Busca


Coluna do Blog
Uchoa quer ser penta


Destaques
Coluna da sexta-feira
Armando: honrado em ministério, mas não teve convite
PSDB pede recontagem de votos; PT diz ser 3º turno
Afagos: Dilma tenta conter a 'fome' da sua base aliada
De novo? Dilma eleva para 383 milhões gasto de campanha
Deu a louca no PSDB
Cúpula do PP quer Maluf fora da presidência do partido
DEM e Solidariedade estudam fusão dos dois partidos
Assim com o FBI: PF prende 43 foragidos internacionais
Governo e PT 'pisam em ovos' com Eduardo Cunha


Opinião


Zeus nos livre das sete pragas dos gafanhotos vermelhos - José Adalberto Ribeiro
























TwitterTwitterRádio do MagnoRSS

30
10/14
Renan manda recado a Dilma: Conversa não arranca pedaço

 O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse nesta quinta-feira que o governo Dilma Rousseff precisa 'conversar mais' com o Legislativo e que 'conversar não tira pedaço', numa crítica ao modo como a interlocução é feita atualmente. Em outro recado, Renan disse que há uma aliança, mas avisou que isso não significa pensar de forma igual e que ela 'não vai cair do céu'. Para ele, é preciso dialogar de 'lado a lado'. Ele pediu que os ânimos sejam serenados com o fim das eleições. Renan também reiterou que o Senado derrubará a proposta do PT de criação de uma superestrutura de conselhos populares no governo federal.

— Definitivamente, precisamos conversar. Essa interlocução precisar estar mais presente de lado a lado. Conversa, todos sabem, não arranca pedaço — disse Renan, alertando:  — Temos uma aliança, e essa aliança vai preponderar, haja o que houver. Agora, aliança não significa pensar igualmente sobre tudo. Aliança não é isso.  De O Globo - Cristiane Jungblut)

  Escrito por Magno Martins, às 20h30
 
Comentários Comentários (5) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Ouça o Frente a Frente desta quinta-feira (30/10)

Se você perdeu o Frente a Frente desta quinta, 30 de outubro de 2014, programa que apresento de segunda-feira a sexta-feira, ao lado da jornalista Eduarda Feitosa, das 18 às 19 horas, pela Rede Nordeste de Rádio, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha FM 96,7 formada por 40 emissoras, Clique aqui e ouça agora.

  Escrito por Magno Martins, às 20h05
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
2014: Mais de 74 mil casos de corrupção foram julgados

De janeiro a julho de 2014, a Justiça Federal e as instâncias estaduais julgaram 74.186 processos relativos a corrupção. Segundo avaliação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), os juízes cumpriram umas da metas definidas pelo próprio CNJ para o Judiciário brasileiro. A expectativa é que até o final do ano os tribunais identifiquem e julguem as ações de improbidade administrativa e as ações penais relacionadas a crimes contra a administração pública.

No caso da Justiça Federal foram cumpridas 100% das metas relacionadas aos 8.057 processos ajuizados em 2012, e 75,83% dos processos cujas ações foram distribuídas até 2011. No âmbito da Justiça Estadual, foram alcançadas 35,77% das metas de combate à corrupção, com o julgamento de 50.655 processos envolvendo improbidade administrativa e crimes contra a administração pública.

Dos processos que tramitam na Justiça Federal, 13.114 envolvem crimes contra a administração pública, e 2.360 o crime de improbidade administrativa.

  Escrito por Magno Martins, às 20h00
 
Comentários Comentários (1) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Planalto tenta negociar com Câmara para evitar gastos

A ameaça de pautas controversas na Câmara dos Deputados - que acarretam mais gastos para o governo -, motivou mais uma tentativa de retomada de diálogo entre o Executivo e o Legislativo. A tensão entre os dois Poderes já estava instalada mesmo antes dos resultados nas urnas que reelegeram a presidente Dilma Rousseff e de reações parlamentares como a que derrubou, na quarta-feira, o projeto de criação da Política Nacional de Participação Popular.

Numa reunião no Palácio do Planalto, o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, optou pela cautela ao falar com o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). “A preocupação que ele revelou foi com a questão do final do ano, com questões fiscais que preocupam muito”, explicou Alves. Segundo ele, no encontro, qualificado como “respeitoso”, Mercadante apenas pediu para que fosse informado sobre as pautas que a Casa votará. “Fiquei de remeter alguns pleitos que estão aqui, apenas isso”, completou.

Uma das prioridades de Alves, que deixa a presidência da Câmara em fevereiro do próximo ano, é votar a proposta de emenda à Constituição (PEC) que ficou conhecida como PEC do Orçamento Impositivo. “Há um destaque supressivo em relação a saúde, que parte da oposição quer alterar. A matéria voltará ao Senado e vou conversar com a oposição para ver se chegamos a um entendimento. Quero ver se consigo manter o texto do Senado”, antecipou.

  Escrito por Magno Martins, às 19h30
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Renan nega 'pauta-bomba' no Senado

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), negou hoje que a Casa irá colocar em votação projetos que causem impacto nos gastos do governo federal, as chamadas "pautas-bomba". O senador, porém, prometeu colocar em votação na próxima quarta-feira o projeto que muda o índice de correção das dívidas de estados e municípios com a União.

"Não há aqui no Senado essa preocupação [com os projetos que causem impacto nos gastos do governo]. Não haverá pauta-bomba. Temos preocupação com o equilíbrio fiscal”, afirmou Renan em entrevista nesta tarde.

Preocupado com eventuais aumentos de gastos no fim do ano, o Planalto pediu ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) que informe quais pautas com impacto nos cofres públicos poderão ser votadas nos próximos dois meses, segundo informou o deputado nesta quinta-feira. Renan disse que não foi procurado pelo governo, mas que não há "com o que se preocupar".

  Escrito por Magno Martins, às 19h00
 
Comentários Comentários (2) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Governo promove parceria pela reinserção social



Bernardo D’Almeida, secretário estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, recebeu hoje em seu gabinete, Giuseppe Carbone, diretor executivo da Foundation Advent-Stiftung da America Latina, entidade suíça com fins sócio-humanitários, que em Pernambuco é representada pela Ação Solidária Adventista.

Com a missão de promover a reinserção social dos egressos e liberados do sistema prisional do estado, Bernardo e Giuseppe fecharam parceria para implantar e dar continuidade aos cursos que vêm sendo desenvolvido nas unidades prisionais. Os cursos de cabeleireiro e depilação já vêm acontecendo na Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima; o de panificação, acontece na padaria implantada na Penitenciária Agro-Industrial São João - PAISJ, localizado na Ilha de Itamaracá, com o apoio da Foundation Advent-Stiftung, e já formou 32 reeducandos, que estão aptos a exercer a função.

Giuseppe informou ainda que, a entidade suíça vai  implantar mais dois cursos, o primeiro na PAISJ, de mecânico de bicicleta, e o segundo de corte e costura, acontecerá na sede do Patronato Penitenciário, destinado aos egressos e seus familiares.

Segundo Bernardo, a iniciativa veio para valorizar as habilidades que muitos já possuem, ampliando desta forma a possibilidade da reinserção social e no mercado de trabalho. “O trabalho que a Foundation Advent-Stiftung vem desenvolvendo com os reeducandos e seus familiares é de grande importância, pois isso é uma forma de resgatar os vínculos social e familiar”, destacou.

  Escrito por Magno Martins, às 18h35
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
PT atribui movimento do PMDB na Câmara a ressentimento

Enquanto o PMDB se articula para isolar o PT na Câmara dos Deputados, os petistas pregam a retomada do diálogo e a "reconstrução de pontes" com o aliado. Na avaliação dos deputados do PT, o acirramento da disputa no Parlamento se deve ao rancor dos derrotados no processo eleitoral.

Para os petistas, embora o PMDB tenha dado aval para que seu líder, Eduardo Cunha (RJ), dispute a presidência da Câmara na próxima legislatura, há uma divisão interna na sigla que pode minar a iniciativa. Alguns são aliados do vice-presidente Michel Temer e pró-governo, outros são próximos de Cunha e defendem a queda de braço com o Palácio do Planalto. O comportamento da bancada peemedebista, afirmam os petistas, também se deve ao fato de parte da legenda ter apoiado a candidatura de Aécio Neves (PSDB) à Presidência da República.

"Muitos estão chateados por não terem sido eleitos, então não baixou a poeira. Mas isso (clima de beligerância) não vai sobreviver", comentou um dos vice-líderes da bancada do PT, Carlos Zarattini (SP). Na visão do deputado, a divisão no PMDB acaba tensionando toda a Câmara por se tratar do segundo maior partido e, como Cunha tenta se viabilizar como candidato ao comando da Casa, suas ações contra o governo visam atrair os votos da oposição. "Vamos discutir nossa candidatura com os outros partidos e com parte do PMDB", avisou Zarattini.

  Escrito por Magno Martins, às 18h07
 
Comentários Comentários (4) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Lessa e Feitosa no Frente a Frente

Os deputados Aluizio Lessa (PSB) e Alberto Feitosa, além do professor Walber Agra, são os principais entrevistados do Frente a Frente de hoje, programa que apresento pela Rede Nordeste de Rádio, das 18 às 19 horas, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM. Veja abaixo as demais emissoras que integram a rede:

Arcoverde - Itapuama FM 99,3
Afogados da Ingazeira – Rádio Pajeú AM (1.500)
Belém de São Francisco – Educadora AM (1.470)
Belo Jardim FM – 104,9
Bom Conselho – Papacaça AM (1.470)
Cabo de Santo Agostinho – Rádio Calheta FM (98,5)
Caruaru - Cultura AM (1.130)
Custódia – Custódia FM (88,5)
Granito – Rádio Beto Som (104,9)
Itacuruba – Itacuruba FM (87,9)
Mirandiba – Nova FM (87,9)
Orocó – Brígida FM (104,9)
Parnamirim – Rádio Beto Som (104,9)
Petrolina – Petrolina FM 98,3
Recife - Rádio Folha (96,7)
Recife – Rádio Planalto AM (950)
Salgueiro – Salgueiro FM (102,9)
Santa Cruz do Capibaribe – Polo FM (101,9)
Santa Maria da Boa Vista – Santa Maria FM (87,9)
São Bento – São Bento FM (104,9)
São Caetano – Cruzeiro FM (104,9)
São José do Egito – Nova Rádio Cultura AM (1.320)
Serra Talhada – Líder do Vale FM (99,7)
Sertânia – Sertânia FM (100,1)
Surubim - Integração FM (88,5)
Tabira – Cidade FM (88,7)
Terra Nova – Terra Nova FM (104,9)
Verdejante - Verdejante FM (104,9)
Nova Timbaúba FM 96,9
Alagoas - Maragogi FM (97.3
Petrolândia - Aliança FM 104,9
Garanhuns – 97,9
Vale do Acaí-FM 104,9 – Poção
Tuparetama - Tupã FM 104,9

Nova FM 106,7 – Gravatá

  Escrito por Magno Martins, às 18h01
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Lessa diz que presidente da Alepe deve sair do PSB

Em entrevista, há pouco, ao Frente a Frente, o deputado Aluísio Lessa (PSB), um dos nomes cotados para disputar a presidência da Assembleia, para o biênio 2015-2016, afirmou não ter nada de pessoal contra o atual presidente Guilherme Uchoa (PDT), mas entende que o futuro presidente da Casa deve ser escolhido a partir do critério da proporcionalidade. 

 'E pela proporcionalidade, o maior partido é o PSB', disse Lessa, adiantando que há também um sentimento na Casa pela renovação. 'Até mesmo para se adequar ao ares de renovação do Governo do Estado com a eleição de Paulo Câmara', disse Lessa. O programa vai ao ar das 18h às 19h, pela rede Nordeste de Rádio, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha FM.

  Escrito por Magno Martins, às 17h46
 
Comentários Comentários (1) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Câmara se encontra com empresários e gestores italianos



O governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara, e o vice-governador eleito, Raul Henry, participaram, ontem à noite, de um jantar na Embaixada do Brasil em Roma com empresários italianos e brasileiros, e representantes do Governo da Itália, interessados em investir no Estado. Algumas das empresas – como a Fiat e a Mossi & Ghisof - já contam com unidades em Pernambuco.

“Pernambuco criou um ambiente favorável à atração de investimentos que geram emprego e renda para nossa gente. Os italianos, por meio de várias empresas, já participam dessa nova etapa da economia do Estado”, disse Paulo Câmara. Com a expansão da economia pernambucana nos últimos anos, os empresários buscaram informações sobre novas possibilidades de disputar o crescente mercado consumidor de Pernambuco e do Nordeste.

O encontro, organizado pelo embaixador do Brasil, Ricardo Neiva Tavares, contou com as presenças de representantes da empresas Fiat, Pirelli, Mossi & Ghisofi, Ferrero e da Led Brasil Group.

Também participaram da reunião com o governador e o vice eleitos, os representantes da Sociedade Italiana para as Empresas no Exterior (Massimo D’Aiuto), da Companhia de Serviços de Seguros de Comércio Exterior (Massimiliano Vitale), e do Instituto Italiano para o Comércio Exterior (Giovanni Sacchi), além dos reitores Marco Gilli e Enrico Macci, do Instituto Politécnico de Turim, do prefeito de Turim (Piero Fassino) e de diplomatas brasileiros das áreas de Investimentos, Educação e Ciência e Tecnologia.

  Escrito por Magno Martins, às 17h24
 
Comentários Comentários (1) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Em vídeo, Lula diz que o PT precisa ser respeitado

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, em vídeo postado em sua página no Facebook, que as ofensas contra o PT durante o processo eleitoral ajudaram a disseminar o ódio. "Você pode disseminar a divergência, é próprio da democracia. Você pode não gostar do PT, mas tem de respeitar o PT", disse, no terceiro vídeo da série em que comenta as eleições 2014 e os rumos do Brasil a partir do próximo ano.

Segundo o ex-presidente, no Brasil sem um governo petista "uma grande parcela da sociedade estaria marginalizada como sempre esteve". "Toda vez que aparece alguém disposto de cuidar do mais marginalizado, tem gente que não gosta, que fica com certo ódio" afirmou.

Lula lembrou a história do partido e afirmou que se a parcela que critica o PT conhecesse um pouco mais a história do Brasil compreenderia a importância da sigla. "Essa gente tem de compreender o papel importante que o PT fez para a democracia brasileira", ressaltou, apontando feitos do governo Lula-Dilma, como a inclusão de mais pobres nas universidades.

  Escrito por Magno Martins, às 16h36
 
Comentários Comentários (17) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
CPI mista não vai quebrar sigilo de empreiteiras

O relator da CPI mista da Petrobras, deputado Marco Maia (PT-RS), afirmou ontem, que não vai quebrar sigilos de empreiteiras suspeitas de integrar o esquema da Petrobras. "O problema para a quebra de sigilo é que demora muito para chegar, 60 dias, Então pode ser inócuo você quebrar sigilo agora", alegou.

"Também não acho que haja a necessidade de quebra de novos sigilos neste momento", continuou Maia. "Nós temos todas as informações da Operação Lava Jato, todos os sigilos que necessariamente seriam importantes serem quebrados", concluiu o relator da Comissão Parlamentar de Inquérito.

  Escrito por Magno Martins, às 16h00
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Alves: julgamento deve ser feito pelo pleno do STF

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), voltou a questionar nesta quinta-feira a mudança regimental feita pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento de políticos. Desde junho deste ano, os julgamentos de processos penais contra autoridades estão a cargo das Turmas do Supremo, o que permite que os parlamentares sejam condenados ou mesmo inocentados com apenas dois votos.

"Estamos ponderando que, na interpretação da Casa, qualquer julgamento de parlamentar tem de ser do pleno do Supremo", insistiu Alves. Técnicos da Câmara ainda examinam qual instrumento jurídico usarão para a contestação. "Queremos que Supremo examine isso do ponto de vista ético e institucional", completou.

Ontem, Alves informou ao presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, que questionará judicialmente a transferência dos julgamentos para as Turmas. A ida de Alves ao STF foi motivada pela condenação, na semana passada, do deputado Protógenes Queiroz (PCdoB-SP). Os ministros da 2ª Turma do STF confirmaram a condenação do deputado a uma pena de 2 anos e 6 meses de reclusão por violação de sigilo funcional qualificado. O delito foi praticado na época da Operação Satiagraha, quando Protógenes atuava como delegado da Polícia Federal.

  Escrito por Magno Martins, às 15h30
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Presidente da Vale nega convite para a Fazenda

Em teleconferência com analistas nesta quinta-feira, o presidente da Vale, Murilo Ferreira, negou ter recebido convite para ser ministro no novo governo da presidente Dilma Rousseff, reeleita no último domingo.

Nos últimos dias, especulações apontavam o nome do executivo como um dos indicados para ocupar o Ministério da Fazenda. "Na verdade não recebi nenhum convite ou fui consultado para ser ministro", disse Ferreira.

O presidente executivo do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, ainda continua como uma das possibilidades da presidente para a pasta, mas estaria colocando resistências para aceitar a missão de comandar a economia brasileira.

  Escrito por Magno Martins, às 15h06
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Há perspectiva de fusão com outras siglas, diz Agripino

Com uma bancada reduzida à metade nesta eleição em comparação à de 2010, o presidente nacional do DEM, José Agripino Maia (RN), considera que "há perspectivas" de a legenda se fundir com outras nos próximos meses. O dirigente afirmou, no entanto, que essa discussão não está na pauta "neste momento".

Em entrevista nesta quinta-feira, Maia falou sobre o futuro do partido e lamentou a derrota na disputa pelo governo da Bahia, único Estado onde o DEM tinha possibilidade de vitória nesta eleição. "Há perspectivas ou a possibilidade de fusões, mas não está na nossa pauta neste momento", afirmou o dirigente. Segundo ele, uma decisão final ainda deve passar pelos presidentes estaduais das legendas envolvidas nas discussões.

"Estamos conversando. Houve um almoço de líderes partidários nesta semana, que reuniu DEM, Solidariedade, PSD, PSDC. Todos estão conversando sobre a prática da linha de oposição, linguagem da oposição e perspectiva de bloco. Se a perspectiva de blocos evoluir para fusões, poderá ser discutida, porque fusão tem implicações que remetem aos Estados. É uma coisa que tem de ser muito bem cuidada, precisa ter muita cautela", ressaltou. Para Agripino Maia, não está descartada, entretanto, a formação de blocos no Congresso com intuito de disputar cargos estratégicos como presidência de comissões e relatorias.

  Escrito por Magno Martins, às 14h35
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Senado: comissão aprova convite para ouvir Graça Foster

A Comissão de Relações Exteriores (CRE) do Senado aprovou, hoje, um convite para ouvir a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, sobre um pagamento extra no valor de US$ 434 milhões feito pela estatal brasileira à Bolívia pelo envio de um excedente de gás natural do país vizinho ao Brasil. Por se tratar de convite, de acordo com o regimento interno da Casa, Graça Foster não é obrigada a comparecer.

Autor do requerimento de convite, o presidente da CRE, senador Ricardo Ferraço (PMDB), quer que Graça participe, até o final do ano, da audiência pública conjunta da comissão que preside e da Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) para tratar do assunto. "Dessa forma, tendo em vista a importância da Petrobras para o País e a gravidade do que foi noticiado, é que requeiro a realização de Audiência Pública, com a máxima urgência possível" justificou o senador capixaba, no requerimento.

O pedido tem como base reportagem do jornal Folha de S.Paulo do dia 19 de agosto que relata a celebração do acordo entre a Petrobras e o governo boliviano. Segundo a matéria, a negociação foi iniciada há mais de sete anos, ainda no governo do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante visita ao presidente da Bolívia, Evo Morales, ao Brasil.

  Escrito por Magno Martins, às 14h07
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Prefeito de Sertânia perde cargo no PSDB, avisa Daniel



Vice-presidente da executiva estadual do PSDB, o deputado Daniel Coelho disse, há pouco, ao blog, que o prefeito de Sertânia, Guga Lins (PSDB), vai sofrer punições por ter descumprido uma orientação do partido votando na presidente Dilma no primeiro e no segundo turno. “No mínimo, perderá o controle do diretório municipal”, afirmou.

Quanto à expulsão, que se traduziria na penalidade máxima, o deputado disse que dependerá da executiva estadual. “Na próxima reunião da executiva daremos espaço para o prefeito falar e se defender. Não podemos tomar uma decisão mais radical sem antes ouvir o prefeito”, avaliou Daniel.

Segundo ele, o caso do prefeito de Sertânia não é isolado. “Temos informações de alguns diretórios municipais que votaram em Dilma, como é o caso de Afogados da Ingazeira. Neste caso, vamos agir e afastar esses diretorianos”, disse o tucano, acrescentando que já começou a tratar desta pauta com o presidente estadual, Bruno Araújo, e o deputado Betinho Gomes, também integrante da executiva.

  Escrito por Magno Martins, às 13h32
 
Comentários Comentários (6) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Salgueiro: PF apreende máquinas em terreno de servidor



A Polícia Federal apreendeu, ontem, em Salgueiro, a 520 km do Recife, duas máquinas agrícolas numa fazenda do servidor público Johan Solano, diretor da Trânsito da Prefeitura do Município. As informações sinalizam que os equipamentos são de um programa do Governo Federal e deveriam estar a serviço da prefeitura, mas estariam sendo usadas em benfeitorias do proprietário do terreno, que detém cargo de confiança na Prefeitura.

Ouvido pelo blog, o prefeito de Salgueiro, Marcones Libório (PSB), confirmou que Johan é servidor municipal, mas descartou que tenha cometido algum crime. “O município tem um programa de desassoreamento de pequenos açudes e Johan, como proprietário rural, estava no programa, não vejo nenhuma ilegalidade nisso”, afirmou Libório.

Para o prefeito, o que está ocorrendo, na verdade, é um terceiro turno em Salgueiro. “A denúncia chegou à PF por vereadores da oposição e Johan é parente do deputado Gonzaga Patriota”, disse Libório, para quem seus opositores ainda não desceram do palanque no município.

  Escrito por Magno Martins, às 12h55
 
Comentários Comentários (5) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Petrobras informa nome de empresas que farão auditoria

A Petrobras enviou na manhã de hoje, um comunicado ao mercado confirmando os nomes das consultorias que contratou para ajudar na apuração de acusações feitas pelo ex-diretor Paulo Roberto Costa. As empresas independentes especializadas em investigação são a banca Trench, Rossi e Watanabe Advogados e a americana Gibson, Dunn & Crutcher.

Em nota, a Petrobras explica que as empresas vão ajudar na apuração da extensão e impacto das ações que porventura tenham sido cometidas no contexto das alegações feitas pelo ex-diretor de Abastecimento, "bem como apurar fatos e circunstâncias correlatos que tenham impacto material sobre os negócios da companhia".

Na terça-feira, o escritório de advocacia Trench, Rossi e Watanabe havia informado ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, que era uma das duas empresas independentes contratadas pela Petrobras. Em nota, o escritório diz que assinou contrato de prestação de serviços de consultoria jurídica para "apurar a licitude das condutas ou ocorrências relacionadas a Operação Lava Jato".

Um dia antes, a petroleira havia informado sobre a contratação de duas empresas para investigar internamente as denúncias de corrupção feitas pelo ex-diretor Paulo Roberto Costa e pelo doleiro Alberto Youssef, sem revelar seus nomes.

  Escrito por Magno Martins, às 12h41
 
Comentários Comentários (1) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

30
10/14
Dilma vai vetar prazo maior para fim de lixões

A presidente Dilma Rousseff vai vetar o dispositivo aprovado na Medida Provisória 651 que prorroga até 2018 o prazo para as cidades transformarem os lixões em aterros sanitários, dando destino adequado a resíduos sólidos. "Há a decisão de vetar", anunciou nesta quarta, o líder governista no Congresso, senador José Pimentel (PT-CE).

Um acordo foi costurado pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR) para que a MP 651 fosse aprovada. A medida regulamenta a desoneração da folha de pagamento e reabre o programa de parcelamento de débitos tributários de empresas e pessoas físicas (Refis da Crise). A inclusão dos lixões causou atrito entre a oposição e a base aliada do governo. Por isso, definiu-se que Dilma vetaria o trecho e resgataria o tema em outra medida provisória.

"Para esse artigo, vamos apresentar na MP 656 um dispositivo que prevê a prorrogação por dois anos e garante recursos federais para a implementação da política de resíduos sólidos do Brasil", afirmou Jucá. O senador sinalizou que a decisão virá acompanhada de mais recursos da União para as prefeituras. "Se nós apenas prorrogarmos o prazo, sem nenhum tipo de ajuda aos municípios para realizarem esses aterros sanitários, nós estaremos apenas postergando o cumprimento de uma lei que não será cumprida."

Os prefeitos pressionam pela extensão do prazo. A data limite era 2 de agosto deste ano, causando insegurança jurídica para os municípios que descumprissem a determinação de instalar aterros sanitários.

  Escrito por Magno Martins, às 12h09
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  


Copyright Magno Martins. 2011. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.