Sopranor 1

03/05


2016

Inocêncio é o presidente de honra do PR

Em encontro, há pouco, com o ex-deputado federal Inocêncio Oliveira, o presidente estadual do PR, Sebastião Oliveira, comunicou ao velho cacique sua escolha para presidente de honra do partido no Estado. Também informou que o jovem Victor Oliveira, neto de Inocêncio, está assumindo a presidência do PR Jovem no Estado, para atrair novos quadros republicanos com a intenção de disputar as eleições deste ano.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

TCE

03/05


2016

TCU vai debater desenvolvimento do Nordeste

O Tribunal de Contas da União (TCU) vai realizar seminário em Fortaleza, nos próximos dias 21 e 22 de junho, para debater o desenvolvimento da Região Nordeste. O encontro, denominado “Nordeste 2030 – Desafios e Caminhos para o Desenvolvimento Sustentável” reunirá governadores, representantes do Governo Federal, instituições financeiras oficiais nacionais e internacionais, como Banco do Nordeste (BNB), Banco Mundial (Bird) e Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), além de organizações públicas e privadas das áreas de gestão pública e planejamento.

Hoje pela manhã, o governador Paulo Câmara se reuniu com o ministro do TCU José Múcio Monteiro, idealizador do encontro, para discutir a participação de Pernambuco no seminário. Paulo também apresentou sugestões de temas e palestrantes que possam apresentar visões diferenciadas sobre a economia do Nordeste.

"Trata-se de uma iniciativa muito importante, ainda mais se tratando de uma instituição que é responsável pelo acompanhamento e fiscalização da eficiência nos gastos públicos. No nosso Estado, temos procurado trabalhar nessa direção, no planejamento de longo prazo, com o Programa Pernambuco 2035, e também priorizando o desenvolvimento sustentável”, disse Paulo. O governador de Pernambuco será um dos expositores do primeiro painel do seminário do TCU, intitulado “Antecipando o Futuro a partir de uma Visão de Longo Prazo”.

Na conversa com o ministro José Múcio, o governador de Pernambuco voltou a defender uma política de desenvolvimento regional que altere a realidade brasileira de desigualdade. “O Nordeste tem 28% da população do Brasil, mas responde apenas por 13,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do País. Essa conta precisa mudar”, defendeu Paulo Câmara.

Entre os diversos temas a serem abordados no seminário, estão: competitividade e produtividade no Nordeste, definição de políticas prioritárias do desenvolvimento regional, financiamento do desenvolvimento regional e visão integrado dos entes federativos (União, Estados e Municípios).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner - Hapvida

03/05


2016

Jungmann tenta derrubar bloqueio do WhatsApp no STF

Coluna do Estadão

O deputado Raul Jungmann (PPS-PE) vai ingressar com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar anular decisão da Justiça que bloqueou o WhatsApp por 72 horas. Na ação, ele argumenta que a decisão judicial fere o direito da livre comunicação. O aplicativo está fora do ar desde as 14h de segunda-feira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

03/05


2016

A febre agora é o Telegram

O bloqueio do WhatsApp provocou uma correria dos usuários para um novo meio de troca de mensagens eletrônicas. Trata-se do Telegram, que já virou uma febre em menos de 24 horas. Como o WhatsApp ainda ficará bloqueado por mais dois dias, veja aqui como baixar o Telegram.

Acesse em seu smartphone o App Store se o sistema operacional for iOS ou o Google Play se ele for Android. Na loja de aplicativos você procura pelo Telegram e clica em baixar. Após obter o aplicativo, que é gratuito, é só configurá-lo com o seu número de telefone, esperar uma mensagem de confirmação e começar a usá-lo. A plataforma que surgiu como alternativa após o bloqueio do WhatsApp no país ganhou os brasileiros por ser muito parecida com o aplicativo recém bloqueado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

azevedo

A defesa de Dilma está rolando mas Magno não fala nada. ISSO é que é isenção jornalìstica...



03/05


2016

Segurança de Santa Maria do Cambucá será reforçada

O prefeito de Santa Maria do Cambucá, Robervan de Lima, participou de reunião com os secretários Alessandro Carvalho (Defesa Social), Danilo Cabral (Planejamento e Gestão) e Nilton Mota (Agricultura) e o chefe da Polícia Civil, Antônio Barros, na manhã de hoje. Eles trataram sobre a tentativa de assassinato do presidente da Câmara, Jorge José de Lima, no último dia 1º. Também participaram do encontro o secretário de Habitação, Perivaldo de Oliveira, e o assessor Mário Filho.

Por determinação do governador Paulo Câmara, o Governo do Estado está envidando esforços para o restabelecimento da normalidade no município. Ontem, Paulo Câmara conversou por telefone com o prefeito e colocou sua equipe à disposição para ajudar as lideranças locais tanto na questão da segurança como na prestação de assistência de saúde ao vereador Jorge José de Lima, que está internado no Hospital da Restauração em estado grave.

Segundo o prefeito, uma sucessão de acontecimentos deixou a população amedrontada na última semana. “Na madrugada da quinta-feira, invadiram a agência dos Correios e, à noite, meu motorista, Valdemir Ferreira, foi assassinado. No domingo, o presidente da Câmara foi vítima de um atentado. As pessoas estão com medo, não saem às ruas depois das 18h30”, contou o prefeito.

O secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, afirmou que um delegado especial, Julio Porto, foi designado para investigar o crime contra o presidente da Câmara de Vereadores. O chefe da Polícia Civil, Antônio Barros, fez um relato sobre o andamento das investigações, mas disse que não poderia divulgar detalhes para não prejudicá-las. Por solicitação dos secretários Danilo Cabral e Nilton Mota, Alessandro Carvalho determinou o reforço da segurança de Santa Maria do Cambucá e municípios vizinhos por policiais do Ciosac/Bepi. “Queremos restabelecer a sensação de segurança na cidade e que os crimes sejam elucidados o mais rápido possível”, declarou Danilo.

Na oportunidade, o prefeito Robervan solicitou que Santa Maria do Cambucá passe a ser ligado à Seccional de Surubim por causa das distâncias entre os municípios. Atualmente, a cidade é vinculada à Seccional de Santa Cruz do Capibaribe, que fica a 54 quilômetros de Santa Maria. Já Surubim se localiza a 16 quilômetros. O secretário Alessandro Carvalho pediu que o prefeito encaminhasse um ofício com a demanda para a Defesa Social. Danilo Cabral, coordenador executivo do Pacto pela Vida, reforçou a importância dessa transferência e garantiu que irá defender a proposta na próxima reunião do Comitê Gestor do Pacto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes-2

03/05


2016

Dilma: Olimpíada saberá viver com dificuldade política

Alvo de um processo de impeachment no Congresso, a presidente Dilma Rousseff afirmou, hoje, que a crise política não vai atrapalhar o sucesso da Olimpíada do Rio.

Em discurso no qual classificou o momento como "verdadeiramente crítico", a presidente afirmou que o país "saberá conviver" com a turbulência política e deverá realizar "a melhor Olimpíada do mundo"

"Sabemos as dificuldades políticas que existem no nosso país hoje. Conhecemos a instabilidade política. O Brasil será capaz de mesmo convivendo com um período difícil, muito difícil, verdadeiramente critico de nossa história e da história da democracia do nosso país, saberá conviver", disse Dilma em cerimônia de acendimento da tocha olímpica, no Palácio do Planalto.

A cerimônia foi realizada a pouco mais de uma semana de o Senado votar o provável afastamento da presidente e determinar a abertura de processo de impeachment contra ela.

"Porque criamos todas as condições para isso, com a melhor recepção de todos os atletas e de todas os visitantes estrangeiros. Tenho certeza que o país cujo povo sabe lutar pelos seus direitos e que sabe proteger usa democracia é um país onde as Olimpíadas terão maior sucesso nos próximos meses. Todos nós podemos ter orgulho de estarmos oferecendo a melhor Olimpíada do mundo", disse Dilma.

Após encerrar sua fala, parte da plateia presente ao evento começou um coro de "Dilma, guerreira, do povo brasileiro".

Brasília é a primeira cidade brasileira a receber a chama olímpica. O avião que transportou a chama da Suíça para o Brasil chegou ao aeroporto de Brasília horas antes do evento no Planalto. O fogo, aceso na Grécia em 21 de abril, foi mantido em lanternas (tipo de lampião) durante a viagem.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Sesi 4.0

03/05


2016

Temer corre para mudar comando do Banco Central

Gabriel Garcia

De Brasília

O vice-presidente Michel Temer corre contra o relógio para acertar os ponteiros da economia brasileira. Com o time montado, o peemedebista trocará a diretoria do Banco Central, seguindo orientação do futuro ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.
 
O que preocupa o vice-presidente é o momento da mudança. Ele pretende realizá-la antes da próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), marcada para 7 e 8 de junho. O tempo, no entanto, não está favorável a Temer.
 
Na próxima semana (11 de maio), o Senado vota, em plenário, a admissibilidade do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Se o afastamento de Dilma, por até 180 dias, ocorrer a partir de 12 de maio, Temer pode submeter no dia seguinte ao Senado o nome do presidente do Banco Central e de alguns de seus diretores.
 
Levantamento da empresa de consultoria política Arko Advice mostra que, com exceção de Henrique Meirelles – análise recorde (dois dias) –, a aprovação de presidentes e diretores do BC demora em torno de duas semanas, entre a indicação e a votação no plenário do Senado. A de Armínio Fraga levou nove dias; a de Alexandre Tombini, 12. Os diretores Otávio Ribeiro Damaso e Tony Volpon esperaram 15 dias.
 
Serão três semanas entre o afastamento de Dilma e a próxima reunião do Copom. Tecnicamente, existe a possibilidade de o novo presidente da Autoridade Monetária e de alguns diretores serem aprovados pelo Senado a tempo de participar da reunião de junho.
 
Não bastasse o tempo curto, a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado é presidida pela senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). Temer prevê atraso no agendamento da sabatina e/ou escolha de um relator.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Senai 4.0

03/05


2016

Minha cidade é linda

Localizada a 82 km do Recife, Gravatá é destacada no quadro de hoje com a belíssima imagem de uma das áreas mais movimentadas da cidade: o seu famoso polo moveleiro. Na vila que abriga o comércio, o turista ainda encontra artigos artesanais e cafés onde se degusta, nas noites frias, um apetitoso chocolate quente. Fica no principal acesso ao centro. A foto é de arquivo deste blog. 

O município de Gravatá teve origem numa fazenda, em 1808, pertencente a José Justino Carreiro de Miranda, local esse que servia como hospedagem para os viajantes que iam comercializar o açúcar e a carne bovina, principais produtos da época, que eram levados em embarcações do Recife até o Interior. Como a navegação pelo Rio Ipojuca era difícil, os comerciantes eram obrigados a fazer paradas estratégicas para evitar também que o gado perdesse peso.  
Uma dessas paradas ficou conhecida como Crauatá, denominação, que deriva do tupi Karawatã (''mato que fura''), por conta da predominância de uma planta do gênero da família das bromélias, também chamada caraguatá, caroatá, caroá e gravatá.  Foi nos fins do século XVIII que José Justino Carreiro de Miranda tomou posse da Fazenda Gravatá que, por muito tempo, serviu de hospedagem para viajantes e, como consequência natural, surgiram dois arruados, um em cada margem do rio. 

Em 1816, iniciou-se a construção de uma capela dedicada a Sant''Ana que, em 1822, seria concluída por seu filho, João Félix Justiniano.  Em seguida, as terras foram divididas em 100 lotes e vendidas aos moradores, dando início ao povoado de Gravatá, sendo um distrito do município de Bezerros.  

Finalmente, no dia 25 de Maio de 1857, 35 anos depois da inauguração da capela, pela Lei Provincial 422, a povoação foi elevada a Freguesia de Gravatá.  Faça uma foto bonita da sua cidade e nos envie para [email protected]


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Naipes

03/05


2016

A charge do dia


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Márcio Calheiros

03/05


2016

Inquérito contra Aécio leva ao abismo Lula e Dilma

A decisão do procurador-geral da República de pedir inquérito contra o senador tucano Aécio Neves não foi um fato isolado. Rodrigo Janot pediu que o presidente do PSDB preste depoimento em até 90 dias sobre as suspeitas de recebimento de propina de Furnas.

A manchete da ‘Folha de S. Paulo’ desta terça-feira informa que a decisão foi aperitivo de ação contra a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula. O procurador também decidiu pedir ao Supremo Tribunal Federal para investigar os dois com base na delação premiada do senador Delcídio do Amaral (ex-PT-MS) e o parecer da Procuradoria defendendo que a nomeação de Lula para a Casa Civil seja anulada.

Procuradores indicam que a indicação de Lula à Casa Civil foi uma das ações do Planalto para "tumultuar" o andamento da apuração da Lava Jato e retirar do juiz Sergio Moro a condução das investigações que envolvem o petista.

Também estão no alvo da PGR o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, e o ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Marcelo Navarro.

Sobre Mercadante, há a suspeita de que ele teria trabalhado para evitar a delação de Delcídio. A nomeação de Navarro faria parte dessa estratégia

(Leia mais aqui).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jânio Nunes

kkkkkkkkkkkkkkkkkk, a limpa está sendo completa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! tem neguinho por aí com o cú na mão.


Petrolina 3

03/05


2016

Janot pedirá investigação de Dilma e Lula na Lava Jato

Folha de S.Paulo

A Procuradoria-Geral da República decidiu pedir abertura de inquérito ao STF (Supremo Tribunal Federal) para investigar a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Também estão no alvo da PGR o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, e o ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Marcelo Navarro.

Segundo investigadores, a ação sobre Dilma, Lula e Navarro terá como base a delação premiada do senador Delcídio do Amaral (ex-PT-MS) e o parecer da Procuradoria defendendo que a nomeação do ex-presidente Lula para a Casa Civil seja anulada.

Para os procuradores, a indicação de Lula à Casa Civil foi uma das ações do Planalto para "tumultuar" o andamento da apuração dos desvios na estatal e retirar do juiz Sergio Moro a condução das investigações que envolvem o petista.

Sobre Mercadante, há a suspeita de que ele teria trabalhado para evitar a delação de Delcídio. Segundo o ex-petista, Dilma deflagrou uma ofensiva nos tribunais superiores para influenciar nos desdobramentos da Lava Jato. A nomeação de Navarro faria parte dessa trama.

OUTROS LADOS

À época da divulgação da delação de Delcídio, a assessoria de Dilma informou que a nomeação de Lula não tinha por intenção obstruir as investigações. Dilma também negou acusação de que tentou interferir na Lava Jato.

Marcelo Navarro já afirmou que não se comprometeu a tomar decisões. Mercadante admitiu ter oferecido ajuda a Delcídio, mas disse que não teve a intenção de impedir sua delação. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing (pessoal)

03/05


2016

Janot sobre Aécio e PSDB: respingos em Dilma e Lula

Na hora em que o PT está sendo apeado do poder, a Lava Jato avança sobre um importante líder da oposição e também sobre a cúpula do PMDB.

Ou seja, quer investigar políticos que darão apoio ou participarão do futuro governo Temer.

Em resumo, a Lava Jato continuará a ser um problema para quem estiver no Palácio do Planalto.

Baseado na delação premiada do senador Delcídio do Amaral, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) a abertura de inquérito contra o presidente do PSDB, Aécio Neves (MG), e integrantes da cúpula do PMDB, entre os quais o senador Romero Jucá (RR), cotado para ser ministro do futuro governo Temer.

A delação de Delcídio também pode resultar em pedidos de investigação contra a presidente Dilma e o ex-presidente Lula.(Blog do Kennedy)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/05


2016

STF envia a Moro indícios de propina no governo FHC

Denúncia consta na delação feita pelo senador Delcídio Amaral na Lava-Jato

O Globo - Carolina Brígido

O ministro Teori Zavascki, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), enviou para o juiz federal Sérgio Moro, da primeira instância em Curitiba, a parte da delação feita pelo senador Delcídio Amaral (sem partido-MS) referente ao pagamento de propina a políticos do PFL (atual DEM) da Bahia para garantir que a Petrobras comprasse uma máquina da empresa Alstom. A suposta irregularidade teria ocorrido entre 1999 e 2001, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso.

Segundo Delcídio, a Petrobras adquiriu uma máquina do modelo GT24, da Alstom, para atender às necessidades da Refinaria Landulfo Alves, na Bahia. Segundo a Procuradoria Geral da República, a“dita máquina apresentou defeitos em outros países que a haviam adquirido”. Ainda assim, Carlos Laranjeira, ex-diretor OAS, teria dito a Delcídio que a empresa estava interessada na compra do equipamento por parte da Petrobras. Por isso, a OAS teria ajudado na articulação do negócio.

Laranjeira teria dito a Delcídio que estavam separados entre US$ 9 milhões e US$ 10 milhões de dólares para o pagamento de propina a políticos ligados ao PFL baiano para garantir a compra da máquina. A PGR ressaltou que “faz-se necessário averiguar até que ponto as declarações do colaborador encontram eco nas evidências angariadas no caso Lava-Jato”. A procuradoria pediu que os indícios fossem enviados à primeira instância, porque não há citação a ninguém com direito a foro especial nessa parte da delação. Teori concordou.

Continue lendo: STF envia para Moro indícios de pagamento de propina durante governo FH


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JORGE GUERREIRO

O que o ministro TEORI ZAVASCKI, está esperando para encaminhar o LULADRÃO para as mãos do juiz SÉRGIO MORO???



03/05


2016

Serra já chamou Meirelles de "ignorante"

Folha de S.Paulo

Escolhido para conduzir a política econômica em um eventual governo Michel Temer (PMDB), o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles já foi chamado de "ignorante" por seu possível futuro parceiro na área: o senador José Serra (PSDB).

Em evento com empresários em outubro do ano passado, Serra foi duro: "Não lembro de presidente do Banco Central tão ignorante ou comprometido com especulação cambial como esse senhor", declarou.

Na época, Meirelles era cotado pela presidente Dilma para assumir a Fazenda no lugar de Joaquim Levy. Seu nome era defendido por Lula, seu "padrinho" nos oito anos de gestão do BC, mas Nelson Barbosa (ex-Planejamento) ficou com a vaga.

Hoje, nas negociações para a formação da equipe de Temer, Meirelles volta a ser o favorito para a Fazenda. Serra já apareceu entre os cotados para a pasta –sua indicação era referendada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e pelo ex-BC Armínio Fraga. Porém, deve ficar com um Ministério das Relações Exteriores "turbinado", incorporando a área de comércio exterior.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/05


2016

Governo libera verba orçamentária a congressistas

Folha de S.Paulo

A poucos dias de seu provável afastamento, a presidente Dilma Rousseff acelerou a liberação de verbas orçamentárias de interesse direto de deputados e senadores, conhecidas como emendas parlamentares.

Somente na última sexta-feira (29), o Executivo autorizou gastos de R$ 55,7 milhões destinados ao atendimento de despesas da cota individual de cada congressista no Orçamento de 2016.

Até então, o total autorizado (empenhado, no jargão técnico) para essa modalidade de gasto não passava de R$ 8,3 milhões. Em 2015, os empenhos até abril somavam apenas R$ 4,8 milhões.

A liberação de recursos para emendas –dedicadas, em geral, a obras e projetos nas bases eleitorais dos políticos–é um instrumento tradicional de negociação entre o governo e o Congresso.

Em abril, a agenda legislativa do Planalto se concentrou na tentativa fracassada de barrar o avanço do processo de impeachment de Dilma. Os principais contemplados pelas verbas autorizadas no último dia útil de abril pertencem, na grande maioria, a partidos que fazem ou fizeram parte da base de apoio à presidente.

Predominam na lista deputados das regiões Norte e Nordeste, onde a petista concentrou a busca de votos. Mas vários dos que abandonaram Dilma e votaram por seu afastamento também tiveram emendas atendidas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Publicidade
Destaques

Publicidade

Opinião

Aplicativo - Frente a Frente

Publicidade

Parceiros
Programa Frente a Frente
Apoiadores