Sopranor 5

01/06


2016

Coluna da quarta-feira

    Enfim, um nome sem suspeitas 

A ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Eliana Calmon é o principal nome cotado para assumir o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle do governo interino de Michel Temer. O cargo ficou vago após a divulgação de gravação entre Fabiano Silveira e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, novo delator da Lava Jato, na qual o ex-ministro critica a Operação e dá orientações sobre como lidar com as investigações em curso.

À época da conversa, Machado já era investigado pela Lava Jato, tendo sido alvo de uma fase, e Silveira, conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), também estava presente na conversa. Renan é alvo de inquéritos produzidos pela investigação na Petrobras. Ex-corregedora de Justiça, Eliana Calmon concorreu ao Senado na eleição de 2014, pelo PSB-BA, mas ficou em terceiro lugar, com 8,4% dos votos, atrás do senador eleito Oto Alencar (à época do DEM, hoje no PSD) e de Geddel Vieira Lima (PMDB).

Nascida em Salvador, Eliana Calmon gerou, em 2011, um mal-estar com o então presidente do Supremo Tribunal Federal Cézar Peluso por afirmar em uma entrevista que havia "bandidos escondidos atrás da toga" - à época, discutia-se a possibilidade de o STF reduzir o poder do órgão de fiscalizar atos praticados por juízes. Peluso disse que a declaração da então corregedora era "leviana". Ao deixar a Corregedoria Nacional de Justiça, em setembro de 2012, a ex-ministra avaliou ter sido "duríssima" durante os dois anos em que esteve à frente do órgão.

INVESTIGADO - Uma reclamação disciplinar contra o ex-ministro da Transparência, Fabiano Silveira, que deixou o cargo na última segunda-feira.  Silveira pediu para sair do cargo após vir a público uma gravação em que ele, em conversa com o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), criticou a condução da Operação Lava Jato pela Procuradoria Geral da República (PGR).  Na reclamação, Silveira deverá ser investigado pela possível prática de advocacia administrativa durante o período em que era conselheiro do CNJ.

Visão empreendedora– O prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota (PSB), tem sido incansável na busca de investimentos privados para o município, alternativa para amenizar os efeitos da crise e suprir a falta de projetos públicos de envergadura na geração de emprego e renda. Na sua passagem ontem pelo Recife, onde assinou sua licença da presidência da Amupe, ampliou os entendimentos com o médico e empresário Djalma Marques para transferir para Afogados a sede da empresa responsável pelo repelente natural que repele o mosquito transmissor da dengue, da chikungunya e do zika vírus, sem ferir os princípios naturalistas.

 

 

O homem-bomba- O ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, disse em delação premiada ao Ministério Público, que repassou propina à cúpula do PMDB – e citou, nominalmente, Renan Calheiros (AL), José Sarney, Romero Jucá (RR), Jader Barbalho (PA) e Edison Lobão (MA). Os recursos, segundo Sérgio Machado, eram distribuídos por meio de doações legais das empresas fornecedoras da Transpetro e até mesmo em dinheiro vivo. Nos termos da delação, Machado se comprometeu a devolver dinheiro proveniente de propina. O montante estaria em uma conta no exterior.

E Cunha vai escapando– O processo de cassação do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) não será votado hoje pelo Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. Presidente interino da Casa, o deputado-trapalhão Waldir Maranhão (PP-MA) questionou o processo na Comissão de Constituição e Justiça da Casa e decolou para fazer turismo no Chile. Tudo para evitar questionamentos da mídia. A CCJ vai atrasar ainda mais, mesmo sendo votado no Conselho de Ética, graças às manobras do próprio Maranhão e do deputado Artur Lira (PP-AL).

Ferindo a lei– O relatório de gestão fiscal do Governo estadual referente ao primeiro quadrimestre deste exercício confirmou, ontem, o que esta coluna havia antecipado: o Governo Paulo Câmara comprometeu 47,13% da receita Corrente Líquida (RCL) com o pagamento da folha de pessoal, ultrapassando os limites de alerta e prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal, que é de 44,1% e 46,55%, respectivamente. Entre os meses de janeiro e abril, a receita estadual foi de R$ 8,5 bilhões, R$ 100 milhões acima do registrado no mesmo período do ano passado.

CURTAS

SEM ÁGUA– O Sistema Jucazinho, localizado em Surubim, será paralisado por três dias, a partir de hoje para a realização de serviços de manutenção elétrica e mecânica. Em função da parada, o abastecimento de água de 12 cidades do Agreste será suspenso até a próxima sexta-feira. Os munícipios atingidos são:  Santa Cruz do Capibaribe, Riacho das Almas, Cumaru, Passira, Salgadinho, Casinhas, Surubim, Vertentes, Vertente do Lério, Santa Maria do Cambucá, Frei Miguelinho e Toritama.

REGISTRO- Em audiência com o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) solicitou, ontem, o registro do Sindicato dos Trabalhadores na Agricultura Familiar de Petrolina. De acordo com o ministro, a Pasta atualmente trabalha no aprimoramento do marco regulatório da atividade sindical e a demanda do senador poderá ser atendida até o final do próximo mês de junho.

Perguntar não ofende: Quem vai ser o próximo ministro de Temer a dançar? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

FMO

31/05


2016

Temer vai endurecer contra discurso de golpe

Folha de S.Paulo

O presidente interino, Michel Temer, prometeu a líderes de sua base aliada na Câmara dos Deputados na tarde desta terça-feira (31) que vai adotar discursos mais contundentes contra a tese petista de que o impeachment de Dilma Rousseff representa um golpe.

Em almoço na casa do sogro do líder do PSD, Rogério Rosso (DF), num bairro nobre de Brasília, o presidente ouviu de alguns dos presentes reclamações pela posição, segundo os deputados insatisfeitos, "passiva" que o governo interino tem tomado.

Segundo relatos de líderes que participaram do encontro, Temer disse ainda que a reação virá também por meio de entrevistas à mídia internacional.

Além das reclamações, Temer pediu empenho da base para aprovar medidas importantes, como a DRU (Desvinculação de Receitas da União). A ideia é votar a proposta na comissão especial da Câmara na quarta e levar o texto ao plenário da Casa no mesmo dia.

Para o líder do governo, André Moura (PSC-SE), haverá um grande esforço em aprovar a DRU, uma vez que o Congresso está comprometido em fazer o país caminhar.

O anfitrião do encontro desta tarde disse que desemprego e a instabilidade da economia estão entre as grandes preocupações de Temer no momento. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

TCE

31/05


2016

Filho de delator também fecha acordo de delação

Caçula de Sérgio Machado, Expedito foi incluído no acordo do pai.
Conversas gravadas por Machado levaram a queda de ministros de Temer.

Mariana Oliveira - Da TV Globo, em Brasília

Expedito Machado Neto, filho do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, fechou acordo de delação premiada com a Justiça na Operação Lava Jato. Ele será colaborador da mesma delação junto com o pai. O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, homologou a delação de Sérgio e Expedito Machado.Nos últimos dias, vieram a público gravações que Sèrgio Machado fez de conversas com políticos.

Diálogos gravados por ele já derrubaram um dos principais ministros do presidente da República em exercício, Michel Temer (PMDB), o senador Romero Jucá(PMDB), e também o então ministro da Transparência, Fabiano Silveira

Também vieram à tona áudios que implicam o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o ex-presidente José Sarney(PMDB-AP).

A expectativa é que o conteúdo da delação traga novos fatos envolvendo políticos. Nos depoimentos, Sérgio deve dar detalhes sobre participantes do esquema de corrupção investigado na Lava Jato enquanto Expedito deve falar sobre o caminho do dinheiro.

Transpetro
Aliado do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), Machado assumiu a presidência da Transpetro em 2003, no início do governo Lula, por indicação política do PMDB.

No período em que ficou na subsidiária daPetrobras, colocou em prática o Programa de Modernização e Expansão da Frota, com encomenda de 49 novos navios para transporte de combustíveis, inicialmente orçado em R$ 4,4 bilhões.

O programa previa a obrigatoriedade de construção dos navios no Brasil e fixava uso mínimo de componentes nacionais. Isso o ajudou a reaquecer o setor naval no Brasil, algo que era frequentemente comemorado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela presidente afastada Dilma Rousseff. Entretanto, houve atraso na entrega de navios, que acabaram custando mais caro que o previsto inicialmente.

Após a chegada de Dilma à Presidência da República, a Petrobras passou por mudanças.

Diretores foram substituídos e, na presidência da estatal, Dilma colocou Maria das Graças Foster no lugar de José Sérgio Gabrielli. Machado, entretanto, foi mantido na Transpetro como indicado do PMDB.

Em novembro de 2014, a Transpetro anunciou a licença de Machado da presidência da subsidiária, em princípio, por 31 dias.

A licenção foi motivada pelas denúncias de corrupção na Petrobras e após pressão da empresa PwC (PricewaterhouseCoopers), que exigiu o afastamento do executivo como condição para assinar a auditoria de um balanço da estatal.

Em fevereiro de 2015, Machado pediu demissão do cargo de presidente da Transpetro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner - Hapvida

31/05


2016

Geraldo decreta três dias de luto oficial no Recife

O prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), decretou luto oficial de três dias em homenagem à memória do ex-deputado e ex-conselheiro do TCE Romeu da Fonte, falecido nesta terça-feira.

"Dr. Romeu sempre foi um defensor das classes populares e dos trabalhadores, especialmente os ligados ao campo, atuando por mais de 20 anos como advogado da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetape). Tem um longo histórico de serviços prestados à Pernambuco, principalmente militando ao lado do governador Miguel Arraes. Foi secretário de estado de Trabalho e Ação Social, deputado estadual por seis anos, conselheiro e presidente do Tribunal de Contas de Pernambuco. Ficam as boas memórias e o legado de sensibilidade social e luta por aqueles que mais precisam deixados por Dr. Romeu. Quero enviar meus pêsames à família", afirmou Geraldo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


31/05


2016

PP decide lançar vereador a prefeito do Cabo

O PP, Partido Progressista, decidiu que terá candidato proprio a prefeito do Cabo, um dos municípios mais importantes da Região Metropolitana do Recife. Segundo o presidente estadual da legenda, Eduardo da Fonte, o nome mais cotado é o do vereador Nilson Gabriel, que acabou de sair de uma reunião em Brasília, no gabinete do próprio Da Fonte. Durante o encontro, que contou com a participação também do deputado Márcio Junqueira (RR), integrante da executiva nacional do PROS, partido que integrará a aliança, ficou acertada uma nova reunião, agora bem mais ampla, para discutir a estratégia e a data de lançamento da candidatura.  

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


31/05


2016

Adilson Gomes ganha homenagem pelos anos na política

Militante histórico do PSB, o secretário-geral do partido, Adilson Gomes, será homenageado, amanhã, às 12h, pelo Caxangá Ágape. O evento tem o objetivo de comemorar os 50 anos de atividade político-partidária de Adilson. O encontro vai reunir deputados, vereadores, prefeitos e as principais lideranças do PSB. O prefeito de Moreno, Dilsinho Gomes (PSB), que faz aniversário nesta terça-feira, também recebe homenagem junto ao pai.

Adilson Gomes iniciou a carreira em 1966, quando deu início à fundação do então Movimento Democrático Brasileiro (MDB). A partir daquele ano, Adilson participou da coordenação de várias campanhas importantes em Pernambuco. Em 1972, o militante foi eleito vereador do município de Moreno. Em 1990, Adilson Gomes se filiou ao PSB juntamente com Miguel Arraes.

O socialista coordenou campanhas vitoriosas de Arraes (1986 e 1994), Eduardo Campos (2006 e 2010) e, mais recentemente, a campanha que elegeu o atual governador Paulo Câmara (2014). Nesta última, Adilson atuou como coordenador do Agreste. Atualmente, ele exerce a função de gerente de Articulação Política da Casa Civil. É membro da Executiva estadual do PSB, integra o Diretório Nacional do partido e é curador da Fundação João Mangabeira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes-2

31/05


2016

PBS estadual lamenta falecimento de Romeu da Fonte

NOTA DE PESAR

O PSB de Pernambuco lamenta profundamente o falecimento do ex-deputado e ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Romeu da Fonte.

Dr. Romeu foi um dos mais importantes militantes do PSB estadual. Sua trajetória a serviço do trabalhador rural o aproximou de Dr. Arraes, onde juntos lutaram, durante muitos anos, pela dignidade do homem do campo em Pernambuco.

Em nome da Direção Estadual do PSB, ressalto o legado de seriedade, serenidade, lealdade e, sobretudo, compromisso com aqueles que mais precisam.

Dr. Romeu, sem dúvida, é um exemplo para as novas gerações do PSB. Que sua bela história possa confortar seus familiares e amigos.

Sileno Guedes

Presidente estadual do PSB


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Sesi 4.0

31/05


2016

Ministro da Integração visitará obras da Transposição

O Governo Federal vai trabalhar para construir uma engenharia financeira que permita acelerar as obras de construção da Adutora do Agreste, de forma a permitir que o Agreste Pernambucano receba as águas da Transposição do Rio São Francisco. Essa garantia foi dada hoje pelo novo ministro da Integração, Helder Barbalho, durante reunião com o governador Paulo Câmara. Barbalho acertou para os próximos dias 11 e 12 deste mês uma visita aos Eixos Norte e Leste da Transposição.

Antes da audiência com o ministro, Paulo recebeu uma ligação do presidente Michel Temer, que colocou a União à disposição para ajudar o Governo do Estado e as Prefeituras dos municípios prejudicados pelas chuvas da última segunda-feira. “Eu disse que estaria com o ministro Helder e o assunto faria parte da nossa conversa”, revelou o governador.

Paulo Câmara esteve no Ministério da Integração Nacional com o vice-governador Raul Henry, o secretário da Assessoria Especial, José Neto, e o presidente da Compesa, Roberto Tavares, responsável pelo andamento das obras da Adutora, por delegação do Governo Federal. A intenção é aumentar o repasse de recursos federais para a Adutora do Agreste.

“Essas obras hídricas são prioridade do nosso Governo, daí o esforço que estamos fazendo, tanto da nossa parte, destinando recursos, quanto nessa articulação com o Governo Federal. É preciso dar celeridade à Adutora e ao Ramal do Agreste”, explicou Paulo Câmara.

“O presidente Michel Temer fez questão que eu transmitisse que o abastecimento de água do Nordeste é prioridade número 1 do Governo Federal”, disse Hélder Barbalho, que tem a meta de concluir até dezembro deste ano os dois eixos da Transposição, daí a necessidade de acelerar não apenas a Adutora do Agreste, mas também o Ramal do Agreste, que levará a água até a adutora. No valor de R$ 1,3 bilhão, o Ramal teve sua licitação concluída e o contrato assinado, faltando apenas dar ordem de serviço. O Ramal do Agreste deve demandar três anos de obras.

Outro ponto da audiência do governador com o ministro foi o apoio da Defesa Civil Nacional aos municípios atingidos pelas fortes chuvas que caíram ontem (30.05) na Região Metropolitana do Recife. Barbalho disse que conversou com os prefeitos Geraldo Júlio (Recife) e Renildo Calheiros (Olinda) para identificar a ajuda financeira para ações que possam ajudar as duas cidades a evitar novos problemas no futuro, como obras de dragagem.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Senai 4.0

31/05


2016

Ex-presidente do TCE, Romeu da Fonte morre no Recife

Do G1/PE

O ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), Romeu da Fonte, morreu aos 79 anos no Recife nesta terça-feira (31). O enterro será realizado às 10h da quarta-feira (1°) no Cemitério de Santo Amaro, na área central da capital pernambucana. [Veja vídeo acima]

Casado e pai de três filhos, Romeu da Fonte foi também deputado estadual pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) e secretário do Trabalho no segundo governo de Miguel Arraes. Durante mais de 20 anos, Romeu foi advogado da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetape).

"Doutor Romeu era uma grande figura humana, com uma bela história em defesa dos trabalhadores, da democracia e da justiça. Um exemplo para todos nós, que estamos no serviço público. Tive a honra de conviver e trabalhar com doutor Romeu no Tribunal de Contas de Pernambuco, desfrutando de sua enorme sensibilidade social. Meus mais sinceros sentimentos aos seus familiares e amigos", declarou o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, em nota de pesar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Odonto Personalité

31/05


2016

Aloysio Nunes diz que não quer a volta de Dilma e do PT

O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) divulgou nas redes sociais um vídeo com o seu primeiro discurso como líder do governo do presidente em exercício Michel Temer. Ele centrou sua fala em argumentos pelo impeachment de Dilma e, com duras críticas à presidente afastada, mostrou que esse será seu compromisso.

 "Aceitei ser líder do governo no Senado, que é o lugar onde vai se dar a batalha pelo afastamento definitivo da presidente, para que eu possa contribuir com o bom desfecho desse processo", disse Aloysio.

O senador também deixou clara sua posição contra Dilma Rousseff. "Eu não quero que a Dilma volte. Eu não quero que o PT volte. Isso seria uma tragédia para o país e, para que possamos evitar esse grande mal, precisamos nos esforçar muito", ressaltou.

Aloysio relembrou que seu partido trabalhou em favor do impeachment da presidente e que ele se manifestou tanto no Senado quanto nas ruas com essa finalidade. No entanto, após a veiculação do vídeo, ao falar pessoalmente no Senado, Nunes adotou uma postura mais moderada. O tucano garantiu que sua prioridade é a aprovação de pautas econômicas e o diálogo com os diferentes setores da Casa.

Ainda no vídeo, ao se referir às questões econômicas, o senador disse que é preciso "estancar sangria" da "decadência da economia brasileira". A expressão relembra o diálogo do senador Romero Jucá (PMDB-RR), que perdeu o cargo de ministro do Planejamento, após falar em "estancar a Lava Jato".

Aloysio responde a inquérito no STF após ser citado na Lava Jato. A investigação ligada à caixa dois de campanha segue separada da operação principal.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Naipes

31/05


2016

Accioly contraria PSL e apoia Lula no Cabo

O deputado estadual Beto Accioly (PSL) enviou, há pouco, ao blog, uma nota sobre o rompimento da sua legenda com o prefeituravel Lula Cabral (PSB), no Cabo de Santo Agostinho. Accioly afirma que a decisão partiu da Executiva Nacional do partido e que ele recebeu a notícia com estranheza. O parlamentar disse que levou a legenda para o grupo de Cabral por entender que esse é o melhor caminho para a retomada do desenvolvimento socioeconômico do município, comprovado pelas aprovadas gestões.

“Vivenciamos uma situação delicada. Respeito a decisão da Executiva Nacional do meu partido, mas reafirmo o meu apoio e compromisso com a pré-candidatura do deputado Lula Cabral, na cidade do Cabo de Santo Agostinho”, finaliza Beto Accioly.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Arcoverde 4

31/05


2016

Não dá para criminalizar opinião, diz Renan

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), classificou como "opiniões" que não podem ser criminalizadas suas declarações em conversas gravadas pelo ex-presidente da Transpetro, o ex-senador Sérgio Machado. O senador falou sobre as gravações na tarde de hoje, pouco antes de entrar no plenário da Casa.

"O povo de Alagoas me elegeu para que eu tenha opinião. Na democracia, a liberdade de expressão não é só para meios de comunicação, é para todos. Não dá para criminalizar ninguém, absolutamente, porque tem opinião. Isso é, do ponto de vista da democracia, um retrocesso inominável", disse pausadamente Renan, que começou a conversa com os jornalistas sorrindo e perguntando "quais são as novidades de hoje".

Questionado sobre a saída do ministro Fabiano Silveira da pasta da Transparência, Fiscalização e Controle (antiga Controladoria-Geral da União), que pediu demissão nesta segunda (30), Renan afirmou que, como presidente do Senado, exercita a independência entre os Poderes, e, por isso, não opinaria sobre o caso.

Silveira foi pressionado a deixar o cargo pela divulgação de um áudio no qual ele orienta Machado e Renan sobre "providências e ações" contra a Operação Lava Jato. A gravação, feita em 24 de fevereiro deste ano, ocorreu na residência oficial do Senado, foi veiculada no Fantástico, da TV Globo, no domingo (29). Silveira, na época, atuava no CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

"Eu sempre defendi a independência entre os Poderes. Exercito a independência no dia-a-dia. Uma coisa são as minhas opiniões e outra coisa completamente diferente é o posicionamento do presidente do Congresso Nacional, que leva sempre em consideração a vontade da maioria. Demonstrei isso em todos os fatos, mesmo contrariando uma posição pessoal", declarou.

Segundo a reportagem que revelou o áudio, Silveira teria procurado diversas vezes integrantes da investigação da Lava Jato. Como obtinha informações evasivas, Calheiros "ficava contente" com o retorno.

Quando instado a explicar se pediu ao agora ex-ministro para obter informações sobre o processo referente a ele na PGR (Procuradoria-Geral da República), o presidente do Senado disse que não iria "comentar esses fatos porque tudo, absolutamente tudo, diz respeito a opinião, a ponto de vista".

"Isso, na democracia, é garantido. Você pode exigir de um parlamentar que ele tenha posições, jamais que não tenha posições. Então quando você elegem um parlamentar, elegem para que ele tenha opinião sobre leis, sobre projetos, sobre conjuntura, sobre política, sobre os Poderes, sobre as autoridades", acrescentou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

N. Power

Cínico!

N. Power

Oh seu ..... opinião é o RETRATO do caráter.. Vc, atraves de suas opiniões, todos sabem que vc é mau caráter.


BM4 Marketing

31/05


2016

Pedetista descarta acordo em Águas Belas

O pré-candidato a prefeito de Águas Belas, Aureliano Pinto, enviou, há pouco, ao blog, uma nota sobre a pesquisa divulgada hoje com as intenções de voto no município. Aureliano aparece em quarto lugar, com 7,1% das intenções. Confira a nota.

“Análise de Aureliano Pinto sobre matéria da presente pesquisa registrada no TRE sob o número 08353/2016.

1. A pesquisa é um retrato do momento, estamos há quatro meses da eleição e muita coisa deve acontecer até o pleito eleitoral. Este resultado deverá mudar com a proximidades da eleição.

2. Tivemos acesso aos questionários realizados nesta pesquisa, onde foi colocado o candidato Numeriano Martins como possível candidato com nosso apoio, mas deixo bem claro que essa condição é inexistente, ou seja, esse cenário não há possibilidade de existir. Outro aspecto importante é saber que foi colocado nossa candidatura como uma substituição da candidatura do Numeriano Martins, lembrando que o mesmo tem um processo no Tribunal Eleitoral, Nº00043706-4/2011, onde responde por improbabilidade administrativa, não podendo concorrer ao pleito de 2016.

3. A pesquisa deixou de aferir o eleitorado da Aldeia Funiô, que representa 15% do eleitorado do Município de Águas Belas. Em pesquisas internas encomendadas por nosso grupo, apresentamos um percentual de intenção de voto de 80% nesta localidade. Relato ainda que o número de 350 questionários seja insuficiente para uma pesquisa satisfatória, com a margem de erro 5,2%. Contudo, um percentual mais aceitável seria de 3%. Outros relatos a ser abordados: 59,7 % dos eleitores não decidiram ainda em quem vai votar no dia 02 de outubro 2016. Deixando uma grande oportunidade para os candidatos trabalharem em prol de suas candidaturas”.

Atenciosamente

Aureliano Pinto PDT, pré-candidato a prefeito no município de Águas Belas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina 3

31/05


2016

Detran realiza terceiro “Passeio ciclístico Maio Amarelo”

Como acontece em todo encerramento do Movimento Maio Amarelo, que este ano trabalhou sob o slogan “O Trânsito é feito por você”, com foco nos motoristas do amanhã, a Secretaria das Cidades, por meio do Detran, promoveu no último domingo, o III Passeio Ciclístico Maio Amarelo.

A concentração aconteceu no Sítio da Trindade, de lá, os ciclistas partiram rumo ao Marco Zero, no Recife Antigo. Tanto na concentração como no percurso, a Turma do Fom Fom esteve presente dando dicas de segurança no trânsito. 

Segundo o diretor presidente do Detran, Charles Ribeiro, a intenção do movimento foi chamar a atenção dos ciclistas, motoristas e motociclistas para o alto índice de mortes e feridos no trânsito, lembrando os cuidados que envolve, desde atitudes particulares como o cultivo da gentileza no trânsito, até ações envolvendo o poder público, a exemplo das atividades relacionadas a educação no trânsito.

O evento que contou com apoio da Secretaria de Defesa Social, do Colégio Brasileiro de Cirurgia Buco-Maxilo-Facial da Universidade de Pernambuco e da Academia das Cidades, uniu mais de 200 ciclistas profissionais e amadores, que pedalaram por um trânsito mais seguro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


31/05


2016

Fernando Bezerra debate dívida rural com Temer

O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) foi recebido pelo presidente da República em exercício, Michel Temer, no final da manhã de hoje. O tema da audiência, no Palácio do Planalto, foi o Projeto de Lei de Conversão (PLV) nº 8/2016, que trata das dívidas do setor rural e dos transportadores autônomos de carga. Aprovado pelo Plenário do Senado dia 17 deste mês, o PLV foi encaminhado à sanção presidencial, na última quarta-feira (25), para ser convertido em lei.

“Solicitei, ao presidente, uma atenção especial a esta matéria”, contou o senador. “Destaquei que o projeto foi amplamente discutido tanto no Senado como na Câmara dos Deputados e que o texto final aprovado traduz os anseios e as necessidades dos nossos produtores; principalmente, dos agricultores familiares do semiárido nordestino”, completou o socialista pernambucano.

O PLV 8 é resultado da Medida Provisória (MP) nº 707/2015, cuja discussão, no Senado, foi conduzida por Fernando Bezerra, que presidiu a comissão mista instalada para analisar a proposição (CMMPV 707). Quando convertida em lei, a matéria beneficiará, principalmente, mais de 1 milhão de agropecuaristas da Região Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Publicidade
Destaques

Publicidade

Opinião

Aplicativo - Frente a Frente

Publicidade

Parceiros
Programa Frente a Frente
Apoiadores