2015 caiu 6,2%, quarto ano seguido de queda e o maior tombo desde 2002, quando a pesquisa começou a ser feita.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

FMO

31/05


2016

Patriota abre encontro com assessores

O presidente da Amupe, José Patriota, prefeito de Afogados da Ingazeira, abriu, há pouco, o Segundo Encontro das Assessorias de Comunicação das Prefeituras, na sede da entidade, destinado aos assessores de imprensa do Estado. Ao lado de Patriota, compõe a mesa a prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida, também diretora da Amupe. Daqui a pouco, este blogueiro fala sobre a influência das redes sociais nas eleições.

PROGRAMAÇÃO

09h00 - Abertura

09h10 – Mesa – “As eleições e as mídias sociais”

Magno Martins – Jornalista e Blogueiro

Aldo Vilela – Jornalista e Radialista

Jota Barreto – Publicitário e Gestor da TV Cidadão

Débora Almeida – Mediadora (Prefeita de São Bento do Una)

11h00 – Palestra – “Marketing Político nas Eleições” (José Nivaldo)

José Nivaldo - Escritor, publicitário e sócio-diretor de criação da Makplan

11h30 – Palestra – A Importância das Mídias nas Eleições Municipais

Maurício Rands – Advogado, professor e vice-presidente Institucional do Diário de Pernambuco.

12h30 – Almoço

13h30 – Palestra – O IBOPE e as eleições municipais

Mauricio Garcia - Pesquisador, sociólogo e diretor do IBOPE

14h30 – Palestra – CNM e as mídias nas prefeituras

Tairo Arrial – Coordenador de comunicação da Confederação Nacional dos Municípios (CNM)

15h00 – Palestra – TRE – “Meios de comunicação nas eleições: o que pode e o que não pode”

Rosa Miranda - Assessoria de Comunicação do TRE/PE

15h30 – Henrique Melo – Professor de Direito Eleitoral/TRE/PE

16h00 – Palestra – Cartilha das Eleições Municipais 2016

Diana Câmara – Advogada na área de Direito Público e responsável técnica pela Cartilha de Eleições Municipais 2016 da AMUPE

16h30 – Apresentação – AMUPE

16h50 – Encerramento – Sorteio de brindes


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

TCE

31/05


2016

Moura: Gravações não vão interferir no nosso trabalho

Em conversa com o blog, o líder do governo na Câmara, André Moura (PSC-SE), avisou que as gravações de caciques peemedebistas não afetam o trabalho o presidente interino Michel Temer. Segundo ele, Temer continuará focado em tomar as rédeas da economia, após longo período de desajuste patrocinado pelo governo Dilma Rousseff.

As denúncias contra políticos peemedebistas não ajudam a oposição feita pelo PT contra o presidente Michel Temer?

Muito se perguntou se depois do áudio do Romero Jucá se iria contaminar as votações. Nós demos uma resposta muito firme, que estamos aqui em torno de um ideal, que é ajudar o país. Nada disso contaminou. Em uma votação que muitos acreditam que não venceríamos, nós vencemos de forma grande e maiúscula. As gravações não podem e não irão interferir nosso trabalho.

Não falta uma amarração política melhor?

Na Câmara, não tivemos nenhum problema. Quem olhava o resultado do painel, achava que a base não estava presente. É porque, em muitas votações dos vetos, a gente tinha situação de parlamentares da base que ia de encontro à situação regional dos parlamentares. Para que não tivéssemos que levar desgaste ao deputado, temos que ter esta sensibilidade, eu liberei os deputados. Até porque o não votar favoreceu o governo.

Mas e no momento decisivo?

No momento da necessidade de votar os projetos de interesse do governo, o plenário ficará cheio e votaremos as propostas de interesse do governo. Foi assim na votação da mudança da meta fiscal, tivemos um grande resultado, tanto que não houve necessidade de fazer votação nominal no Senado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner - Hapvida

31/05


2016

Minha cidade é linda

Garanhuns, no Agreste pernambucano, a 230 km do Recife, é destacada neste quadro de hoje em foto de arquivo deste blog. Na imagem, o seu famoso relógio de flores, que atrai turistas de todas as partes do país.

O início do povoamento de origem europeia das terras onde se situa o município de Garanhuns data do século XVII. Fugindo ao jugo flamengo e à escravidão, brancos e negros se deslocaram para a região, primitivamente habitada por indígenas, presumivelmente um ramo dos cariris.

Até o início de 2014, o município comemorava o dia da sua emancipação em 4 de fevereiro, data que foi alterada após uma pesquisa realizada pelo presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Garanhuns no Museu do Tombo, em Portugal.

Os principais atrativos turísticos do município são: O Festival de Inverno, O Festival de Jazz, a escultura do Cristo do Magano, o Seminário São José e o Santuário Mãe Rainha. Faça uma foto bonita da sua cidade e nos envie para postagem neste quadro pelo e-mail [email protected].


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


31/05


2016

Frutificando. O DVD de Flávio Leandro completo


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


31/05


2016

Flávio Leandro lança DVD no Recife na Passadisco

O cantor, poeta, forrozeiro e compositor Flávio Leandro, lá das barrancas do Bodocó, vem ao Recife na próxima quinta-feira para lançar o seu DVD Frutificando, gravado na concha acústica da catedral de Petrolina. A noite de autógrafos está marcada para a loja de discos Passadisco, na Estrada do Encanamento, 480, loja 7, em Parnamirim. Trata-se de um trabalho de altíssimo nível, emocionante, com as grandes canções de Flávio Leandro e a participação de Maciel Melo, Petrúcio Amorim, Alcimar Monteiro, Flávio José, Jorge de Altinho e Santana. Veja na postagem abaixo o DVD na íntegra. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes-1

31/05


2016

Nomeriano larga com ampla frente em Águas Belas

Se as eleições para prefeito de Águas Belas fossem hoje, o pré-candidato do PP, Nomeriano Martins, seria eleito com 36,9% dos votos, derrotando o petista Luiz Aroldo, pré-candidato apoiado pelo prefeito Genivaldo Menezes, que aparece com 20,9%. Em terceiro lugar desponta o socialista Agean Tenório, com 12,6% e em quarto lugar o pré-candidato do PDT, Aureliano Pinto, com 7,1%. Brancos e nulos somam 4% e 18,5% se apresentaram indecisos.

Na espontânea, modelo pelo qual o entrevistado é forçado a lembrar do nome do candidato sem o auxílio da cartela indicando todos os nomes, Nomeriano também sai na frente com 16,6% das intenções de voto, Luiz Aroldo vem em segundo com 8,3%, o prefeito Genivaldo Meneses foi citado por 6,3%, Agean Tenório por 3,7% e Aureliano Pinto, 3,1%. Brancos e nulos somam 2,3% e indecisos sobem para 59,7%.

O Instituto projetou também o cenário numa disputa que seria polarizada entre Numeriano e Aroldo. Sem os demais candidatos na disputa, Nomeriano bate seu principal adversário folgado, com 23 pontos de frente. Ficaria com 50,6% dos votos contra 27,4% de Aroldo. Dos entrevistados, 7,1% disseram que anulariam o voto e 14,9% se apresentaram indecisos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número 08353/2016.

No quesito rejeição, o pré-candidato do prefeito aparece no topo da lista. Dos entrevistados, 19,4% disseram que não votariam nele de jeito nenhum e em segundo lugar vem Nomeriano, com 13,1%. Aureliano vem em seguida com 8,9% e Agean Tenório é o último, com 7,1%. A pesquisa foi a campo entre os dias 21 e 22 deste mês, sendo aplicados 350 questionários nas seguintes localidades: Barra do Brito, Campo Grande, Centro, Comunatí, Curral Novo, Espingarda, Garanhunzinho, Garcia, Ipanema, Marias Pretas, São Sebastião, Tanquinhos e Vila São Vicente.

O intervalo de confiança estimado é de 95,0% e a margem de erro máxima estimada é de 5,2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. A modalidade de pesquisa adotada envolveu a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. Foram realizadas entrevistas pessoais e domiciliares.

Na distribuição da amostra, Nomeriano Martins tem seus maiores percentuais entre os eleitores com grau de instrução entre as séries 6ª a 9ª (44,8%), entre os eleitores com renda familiar entre três e cinco salários (42,9%) e entre os eleitores mais jovens, na faixa etária de 16 a 24 anos (43,4%). Por sexo, 38% dos seus eleitores são femininos e 35,5% masculinos.

Já o petista Luiz Aroldo tem seus maiores percentuais de intenção de voto entre os eleitores com grau de instrução superior (43,5%), entre os eleitores na faixa etária de 25 a 34 anos (26,5%) e entre os eleitores com renda familiar entre três e cinco salários (23,8%). Por sexo, 22,3% dos seus eleitores são masculinos e 19,6% femininos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Sesi 4.0

31/05


2016

Coluna da terça-feira

   Meireles barra moratória nordestina  

Os governadores do Nordeste já podem tirar o cavalinho da chuva: o presidente interino Michel Temer (PMDB) consultou à sua equipe econômica e não será possível atender ao principal pleito definido na reunião de Maceió, há 10 dias: moratória de um ano para o pagamento dos juros da divida com a União. Também não será possível atender ao pedido de quatro anos para dívidas com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Os governadores dos nove estados do Nordeste enviaram os dois pedidos, oficialmente, através de uma carta subscrita por todos eles. “Entre as diversas pautas destaco como ponto principal o pedido de rolamento das dívidas dos estados com a União por um ano, e junto ao BNDES por quatro anos. Esta é uma medida importante para saúde financeira dos estados, porque daria aos gestores mais autonomia para decisões”, disse, na ocasião, o governador Alagoas, Renan Filho (PMDB).

Moratória não é exclusividade dos governadores nordestinos, sem dinheiro em caixa para fechar suas contas. O governador em exercício do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles (PP), também já havia proposto carência de um ano dos juros que são cobrados na dívida dos estados do Sudeste com a União.

Temer não se posicionou, ainda, em relação aos outros temas abordados pelos governadores em Alagoas, como a participação dos governos nas discussões sobre ajuste fiscal que repercutam nos estados e municípios e aprovação, com urgência das PECs 152/2015 (novo regime especial de precatórios), 159/2015 (que trata dos depósitos judiciais para pagamento de precatórios) e 128/2015 (veda a criação e expansão de despesas para estados e municípios sem apresentação das fontes de receita).

Também pediram autorização urgente para contratação de novas operações de crédito como forma de retomada dos investimentos e geração de emprego; manutenção das obras estruturantes, especialmente as hídricas, como a transposição do rio São Francisco. Além da pauta econômica, os governadores pontuaram na carta a necessidade de aprovação de uma série de projetos no Congresso que podem ajudar na desburocratização de medidas para os estados.

Na mesma reunião, o grupo também tratou sobre questões de saúde, com um foco maior nos casos de microcefalia, já que os estados do Nordeste apresentaram uma maior incidência da doença. Mas o que eles mais esperam, na verdade, é autorização da União para contratação de novas operações de crédito, porque entrando dinheiro em caixa obras em andamentos seriam garantidas e, consequentemente, repercutiria na área social, com a geração de emprego e distribuição de renda.

SEM PROPINA– Na véspera de entregar o seu parecer sobre o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o relator no Conselho de Ética, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), disse, ontem, que o seu voto não irá considerar as suspeitas de recebimento de propina por parte do peemedebista. Rogério ressaltou que irá respeitar decisão do presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), e limitará o seu voto à acusação de que Cunha mentiu sobre a existência de contas bancárias no exterior.

Bruno sonha com as Princesas– Alçado a ministro das Cidades, com um orçamento de R$ 30 bilhões, o deputado Bruno Araújo (PSDB), que antes projetava disputar uma vaga de senador na reeleição de Paulo Câmara, em 2018, já está pensando mais alto. Dada a “expulsão” do DEM e do seu partido da coligação de Câmara, Bruno está avaliando a possibilidade de sair candidato a governador com o apoio do senador Aécio Neves, para quem abriria, consequentemente, um palanque próprio no Estado para o presidente nacional tucano tentar o Palácio do Planalto, mais uma vez.

Questão de ética- Interlocutores do presidente em exercício Michel Temer ressaltam que, apesar de não haver um crime nas gravações divulgadas pela TV Globo, há um questionamento ético por trás do comportamento do atual ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira. Nos áudios, ainda na condição de integrante do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Silveira aconselhava o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que na época já era investigado pela Operação Lava Jato. E também participava de conversas ao lado de outro investigado, o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado.

Aberração paraibana– Os juízes e desembargados da Paraíba pleiteiam R$ 65 milhões em auxílios. Os dois processos são de autoria da Associação dos Magistrados da Paraíba (AMPB) e serão julgados pelos 19 desembargadores que compõem o Tribunal de Justiça daquele Estado. A denúncia está sendo feita pela Associação dos Técnicos, Auxiliares e Analistas Judiciários da Paraíba (Astaj).  “De forma simplesmente administrativa, os magistrados  querem cada um, além dos salários, receber individualmente, o valor de R$ 260 mil”, denuncia o presidente da  Astaj, Camilo Amaral.

Nomeriano na Frente– Pesquisa do Instituto Opinião aponta, hoje, no meu blog, o ex-prefeito de Águas Belas, Nomeariano Martins (PP), na liderança absoluta em todos os cenários. Quando o levantamento reduz a disputa a ele e ao candidato do PT, Luiz Aroldo, ele abre uma frente de 27 pontos. Nomeriano leva ainda a vantagem de ser dentre todo os pré-candidatos o que detém a menor taxa de rejeição. 

 

CURTAS

FLÁVIO LEANDRO– O cantor, poeta, forrozeiro e compositor Flávio Leandro, lá das barrancas do Bodocó, vem ao Recife na próxima quinta-feira para lançar o seu DVD Frutificando, gravado na concha acústica da catedral de Petrolina. A noite de autógrafos está marcada para a loja de discos Passadisco, na Estrada do Encanamento, 480, loja 7, em Parnamirim. Trata-se de um trabalho de altíssimo nível, emocionante, com as grandes canções de Flávio Leandro e a participação de Maciel Melo, Petrúcio Amorim, Alcimar Monteiro, Flávio José, Jorge de Altinho e Santana.

CIDADANIA- A Câmara Municipal de Triunfo, no Sertão, a 355 km do Recife, aprovou em sessão realizada na manhã de hoje, o título de cidadão triunfense para o companheiro Adriano Roberto, que divide a bancada do Frente a Frente comigo. O autor da proposição foi o presidente da Casa, Anselmo Martins (PR), que justificou seu pedido alegando o grande carinho que o radialista tem pela cidade, prestando relevantes serviços a Triunfo por intermédio da divulgação positiva da cidade em vários meios de comunicação no Estado.

Perguntar não ofende: Quem falta mais entrar na lista dos delatados por Sérgio Machado? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

Governo poderia arrecadar R$ 43 bi com tributo sobre os mais ricos extinto por FHC.

Nehemias Fernandes Jaques

ALIADO DE AÉCIO E ANASTASIA DESVIOU R$ 14 MILHÕES PARA CAMPANHAS.


Senai 4.0

31/05


2016

Bomba: não fica um; Odebrecht vai delatar todo mundo

A Odebrecht e o Ministério Público Federal assinaram na quarta passada o documento que formaliza a negociação de delação premiada e de leniência da empreiteira no âmbito da Operação Lava Jato. As conversas já vinham ocorrendo há alguns meses, mas a partir de agora são oficiais. A informação é de Mônica Bergamo, na sua coluna desta terça-feira na folha de S.Paulo.

A colunista detalha mais:

Integrantes do Ministério Público pretendem, com a formalização, convocar até mesmo Emílio Odebrecht, ex-presidente da empresa e pai de Marcelo Odebrecht, que está preso, para dar informações.

A empreiteira se comprometeu oficialmente a detalhar o financiamento de todas as campanhas majoritárias de anos recentes com as quais colaborou –como as de Dilma Rousseff a presidente da República e Michel Temer vice e a de Aécio Neves a presidente, em 2014. Ou seja, nenhum dos grandes partidos (PT, PSDB e PMDB) deve ser poupado.

Apesar dos rumores insistentes de que Marcelo Odebrecht pode envolver diretamente Dilma, que teria pedido a ele recursos para a campanha de 2014 num encontro no Palácio da Alvorada, o tema não foi ainda abordado oficialmente com o Ministério Público Federal.

Os procuradores negociaram para ter acesso a toda a contabilidade de caixa dois da empresa, o que pode envolver centenas de políticos e até mesmo autoridades de outros poderes. Para se ter uma ideia do alcance dos dados que devem ser fornecidos, só numa das operações de busca e apreensão feitas na empreiteira foi encontrada uma lista com o nome de mais de 300 políticos.

O termo assinado pela Odebrecht e pelos procuradores não define o número exato dos executivos que devem delatar. Mas ele pode chegar a 50.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Odonto Personalité

31/05


2016

Sílvio Costa e Temer: nunca na história deste país

O deputado Silvio Costa (PTdoB-PE), um dos mais aguerridos defensores de Dilma Rousseff no processo do impeachment na Câmara, conversava com um grupo de parlamentares sobre os infortúnios do governo do peemedebista Michel Temer.

 Aos colegas, enumerava, com boa dose de satisfação, a lista de tombos levados pela nova administração, comandada pelo presidente interino.

 Após falar sobre recuos, nomeações desastradas e gravações vazadas, o deputado federal arrematou:

– Nunca na história deste país um governo provisório produziu tantas notícias definitivas.  (Natuza Ney – Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

lino perrelli

Aguerrido, nem tanto... defensor de benesses pessoais, certamente.


Naipes

31/05


2016

Lula pede ao STF delação de Pedro Corrêa

Os advogados Roberto Teixeira e Cristiano Zanin Martins, que respondem pela defesa de Lula, enviaram nota à imprensa nesta segunda-feira (30), na qual contestam as "toscas declarações do condenado reincidente Pedro Corrêa" contra o ex-presidente. Eles pediram ao Supremo Tribunal Federal acesso a todo o material relativo à delação premiada negociada entre o Ministério Público Federal e Pedro Corrêa

"Pedro Corrêa não reúne condições jurídicas, tampouco morais, para colocar em dúvida essa posição do Ministério Público Federal à época, tomada com base em elementos concretos que apontavam a inocência do ex-Presidente, tal como se verifica também agora na Lava Jato. 
A realidade é que as autoridades, após a devassa imposta a Lula e a seus familiares, não identificaram nada que pudesse comprometer a sua reputação, pela simples razão de que o ex-Presidente não praticou nenhum ato ilícito antes, durante e depois de exercer a Presidência da Republica. Há uma clara tentativa de mascarar essa realidade através de sucessivas publicações fantasiosas e provenientes de pessoas que, por cumprirem pena na prisão após condenadas pela Justiça, estão dispostas a qualquer negociação em busca da liberdade", afirmam.  (BR 247)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Arcoverde 4

31/05


2016

Demitido, mas ainda é dor de cabeça para Temer

Mesmo apeado do Ministério da Transparência, Fabiano Silveira pode continuar levando dor de cabeça a Michel Temer. O Conselho Nacional de Justiça abre, hoje, investigação prévia para apurar se ele usou o cargo de conselheiro do órgão para favorecer interesses privados.

A corregedora Nancy Andrighi viu indício de crime nas conversas em que ele orienta Renan Calheiros sobre a Lava-Jato. Ao fim dessa fase, ela deve pedir ao plenário que abra um processo contra Silveira. 

Conselheiro do órgão de 2013 a 2016 por indicação do Senado, Silveira é submetido às mesmas punições dos magistrados no exercício das funções. 

Michel Temer ainda tentou segurar seu ministro. Aliados dizem que a expressão “por enquanto” usada ao longo do dia por emissários do Planalto para dizer que ele seguiria no cargo deixou Fabiano Silveira exposto e fragilizado. 

Ao optar por mantê-lo, o presidente interino renegou o titulo de faxineiro, marca popular nas ruas, mas antipática em um Congresso parcialmente enrolado na Lava-Jato.  (Coluna Painel - Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

BM4 Marketing

31/05


2016

Líder do PMDB nega indicações

Ilimar Franco - O Globo

Reagindo à informação "O PMDB vai comandar o setor elétrico", publicada hoje nesse BLOG, o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, pede para registrar que "ele não participa nem participará" de qualquer indicação para cargos do setor elétrico. O líder também registra que a bancada "não indicou nem pediu apoio a qualquer nome".

A informação é que o PMDB vai assumir a presidência das principais empresas do setor. No caso da maior delas, a Eletrobras, será mantida nas mãos do PMDB do Senado. O atual presidente da Eletrobras, José da Costa Carvalho Neto, nomeado pelo ex-ministro de Minas e Energia Edison Lobão, e que tem o aval do ex-Presidente da República José Sarney, deve ser substituído. O novo presidente também ficará com o PMDB do Senado, e será indicado pelo presidente do Senado, Renan Calheiros e o líder Eunício Oliveira.

A reação de aliados do governo Temer, de negar indicações para cargos, tem sido uma atitude recorrente. O presidente do Senado, Renan Calheiros, e o presidente do PSDB, senador Aécio Neves, por exemplo, costumam adotar a mesma postura.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Márcio Calheiros

31/05


2016

Preso chefe do PSDB de MG, aliado de Aécio

Folha de S.Paulo – Bela Megale,Flávio Ferreira e José Marques

O ex-secretário de Ciência e Tecnologia do governo Antonio Anastasia e ex-presidente do PSDB de Minas Gerais Narcio Rodrigues (PSDB-MG) foi preso nesta segunda (30) na operação Aequalis, deflagrada pelo Ministério Público de Minas Gerais.

Rodrigues é visto como homem forte de Anastasia e também do senador Aécio Neves (PSDB-MG), chegando a despontar como um de seus principais interlocutores quando foi deputado federal e Aécio, governador de Minas.

A operação investiga o envolvimento de agentes públicos de Minas Gerais e empresários brasileiros e portugueses em esquema de desvio de recursos públicos envolvendo a construção e projetos da "Cidade das Águas", desenvolvida pela Fundação Hidroex. Segundo auditoria da Controladoria-Geral do Estado os valores desviados entre 2012 e 2014 superam R$ 14 milhões.

Além da prisão temporária de cinco dias de Rodrigues, também tiveram prisão preventiva decretada Neif Chala (ex-servidor da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado de Minas Gerais), Alexandre Pereira Horta (engenheiro do Departamento de Obras Públicas de Minas Gerais), Luciano Lourenço dos Reis (funcionário da CWP Engenharia), Maurílio Reis Bretas (sócio administrador da CWP Engenharia), e o português Hugo Alexandre Timóteo Murcho (Diretor no Brasil da multinacional portuguesa Yser e da empresa Biotev Biotecnologia Vegetal). 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


31/05


2016

PMDB vai comandar setor elétrico

Ilimar Franco - O Globo

Sem o PT no governo para dividir o comando das estatais do setor elétrico, o PMDB vai assumir a presidência das principais empresas do setor. A maior delas, a Eletrobras, será mantida nas mãos do PMDB do Senado. O critério adotado na Petrobras, para onde foi escolhido um Executivo reconhecido pelo mercado, Pedro Parente, não deve ser a regra. Na Petrobras, o presidente interino Michel Temer disse que não seriam aceitas indicações políticas. No sistema elétrico será diferente.

-- Não necessariamente. Estamos avaliando todas as alternativas. Mas a escolha será feita tendo como base a competência e a qualificação -- afirma um integrante do time de Michel Temer, ao rejeitar a existência de veto às indicações políticas.

O atual presidente da Eletrobras, José da Costa Carvalho Neto, nomeado pelo ex-ministro de Minas e Energia Edison Lobão, e que tem o aval do ex-Presidente da República José Sarney, deve ser substituído. O novo presidente também será indicado pelo PMDB do Senado, e terá como padrinhos o presidente do Senado, Renan Calheiros (foto à direita em cima), e o líder Eunício Oliveira (foto à direita embaixo). A indicação de Renan está sendo mantida em sigilo.

Uma de suas tarefas é sanear a empresa, que teve um prejuízo de R$ 14,4 bilhões no ano passado, tem uma dívida de mais de R$ 40 bilhões e está com a negociação de suas ações na Bolsa de New York. A estatal tem participação ou controle acionário de dezenas de empresas de geração e transmissão de energia, entre as quais as usinas de Belo Monte (49,98%), Jirau (40%) e Santo Antônio (39%).

PMDB do Rio também faz pressão. Ele quer retomar o controle de Furnas. O presidente local da legenda, o deputado estadual Jorge Picciani (foto à esquerda embaixo), está fazendo as gestões. Entre os ex-presidentes da empresa, indicados pelo PMDB fluminense, estão Luiz Paulo Conde (2007/2008) e Carlos Nadalutti Filho (2008/2011). Esse último caiu sob a alegação que era indicado pelo presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. O presidente atual Flávio Decat de Moura, nomeado em 2011, também teria o aval de Edison Lobão e José Sarney, embora nos bastidores se diga que eles apadrinharam uma escolha da própria Dilma.

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho (foto central), também será contemplado. Seu partido, o PSB, vai assumir a presidência da Chesf (Companhia Hidro Elétrica do São Francisco). Esse cargo era ocupado por indicações dos socialistas desde a posse do ex-presidente Lula, em 2003. Mas com a candidatura presidencial de Eduardo Campos, em 2014, a presidente afastada, Dilma Rousseff, nomeou para o cargo José Carlos de Miranda Farias, indicado pelo PP de Pernambuco.

A empresa Binacional Itaipu, que é presidida desde 2003 pelo petista Jorge Samek, também mudará de mãos. Ele já colocou seu cargo à disposição, embora seu mandato não se encerre agora, e só está esperando para fazer a transição. O próximo presidente, indicado pelo PMDB do Paraná, deve ser Rodrigo Rocha Loures, ex-presidente da Federação das Indústrias do Paraná (2203/2011) e atual vice-presidente da CNI. O empresário é pai de um dos assessores de Michel Temer, o ex-deputado Rocha Loures.

-- Conhecer o setor não é um critério absoluto. Tem que ter capacidade gerencial. O Fernando Henrique era economista? E deu no que deu (Plano Real). O Osmar Dias virou referência no agronegócio -- comenta um assessor de Temer.

Apesar disso, uma ala do PMDB paranaense defende a escolha do atual vice-presidente de Agronegócio do Banco do Brasil, Osmar Dias. Sua nomeação teria como objetivo preparar sua candidatura ao governo do Paraná em 2018. O DEM também resolveu disputar o cargo e está indicando o presidente da Companhia de Habitação do Paraná, o ex-deputado Abelardo Lupion, que tem como avalista o governador Beto Richa (PSDB).

Eletronorte, que tem sua sede em Belém, é tradicionalmente um cargo do PMDB do Pará. A escolha de seu ocupante passa pelas mãos do presidente do PMDB local, senador Jáder Barbalho (foto à esquerda em cima). O atual, Tito Cardoso de Oliveira Neto, foi indicado por Jáder. Agora, no governo Temer, Jáder continuará mandando, mas o Planalto espera que ele promova uma negociação com os senadores Petecão (PSD-AC), Omar Aziz (PSD-AM) e o ex-ministro e senador Eduardo Braga (PMDB-AM). Não se sabe ainda, se Jáder vai manter Ttio ou fazer nova indicação.

Caberá também ao PMDB nomear o presidente da Eletrosul. O cargo ficará com oPMDB de Santa Catarina. Os petistas, nos governos de Lula e da afastada Dilma, desalojaram os peemedebistas. Apenas por um breve período, no ano passado, a estatal foi presidida por Djalma Berger, irmão do senador Dário Berger (PMDB-SC). Nessa semana, a Secretaria de Governo, sob o comando do ministro Geddel Vieira Lima, deve concluir as negociações e levar os nomes para o presidente interino, Michel Temer, bater o martelo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Publicidade
Destaques

Publicidade

Opinião

Aplicativo - Frente a Frente

Publicidade

Parceiros
Programa Frente a Frente
Apoiadores