Gravatá IPTU 2019 Prorro

26/04


2019

Encheu: Exército não vai mais responder a Olavo

Integrantes do Exército dizem que os comandantes das Forças têm muito claro que os generais que estão no Planalto representam o governo, não o Estado ou a instituição.

Por isso, a ordem é não responder a qualquer ataque de Olavo de Carvalho ao vice ou a ministros.

Enquanto isso, Luciano Coutinho, ex-presidente do BNDES informou que vai recorrer da decisão do TCU que o condenou a pagamento de multa e inabilitação para cargos públicos por seis anos. Segundo sua assessoria, ele considerou o veredito “flagrantemente injusto e descabido”.

Em nota, a assessoria diz que Coutinho “foi um gestor diligente e não se omitiu na cobrança das chamadas ‘pedaladas fiscais'”. “Ao contrário, conseguiu junto com o Ministério da Fazenda a quitação, em 2015, de todo o montante devido ao BNDES.”  (Daniela Lima – Painel –FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Congresso Nordestino de Educação Médica

26/04


2019

Delator diz que sua delação rendeu bilhões ao país

Mônica Bergamo - Folha de S.Paulo

O doleiro Alberto Youssef diz que sua delação premiada foi utilizada para o ressarcimento de mais de R$ 13 bilhões aos cofres públicos. A afirmação está em um relatório juntado ao processo de Youssef. 

Segundo o levantamento, feito pelos advogados do doleiro no documento, apenas nos primeiros termos de sua colaboração 206 pessoas físicas e 109 pessoas jurídicas foram implicadas criminalmente.

No início do mês, o Ministério Público Federal manifestou-se favoravelmente à progressão do regime de cumprimento de pena do doleiro. Ele atualmente está com tornozeleira eletrônica e tem que se recolher das 20h às 6h e aos feriados e finais de semana. 

Procurado, Youssef não comentou o conteúdo por estar em sigilo de Justiça.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Trabalha PMR

26/04


2019

Palavrões para Mourão

Deputados que conversaram com Jair Bolsonaro nas últimas semanas disseram que ele chegou a usar palavrões em meio a comentários desairosos sobre Hamilton Mourão.

Como mostrou O Estado de S. Paulo, o presidente criticou o vice durante voo às vésperas do início dos ataque de Carlos. A informação é de Daniela Lima, na coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

Segundo ainda a colunista, integrantes do Exército dizem que os comandantes das Forças têm muito claro que os generais que estão no Planalto representam o governo, não o Estado ou a instituição.

Por isso, a ordem é não responder a qualquer ataque de Olavo de Carvalho ao vice ou a ministros.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Olinda 2019

26/04


2019

Cacique de partido quer mais poder para o PP

Valdemar Costa Neto, do PR, acertou há um mês que o comando da comissão especial da reforma ficaria com sua sigla.

Mas precisou reforçar o lobby na manhã desta quinta (25), véspera do anúncio.

Pelo posto, abdicou do comando da comissão que vai analisar o projeto da tributária.

Motivo: Valdemar acha que, no comando da Previdência, o PR terá mais poder.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/04


2019

Escolha de tucano para a reforma irrita o partido

A escolha do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) para a relatoria da reforma da Previdência na Câmara provocou desconforto em ala do partido. Ele foi chefe da Casa Civil de São Paulo na gestão Geraldo Alckmin. O ex-presidenciável, que deixa em breve a direção do PSDB, era contra o embarque da sigla na empreitada.

Na quarta (24), a executiva do PSDB fez reunião em Brasília e, segundo relatos, Alckmin deixou o local convencido de que nenhum tucano teria papel de destaque na tramitação da Previdência. A escolha de Moreira foi vista por deputados de outros partidos como um aceno de Maia ao atual governador de SP, João Doria (PSDB).  (Painel – FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

26/04


2019

Partidos querem mais cargos de Bolsonaro

Cargos ofertados pelo Planalto são insuficientes para atender partidos, dizem dirigentes

Daniela Lima – Painel - Folha de S.Paulo

A iniciativa do governo de distribuir cargos de segundo escalão para alavancar o apoio de partidos à reforma da Previdência dá sinais de que vai naufragar. A lista de opções que chegou ao Congresso é insuficiente para atender a todas as siglas que poderiam se alinhar ao Planalto. Há mais: fatia expressiva dos postos tem vínculo com o Nordeste e não atenderia a parlamentares do Sul e Sudeste. Dirigentes de legendas dizem ainda que as negociações estão mal conduzidas, sem sinal de conclusão.

Comandantes de partidos de centro e centro-direita avaliam também que a decisão de liberar R$ 10 milhões em emendas por ano pode fidelizar alguns votos, mas não todos. Deputados que atuam na ponta de lança da articulação tinham, em gestões anteriores, nacos mais importantes para exercer influência.

Esses dirigentes dizem que a reforma da Previdênciaavançou até aqui apoiada no prestígio do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mas que a força dele “tem limites” e que ninguém vai “comprar briga com professor e policial” só com base nos apelos do democrata.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

26/04


2019

Lava Jato: Raquel pede 22 anos de prisão para Collor

'Há não apenas suspeitas, mas prova para além de dúvida razoável de que cometeu crimes", diz a procuradora-geral sobre o ex-presidente da República, hoje senador

Luiz Vassallo e Rafael Moraes Moura – Estadão

Em alegações finais, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao Supremo Tribunal Federal que imponha ao senador Fernando Collor (PROS) uma pena de 22 anos, 8 meses e 20 dias, em ação penal no âmbito da Operação Lava Jato. Raquel apontou a suposta participação do senador em propinas, que somadas, chegariam a R$ 50,9 milhões em contratos da BR Distribuidora, subsidiária da Petrobrás. Ele é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Documento

A procuradora-geral detalha que ‘entre 2010 e 2014, uma organização criminosa instalou-se nas Diretorias da Petrobras Distribuidora S/A – BR Distribuidora – capitaneada pelo Partido Trabalhista Brasileiro, em particular na figura do Senador Fernando Collor, e também pelo Partido dos Trabalhadores, com destaque para o Deputado Federal Vander Loubet’.

Segundo Raquel, Collor participou de supostas propinas de ‘pelo menos R$ 9.950.000,00 em razão de contrato de troca de bandeiras em postos de combustíveis’. Ele também teria recebido vantagens de ‘pelo menos R$ 20.000.000,00 em razão de contratos para a construção de bases de distribuição de combustíveis celebrados entre a BR Distribuidora’.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/04


2019

Bolsonaro: ridículo ao vetar propaganda do BB

Presidente se cobre de ridículo ao vetar propaganda inócua do BB

É preciso um parafuso a menos para se ofender com o comercial

Tony Goes - Folha de S.Paulo

Quando saiu a notícia de que o presidente Jair Bolsonaro havia não só mandado cancelar a nova campanha publicitária do Banco do Brasil, como também demitir o diretor de marketing que a aprovou, achei que o comercial censurado trazia alguma coisa de grave.

“Grave”, é claro, para o moralismo raso de Bolsonaro e seus seguidores mais fanáticos. Sim, raso: nesta mesma quinta-feira (25), o mandatário supremo da nação disse, durante um café da manhã com jornalistas, que “quem quiser vir aqui fazer sexo com uma mulher, fique à vontade. Agora, não pode ficar conhecido como paraíso do mundo gay aqui dentro”. Ou seja, turismo sexual no Brasil pode, talkei? Contanto que seja sexo heterossexual.

Concluí que o filme do BB, criado especialmente para celebrar a diversidade racial e sexual dos jovens brasileiros —um segmento cobiçadíssimo por qualquer instituição financeira– mostrasse um “trisal”, um casal de três, como na propaganda recente de uma cadeia de lanchonetes. Ou, talvez, um par de lésbicas trocando um selinho? Dois homens vestindo rosa e embalando um bebê?

Leia matéria na íntegra clicando ao lado: Bolsonaro se cobre de ridículo ao vetar propaganda inócua do BB


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bm4 Marketing 2
Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores