FMO

24/08


2016

Paulo e Ana Luiza lançam o “Horta em Todo o Canto”

A promoção de hortas orgânicas em espaços públicos do Estado como recurso para estimular o consumo de alimentos saudáveis. Foi com esse objetivo que o governador Paulo Câmara e a primeira-dama Ana Luiza lançaram, hoje, o programa Horta em Todo Canto. Coordenada pela Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional de Pernambuco (CAISAN-PE), a iniciativa promove o cultivo de alimentos sem a utilização de agrotóxicos em equipamentos da administração estadual. Um ato no Palácio do Campo das Princesas, área central do Recife, marcou a entrega da primeira horta - implantada nos jardins do prédio histórico. A iniciativa foi idealizada pela primeira-dama.

"Esse projeto é um exemplo importante que tem o apoio do Legislativo, do Judiciário e da universidade (UFRPE). A partir desse programa, o servidor pode dedicar alguns minutos do seu dia para cuidar de produtos que vão gerar segurança alimentar", destacou Paulo Câmara.  O chefe do Executivo estadual ressaltou que o baixo custo para a implantação também deve contribuir para a proliferação das hortas em outros espaços do Governo de Pernambuco. "Foram investidos pouco mais de R$ 4 mil, através do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), para aquisição das primeiras sementes, que serão distribuídas em outros órgãos da administração pública", informou. .

As hortas comunitárias do projeto também vão inspirar os pernambucanos a desenvolverem boas práticas ambientais e cívicas. A partir dessa iniciativa nos espaços públicos, o Governo do Estado pretende criar um efeito mobilizador. E, com isso, levar a atividade a outros setores da sociedade local. Além de unir as pessoas e aumentar a qualidade dos envolvidos, as hortas alteram a paisagem, proporcionando uma integração com a natureza em grandes centros urbanos. "A iniciativa faz toda a diferença na rotina das pessoas. A gente dá o pontapé inicial com o objetivo de contribuir para que essa experiência seja replicada em diversos espaços", grifou Paulo Câmara.

Além da horta do Palácio do Campo das Princesas, o cronograma prevê a entrega, nos próximos meses, de outros quatro canteiros: nos hospitais Otávio de Freitas e Ulysses Pernambucano, ambos no Recife; no Centro de Convenções de Pernambuco, localizado em Olinda; e no IPA, onde funcionará a horta-escola.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Agência Comunicação

24/08


2016

“Gilmar deve por mão na consciência”, diz deputado

O relator da comissão especial que analisa as dez medidas contra a corrupção do Ministério Público Federal (MPF), Onyx Lorenzoni (DEM-RS), rebateu as críticas do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, à proposta. Durante audiência pública do colegiado, nesta quarta-feira, Lorenzoni disse que Mendes deveria colocar a "mão na consciência e fazer uma reflexão muito séria" sobre o assunto.

"Ele (Mendes) defende o sistema jurídico atual, mas como é que um sistema tão eficiente transformou esse país nesse horror de corrupção?", questionou Lorenzoni. O relator voltou a defender o projeto. "Este parlamento tem inúmeros defeitos, mas tudo que foi produzido aqui a partir de iniciativa popular melhorou o sistema. Desafio quem disser o contrário", indagou o relator, citando a Lei da Ficha Limpa, aprovada em 2010.

Na terça-feira, 23, Mendes criticou diversos pontos do projeto, como o que prevê o uso de provas obtidas de maneira ilícita quando houver boa-fé, e disse que o pacote não pode ser aprovado na íntegra. Ao jornal O Estado de S. Paulo, o ministro afirmou que os procuradores precisam "calçar as sandálias da humildade". Ele acusou o MP de cometer abusos e de ter vazado a delação do empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, citando o ministro Dias Toffoli, por vingança.

"Eu vi outro dia na TV uma procuradora da República falando que o Congresso tem que aprovar o projeto (das dez medidas) porque teve o apoio popular. Ora, de onde tiraram essa autoridade, essa legitimidade?", perguntou Mendes. O ministro disse ainda que "o recado está dado". "Isso não vai prosseguir assim, a gente tem instrumentos para se colocar freios. (...) Isso já ocorreu antes no Brasil. O cemitério está cheio desses heróis."

Na semana passada, o presidente do TSE se envolveu em outra polêmica ao dizer que a Lei da Ficha Limpa "parece ter sido feita por bêbados". "Sem querer ofender ninguém, mas já ofendendo, parece que a Lei da Ficha Limpa foi feita por bêbados. É uma lei mal feita, nós sabemos disso", afirmou o ministro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Sopranor 1

24/08


2016

Secretário apresenta redução nos números de acidentes

O secretário estadual de Saúde, Iran Costa, apresentou, na manhã de hoje, durante reunião do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), em Brasília, o cenário dos acidentes de moto em Pernambuco e as ações bem sucedidas do Governo do Estado, que possibilitaram uma redução de 12,3% nos óbitos em 2015. Apesar da queda nos números, os acidentes ainda têm um impacto financeiro e social alarmante em todo o País – que exigem ações efetivas e coordenadas, reunindo municípios, Estados e Governo Federal.

De acordo com o secretário, em 2015, 32.881 condutores de motos se envolveram em acidentes de trânsito (5,5% a menos que 2014, quando foram registrados 34.794) e 719 vieram a óbito (uma redução de 12,3% em relação a 2014, que apresentou 820 registros). Já a taxa de óbitos de acidentes de moto por 100 mil habitantes também apresentou queda, saindo de 8,8, em 2014, para 7,7 em 2015, um recuo de 12,9%.

Já no primeiro quadrimestre de 2016, o Estado também registrou uma diminuição no número de motociclistas atendidos em grandes emergências. No Hospital da Restauração (HR), no Recife, de janeiro a abril de 2016, foram 1.043 atendimento contra 1.329 atendimentos no mesmo período de 2015, uma redução de 22%. No Hospital Regional do Agreste (HRA), em Caruaru, foram 798 em 2016 e 1.046 em 2015, uma queda de 22,6%.

“Os dados mostram que as ações de fiscalização e educação no trânsito, como a regulamentação dos veículos ciclomotores, estão ajudando a salvar vidas. Só a Operação Lei Seca conseguiu aumentar em 10 mil abordagens a veículos em 2015. Mas precisamos continuar intensificando essas atividades para aumentar ainda mais a segurança no trânsito. Essas medidas também possibilitarão diminuir a epidemia de acidentados nos hospitais de trauma do Estado e a diminuir os gastos do Estado com essa situação”, afirmou o secretário Iran Costa.

Só em 2015, Pernambuco gastou R$ 917 milhões com os acidentados, valor que envolve a rede de saúde, previdência e outras áreas. O quantitativo foi 23% menor que 2014, quando foram utilizados R$ 1,19 bilhão. Mesmo assim, o secretário avalia que o montante ainda é muito alto. “Com os R$ 917 milhões gastos com acidentados de moto poderíamos cuidar dos pacientes com câncer em Pernambuco durante seis anos ou manter o Hospital da Restauração, maior emergência do Norte e Nordeste, funcionando durante quatro anos”, ressalta.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner - Hapvida

24/08


2016

Raquel pede investimentos para o aeroporto de Caruaru

Reformas anunciadas pelo Governo de Pernambuco nos aeroportos regionais de Garanhuns, no Agreste, e de Serra Talhada, Sertão do Pajeú, provocaram reivindicações da deputada Raquel Lyra (PSDB) a respeito de investimentos em Caruaru, também no Agreste.

A parlamentar pediu ao Poder Executivo, ontem, no plenário da Assembleia Legislativa, que inclua o equipamento de Caruaru no programa de estruturação de aeroportos, que deve ser levado à frente para receber, nas cidades do Interior, voos da Azul Linhas Aéreas com saída do Recife.

 “Não faço aqui nenhum registro contra as reformas anunciadas, mas Caruaru como centro industrial e logístico do Agreste deveria também ser contemplada”, defendeu. “Nossa cidade é líder, juntamente com Toritama e Santa Cruz do Capibaribe, do segundo maior polo de confecções do País, e padece de infraestrutura para o escoamento da mercadoria de forma eficiente”, analisou a tucana, que prometeu levar o pleito à Secretaria de Turismo e ao governador Paulo Câmara.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/08


2016

Em entrevista, Tony Gel detalha seu plano de governo

Em entrevista concedida, ontem, à Rádio Jornal Caruaru, Tony Gel (PMDB), candidato à Prefeitura municipal, destacou os principais pontos do seu plano de governo para as áreas da segurança pública, mobilidade urbana, saúde e educação. Segundo o candidato, suas propostas irão atender as necessidades mais solicitadas pela população nos bairros da cidade.

Na Educação, Tony Gel disse que, em seu governo, foram construídas mais de 200 salas de aula para evitar anexos nas escolas. Caso eleito, o candidato pretende aumentar o número de instituições de ensino e evitar os anexos. Tony Gel também disse que pretende revisar o Plano de Cargos e Carreira (PCC) dos professores municipais e estimular a capacitação destes profissionais.

Na Segurança, Gel propõe mudanças na estratégia de funcionamento da Destra. A meta é tornar a Autarquia de Trânsito e Transporte mais educativa do que punitiva. O candidato também propõe que seja criada uma Secretaria de Segurança Comunitária, para organizar a Guarda Municipal e o trânsito da cidade. Para mobilidade urbana, o candidato lembrou-se das ações feitas em seu governo, como o binário do bairro Maurício de Nassau e o Anel Viário. Para ele, é necessário concluir a obra para desafogar o trânsito da cidade, e ainda a criação de corredores exclusivos para os ônibus. "Caruaru é uma cidade que não foi planejada no seu início", justificou.

Quanto a Saúde, o candidato já anunciou que convocará o médico Oscar Capistrano para assumir a secretaria municipal de Saúde. Capistrano dedicou-se à pasta ainda na primeira gestão de Tony e ajudou a mudar o quadro da saúde no município.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/08


2016

Teori manda redistribuir inquérito contra Eduardo Cunha

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou para redistribuição um dos inquéritos que tramita na Corte contra o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A investigação trata da suposta negociação de emendas em medidas provisórias para favorecer bancos e empresários.

Pela investigação, mantida sob sigilo no STF, as emendas que Cunha negociava trariam benefícios ao banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, e ao executivo Léo Pinheiro, da OAS.

Para Teori Zavascki, a investigação não tem relação com os desdobramentos da Operação Lava Jato, pois não trata do esquema de corrupção envolvendo a Petrobras. Por isso, ele encaminhou o caso para a presidência do STF fazer a redistribuição e passar o caso para o gabinete de outro ministro.

Em delação premiada, o senador cassado Delcídio Amaral (ex-PT) chamou Cunha de "menino de recados" do banqueiro André Esteves em assuntos de interesse do BTG, "especialmente no que tange a emendas às Medidas Provisórias que tramitam no Congresso".

No ano passado, os investigadores encontraram um papel em que é mencionado suposto pagamento de R$ 45 milhões em propina ao então presidente da Câmara para alterar uma medida provisória que beneficiaria o banco. O papel foi encontrado em uma busca realizada na residência do então chefe de gabinete de Delcídio, Diogo Ferreira, antes da delação premiada do ex-senador.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Senai 4.0

24/08


2016

PCR inaugura base do SAMU no Hospital da Mulher

A partir de hoje, às 14h, o Hospital da Mulher do Recife (HMR) recebe uma base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU 192, às margens da BR – 101, no bairro do Curado. Este será o 10º ponto de apoio do Serviço, reforçando a estratégia de descentralização do SAMU, que em três anos aumentou o número de 04 bases para 10, com a proposta de reduzir o tempo de resposta ao facilitar o deslocamento para todas as regiões da cidade.

Nos últimos três anos, a frota de veículos do Serviço também foi renovada, além da contratação de 132 profissionais, sendo 47 médicos. A Central de Regulação Médica recebeu novo sistema mais eficiente, com recursos especiais, incluindo o georeferenciamento, permitindo maior agilidade no atendimento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos

Fazendo propaganda do mentiroso Geraldo Julio.


Sesi 4.0

24/08


2016

Fim de semana com palestras sobre política no Recife

Dois importantes nomes da política nacional estarão no Recife neste fim de semana. No sábado, o promotor do Ministério Público Federal, Deltan Dalagnoll, vai falar sobre a operação Lava Jato, que desarticulou o esquema de corrupção na Petrobras.

Já a ex-senadora Marina Silva, da Rede, estará no Recife no domingo para conversar com voluntários e integrantes de movimentos sociais. Será uma palestra para fortalecer o movimento de empreendedorismo social que cresce fortemente em Pernambuco.                        

As palestras estão sendo promovidas pela ONG Novo Jeito e pelo Porto Social. Organizações que incentivam o empreendedorismo social no Estado, criadas pelo empresário Fábio Silva. "Serão momentos importantes para conhecer detalhes sobre a luta contra a corrupção no País e também para incentivar aqueles que, mesmo sem apoio, transformam as comunidades onde vivem através do voluntariado", afirma Fábio


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Odonto Personalité

24/08


2016

Nove ex-ministros de Dilma vão julgá-la no Senado

Do G1

Dos 81 senadores que participarão do julgamento final da presidente afastada Dilma Rousseff no processo de impeachment, nove foram ministros do governo da petista. O julgamento terá início nesta quinta-feira (25) no plenário do Senado, e deve se estender até a próxima semana.

Os nove senadores que integraram o governo de Dilma e que participarão do julgamento são:

-  Eduardo Braga (PMDB-AM), ex-ministro de Minas e Energia;

- Edison Lobão (PMDB-MA), que comandou Minas e Energia;

- Garibaldi Alves (PMDB-RN), ex-ministro da Previdência;

- Marta Suplicy (PMDB-SP), que chefiou a Cultura;

- Armando Monteiro (PTB-PE), ex-titular do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior;

- Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), ex-chefe da Integração Nacional;

- Kátia Abreu (PMDB-TO), que comandou a Agricultura;

- Gleisi Hoffmann (PT-PR), ex-chefe da Casa Civil;

- Eduardo Lopes (PRB-RJ), ex-ministro da Pesca.

Embora tenham, em algum momento do governo, atuado como auxiliares da petista na Esplanada dos Ministérios, nem todos votarão contra o impeachment.

A tendência é que cinco deles se posicionem a favor da destituição da petista: Eduardo Braga, Lobão, Garibaldi Alves, Marta Suplicy e Fernando Bezerra. Já Gleisi, Kátia Abreu e Armando Monteiro votarão contra, enquanto Eduardo Lopes, segundo a assessoria, está indeciso.

Na semana passada, uma declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o julgamento final de Dilma gerou repercussão no noticiário.

Em entrevista à BBC Brasil, o petista disse que sua afilhada política irá “se expor a Judas” no Senado, isso porque está previsto, para o dia 29, o interrogatório de Dilma.

Na sessão, ela apresentará sua defesa no processo de impeachment e responderá a eventuais perguntas elaboradas pela defesa, pela acusação e por senadores.

Conforme reportagem do G1, o presidente em exercício Michel Temer tem articulado nos bastidores para ampliar a margem de votos pró-impeachment.

Na chamada sessão de pronúncia, em 10 de agosto, na qual os senadores tornaram Dilma ré no processo, 59 parlamentares votaram contra ela. Para o julgamento final, dizem interlocutores do governo, o Palácio do Planalto tem procurado senadores para alcançar entre 62 e 63 votos contrários a Dilma.

Lista

Veja abaixo quem são os senadores que julgarão Dilma e foram ministros no governo da petista e como eles devem votar na sessão:

Armando Monteiro Neto

Embora parte do PTB fizesse oposição a Dilma, o senador comandou o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior entre janeiro de 2015 e maio deste ano.

Ele deixou o cargo de ministro após se oferecer para retomar o mandato e votar contra o impeachment de Dilma. Segundo a assessoria, Armando Monteiro votará contra o impeachment e não teme represálias do partido.

Edison Lobão

Chefiou o Ministério de Minas e Energia entre 2008 e 2010, no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e durante todo o primeiro mandato de Dilma, entre 2011 e 2014.

O peemedebista votou pela admissibilidade do processo de impeachment e a favor de tornar Dilma ré. Procurada pelo G1, a assessoria do senador disse que não se pronunciaria sobre o assunto porque ele não irá antecipar seu voto no julgamento final.

Eduardo Braga

Atuou como líder do governo no Senado no primeiro mandato de Dilma, entre 2012 e 2014, e, de janeiro de 2015 a abril de 2016, no segundo mandato da petista, foi nomeado ministro de Minas e Energia.

Por meio da assessoria, Braga informou que votará pelo impeachment por “questões partidárias” e alegou que não há constrangimento em votar pela destituição de Dilma, uma vez que está “em linha” com o PMDB.

Eduardo Lopes

Suplente do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), Lopes substituiu o colega de partido no Ministério da Pesca em 2014. A legenda compôs a base de Dilma até este ano, quando decidiu apoiar o afastamento da petista. No segundo mandato dela, o PRB comandou o Ministério do Esporte.

Segundo a assessoria de imprensa, Lopes ainda não se decidiu sobre como votará no impeachment, mas não vê constrangimento em ter sido ministro de Dilma e eventualmente votar a favor da destituição da petista.

Fernando Bezerra Coelho

Ministro da Integração Nacional de Dilma de janeiro de 2011 a outubro de 2013, deixou o cargo após seu partido, o PSB, aliado histórico do PT, romper com o Palácio do Planalto e decidir lançar um candidato próprio à Presidência na eleição de 2014.

Pai do atual ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, ele votará pelo impeachment, segundo sua assessoria.

Garibaldi Alves Filho

De 2011 a 2014, durante todo o primeiro mandato de Dilma, foi ministro da Previdência Social, indicado pelo PMDB. Em 2015, substituído por Carlos Gabas, retomou seu mandato de senador.

Ao G1, Garibaldi Alves disse que votará pelo impeachment. “Sou um ex-ministro e votar pelo impeachment até poderia trazer constrangimento, mas eu enxerguei claramente, no parecer, que há razões para tanto [votar pelo impeachment]. Então, é hora de pensar no país”.

Gleisi Hoffmann

Uma das principais defensoras de Dilma no Senado, Gleisi comandou a Casa Civil entre 2011 e 2014, quando deixou o cargo para disputar a eleição para governador do Paraná.

Ao G1, a senadora classificou de "lamentável" o fato de ex-ministros de Dilma decidirem votar a favor do impeachment.

"São pessoas que fizeram parte do governo, conhecem as dificuldades políticas do governo em passar os projetos de ajustes, sabem da conspiração legislativa que enfrentou. Eu lamento muito essa postura. […] Metade do Senado não tem condições de julgar a presidente", disse.

Kátia Abreu

Ministra da Agricultura de janeiro do ano passado até 12 de maio deste ano, quando Dilma foi afastada, Kátia Abreu foi uma das principais aliadas da petista.

No começo, ela chegou a enfrentar resistência por parte de petistas, mas, ao longo do processo de impeachment, se tornou uma das principais defensoras de Dilma e é uma das líderes do grupo de senadores que busca votos contra a destituição da presidente afastada.

Procurada pelo G1, a assessoria da senadora disse que ela só falará com a imprensa após a definição do processo.

Marta Suplicy

Hoje no PMDB, Marta Suplicy, assim como Edison Lobão, foi ministra de Lula e Dilma. No governo do ex-presidente, a ex-petista chefiou, entre 2007 e 2008, a pasta do Turismo e, de 2012 a 2014, já no governo Dilma, o Ministério da Cultura.

Procurada pelo G1, a assessoria da senadora disse que Marta já manifestou diversas vezes a favor do impeachment, mas não poderia dizer se, para a parlamentar, o fato de ela ser ex-ministra lhe causa constrangimento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Naipes

24/08


2016

Salgueiro: Clebel, da oposição, sai na frente com 41%

O candidato a prefeito de Salgueiro, Clebel Cordeiro (PMDB), largou na frente na primeira pesquisa do Instituto Opinião encomendada por este blog. Se as eleições fossem hoje, ele seria eleito com 41,1% dos votos. Em segundo lugar aparece o candidato do PSB, Marcelo Sá, com 23,7%, apoiado pelo prefeito Marcones Libório Sá. Márcio Nemédio, do PR, é o terceiro colocado, com 8,3%. Branco e nulos somam 7,1% e indecisos chegam a 19,8%.

Na espontânea, modelo pelo qual o eleitor é obrigado a lembrar do nome do candidato sem o auxílio do disco com todos os nomes dos candidatos, Clebel também lidera com 26,6% das intenções de voto, seguido por Marcelo com 15,7%. Nemédio foi citado por 2% e Dr. Chico por 0,8%. Brancos e nulos somam 5,4%, enquanto os indecisos sobem para 48,8%.

A pesquisa foi a campo entre os dias 15 e 16 deste mês, sendo aplicados 350 questionários nas seguintes localidades: Campinhos, Centro, COHAB, Conceição das Crioulas, Copo de Cristal, Divino Espírito Santo, Granja Aurora, Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora das Graças, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Pau Ferro, Paula, Planalto, Santa Margarida, Umãs e Vasques. O levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral sob o número PE-02902/2016.

No quesito rejeição, Marcelo Sá está na dianteira. Dos entrevistados, 25,4% disseram que não votariam nele de jeito nenhum. Em segundo lugar aparece Nemédio, com 21,1%. Clebel tem 9,7% do universo pesquisado que não votaria nele de forma alguma. Para 9,4%, todos deveriam ser rejeitados, enquanto 34,4% não rejeitam nenhum dos candidatos a presentados.

Clebel tem suas maiores taxas de indicação de voto entre os eleitores jovens, na faixa etária de 16 a 24 anos (52,2%), entre os eleitores com grau de instrução médio (48,3%) e entre os eleitores com renda familiar com apenas um salário (46,1%). Por sexo, a maioria é homem – 49,1% ante 34,1% mulher.

Já Marcelo tem índices maiores entre os eleitores com grau de instrução superior (47,9%), entre os eleitores com renda familiar acima de cinco salários (32,8%) e entre os eleitores na faixa etária entre 45 e 59 anos (32,5%). Por sexo, 25,9% são mulheres e 21,2% homens.

O Instituto Opinião também avaliou as gestões Michel Temer, Paulo Câmara e do prefeito Marcones Libório Sá. Dos três níveis de Governo, o melhor avaliado pelos entrevistados é o municipal. A administração do prefeito é aprovada por 49,4% e desaprovada por 44,4%. O Governo Paulo Câmara tem 40% de aprovação e 39% de desaprovação, enquanto o Governo Temer tem 60% de desaprovação e 20% de aprovação.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/08


2016

Collins apela para que Jaboatão tenha tempo de TV

Na tarde de ontem, durante sessão na Alepe, o deputado estadual e candidato à Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes pelo PP, pastor Cleiton Collins, usou a tribuna da Casa para reclamar sobre a mudança no tempo de rádio e TV nestas eleições implantada pelo TSE. "Fiz um apelo ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral para que Jaboatão seja inclusa no tempo de televisão do guia eleitoral. Infelizmente, para esse ano, não dá tempo, mas para os próximos pleitos espero que seja revisto, haja vista que Jaboatão é uma importante cidade da Região Metropolitana do Recife", enfatizou ele, que colocou ainda o fato das TVs serem concessões públicas e terem a obrigação de informar o eleitorado sobre o pleito em cada cidade.

"Porém, um fator positivo para as mudanças, é que será uma campanha com utilização de menos recursos e mais igualitária entre os candidatos. E mesmo assim, vamos conseguir expor para o eleitorado nossas propostas", elogia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/08


2016

Exército concede ao juiz Moro a Medalha do Pacificador

O Exército do Brasil vai conceder ao juiz federal Sérgio Moro, que comanda a operação Lava Jato contra a corrupção, a Medalha do Pacificador, sua maior honraria. A decisão foi publicada na Portaria nº 946, de 4 de agosto, por decisão do Comandante da Força.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 8

24/08


2016

Temer prepara programa semanal de TV

Leandro Mazzini – Blog Coluna Esplanada

Na certeza de que será efetivado na Presidência da República semana que vem, o presidente Michel Temer vai investir na divulgação da própria imagem e do seu novo Governo.

Antes de viajar para a China, deve gravar o 'piloto' do programa batizado 'Conversa com o Brasil', que será exibido semanalmente pela TV Brasil e na rede NBR.

Segue assim os passos de Lula da Silva, que tinha programa diário 'Café com o Presidente' distribuído diariamente para rádios do País. Dilma Rousseff não quis essa interface com o cidadão – e pelo visto, nem com o Congresso Nacional.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Márcio Calheiros

24/08


2016

Confira a agenda dos candidatos à Prefeitura do Recife

Geraldo Júlio (PSB)

20h30 – Concede entrevista à TV Universitária

Local: Avenida Norte Miguel Arraes de Alencar, 68, Santo Amaro.

 

João Paulo (PT)

19h00 – Evento de assinatura de cartas compromisso do Observatório Recife e Plataforma Cidades Sustentáveis (em conjunto com o Instituto Ethos e Atletas do Brasil)

Local: Auditório do Prédio do Círculo Católico de Pernambuco | Rua do Riachuelo, 105 (10º andar) – Boa Vista.

 

Daniel Coelho (PSDB)

10h00 – Debate – Arquitetura e Clube de Engenharia – Câmara de Vereadores

19h00 – Debate – Observatório do Recife

19h30 – Debate – SindiCombustíveis

 

Priscila Krause (DEM)

10h00 – Debate promovido pelo Sindicato dos Arquitetos de Pernambuco (Endereço: Plenarinho da Câmara Municipal do Recife. R. Princesa Isabel, 410, Boa Vista).

13h – Gravação do guia eleitoral

18h – Sessão solene na Assembleia Legislativa do Estado. Entrega do título de cidadão pernambucano ao escritor Joselito Nunes.

 

Carlos Augusto (PV)

10h – Participa de Debate promovido pelo Sindicato dos Arquitetos do Estado de Pernambuco e Clube de Engenharia de Pernambuco.

Local: Câmara Municipal do Recife (Plenarinho)

14h – Debate na Associação de Docentes da Universidade Federal de Pernambuco (Adufepe)

Av. dos Economistas, S/N, Campus da UFPE

19h30 -  Cerimônia de assinatura da Carta Compromisso do Instituto Ethos e Atletas pelo Brasil.

Local: Edifício Círculo Católico, Rua do Riachuelo, 105, décimo andar.

 

Os demais candidatos não enviaram as suas agendas até o fechamento desta matéria


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/08


2016

Coluna da quarta-feira

    PT só com chances em duas capitais 

Em 17 capitais que o Ibope realizou a primeira pesquisa de intenção de voto, o PT só aparece com chances de ganhar ou disputar um segundo turno no Recife, com o ex-prefeito João Paulo, e em Porto Alegre, com Raul Pont. Em São Paulo, principal colégio eleitoral do País, o prefeito petista Fernando Haddad está longe de sonhar com a reeleição. Ali, quem lidera é o deputado Celso Russomano (PRB), seguido por Marta Suplicy (PMDB). No Rio, segundo maior colégio eleitoral, quem está na dianteira é o Pastor Crivella, também do PRB.

Em Belo Horizonte, o PT não tem nem candidato. O preferido é o tucano João Leite. No Nordeste, com exceção do Recife, o PT sumiu. Em Salvador, lembrado por 68% dos eleitores ouvidos pelo Ibope, o prefeito ACM Neto, do DEM, só perde se houver uma hecatombe. Em Fortaleza, capital do Estado do Ceará, governador pelo petista Camilo Santana, quem aparece na frente é o pedetista Alberto Cláudio, o Capitão, do PR, vem em segundo e a petista Luizianne Lins é a última colocada.

Em Maceió, o candidato do PT, Paulão, aparece com apenas 3%. A briga está polarizada entre o prefeito Rui Palmeira (PSDB) e o peemedebista Cícero Almeida, enquanto em Natal o prefeito Carlos Eduardo (PDT) se apresenta na liderança com 36%, estando o candidato do PT, Fernando Mineiro, com apenas 4%. Já em Teresina, capital de um Estado também governado por um petista, Wellington Dias, quem está à frente das pesquisas é o prefeito Firmino Filho, do PSDB, candidato à reeleição.

Em João Pessoa, o prefeito Luciano Cartaxo, que lidera com folga, poderia ser outra exceção do PT, mas deixou o partido no meio mandato desapontado com os escândalos federais. No Sul, em Florianópolis a prefeita Ângela Amin, do PP, tem amplas chances de garantir mais um mandato, sem que o PT tenha apresentado sequer um nome para entrar na disputa. No Norte, o PT também está em frangalhos em Manaus, cujo favorito é o prefeito Arthur Virgílio, e em Porto Velho quem lidera é o trabalhista Léo Moraes.

Surpreendentemente, na cidade onde Lula vive em uma luxuosa cobertura, o caminho para o candidato do PT chegar ao Paço Municipal se mostra um dos mais difíceis até o momento. Maior cidade da região, São Bernardo é administrada pelo ex-ministro de Lula, Luiz Marinho, que encerra em 2016 o segundo mandato na cidade e tenta agora eleger seu sucessor, o secretário de Serviços Urbanos, Tarcísio Secoli.

O fraco desempenho dos candidatos do PT nas capitais está relacionado aos escândalos no Governo Dilma, herdados da era Lula, sendo o maior a operação Lava Jato. Diante disso, conforme o Ibope já identificou, 2016 tem tudo para ser o ano mais difícil da história da sigla em embates eleitorais. Tanto porque sua imagem foi profundamente desgastada pelas investigações, como pela crise econômica que levou o governo Dilma a uma aprovação nanica, perto de 10%.

TETO DE GASTOS – Em conversa com o presidente da comissão especial da PEC do Teto de Gastos na Câmara, Danilo Forte (PSB-CE), o presidente em exercício Michel Temer pediu prioridade na tramitação do texto. Segundo o deputado, essa é uma medida considerada fundamental pelo Governo, que quer a conclusão da tramitação até o fim do ano. Temer pediu para que fosse mantido o formato original da proposta. A expectativa, segundo o deputado, é que depois das eleições municipais, a proposta seja aprovada na Câmara e até o fim do ano pelo Senado.

Briga com PSDB radicalizouA volta do deputado André de Paula, presidente estadual do PSD, à Câmara dos Deputados, tem a ver com a decisão do PSDB de bater fofo no acordo para apoiar a reeleição do prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB). O sétimo suplente, atualmente no exercício do mandato, é o ex-prefeito de Petrolina, Guilherme Coelho, de DNA tucano. O Governo avaliou que o PSDB fez uma opção de candidatura própria no Recife para atrapalhar a reeleição de Geraldo e tem que ser tratado como adversário.

 

Só líderes na tribuna– Os senadores tucanos defenderam que apenas os líderes partidários discursem na sessão do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. A decisão foi tomada, ontem, após reunião com ministros da articulação política do Governo Michel Temer. A ideia é encurtar a conclusão do julgamento, que começará  amanhã. Aliados de Dilma Rousseff, no entanto, buscam estender ao máximo a sessão, na esperança de reverter alguns votos. O Palácio do Planalto prevê, pelo menos, 60 votos favoráveis ao impeachment.

Acompanhamento de pesquisas–Assim como nas eleições de 2014 e 2012, neste ano será possível acompanhar a divulgação de pesquisas eleitorais do Ibope Inteligência pelo smartphone e tablet. Isso porque a empresa lançou, ontem, uma nova versão do aplicativo que apresenta os resultados das pesquisas de intenção de voto. Com um visual totalmente remodelado e novas ferramentas em relação à eleição passada, o Ibope Eleições torna mais simples e prático o acesso às pesquisas eleitorais da empresa. A novidade, desta vez, é que as informações serão disponibilizadas no momento em que forem divulgadas pelos clientes.

À caça dos indecisosNa semana em que o plenário do Senado iniciará o julgamento final da presidente afastada Dilma Rousseff no processo de impeachment, o presidente em exercício, Michel Temer, tem dedicado sua agenda à intensificação do corpo a corpo com os senadores. Em dois dias, a agenda oficial de Temer incluiu reuniões com nove parlamentares que votarão no julgamento de Dilma. Na manhã de ontem, por exemplo, o presidente em exercício recebeu, no Palácio do Planalto, os senadores Edison Lobão (PMDB-MA), João Alberto Sousa (PMDB-MA) e Roberto Rocha (PSB-MA).

CURTAS

NEGATIVA– O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, diz que não houve vazamento de informações do Ministério Público Federal sobre termos da negociação para um acordo de delação premiada entre o ex-presidente da OAS José Aldemário Pinheiro, conhecido como Léo Pinheiro, e o MP. Reportagem da revista "Veja" aponta uma suposta citação ao ministro Dias Toffoli, que teria sido mencionado pelo presidente da OAS, Léo Pinheiro, nas negociações com procuradores do Ministério Público de uma eventual delação premiada do empreiteiro.

OBRIGADO, GENTE! – De coração, agradeço todas as mensagens carinhosas e emocionantes que recebi ao longo do dia de ontem pela passagem do meu aniversário. Partiram de leitores do blog, ouvintes do programa Frente a Frente e de uma legião de anônimos que acompanha o meu trabalho. Confesso que isso é extremamente gratificante. É o combustível que necessitamos para continuar na luta incessante por notícias.

Perguntar não ofende: Qual vai ser o placar da cassação do impeachment: 59, 60 ou 61 votos?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos

O prefeito de Fortaleza chama-se Roberto Cláudio, e não Alberto Cláudio, o segundo colocado na pesquisa Ibope é Capitão Wagner, 21%, seguido por Luiziane Lins, com 18%, que está na terceira colocação e não em último. Parece que esta coluna está sendo escrita por estagiários.

Ivan Barros

Não é possível que o recifense seja o único morador de capital a aceitar bandido na prefeitura. Não é possível.

lino perrelli

Fazer política (PSDB-PE) não é coisa para (assessores/secretários) neófitos; os próprios, vaidosos, vão bem até chegar uma eleição... após o quê, choram os correligionários perdidos e/ou subtraídos... quando então nada resta fazer!

Luiz

\"O governo avaliou que o PSDB lançou candidatura própria pra atrapalhar reeleição de Geraldo..\" Sério??? Achei que tinha sido pra ajudar!! gênio turbulêncianoPSB

marcos

Quem roubou mais, Aécio, Lula ou Dilma Jumenta? Quem acertar ganha 13 pixulecos !!!


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores