Busca


Coluna do Blog
Ninguém explica nada


Destaques
Eduardo fala em "fatiar" a reforma tributária
Ibope: Dilma cai de 40% para 37%
Força Sindical planeja protestos em período pré-Copa
João Lyra comanda primeira reunião de monitoramento
Governo minimiza hipótese de racionamento de energia
Prefeitura do Recife inaugura EcoEstação do Ibura
Escândalo da Petrobras derruba assessor de Garibaldi
Morre Gabriel Garcia Márquez
Armando, Humberto e Jaime Amorim no Frente a Frente
Aécio lidera corrida entre eleitores de nível superior


Opinião


Os improvisos na questão climática - Marina Sil
























TwitterTwitterRádio do MagnoRSS

17
04/14
Eduardo fala em "fatiar" a reforma tributária



























Reuters.


O Brasil precisa cortar gastos ruins de custeio da máquina pública e de uma reforma tributária fatiada, mas sem perder conquistas sociais ou reduzir direitos trabalhistas, disse o pré-candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos. Segundo ele, isso depende fundamentalmente de uma mudança na governança política.

O socialista de 48 anos defendeu também, em entrevista exclusiva à Reuters, nesta quinta-feira (17), em São Paulo, que a Petrobras tenha uma política clara e que seja pública de reajustes de combustíveis a exemplo do que ocorre com tarifas de energia e telefonia.

"Nós vamos conter a inflação, nós vamos fazer o Brasil crescer, nós vamos alavancar os investimentos no Brasil, nós vamos conter o gasto ruim, nós vamos fazer o dever de casa que precisa ser feito. Não vamos fazer isso perdendo conquistas sociais, não vamos fazer isso sacrificando o direito dos trabalhadores. Vamos fazer isso com uma governança inteligente, passando confiança aos investidores, tendo coragem de fazer os cortes que a máquina pública precisa", prometeu.

Tudo isso, na visão de Eduardo, só será possível com a mudança na relação política, considerada por ele a barreira mais importante a ser vencida.
"Agora é um novo ciclo, o padrão político brasileiro está vencido, o padrão de governança do Estado está vencido", disse ele, que luta para vencer o desconhecimento do eleitorado e quebrar a polarização de PT e PSDB.

"Quem falar isso para o Brasil vai encantar a vida brasileira e vai ter o apoio da sociedade para fazer mudanças", disse o pernambucano, que anunciou na semana passada a chapa com a ex-senadora Marina Silva para disputar a Presidência da República.

Segundo ele, se o Brasil pôde derrotar a ditadura, não há por que duvidar que é possível vencer "a velha política que está em Brasília". "Essa é a trincheira que tem que ser derrotada para abrir um novo tempo e um novo ciclo [no país]", disse Eduardo.

"Para mim é muito claro o diagnóstico de que a primeira das mudanças... é uma mudança na política", insistiu o ex-governador, que numa conversa de quase uma hora, evitou se comprometer com metas fiscais.

Petrobras -
Se eleito, Eduardo disse que determinará que a Petrobras tenha uma política clara de reajuste para os combustíveis, semelhante ao que ocorre com outros segmentos da economia.

"O setor de energia tem uma regra, telefonia tem uma regra, a passagem de ônibus tem uma regra. Há um preço transversal na economia em questão que é o preço do combustível. Ele tem que ter uma regra. E essa regra tem que estar na equação da política macroeconômica", afirmou o pré-candidato. "Não é a política macroeconômica definir a regra [de reajuste dos combustíveis] em função de sua conveniência."

A Petrobras vem enfrentando deterioração de sua saúde financeira nos últimos anos, entre outras razões, pela defasagem dos preços dos combustíveis no mercado interno em relação ao valor do petróleo no exterior e diante de um ambicioso plano de investimentos da estatal.

Eduardo também promete profissionalizar a gestão da estatal para blindá-la da ingerência política.

Redução da Carga Tributária - Eduardo deseja que a reforma tributária seja feita de forma fatiada e acredita que terá condições de avançar rapidamente com as mudanças, se eleito, porque "já está tudo debatido". Ele pretende enfrentar as resistências estabelecendo mudanças num horizonte de até 12 anos.

"Eu acho que simplificando [a cobrança de tributos] e tornando o sistema mais inteligente, temos como reduzir a carga tributária", afirmou, evitando se comprometer com um percentual de redução.

A carga tributária brasileira gira em torno de 37% e é apontada como um dos entraves para o crescimento da economia.

Eduardo disse ainda que, se eleito, vai manter a lógica de conceder reajustes reais ao salário mínimo, mas pretende discutir a atual fórmula.

Pesquisas - Eduardo minimizou o desempenho que vem tendo nas pesquisas de intenção de voto e argumentou que as pessoas ainda não estão pensando na eleição. Por isso, segundo ele, os candidatos de oposição não se aproximam da presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição.

O socialista está em terceiro, com 10% das intenções de voto, atrás do pré-candidato do PSDB, o senador Aécio Neves (MG), que registrou 16% no último levantamento Datafolha, e de Dilma, que tem 38%.

"O humor do eleitorado é de inquietação... E qual o vento que sopra? 73% dizem que querem mudanças. Esse é o dado importante", argumentou Eduardo, que acredita ter mais chances de capitalizar esse sentimento por representar uma quebra da polarização entre petistas e tucanos, da qual as pessoas estariam fartas.

O ex-governador afirmou ainda que chegou a hora de ter uma visão de longo prazo sobre o país, sem pensar apenas em uma gestão. "Isso é uma visão medíocre que tem que ser superada", disse. "Não é um debate gerencial, é um debate de liderança, sobre qual o novo pacto que precisa ser construído".

  Escrito por Magno Martins, às 21h00
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Ibope: Dilma cai de 40% para 37%



























Reuters.


As intenções de voto na presidente Dilma Rousseff (PT) caíram de 40%, em março, para 37%, em abril, mas a presidente ainda seria reeleita no primeiro turno, de acordo com pesquisa Ibope publicada nesta quinta-feira (17). A pesquisa aponta a vitória de Dilma no primeiro turno das eleições de outubro em dois cenários, seja com o ex-governador Eduardo Campos (PSB) ou com a ex-senadora Marina Silva (PSB).

Com Eduardo como candidato, Dilma teria 37%, contra 14% do senador mineiro Aécio Neves (PSDB) e 6% para o ex-governador. Brancos e nulos somaram 24%.

A sondagem aponta que Dilma manteria os 37% e Aécio os 14% em um cenário em que Marina encabeça a chapa no lugar de Eduardo. Nesse caso, Marina, que foi terceira colocada na eleição presidencial de 2010, aparece com 10% das intenções. Brancos e nulos somaram 23%.

A pesquisa Ibope entrevistou 2002 pessoas em 140 municípios entre os dias 10 e 14 deste mês. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais.

  Escrito por Magno Martins, às 20h00
 
Comentários Comentários (2) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Força Sindical planeja protestos em período pré-Copa



























Estadão Conteúdo.

A Força Sindical planeja realizar protestos durante todas as semanas do mês de maio para aproveitar a visibilidade do período pré-Copa do Mundo e tentar melhorar as negociações salariais para as categorias com data-base no primeiro semestre. Os dirigentes da central tiveram nesta quinta-feira (17) uma reunião de pouco mais de três horas com cerca de 60 líderes dos principais sindicatos e decidiram batizar o cronograma de protestos de 'Esquenta Copa'.

'Não vai ser uma série de protestos contra a Copa do Mundo, mas queremos aproveitar esse momento de visibilidade para tentar sensibilizar a classe patronal e os governos', afirmou Miguel Torres, presidente da Força Sindical.

Entre esses setores que planejam manifestações estão aeroviários, rodoviários, trabalhadores da construção civil, das usinas de etanol e da alimentação, eletricitários, telefônicos, servidores públicos municipais e estivadores. 'Os metalúrgicos só têm data-base no segundo semestre, mas como eles já estão sofrendo com demissões, pode ser que eles também queiram aderir aos protestos', disse Torres.

Além do cronograma semanal de maio, a Força Sindical pretende realizar um grande ato reunindo todas as categorias que representa no dia 6 de junho, menos de uma semana antes do início da Copa.

Miguel Torres ressaltou ainda que a reunião de hoje decidiu que os protestos serão em São Paulo, mas a ideia da central é estender a pauta para outros estados. Segundo ele, a entidade representa cerca de 150 sindicatos com data-base no primeiro semestre. 'Isso dá mais ou menos 1,5 milhão de trabalhadores', afirmou.

  Escrito por Magno Martins, às 19h00
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
João Lyra comanda primeira reunião de monitoramento
























Diario de Pernambuco.

A primeira reunião de monitoramento comandada pelo governador João Lyra Neto (PSB), depois que assumiu o posto deixado por Eduardo Campos (PSB), pré-candidato ao Palácio do Planalto, teve poucas mudanças em relação ao modelo implementado por seu antecessor. Recém-empossado, Lyra aproveitou o momento com sua equipe para se inteirar da situação em temas relativos à educação, infraestrutura e acesso à água e esgotamento.

O mandatário pode acompanhar o andamento de obras e o cumprimento das metas, mas novas ações estratégicas só deverão ser tomadas durante as próximas reuniões.

“Estamos monitorando ações que foram priorizadas desde a época do ex-governador Eduardo Campos. São 349 metas que já existiam e estão sendo acompanhadas pela nossa equipe. É um trabalho de continuidade. O governador João Lyra aproveitou para tirar dúvidas sobre o andamento de alguns projetos e fez algumas cobranças pontuais. O importante é que a partir de agora poderemos elaborar novas propostas para estabelecer novas ações estratégicas”, explicou Fred Amâncio, secretário de Planejamento e Gestão.

Uma das novidades trazidas por Lyra é a redução do intervalo entre os encontros. Como só terá pouco mais de oito meses à frente do governo estadual, o socialista decidiu que as reuniões agora serão semanais.

Além dos 12 objetivos estratégicos já existentes, Lyra definiu outros três assim que assumiu o cargo: aumentar o foco na interiorização do desenvolvimento, fortalecer o plano de recuperação do semiárido e incrementar as micro e pequenas empresas em Pernambuco. "Esses temas só serão debatidos daqui a quatro semanas, quando os novos secretários já terão tido tempo de coletar as informações necessárias. A partir daí, o governador indicará o caminho a ser tomado", pontuou Amâncio.

  Escrito por Magno Martins, às 18h30
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Governo minimiza hipótese de racionamento de energia


























Reuters.


O Governo Federal não vê necessidade de racionamento de energia e não vai iniciar uma campanha para economia de energia porque considera que a situação de atendimento da demanda neste ano é administrável, informaram analistas do Credit Suisse em relatório, após reunião com autoridades na quarta-feira (16).

O Credit mencionou em relatório que, segundo o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp, é possível operar as fontes de fornecimento de energia com menos restrições com as quais normalmente se opera, se o cenário hidrológico exigir.

"Como exemplos, ele observou que o ONS é capaz de reduzir os fluxos de água em algumas bacias utilizadas para o transporte (Tietê-Paraná), juntamente com menores restrições de reservatórios em algumas regiões que são usados como fontes para a irrigação, sem impactar as condições econômicas e de vida nessas áreas", escreveram os analistas.

Chipp também teria mencionado entre eventos dos próximos meses que colaborarão para o nível das represas das hidrelétricas do país a possibilidade de ocorrência de um fenômeno El Niño com menos intensidade em breve e as expectativas de temperaturas no Sul e Sudeste do Brasil menores que as médias nas próximas semanas.

Os analistas do Credit acrescentaram que acreditam que o governo não deverá tomar novas medidas para apoiar o setor pelos próximos meses além do leilão A-0 e da captação de recursos pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). "Como resultado, investidores devem esperar continuar vendo volatilidade na performance no setor", escreveram.

Analistas ainda esperam que os preços de energia de curto prazo se mantenham em níveis máximos nos próximos meses.
  Escrito por Magno Martins, às 18h00
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Entre no face e participe ao vivo do Frente a Frente

Já estou nos estúdios da Rede Nordeste de Rádio. Daqui a pouco, passo a ancorar o programa Frente a Frente, em companhia de Adriano Roberto. O programa é retransmitido por 37 emissoras na Região, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM, no Recife.

Se você quiser ouvir pela net, entre no meu blog e clique no botão Ouça a rádio do Magno. Já para participar ao vivo no facebook entre na minha página: magnomartinsfonseca.

  Escrito por Magno Martins, às 17h59
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Prefeitura do Recife inaugura EcoEstação do Ibura
















O prefeito Geraldo Julio (PSB) inaugurou, na manhã desta quinta-feira (17), a terceira EcoEstação do Recife. O equipamento, orçado em R$ 533 mil, funcionará de segunda a sábado, das 8h às 16h, recebendo resíduos, metralhas, móveis, materiais recicláveis, utensílios domésticos e resíduos de podas, e foi instalado no Rio Tapado, em um local estratégico próximo à alça da BR-101.

As EcoEstações integram o projeto que engloba todas as políticas públicas e equipamentos de limpeza urbana que atuam na cidade, assim como as ações de educação ambiental desenvolvidas pela prefeitura. A iniciativa, pioneira na capital, visa estimular o descarte correto dos resíduos.

"Esse é um serviço novo no município. Os recifenses aprovaram a iniciativa e já passaram a descartar os resíduos no local correto. Tudo o que está sendo recolhido aqui deixa de ir para os canais. É por isso que esse equipamento representa o começo de uma grande transformação que faremos na cidade. Cuidando da reciclagem, a prefeitura quer melhorar o meio ambiente", argumentou o prefeito.

A unidade do Ibura dispõe de pequenos geradores de resíduos, quatro caçambas e um EcoPonto Reciclável para coleta seletiva. Além da unidade inaugurada hoje, a prefeitura já entregou as EcoEstações de Campo Grande e da Imbiribeira. Outras quatro serão instaladas em pontos estratégicos nos bairros da Torre, Arruda, Mangueira e Iputinga.

  Escrito por Magno Martins, às 17h30
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Escândalo da Petrobras derruba assessor de Garibaldi

Do G-1

O assessor especial José Wilde, que trabalhava no gabinete do ministro da Previdência, Garibaldi Alves, pediu demissão na manhã desta quinta-feira (17). Segundo reportagem publicada pela revista "Veja", com base em investigação da Polícia Federal, ele recebeu um repasse de R$ 20 mil da empresa M.O Consultoria, ligada ao doleiro Alberto Youssef – um dos alvos da Operação Lava Jato, que apura suposto esquema de lavagem de R$ 10 bilhões.

O doleiro está preso há quase um mês. Segundo relatórios da Polícia Federal, a M.O Consultoria foi criada por Youssef e movimentou R$ 90 milhões entre 2009 e 2013. Procurado pela reportagem da TV Globo, Wilde não retornou às ligações.

Na carta de demissão, Wilde negou ligação com a empresa. Disse que no fim de 2010, antes de ser nomeado assessor no Ministério da Previdência, prestou serviço de assessoria a uma empresa paulista que não está sendo investigada na operação.

Ele não informou o nome da empresa e disse que não tinha como saber de "eventuais relações entre empresas, suas coligadas e outras companhias".

Ele afirmou que as atividades eram prestadas de forma esporádica e legal. "Especialmente neste caso, em que prestei serviços lícitos, não sendo de meu dever pesquisar a origem de recursos que, também licitamente, me foram destinados". Wilde concluiu a carta de demissão afirmando que sai para afastar o ministro de cobranças indevidas e para poder se defender.

Leia a íntegra da carta de demissão:

Senhor Ministro Garibaldi Alves Filho,

Meios de comunicação social divulgaram a informação de que eu teria recebido recursos financeiros da empresa M. O Consultoria, investigada na Operação Lava Jato da Polícia
 Federal.

Não tenho, nem nunca tive qualquer ligação com a empresa citada nas reportagens. É fato, porém, que no final de 2010, antes de ser nomeado para o Ministério da Previdência Social, prestei serviço de assessoria de imprensa a uma companhia paulista, que não esta ora investigada.

A firma para qual de prestei essa assessoria - obviamente com cláusula confidencialidade, como comum nessas questões de tratamento de imagem pública - desempenhava atividades legais no mercado.

A propósito, esse trabalho esporádico que então desempenhei não me permitiu tomar conhecimento de eventuais relações entre empresas, suas coligadas e outras companhias.

Causa-me, portanto, perplexidade e justa indignação por qualquer insinuação da mais remota ligação minha com pessoas ou organizações envolvidas em negócios escusos, especialmente neste caso, em que prestei serviços lícitos, não sendo de meu dever pesquisar a origem de recursos que, também licitamente, me foram destinados.

Sei, entretanto, que o julgamento não é só de Vossa Excelência, que conhece minha inteireza moral há décadas, e disso tem dado testemunho, o que muito me desvanece e conforta neste momento de sugestões gratuitas e injustas.

Mas, repito, o julgamento não é só de Vossa Excelência, que tem, como também eu, responsabilidades públicas a preservar. Assim, para afastá-lo de pronto de cobranças indevidas, e para que eu possa defender minha honra longe de deveres funcionais, peço exoneração, em caráter irrevogável, do cargo de Assessor Especial do Ministro, que exerço no Ministério da Previdência Social.

Reiterando minha admiração, respeito e meu afeto por Vossa Excelência, aguardo serenamente o julgamento isento dos fatos.

José Wilde de Oliveira Cabral

  Escrito por Magno Martins, às 17h29
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Morre Gabriel Garcia Márquez















O escritor colombiano Gabriel García Márquez morreu nesta quinta-feira (17), segundo o jornal El Pais. O autor de clássicos como 'Cem anos de Solidão' estava em sua residência na Cidade do México, capital mexicana.

De acordo com o jornal mexicano El Universal, García Márquez travava uma batalha contra o câncer. A última aparição em público de García Márquez foi em 6 de março, quando saiu de sua casa no sul da Cidade do México para conversar com jornalistas em ocasião de seu aniversário.

O autor de 'Cem anos de solidão' mostrou-se sorridente, recebeu presentes e tirou fotos, mas não falou com os jornalistas. Nos últimos anos, restringiu ao máximo suas aparições em público e declarações por motivos de saúde.

Vida e obra

O escritor de 87 anos é considerado um dos autores de língua espanhola mais populares desde Miguel de Cervantes, no século 17. A fama literária extraordinária que alcançou em vida é comparável a de Mark Twain e Charlens Dickens. Ele vive no México há mais de 30 anos.

'Cem Anos de Solidão' , seu romance épico e alucinante, vendeu cerca de 50 milhões de cópias em mais de 25 línguas, e sua publicação em 1967 foi o marco de um boom da literatura latino americana que durou duas décadas.

Outros clássicos contemporâneos do homem de sobrancelhas negras espessas e bigode branco, conhecido pelos amigos apenas como 'Gabo', incluem 'Crônica de uma Morte Anunciada', 'O Amor nos Tempos do Cólera', 'O General em Seu Labirinto' e 'O Outono do Patriarca '.

García Marquez ganhou o Prêmio Nobel de Literatura em 1982, e seus romances superaram as vendas de tudo o mais publicado em espanhol, exceto a Bíblia. Ao lado de escritores como Norman Mailer e Tom Wolfe, ele também foi um dos pioneiros da literatura de não-ficção, gênero que ficaria conhecido como New Journalism.

  Escrito por Magno Martins, às 17h18
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Armando, Humberto e Jaime Amorim no Frente a Frente

Os senadores Armando Monteiro (PTB) e Humberto Costa (PT), e o coordenador do MST no Estado, Jaime Amorim, são os principais entrevistados do Frente a Frente de hoje, programa que apresento pela Rede Nordeste de Rádio, das 18 as 19 horas, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM. Veja abaixo as demais emissoras que integram a rede:

Arcoverde - Itapuama FM 99,3
Afogados da Ingazeira – Rádio Pajeú AM (1.500)
Belém de São Francisco – Educadora AM (1.470)
Belo Jardim FM – 104,9
Bom Conselho – Papacaça AM (1.470)
Cabo de Santo Agostinho – Rádio Calheta FM (98,5)
Caruaru - Caruaru FM (104,9)
Custódia – Custódia FM (88,5)
Granito – Rádio Beto Som (104,9)
Itacuruba – Itacuruba FM (87,9)
Mirandiba – Nova FM (87,9)
Orocó – Brígida FM (104,9)
Parnamirim – Rádio Beto Som (104,9)
Petrolina – Petrolina FM 98,3
Recife - Rádio Folha (96,7)
Recife – Rádio Planalto AM (950)
Salgueiro – Salgueiro FM (102,9)
Santa Cruz do Capibaribe – Polo FM (101,9)
Santa Maria da Boa Vista – Santa Maria FM (87,9)
São Bento – São Bento FM (104,9)
São Caetano – Cruzeiro FM (104,9)
São José do Egito – Nova Rádio Cultura AM (1.320)
Serra Talhada – Líder do Vale FM (99,7)
Sertânia – Sertânia FM (100,1)
Surubim - Integração FM (88,5)
Tabira – Cidade FM (88,7)
Terra Nova – Terra Nova FM (104,9)
Verdejante - Verdejante FM (104,9)
Nova Timbaúba FM 96,9
Alagoas - Maragogi FM (97.3
Petrolândia - Aliança FM 104,9
Garanhuns – 97,9
Vale do Acaí-FM 104,9 – Poção
Tuparetama - Tupã FM 104,9

  Escrito por Magno Martins, às 17h01
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Aécio lidera corrida entre eleitores de nível superior





















Valor.

A presidente Dilma Rousseff (PT) é a candidata favorita em praticamente todas as regiões e segmentos da sociedade analisados pela mais recente pesquisa Vox Populi/CartaCapital, menos entre os eleitores com ensino superior. Conforme dados divulgados nesta quinta-feira (17), nesse universo, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) surge como o candidato favorito, com 25% dos votos, contra 22% de Dilma.

Como a margem de erro é de 2,1%, para mais ou para menos, os pré-candidatos estão tecnicamente empatados nessa faixa.
Para a pesquisa, o Vox Populi ouviu 2,2 mil eleitores entre os dias 6 e 8 de abril, em 161 municípios.

Entre os eleitores que estudaram até o ensino fundamental, Dilma soma 49% das intenções de voto, contra 13% de Aécio e 5% do ex-governador Eduardo Campos (PSB).

Aécio cresce à medida que aumenta o nível de escolaridade e a renda dos eleitores. Entre quem ganha até dois salários mínimos, o tucano é o preferido de 11%, contra 50% da petista. Entre quem ganha entre dois e cinco salários, o tucano salta para 18% (contra 36% de Dilma) e, entre quem ganha mais de cinco salários, para 24% (contra 26% da petista).

Terceiro colocado, com 8% das intenções de voto, Eduardo também apresentou melhor desempenho entre os eleitores mais ricos ou escolarizados. Ele chega a 12% entre quem tem ensino superior e ganha mais de cinco salários.

Nordeste – De acordo com a pesquisa, Dilma Rousseff, líder na corrida pela reeleição com 40% das intenções de voto, cresce 15% entre eleitores do Nordeste, mas somaria menos pontos do que os adversários no Sudeste, o maior colégio eleitoral do país.

Enquanto em todo o país a presidente tem uma vantagem de 14% em relação à soma dos opositores – Aécio Neves (PSDB) tem 16%, Eduardo Campos (PSB) 8% e Everaldo Pereira (PSC) 2% –, no Nordeste a distancia chega a 37%. Na região, o ex-governador Eduardo Campos soma 11% das intenções de voto – dentro da margem de erro, é praticamente o mesmo desempenho registrado na média nacional.

Segundo colocado nas pesquisas, Aécio Neves registra o seu melhor desempenho no Sudeste: 23% (contra 31% de Dilma, 7% de Eduardo e 2% de Everaldo). Em compensação, no Nordeste o tucano soma apenas 6%. Somados, Eduardo e Aécio teriam 17% dos votos, contra 55% de Dilma - mais que o triplo dos votos dos rivais somados.

O Sudeste é também onde se concentra o maior número de eleitores dispostos a votar em branco ou nulo: 18%.

  Escrito por Magno Martins, às 17h00
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Minas Gerais rende homenagens ao juiz Mozart Valadares

















O juiz pernambucano Mozart Valadares será agraciado, na próxima segunda-feira (21), com a Medalha da Inconfidência Mineira, a mais expressiva comenda outorgada pelo estado de Minas Gerais. A homenagem é fruto da efetiva participação do magistrado na abolição do nepotismo do serviço público brasileiro e da aprovação da Lei da Ficha Limpa.

A cerimônia será realizada na Praça Tiradentes, em frente ao Museu da Inconfidência, na cidade de Ouro Preto, onde Mozart receberá a comenda das mãos do governador Alberto Pinto Coelho.

O juiz pernambucano é ex-presidente da Associação dos Magistrados de Pernambuco (Amepe) e da Associação dos  Magistrados Brasileiros (AMB).
  Escrito por Magno Martins, às 16h20
 
Comentários Comentários (1) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
José Nivaldo Jr. rebate críticas de Adalberto Ribeiro

O publicitário José Nivaldo Júnior, autor do livro "O Julgamento de Deus", respondeu, nesta quinta-feira (17), às críticas do jornalista José Adalberto Ribeiro à sua obra. Munido de humor negro (ou vermelho, como prefere dizer Adalberto), o marqueteiro aponta as fragilidades na resenha do jornalista e revive a velha briga entre os que se põe contra e a favor do comunismo.

Leia:

"Caríssimo Zé.

Você cometeu 2,5 erros imperdoáveis na sua crítica 'O Julgamento de Zeus'.

1. Eu não uso relógio de nenhuma qualidade, não gosto, não curto, não tenho. De ouro, nem pensar. Desse precioso metal, nem aliança uso.

2. Nunca tive nem dirigi Cadilac. Sequer entrei em um. Meu carro de filhinho de papai era um Opala do ano passado.

No mais, minha banheira de mergulhar em dinheiro anda meio que vazia e meia, de modo que prefiro nadar encarando os tubarões. Do mar.

Tirando esses desvios de conduta de texto, que tornam a algaravia historicamente incorreta, como é bela a liberdade de expressão, de crítica, de divergir com inteligência, ironia e brilhantismo, como é o seu caso, me deixou, de certo modo, orgulhoso.

Não é todo pé rapado que tem o direito de levar uma esculhambada desse jaez.

PS: Já que você leu, nem tem porquê se apegar a uma fantasia vermelha, empresta pra Amin, que não apareceu. Ele, certamente, vai sentar o sarrafo também. Ai, nos encontramos breve para um cafezinho e temos o que conversar.

Abraço,
Zé.

Conhecido também como “El Viejo Loco Rojo’ na América Latina e como ‘L incroyable et terrible vieux rouge” na margem esquerda (sempre ela) do Sena. Ou como “aquele burguês comunista filho da puta que a gente devia ter matado de porrada, esquartejado e jogado pros peixes” nos ambientes que vibraram com o seu brilhante artigo."

  Escrito por Magno Martins, às 16h15
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
PM da Bahia aceita proposta do governo e encerra greve





















Brasil Post.

A greve dos policiais militares na Bahia terminou por volta das 15h30 desta quinta-feira (17). A assembleia da categoria foi encerrada após a decisão dos grevistas de encerrar o movimento, marcado por saques, violência e vandalismo no comércio local.

A paralisação já havia sido considerada ilegal pela justiça baiana e hoje (17) recebeu ultimato da Justiça Federal. Liminar do Tribunal Regional Federal da 1ª Região em Brasília determinou o retorno imediato de policiais militares e bombeiros ao trabalho. Caso contrário, as associações que representam as categorias terão que pagar multa superior a R$ 1 milhão por dia.

Por causa da greve, aulas foram interrompidas, shows e festas, cancelados. Muitos baianos preferiram ficar em casa a ir para a rua. Mais de vinte pessoas foram assassinadas só durante a madrugada. Lá fora, as cenas de vandalismo, com estabelecimentos e lojas saqueados, depredados e incendiados.

A sensação de insegurança continuava nesta manhã apesar da presença do Exército. Ontem (16), o governador Jaques Wagner (PT) assegurou que, sem o efetivo em greve, haveria o reforço de 8.500 militares das Forças Armadas.

Jaques Wagner tachou a greve de 'política' e atribuiu o movimento a interesses eleitorais - o 'vereador soldado' Marco Prisco (PSDB-BA) é a principal liderança da greve.

A Justiça Federal até mandou bloquear os bens do político tucano. Nas redes, jornais e cidadãos debatiam a força de Marco Prisco em conseguir colocar uma greve de pé e impactar Salvador.

  Escrito por Magno Martins, às 16h00
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Irmão de Eduardo pode sair candidato a federal









Novidade na base governista: o advogado Antônio Campos, irmão do ex-governador Eduardo Campos (PSB), pode sair candidato a deputado federal, herdando, assim, na prática, o espólio eleitoral da sua mãe, a ex-deputado Ana Arraes, hoje ministra do Tribunal de Contas da União.
  Escrito por Magno Martins, às 15h33
 
Comentários Comentários (4) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Vox Populi registra queda na popularidade de Dilma

























Valor.

Mesmo liderando a corrida para a reeleição, com 40% das intenções de voto, a presidente Dilma Rousseff (PT) terá de lidar, na campanha, com a insatisfação do eleitor em relação ao seu desempenho à frente do Governo Federal. É o que aponta a pesquisa Vox Populi/Carta Capital realizada entre os dias 6 e 8 de abril de 2014 e divulgada nesta quinta-feira (17).

De acordo com o levantamento da revista Carta Capital, a petista tem uma avaliação positiva de 32% e negativa para 28%. Como a margem de erro é de 2,1%, para mais ou para menos, é possível apontar um empate entre os dois tipos de eleitores.

Outros 29% consideram o desempenho da presidente apenas regular. A aprovação da petista oscilou dois pontos para baixo em relação à pesquisa de fevereiro.

Manifestações - No começo de junho do ano passado, quando surgiram as primeiras manifestações de rua pelo país, o Vox Populi mostrou que a presidente era bem avaliada por 52% dos eleitores. O índice caiu para 34%, oito meses depois e, agora, para 32%.

A avaliação positiva da presidente é maior entre eleitores do Nordeste (43%), maduros (40%), que estudaram até o ensino fundamental (40%) e com renda inferior a dois salários mínimos (40%).  A avaliação negativa é maior entre quem mora no Sudeste (35%), é jovem ou adulto (29%), tem ensino superior (44%) e ganha mais de cinco salários mínimos (42%).

Já a avaliação do Governo Federal é positiva para 30% dos entrevistados (ótimo para 4% e bom para 26%) e negativo para 26% (ruim para 15% e péssimo para 11%). Para outros 43% o desempenho é apenas regular (regular positivo para 26% e regular negativo para 17%).

O nível de satisfação é maior entre a população do Nordeste (38% de avaliação positiva), entre a população idosa (36%), que estudou até o ensino fundamental (37%) e com renda de até dois salários mínimos (37%). A insatisfação se concentra entre eleitores do Sudeste (32%), adultos (27%), com ensino superior (40%) e renda superior a cinco salários mínimos (38%).

Para esta pesquisa o instituto ouviu 2.200 eleitores em 161 municípios.

  Escrito por Magno Martins, às 15h30
 
Comentários Comentários (1) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Justiça Federal determina o fim da greve da PM na Bahia


























Estadão Conteúdo.


A pedido do Ministério Público Federal (MPF), a Justiça Federal determinou, nesta quinta-feira (17), o fim imediato da greve dos Policiais Militares da Bahia, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 1,4 milhão de reais. A justiça determinou ainda o bloqueio de bens do principal líder do movimento, o policial bombeiro Marco Prisco, e das seis associações representativas da corporação, envolvidas na paralisação, e de seus dirigentes.

O bloqueio dos bens visa garantir o ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos, a exemplo do envio da Força Nacional de Segurança Pública para o Estado.

Uma proposta pelo fim da greve, discutida nesta manhã, em Salvador, será levada pelos líderes grevistas para ser discutida, em assembleia, com a corporação.
  Escrito por Magno Martins, às 15h00
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Augusto César garante que Evandro não sai candidato
serra gde


Farol de Notícias.

O caldo entornou na relação política entre o deputado Augusto César (PTB) e o ex-prefeito de Serra Talhada, Carlos Evandro (PSB). Aliados no passado, quando o ex-gestor chegou a ser vice-prefeito do petebista, este ano os dois irão travar uma batalha por uma cadeira na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) e, ao que parece, estão prontos para o duelo.

Augusto César, entretanto, aposta todas as fichas de que o ex-prefeito não vai poder sair candidato em função da Lei da Ficha Limpa.

“Em algum momento ele [Carlos Evandro] vai ter que decidir. Essa história que está circulando, de que o Tribunal de Contas do Estado vai mudar o parecer... Eu tenho convicção de que o tribunal não muda parecer, até porque o parecer primeiro dele foi votado e rejeitado pela Câmara de Serra Talhada”, disse o trabalhista, ao comentar a ação rescisória impetrada pelo ex-prefeito para tentar mudar o parecer do TCE que rejeitou as contas do socialista referente ao exercício de 2008.

“Será que a Lei da Ficha Limpa vai ser desmoralizada num estado brasileiro, aqui, pelo Tribunal de Contas de Pernambuco? É ser muito pretensioso nesse sentido, de que todo mundo vai ter que ficar ao teu favor, de que façam uma candidatura manipulada, de que manipule a Câmara de Vereadores e o Tribunal de Contas”, provocou Augusto César.

Carlos Evandro rebateu as declarações do ex-aliado afirmando que Augusto César não lhe esquece. “Rapaz, por que esse homem não me esquece? Vá trabalhar, deputado. Desde quando você tem moral de falar de alguém? E os seis ‘mezinhos’ que ninguém esquece? Ora, se eu fosse uma mulher, esse deputado ira querer namorar comigo. Vá trabalhar, deputado”, devolveu o ex-prefeito serra-talhadense.

“Tudo o que eu faço é dentro da lei. Não tenho objetivo algum de tentar desmoralizar quem quer que seja, muito menos a Câmara de Vereadores. Entrei com uma ação rescisória para que fosse suspensa a votação. [...] Eu não sou técnico, era o prefeito. Para fazer as contas se chama um especialista, você só faz assiná-las. [...] Teve um problema, eu acreditei, e a Câmara de Vereadores sabe disso”, disse Evandro.

De acordo com ex-gestor, as críticas de Augusto César não procedem e isso reflete o “desespero” do petebista. “Tenho pesquisas que mostram como está a situação de Augusto. Ele sabe muito bem que a situação dele não é boa. [...] Eu sou um candidato e vou atrás dos meus direitos. Que ele faça a campanha dele. Eu também respeito o deputado, é um homem de bem, gosto da família dele. Mas, estou correndo atrás, incomodando ele ou não”, pontuou.

  Escrito por Magno Martins, às 14h30
 
Comentários Comentários (1) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Operação Lavo Jato vai apurar fraude em licitações



























O Estado de S. Paulo.

A Polícia Federal abriu outra frente de investigação no âmbito da Operação Lava Jato exclusivamente para rastrear fraudes em licitações, desvios de recursos públicos, corrupção ativa e passiva e sonegação fiscal. Essa etapa da apuração tem como meta principal identificar servidores e administradores públicos envolvidos com o doleiro Alberto Youssef, personagem central da operação, deflagrada em 17 de março de 2014 para estancar esquema de lavagem de dinheiro que pode alcançar R$ 10 bilhões.

A polícia concluiu, na última terça-feira (15), quatro inquéritos e indiciou 46 investigados, entre eles Youssef e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa. Em um desses inquéritos, denominado Operação Bidone, o ex-executivo da estatal foi indiciado pelos crimes de organização criminosa, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

Os quatro inquéritos estão sob análise da força-tarefa do Ministério Público Federal. Seis procuradores foram destacados pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para atuar na Lava Jato. Cabe a eles a decisão sobre eventual denúncia contra os indiciados.

Três novos inquéritos já foram instaurados para verificar o possível uso de empresas controladas por Youssef para a prática de peculato (quando servidor se apropria de bem público) e violação ao Artigo 96 da Lei de Licitações.

Caso a polícia esbarre em autoridades com prerrogativa de foro especial durante esta nova etapa da investigação, vai ser preciso encaminhar os dados à justiça, mesmo procedimento adotado em relação ao deputado André Vargas (PT-PR), que tem direito a foro privilegiado perante o Supremo Tribunal Federal (STF).

A frente de investigação da Polícia Federal terá base no estudo do material apreendido em poder de Youssef e Costa. Com o doleiro, preso em São Luís (MA), os federais encontraram 7 celulares e, em uma das empresas do doleiro, situada em São Paulo, os agentes recolheram outros 27 aparelhos.

Celulares - A PF pediu autorização judicial para a análise e cruzamento dos dados dos 34 aparelhos "a fim de possibilitar a real dimensão dos contatos do doleiro preso, medida que ainda depende de extração dos milhares de arquivos de mensagens de SMS, bem como aplicativos de conversação, tais como Whatsapp, Viber e outros".

De acordo com a polícia, o conteúdo analisado até agora "reforçou os indícios de [Youssef] se tratar não só de um operador do mercado paralelo de câmbio, mas também de pessoa envolvida em manobras indicativas de lavagem de dinheiro, com o uso de empresas laranjas, contratos simulados, grandes quantidades de dinheiro em espécie, dissimulação de origem/destino de numerário".

Já na residência de Paulo Roberto Costa, a polícia apreendeu um HD e 37 pendrives,  que estão sendo analisados.

  Escrito por Magno Martins, às 14h00
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

17
04/14
Geraldo vistoria ações da Operação Inverno 2014
















O prefeito Geraldo Julio (PSB) vistoriou, na última quarta-feira (16), a limpeza no canal Rio Jiquiá/Planeta Curado, em Jardim São Paulo. A intervenção faz parte da Operação Inverno 2014, que vai garantir a limpeza dos 95 canais que cortam a capital pernambucana. O serviço foi concluído em 25 canais e outros 8 estão em processo de limpeza.

A ação da Prefeitura do Recife contempla a retirada de entulhos e a capinação das margens dos locais. A previsão é que mais de 60 mil toneladas sejam recolhidas este ano. O investimento é de R$ 6,5 milhões.

"Estamos preparando a cidade para o período chuvoso. Este ano, ampliamos a Operação Inverno, que está atuando em toda a cidade com mais ações preventivas e emergenciais. Temos que limpar todos os canais antes das chuvas e, por isso, começamos mais cedo", disse o prefeito durante a inspeção.

Além do Rio Jiquiá, a prefeitura está limpando os canais Marinha (Jiquiá); Três Carneiros (Cohab); Travessa da Realeza (Joana Bezerra); Rio Morno (Guabiraba); Buriti (Macaxeira); Setúbal e Jordão (Boa Viagem). A limpeza dos canais é feita através do método convencional, com dragagem e retirada de entulho, além do sistema de barragem móvel, processo que permite o represamento e a descarga dos canais, facilitando o acesso ao entulho acumulado ao longo dos cursos de água.

  Escrito por Magno Martins, às 13h30
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  


Copyright Magno Martins. 2011. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.