FMO janeiro 2020


09/12


2015

Coluna da quarta-feira

   PSB também morreu

Com a sua morte, o ex-governador Eduardo Campos arrastou também o PSB para o túmulo. O partido está à deriva, sem rumo e sem liderança. De largada, entregaram a presidência a Carlos Siqueira, histórico arraesista e orgânico, mas sem liderança, visto no partido como um gerentão, um burocrata.

No vácuo, a instância paulista, liderada pelo vice-governador Márcio França, fiel discípulo de Eduardo no passado, tentou arrebatar para si o comando da legenda. Não conseguiu ainda, mas esta hipótese não está descartada, porque em Pernambuco falta uma liderança para dar o murro na mesa.

Poderia ser o governador Paulo Câmara, naturalmente. Mas este, sem enxergar o fio da meada, ao invés de conduzir as ovelhas socialistas para onde a sociedade brasileira deseja (e isso está provado nas pesquisas, que apontam 68% da preferência pelo impeachment), vai na contramão.

Sob a alegação de que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, não tem legitimidade para tanger a boiada do impeachment, o governador vacila em cima de um discurso inodoro e sem consistência. Ele precisa entender que o Brasil cansou de corrupção, de bandidagem e deseja o mais rápido possível banir a quadrilha do poder.

Se alguém tivesse liderança no PSB, o partido não teria transferido para o próximo dia 17 a decisão que estava para ser tomada hoje pela sua executiva nacional quanto ao posicionamento oficial do partido sobre o impedimento da presidente que levou o País a uma crise sem precedentes.

Em apenas um ano, de 2014 para 2015, 1,5 milhão de empregos formais foram jogados pela janela, mais de sete milhões de postos de trabalho na informalidade viraram pó. Nesse rastro de destruição, 400 mil pequenas e médias empresas foram fechadas. Só em Suape, Pernambuco perdeu 54 mil trabalhadores formais e o município de Ipojuca deixou de arrecadar R$ 30 milhões.

É preciso ter discernimento, como demonstrou com o seu gesto o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, ao ficar bem distante da malvada quando esteve por aqui, sábado passado. Este Governo – se é que pudemos assim classificar – não tem mais o que oferecer ao País a não ser mais safadeza e gatunagem do dinheiro público. Dilma é um vexame! Que o diga o vice-presidente Michel Temer.

Quem diz que não rouba, mas deixa roubar comete o mesmo pecado. Se vivo fosse, não tenho a menor dúvida de que Eduardo, ao contrário do vacilante sucessor que deixou nas Princesas, estaria empunhando a bandeira do impeachment. Não há outro caminho para o País sair da crise.

Se o PSB se posicionar diferente, na reunião que adiou para a próxima semana, estará dando um tiro no pé, indo de encontro ao mais legitimo desejo do povo brasileiro, de dar um basta a tudo que estamos vendo neste País, construir uma saída para a crise e, consequentemente, para uma Nação decente, que os brasileiros em geral possam se orgulhar. Ainda está em tempo, PSB!

CARTA DE ALFORRIA -  Não precisa entender de política para concluir que a carta pessoal do vice-presidente Michel Temer à presidenta Dilma foi uma declaração a favor do impeachment. Houve uma posição, sem rodeios, onde Temer expõe, além da incapacidade administrativa da malvada, a falta de apoio político da presidente. A postura do vice-presidente, que provocou a ira da presidente que não governa, pode ser o divisor de águas no PMDB, a segunda maior bancada na Câmara.

Grito de independênciaO prefeito Geraldo Júlio amadurece a ideia de dar uma declaração contundente a favor do processo de impeachment instalado na Câmara dos Deputados. Se assim o fizer, com certeza assumirá a liderança dentro do partido, que está muito mais para salvar a presidente do que mesmo para entregá-la aos leões. Dizem que um gesto vale por mil palavras. Ao não ir ao evento com Dilma, sábado passado, o prefeito mandou o seu recado. Só falta agora dar o grito que a sociedade deseja ouvir.

 

Em defesa de Temer – Do deputado Lúcio Vieira Lima, da bancada do PMDB da Bahia na Câmara, sobre a carta de Michel Temer: "Não acho que foi um rompimento. Acho que a carta do Michel foi para restabelecer verdades. A presidenta Dilma estava querendo se vitimizar e constranger Michel a assumir uma posição contra o impeachment. Michel, como vice, não tem que ser nem contra nem a favor de impeachment. Ele tem que cumprir seu dever constitucional, que é caso haja impedimento da presidenta, ele assumir a Presidência da República”.

A caminho de uma epidemia– O Ministério da Saúde investiga as mortes de 19 crianças com suspeitas de microcefalia desde o início do ano até o dia 5 de dezembro em oitos estados do País e se esses possíveis casos de malformação têm relação com o zika vírus. Em uma semana, o número de casos suspeitos de microcefalia passou de 1.248 para 1.761, um aumento de 41%. Os novos números foram anunciados ontem em Brasília pelo ministro da Saúde, Marcelo Castro.

Tudo dominado! – O ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, ofereceu, ontem, um almoço a todos os governadores do Nordeste mobilizados para barrar o impeachment, entre eles Paulo Câmara. Wagner é um dos principais conselheiros políticos da presidente Dilma e comanda um grupo interministerial que, segundo ele, acompanha “cotidianamente” os desdobramentos do processo de impeachment e define estratégias para barrar o processo e manter a presidente no cargo.

 

CURTAS 

NA JAQUEIRA– O prefeito Geraldo Júlio precisa urgentemente dar um puxão de orelhas na sua equipe que quer reduzir o número de guardas responsáveis pela segurança do parque da Jaqueira. Ali, estão ocorrendo assaltos a mão armada todos os dias, principalmente à noite. Os frequentadores, claro, já começaram a abandonar a área de lazer.

ALÔ, SERTÂNIA! – Começo amanhã, pela cidade de Sertânia, a 300 km do Recife, a minha agenda de lançamentos e palestras desta semana. Será na Câmara de Vereadores, a partir das 19 horas. Na sexta-feira, estarei em Custódia e no sábado em São José do Egito, ambas também na Câmara e no mesmo horário.

Perguntar não ofende: Depois da carta, Temer vai anunciar o rompimento? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

CHARLES MODESTO

O povo brasileiro desde a proclamação da República sempre suportou uma direita moldada na aristocracia rural coronelista que sempre explorou de varias maneiras as grandes massas e grande parte dos políticos que comandam o nosso sistema sócio politico são herdeiros legislativos desses velhos coroneis que tinham como braço direito vários xerimbabos que defendiam sua políticas, encontrado bastantes destes hoje em dias disfarçados de cientistas políticos e se auto intitulando conhecedores de política. Porém o povo esta deixando de ser besta e esta começando a ter opinião própria.

CHARLES MODESTO

O povo brasileiro desde a proclamação da República sempre suportou uma direita moldada na aristocracia rural coronelista que sempre explorou de varias maneiras as grandes massas e grande parte dos políticos que comandam o nosso sistema sócio politico são herdeiros legislativos desses velhos coroneis que tinham como braço direito vários xerimbabos que defendiam sua políticas, encontrado bastantes destes hoje em dias disfarçados de cientistas políticos e se auto intitulando conhecedores de política. Porém o povo esta deixando de ser besta e esta começando a ter opinião própria.

Carlos

Esse Paulo Câmara é um fantoche, com a morte de Eduardo está como um mamulengo sem o seu manipulador, ou seja , está mais perdido do que cego em tiroteio, não apoiar o impedimento da Dilbandida é só mais uma burrada que ele comete dentre tantas outras. Mas era de se esperar um fantoche defendendo outro. Fora Dilma, Fora Paulo, Fora PT, Fora Esquerda.

SEBASTIAO CAVALCANTI

Foi lamentável o posicionamento do Governador Paulo Câmara em defesa de Dilma. Se ele temia represálias do planalto num eventual fracasso do impedimento, que se mantivesse neutro. Pergunto-me como ele vai se dirigir aos seus eleitores para justificar os milhares de empregos que desapareceram de SUAPE, argumentando que tudo é decorrência da crise que assola o Brasil, sendo que esta mesma crise é decorrência da incompetência da presidenta que ele agora defende. Faço a vocês uma pergunta simples: até quando o Brasil vai suportar o governo Dilma?

Wildes Jackson Lopes

Se o governador Paulo Câmara, junto com a direção do PSB passar a defender o impedimento da presidente o partido ressuscita?Simples assim.Se ele morrer assim tão facilmente, é porque era partido de Eduardo.Se assim fosse, que creio não seja, então já nasceu morto, porque desprovido de base ideológica .


Prefeitura de Serra Talhada


08/12


2015

Coluna da terça-feira

   PSB vai salvar a malvada?

Em nota, ontem, a este blog, depois de ler a notícia, também postada aqui, de que a tendência do PSB seria fechar posição contra o impeachment na reunião da executiva nacional, em Brasília, o ex-vice de Marina Silva, Beto Albuquerque (RS), afirmou, categoricamente, que quem tem obrigação de salvar Dilma é quem está se refestelando em cargos do Governo”.

E acrescentou: “Nós não temos obrigação nenhuma nem tão pouco o PSB acha que estamos diante de um golpe. Impeachment é constitucional e democrático! Estivemos juntos com o PT contra Collor e no pedido protocolado contra FHC. Se quiséssemos ficar com o PT e Dilma não precisávamos perder Eduardo Campos e disputar com Marina e eu em 2014”.

Bem que esta posição sábia e corajosa de Albuquerque, um dos mais fiéis aliados do ex-governador Eduardo Campos, pudesse iluminar a cabeça de todos os parlamentares socialistas! Mas parece que, infelizmente, o caminho que o partido está construindo em torno da discussão mais importante do País, que é o fim da crise, não está sendo nessa direção.

Pelo tom do líder do partido na Câmara, Fernando Bezerra Filho, ontem no Frente a Frente, o PSB está mais para salvar Dilma. Aliás, o governador Paulo Câmara, que se atrapalhou na semana passada ao ter o seu nome incluído numa nota de apoio dos governadores a Dilma, teria uma ótima oportunidade para deixar clara a sua posição contrária se não aceitasse a convocação do colega do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), para um encontro hoje em Brasília com a única intenção de salvar a presidente.

Mas estará lá, conforme deixou claro ontem. O PSB já foi aliado do PT, mas esse cordão umbilical se rompeu lá atrás, quando Eduardo tomou uma posição corajosa de enfrentamento e saiu vitorioso ao impor a maior derrota da história petista no Estado: a conquista da Prefeitura do Recife, em poder do PT há 12 anos.

Não sei, sinceramente, o que move o governador se misturar, hoje, com aliados de Dilma, que querem a todo custo manter uma quadrilha no poder, que nos assaltou, levando somente da Petrobras R$ 42 bilhões, isso sem levar em outras roubalheiras fantásticas. No Congresso, a CPI dos Fundos de Pensão investiga desvios da ordem de R$ 60 bilhões e uma outra frente foi aberta para investigar R$ 50 bilhões que surrupiaram no BNDES.

Este é um Governo que fez um grande mal ao País. Dona Dilma e sua quadrilha querem se perpetuar no poder para nos roubar também a esperança, a crença de que algo possa ser feito para tirar o País da UTI. Como disse Beto Albuquerque, o PSB e o PT ficaram juntos contra Collor e no pedido protocolado contra FHC.

“Se quiséssemos ficar com o PT e Dilma não precisávamos perder Eduardo Campos e disputar com Marina e eu em 2014”, afirmou. O PSB, como lembra o ex-vice de Marina, não pode cometer o pecado de ir na conversa de golpe. Não interessa como tenha nascido o processo de impeachment. O que vale é o discernimento de que com Dilma não dá mais.

MAIORIA PELO IMPEACHMENT -  Um dos trechos da mensagem de Beto Albuquerque a este blogueiro: “Magno, estou nos Estados Unidos e volto amanhã. Vi, há pouco, no seu blog, que o PSB votaria contra o impeachment. Informo que vamos ter reunião de Executiva Nacional quarta, logo cedo. O que decidir lá, vale para todos. A maioria absoluta da bancada na Câmara é a favor! Os Estados estão sendo consultados também. No meu Estado, o Rio Grande do Sul, a esmagadora maioria é a favor”.

Em boas mãosO líder do PSB na Câmara, Fernando Bezerra Filho, indicou um dos melhores quadros do partido para compor a Comissão Especial do Impeachment: Tadeu Alencar. Embora marinheiro de primeira viagem no Congresso, Alencar tem sido uma das mais gratas revelações da bancada. Certamente, até pela sua experiência de advogado, dará uma boa contribuição à Comissão.

 

 

Rachado ao meio – O ex-ministro da Aviação Civil Eliseu Padilha disse, ontem, ao explicar os motivos que o levaram a deixar o cargo, que o PMDB, partido do qual faz parte, está "dividido" sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Segundo Padilha, o vice-presidente da República, Michel Temer, que também é presidente do PMDB, está "recolhendo" a posição dos integrantes do partido para tomar uma posição sobre o tema em nome da legenda.

Polêmica do recesso– O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), não tem interesse em convocar o Congresso para trabalhar durante o recesso de janeiro e acelerar, com isso, a tramitação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. “É preciso haver acordo para cancelar o recesso e não adianta “fazer firula” propondo convocação, se não houver chance de que isso seja aprovado”. Dilma quer que o Congresso não entre em recesso.

Bolsa-Família intocável – O relatório setorial da área de Trabalho, Previdência e Assistência Social, assinado pelo deputado João Fernando Coutinho (PSB), foi aprovado, ontem, na Comissão Mista de Orçamento (CMO), mantendo todas as despesas propostas pelo Governo, incluindo a previsão de custeio de programas como o Bolsa Família, que somam R$ 666,7 bilhões. Segundo o deputado, a emenda para a estruturação da Rede de Serviços de Proteção Social Especial mereceu "atenção especial", com valores da ordem de R$ 30 milhões.

CURTAS 

AGENDA– Pela agenda liberada, ontem, pelo Palácio das Princesas, não está prevista a presença do governador Paulo Câmara na reunião convocada pelo governador do Maranhão, Flávio Dino, para tirar dela um manifesto contra o impeachment. Está confirmada apenas a sua ida à audiência com Dilma sobre as medidas de combate ao mosquito transmissor do vírus zika.

ALÔ, SÃO JOSÉ DO EGITO! – Na minha agenda de lançamentos e palestras desta semana foi incluída a cidade de São José do Egito para o próximo sábado, às 19 horas, na Câmara de Vereadores. Na quinta, estarei em Sertânia e na sexta-feira em Custódia, ambas também na Câmara e no mesmo horário.

Perguntar não ofende: Por que será que o PSB faz tantos mistérios em relação ao impeachment?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Esse Nehemias Fernandes, é um BABACA, vir achar que tá bom Lula ter 26%, quando ha pouco tempo esse Lalau tinha 90%, toma PTralhas vagabundos, Roubarão a PETROBRAS e querem Roubar o resto do PAIS

marcos

A jumenta ( Dilma) arrumou mais um inimigo, e poderoso. Cavou mais um palmo da sua sepultura.

Nehemias Fernandes Jaques

Lula lidera corrida presidencial em Pernambuco, diz Paraná Pesquisas - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assumiu a dianteira no estado de Pernambuco na disputa pela Presidência da República em 2018. Segundo o instituto Paraná Pesquisa, o petista lidera a corrida com 26% das intenções de voto. Em segundo lugar aparece o senador Aécio Neves (PSDB-MG) com 24,8%.

Nehemias Fernandes Jaques

Lula, é uma lágrima de Cristo.

Nehemias Fernandes Jaques

E, Marco Maciel, governou Pernambuco por 3 anos, recebe pensão vitalicia de R$ 30.400,000, senador por 2 mandatos recebe R$ 30.600,000, e você que vive ai dizendo que ele é santinho não diz nada?


Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap


07/12


2015

Coluna da segunda-feira

    Riacho e Itapetim vencem a dengue 

No momento em que o País enfrenta o desafio de vencer mais uma epidemia, desta feita a das doenças transmitidas pelo mosquito da dengue, entre elas a horripilante Zica, da microcefalia, dois municípios do interior pernambucano despontam como modelo vitorioso na erradicação do Aedes aegyptie: Riacho das Almas, no Agreste Setentrional, e Itapetim, no Sertão do Pajeú.

Nada de Exército nas ruas, larvicidas ou carros fumacê. Em Riacho das Almas, o prefeito Mário Mota (PSB), na foto à esquerda, recorreu a uma espécie de peixe chamado guaru como soldado do combate aos focos do mosquito. O peixe, achado em abundância em açudes da região, venceu as primeiras batalhas contra o mosquito transmissor dos vírus zika, dengue e chikungunya.

Ali, em apenas 40 dias, o índice de infestação predial baixou de 7,9% para 1,9%, tirando o município da situação de risco do surto. Segundo o Ministério da Saúde, quando o índice varia entre 1% e 3,9% é considerado "estado de alerta". A partir de 4%, é classificado como "risco de surto".

A ideia de usar o peixe no combate aos focos do mosquito transmissor veio quando o Ministério da Saúde atrasou, a partir de agosto, a entrega do larvicida que deve ser colocado nos locais de proliferação do mosquito. A entrega do material a Pernambuco foi regularizada apenas na semana passada.

"Na época que faltou larvicida tive a ideia de usar os peixes e pedi autorização ao prefeito, que disse que qualquer iniciativa seria boa e deveria ser tentada. Como deu muito certo, se tornou política permanente", explicou o diretor de Vigilância Epidemiológica do município, Dílson Pinangé.

Segundo o Ministério da Saúde, por conta da estiagem e dificuldade no abastecimento, 82% dos focos do mosquito em Pernambuco são encontrados em reservatórios para acúmulo de água nos domicílios. Em Riacho das Almas, existem dois tanques de mil litros, cada um com cerca de cinco mil peixes. "Para cada tanque com capacidade de 10.000 litros damos dois ao menos. E os peixes não precisam de comida, eles comem só as larvas", garantiu, citando que os animais são pescados em um açude localizado em uma propriedade privada no município, sem que a Prefeitura tenha custos.

Segundo Mário Mota, o investimento público foi de apenas R$ 270. "Só gastamos mesmo com a compra dos dois tanques. A gente vai no açude e pesca, é custo zero para o município. Outras prefeituras vizinhas já estão se interessando e começando a usar", explicou.

Já em Itapetim, a 403 km do Recife, o prefeito Arquimedes Machado (PSB), na foto à direita, recebeu recentemente uma equipe do Ministério da Saúde para investigar se era verdade o relatório enviado pelo município ao Governo Federal informando que o município havia reduzido de 11% para menos de 1% os casos de dengue e chikungunya, sem uma única ocorrência do vírus Zika. Da mesma forma que Riacho das Almas, o prefeito perdeu a paciência com a demora do envio dos recursos para compra do larvicida e recorreu a um método natural para eliminar as larvas através de piaba, uma espécie de peixe bem comum no Sertão.

Segundo ele, os peixes foram colocados nos reservatórios das casas normalmente dois dias após receber água da rede de abastecimento. Essa demora ocorre para que a proporção de cloro diminua. "Aí, quando tem um novo abastecimento, e o cloro fica mais forte, muitas vezes os peixes morrem. Então, vamos lá e colocamos outros peixes. Nunca as casas ficam sem eles, temos em quantidade para todos", explicou.

Ele está feliz com os resultados e diz que a aceitação da população é muito boa. "No começo reclamavam, perguntavam se tava faltando o produto, mas depois que as pessoas viram o resultado passaram a pedir que levemos os peixes”, afirma Arquimedes. As piabinhas deram tão certo que sumiram do quotidiano as cenas de superlotação de doentes vítimas do mosquito no hospital da cidade e nos postos de saúde na zona rural.

SÓ DISCURSO -  Da mesma forma que o ministro da Saúde, Marcelo Castro, que reuniu em Gravatá 130 prefeitos, a presidente Dilma veio a Pernambuco sábado passado de mãos abanando. Repetiu o discurso do ministro afirmando que não faltarão recursos para o combater o mosquito transmissor de doenças como dengue, Zika e chikungunya. Dilma não especificou a quantia destinada a cada Estado ou município e, como Castro, também não soube explicar em quanto está orçado o plano emergencial.

Defesa do impeachmentO prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), rebate a versão de que tenha boicotado o encontro com a presidente Dilma. “Eu não podia faltar à eucaristia do meu filho”, justifica, adiantando que enviou o secretário de Saúde para representá-lo. Coincidência ou não de agenda, o fato é que na sexta-feira anterior o prefeito defendeu o impeachment de Dilma. “Pessoas com a respeitabilidade que o Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr têm apresentaram o pedido de impeachment e o processo vai ser analisado na instância democrática adequada que é o Congresso Nacional. Isso é o que importa e não a relação Dilma com Cunha”, afirmou.

Estratégia do constrangimento – A Força Sindical criou uma estratégia para constranger mais de 200 deputados que sinalizam posição contrária ao impeachment. O primeiro alvo do ataque será o líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ). A Força vai colocar carro de som e fazer uma panfletagem em frente ao condomínio onde o peemedebista mora na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, divulgando que ele é contrário ao impeachment.

Defesa antecipada– A presidente Dilma poderá acelerar a elaboração de sua defesa e encaminhá-la à Câmara sem utilizar o prazo total de dez sessões para a defesa. Segundo a legislação, depois de instalada a Comissão Especial do processo de impeachment, o presidente da República tem prazo de dez sessões para apresentar sua defesa, e a Comissão o prazo de cinco sessões para votar o relatório final. Dilma consulta hoje um grupo de juristas que já se manifestaram contrários ao processo de impeachment para recolher sugestões à sua defesa. Para o encontro foram convidados dez juristas.

Elias já tem candidato – Em Vitória de Santo Antão, o prefeito Elias Lira (PSD) tem sinalizado que o seu candidato a prefeito já está escolhido: o secretário de Governo e Articulação Política, Ozias Valentim, na foto ao lado. Com cerca de 100 mil habitantes e uma das cidades que mais atraem investimentos no Estado, Vitória não fugirá, mais uma vez, à polarização entre as forças do prefeito contra o velho rival José Aglaílson, que deve lançar o filho Aglaílson Júnior pelo PSB. Rompido com o prefeito, o deputado Henrique Queiroz já confirmou que o candidato do seu grupo será Henrique Filho, atual vice-prefeito, seu herdeiro político.

CURTAS 

O MELHOR– O Porto Digital conquistou novamente o título de melhor parque tecnológico do País. O anúncio foi feito pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores. Essa é a terceira vez que o polo pernambucano, que completa 15 anos de atividades em 2015, é homenageado no Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador: as outras duas foram em 2011 e 2007.

ALÔ, SERTÂNIA E CUSTÓDIA! – Na próxima quinta-feira retomo a agenda de lançamentos e palestras sobre a conjuntura nacional pela cidade de Sertânia, no Sertão do Moxotó. Será às 19 horas na Câmara de Vereadores. Na sexta-feira, será a vez de Custódia, também no Moxotó, às 19 horas, na Câmara de Vereadores.

Perguntar não ofende: O dinheiro de Dilma para o combate ao vírus Zika é igual a cabelo de freira, que ninguém vê? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

A jumenta da Dilma veio a PE para ver o ovo da Zica, não viu e foi embora sem deixar um tostão. Gov. Quebrado é uma Merda, só faz PROMETER.

Nehemias Fernandes Jaques

Não esqueçamos: Lula, é uma lágrima de Cristo.


Banco de Alimentos


05/12


2015

Coluna do sabadão

   Vai ter dinheiro ou só discurso? 

A presidente Dilma desembarca, hoje, no Recife, dois dias após os governadores do Nordeste terem assinado um manifesto contra o impeachment no qual Paulo Câmara (PSB), anfitrião do encontro para tratar de medidas de combate ao mosquito da dengue e outras doenças contagiosas, como a zika, ter produzido outra nota explicando que não referendou a iniciativa.

A postura do governador provocará uma saia justa no seu encontro com Dilma. Provavelmente, sim, mas sem maiores consequências. Na condição de chefe de Estado, Câmara não pode se envolver diretamente na discussão do impeachment, até para não prejudicar o Estado.

Se é que este Governo tenha algo ainda a oferecer a Pernambuco, o que não acredito. Mas o fato é que o PSB estará reunido segunda-feira próxima em Brasília para uma tomada de posição em relação ao start do impeachment. Como seus líderes do Senado e na Câmara já sinalizaram apoio, o partido deve seguir na mesma direção, o que, convenhamos, dá a sustentação ao discurso do governador.

Na sua nota, o governador negou que tenha sido solidário a Dilma, embora questione que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, perdeu as condições morais e éticas para presidir o processo de afastamento da presidente em razão do seu envolvimento da operação Lava jato.

Ao pisar em solo pernambucano, hoje, cinco dias após dois ministros de Estado virem a Gravatá de mãos vazias, a presidente precisa ser clara quanto ao organograma de liberação de recursos para o programa de enfrentamento ao mosquito transmissor da dengue. Se agir como o ministro da Saúde, que não tinha a menor noção sequer do custo das ações, vai pegar muito mal.

Neste caso específico da dengue e do vírus zika, o Governo tem que deixar de fazer proselitismo e avançar liberando os recursos necessários para evitar o pior: uma epidemia que ceife muitas vidas, deixando um rastro de destruição não apenas no Nordeste, mas em todo País.

FOCO NA RMR -  Apesar do avanço dos casos de zika no Nordeste, a presidente Dilma fará, hoje, no Recife, uma ação específica para o Estado, concentrando esforços nas medidas de enfrentamento ao mosquito na Região Metropolitana. Pela sua agenda, às 11 horas haverá uma reunião com o governador Paulo Câmara e os prefeitos do Grande Recife, sem a presença de outros governadores da Região.

Cunha lacerdistaVice-líder do Governo na Câmara dos Deputados, Sílvio Costa (PSC), só se refere ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) de o novo “Carlos Lacerda”, para associar seu desejo de afastar Dilma do poder ao golpe. “Seu” plano é lacerdista”, diz Costa, numa alusão ao plano que o líder da oposição a Getúlio Vargas armou e defendeu com unhas e dentes para apeá-lo do poder.

 

Delcídio suspenso – O presidente do PT, Rui Falcão, anunciou que a filiação do senador Delcídio do Amaral ao partido foi suspensa por 60 dias. Decidiu abrir processo disciplinar para investigar o ex-líder do Governo no Senado que poderá culminar na sua expulsão. O parlamentar do PT foi preso pela Operação Lava Jato em 25 de janeiro acusado de tentar atrapalhar as investigações do esquema de corrupção que atuava na Petrobras. Ele está detido na superintendência da Polícia Federal em Brasília.

Envolvendo Dilma– Segundo Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor da Petrobras, o ex-líder do governo, Delcídio Amaral assegurou que a presidente Dilma iria auxiliar no caso Cerveró. De acordo com o relato do filho do ex-diretor, Delcídio foi irônico ao prometer a intervenção da chefe do Executivo. “Dilma vai ajudar, não sei se por filantropia ou porque a água chegou até o pescoço”, contou Bernardo, relatando trecho da conversa com o senador petista, conforme gravações que a Globo teve acesso.

Aprovado pela metade – Levantamento do Instituto Paraná de Pesquisas aponta que o governador Paulo Câmara (PSB) tem sua gestão aprovada por apenas 47,1% contra 47,6% que desaprovam. O governador obtém o seu melhor desempenho entre o eleitorado do sexo feminino. Ali, 49,3% dizem aprovar a atual gestão, enquanto 45,2% desaprovam a administração. Entre os eleitores do sexo masculino, a aprovação é de 44,6%, enquanto o índice de desaprovação alcança 50,3%.

 

CURTAS 

COM A ELITE– Quando a classe social é levada em consideração, a administração de Paulo Câmara obtém o melhor desempenho entre os eleitores das classes A e B. Ali, a aprovação do governo estadual chega a 49,9%, contra 44,7% dos que não aprovam. Na classe C, 47,3% dizem aprovar o atual governo, enquanto 48,1% afirmam o contrário.

ALÔ, ITAPETIM! – Hoje, estarei em Itapetim, berço da poesia e do improviso, no Sertão do Pajeú, a 400 km do Recife, para fazer uma palestra sobre a conjuntura nacional e autografar meus livros Perto do coração e Reféns da seca. Será às 19 horas, na Câmara de Vereadores.

Perguntar não ofende: Quanto Dilma vai liberar hoje para Pernambuco? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Além de contar com 80% de Regeição, o dinheiro para comprar deputado tá um bicho logo a jumenta da mandioca pode fazer as malas. Foi bom enquanto durou!

Nehemias Fernandes Jaques

Dilma, acaba de chegar em Pernambuco, esse mulher, é realmente uma sacerdotisa.

Nehemias Fernandes Jaques

Dilma, acaba de em Pernambuco, esse mulher, é realmente uma sacerdotisa.

Nehemias Fernandes Jaques

Esse é o efeito da microcefalia.

sonia

\"ATOS PÚBLICOS DE APOIO AO IMPEACHMENT SAÍRÃO DIA 13 EM TODO O PAÍS.\" O presente de natal dos adultos está a caminho.




04/12


2015

Coluna da sexta-feira

   Foi Lula quem entregou Dilma

Eduardo Cunha não disparou o processo do impeachment por acaso. Foi tudo obra do gênio - no duplo sentido - de Lula. Isto porque a decisão do PT, por ordem direta do seu chefe supremo, de condenar Cunha no Comitê de Ética, é que provocou a fúria explosiva do historicamente mais polêmico presidente da Câmara dos Deputados. 

Na verdade, as notícias que temos são no sentido da revolta de Lula quanto ao comportamento nocivo de Dilma. Em particular, Lula desistiu de Dilma quando ela desdenhou da articulação dele para colocar Henrique Meireles no Ministério da Fazenda e salvar o Governo. Porém, Dilma humilhou Lula publicamente ao rejeitar todo o esforço que ele havia feito para convencer Meireles.

Na verdade, Lula considera que Joaquim Levy é um bom técnico, mas não tem a mínima condição de liderar qualquer saída para a crise econômica dramática que o Brasil vive. Por outro lado, Lula considera que grande parte do sucesso econômico do seu Governo foi por conta da escolha de Meireles para o Banco Central. Daí porque Lula ter apostado todas as fichas na volta de Meireles, agora para comandar o Ministério da Fazenda.

O líder máximo do PT entende que a permanência de Levy está levando o Brasil rumo a um poço sem fundo, e pior, vai destruir todo o trabalho de resgate social que Lula conquistou para o Brasil. Ou seja, Lula está convencido que Levy vai levar o Brasil de volta para a mais tenebrosa miséria vivida no passado. E isto deixa o ex-presidente entre revoltado e deprimido.

Ele coloca toda a conta na teimosia irracional de Dilma em manter uma política econômica que só destrói empregos, aniquila receitas públicas e privadas. Além de todos os demais aspectos negativos que o Brasil está vivendo e vai viver ainda mais mergulhado num futuro triste e incerto, por conta das decisões desastradas da atual presidente da República. 

Nesse quadro, Lula está convencido que Dilma não respeita mais as opiniões dele e vai como uma louca levando o País às mais tenebrosas trevas. E se é assim, ele prefere que Michel Temer assuma logo, pois é um quadro mais previsível, equilibrado e confiável. Ou seja, se arrependimento matasse, Lula já estaria para lá do cemitério. E a única maneira dele sobreviver é ter a morte rápida da Dilma. E quanto mais acelerado, melhor.

Sim, tem outro aspecto: Lula estava ficando sozinho na vitrine da corrupção e Dilma assistindo o drama de camarote. Agora tudo  virou de cabeça para baixo. Com o início do processo de impeachment, Dilma entrou para o centro do palco e é a estrela maior dessa grande fogueira em chamas chamada Brasil. Só que Lula vai ficar fazendo puro jogo de cena, aparentando inflamada defesa de Dilma, embora esteja realmente conspirando para se livrar da triste criatura que se voltou contra o poderoso criador.

QUAL É MAIS BANDIDO? -  Para o marqueteiro Marcelo Teixeira, da Makplan, não existe nada mais incoerente no jogo nacional do que acusar o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, de bandidagem e num outro extremo defender o Governo Dilma. “Um Governo respeitado e competente, que não é o caso de Dilma, é mais importante para a Nação e para o povo do que o presidente da Câmara”, avalia. Segundo ele, Cunha só canta de galo, na verdade, pela fraqueza do Governo e o despreparo da presidente.

Crise aumenta violênciaO total de homicídios em Pernambuco já supera o registrado ao longo de todo o ano de 2014. Segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS), entre janeiro e novembro deste ano foram apontados 3.540 assassinatos, 13,5% a mais que nos 12 meses de 2014. Novembro teve o segundo pior resultado de 2015, com 352 crimes violentos letais intencionais (CLVI). Outubro foi o pior mês, com 282 assassinatos registrados. "A crise contribui. Não é que o desempregado vá cometer crime, mas ele empregava outros serviços. Com a recessão do País, vemos impacto nos índices de violência", diz o secretário de Defesa, Alessandro Carvalho.

A força do PMDB – O PMDB e o PP terão o maior número de deputados na Comissão Especial do Impeachment: oito e quatro, respectivamente. Apesar de os partidos da oposição não terem maioria na comissão, o líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), diz acreditar que a base do Governo não está unida e isso pode contar votos a favor do impeachment. "Tenho convicção que a base aliada está completamente rachada. A presidente Dilma não tem 140 votos", disse. Sobre a comparação com a votação dos vetos presidenciais, Sampaio diz que são temas distintos. "Veto é uma coisa, impeachment é outra".

O temeroso Temer– O vice-presidente Michel Temer, que ontem se reuniu com Dilma e a orientou para não entrar no bate-boca com Eduardo Cunha, soube que o presidente da Câmara deflagraria o processo de impeachment minutos antes da entrevista concedida por ele (Cunha) no salão verde. Em privado, disse que não cogita assumir a defesa do mandato de Dilma, alegando que o PMDB está dividido sobre a matéria. Como presidente da legenda, não considera apropriado tomar partido. Planeja cumprir, com rigor institucional, seus deveres de vice-presidente da República.

Geraldo passa no teste – Pesquisa realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas aponta que a administração do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), é aprovada por 57,6% dos eleitores da capital pernambucana. O levantamento também conclui que se as eleições municipais de 2016 fossem realizadas hoje, o socialista seria reeleito com 28,3% dos votos. Em seguida aparecem os nomes do ex-prefeito João Paulo (PT), com 19,4%, e o do deputado federal e ex-governador Jarbas Vasconcelos (PMDB), com 19,1%. Foram ouvidas 700 pessoas entre os dias 25 e 26 de novembro passado em diversas regiões do Recife. O grau de confiança do estudo é de 95% e a margem de erro é de 4% para mais ou para menos.

 

 

 

CURTAS 

SEM REELEIÇÃO– Um dos oposicionistas recebidos no Jaburu pelo vice-presidente Michel Temer quis saber se disputaria a reeleição na hipótese de o destino lhe entregar a cadeira de Dilma. Ao relatar a conversa a um amigo, Temer disse ter respondido que a presidência da República não está no seu horizonte. Mas se por acaso virar presidente, não ousará reivindicar a reeleição.

ALÔ, OURICURI! – Hoje, estarei em Ouricuri, no Sertão do Araripe, onde faço palestra e lanço meus livros no auditório do Sindicato dos Servidores Estaduais, com início previsto para às 19 horas. Amanhã, vou ao Pajeú para repetir essa mesma agenda em Itapetim, berço imortal da poesia. Ali, o evento está marcado para a Câmara de Vereadores, às 19 horas.

Perguntar não ofende: O PMDB, que assumiria o poder com Temer, fica com Dilma ou apoia o impeachment? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ramon De Oliveira Gomes

É tudo jogo de cena. A oposição leia-se, PSDB e DEM, fingem apoiar o impeachment mas querem mesmo é que Dilma fique pois a fariam sangrar por mais 03 anos e derrotariam o PT em 2018. E Lula, finge apoiar Dilma mas quer mesmo é que ela saia, pois com outro governo teria uma chance da economia se recuperar e voltar ao poder, colocando á claro toda culpa em Dilma pelas burradas que o PT mesmo fez. E nós no meio disso tudo...

marcos

Lula o Alcoólatra que Faz Piadas commo Nome de Deus.

Chicão

Essa é a mais triste e irresponsável comparação . Tá mais pra lágrima de crocodilo sanguinário..

Nehemias Fernandes Jaques

Boechat é o jornalista mais admirado do Brasil pelo segundo ano em pesquisa - Conforme faz anualmente, as agências Jornalistas & Cia e MaxPress, em conjunto, realizam a pesquisa que escolhe o jornalista mais admirado pelo púbico brasileiro. A pesquisa indicou mais de três mil profissionais entre os mais admirados e recebeu um total de 48 mil votos na internet de todas as partes do Brasil. Segundo o ranking anunciado, em primeiro lugar ficou o âncora da Band News FM e do \"Jornal da Band\", Ricardo Boechat. No seu programa diário no rádio, Boechat comemorou a vitória na pesquisa pelo segundo ano seguido - ele já havia sido escolhido como o mais admirado pelo público em 2014: \"Muito obrigado. Tive a alegria de conquistar esse bicampeonato\".

Nehemias Fernandes Jaques

A diferença entre Lula e marco Maciel - Maciel filho da ditadura, governou Pernambuco por 3 anos recebe pensão vitalicia de R$ 30.400,00, foi senador por dois mandatos recebe R$ 30.600,00. Lula, toneiro macanico defensor dos trabalhadores lutou contra a ditadura militar foi preso. Lula tem empatia com povo. Lula é uma lágrima de Cristo.


O Jornal do Poder


03/12


2015

Coluna da quinta-feira

  O mosquito que mata e aterroriza

Se não bastassem os efeitos da terrível seca, a maior dos últimos 50 anos, que se prolonga há quatro anos, provocando um rastro de destruição e uma crise hídrica sem precedentes no Nordeste, as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti estão levando medo, apreensão e até desespero nos rincões sertanejos.

Tudo porque a estrutura de saúde dos hospitais regionais é muito precária. Em Arcoverde, imagens geradas pela TV-Globo, ontem, mostraram um cenário de horror, com homens, mulheres e crianças sendo atendidas no meio da rua, no pátio do hospital e muitas delas deitadas no chão, por falta de leitos.

O drama não está restrito ao hospital de Arcoverde, que já vem há muito sendo apontado como um dos mais precários. Limoeiro, no Agreste Setentrional, a situação é muito mais grave. Ali, não há nem ambulâncias para transportar doentes, que chegam nas emergências levadas em unidades de propriedades de políticos, a maioria vereadores.

Em Santa Cruz do Capibaribe também está instalado o caos. Notícias que chegam de lá é que o hospital regional está lotado de doentes com dengue, chikungunya e até portadores do vírus Zika, responsável pelos casos de microcefalia, que acendeu a luz vermelha, deixou o Governo Federal em pânico e os Estados sem condições de enfrentar uma possível endemia.

Levantamento do Ministério da Saúde aponta a ocorrência de 1.248 casos de microcefalia notificados em 311 municípios de 14 Estados. Até ontem, Pernambuco registrava o maior número de casos (646), sendo o primeiro a identificar o aumento de diagnóstico de microcefalia na região.

Em seguida aparecem os Estados da Paraíba (248), Rio Grande do Norte (79), Sergipe (77), Alagoas (59), Bahia (37), Piauí (36), Ceará (25), Rio de Janeiro (13), Tocantins (12), Maranhão (12), Goiás (2), Mato Grosso do Sul (1) e Distrito Federal (1). A doença não é, entretanto, exclusividade do Brasil nem dos Estados mais pobres no Norte e Nordeste.

Depois de o Brasil confirmar a relação entre o zika e o surto de microcefalia e da Polinésia Francesa divulgar uma suspeita de 17 casos de microcefalia provocados pelo vírus, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) emitiram alerta informando que nove países americanos já confirmaram casos autóctones – circulação interna – da doença.

Além do Brasil, Chile, Colômbia, El Salvador, Guatemala, México, Paraguai, Suriname e Venezuela têm casos registrados. As notificações colombianas são de outubro. Outros seis países registraram casos em novembro. O comunicado da Opas e da OMS pede que seja estabelecido um diagnóstico da doença e que essas unidades federativas preparem a rede de assistência para um aumento no número de casos, com reforço no atendimento pré-natal e neurológico. Isso inclui o monitoramento de como o vírus tem se espalhado para outras regiões e identificando os fatores de risco associados ao zika.

O documento mostra dados de 2000 e 2010 para evidenciar que, no Brasil, os casos de microcefalia cresceram 20 vezes. E também reconhece, pela primeira vez, a conexão entre o zika e a microcefalia, mencionando inclusive os resultados laboratoriais do Instituto Evandro Chagas, ligado ao Ministério da Saúde.

Em entrevista à BBC Brasil, o diretor do departamento de doenças comunicáveis da Organização Pan-Americana de Saúde, Marcos Espinal, afirmou ainda que não dá para se ter a real dimensão da epidemia. As organizações internacionais pedem, ainda, que as grávidas se previnam para um eventual contato com o mosquito Aedes aegypti.

GOVERNO CULPADO-  O presidente da Sociedade Brasileira de Dengue e Arbovirose, Artur Timerman, alerta que os órgãos federais demoraram a agir contra o surto atual de microcefalia. Os números são alarmantes. Em Natal (RN), três bebês por dia são diagnosticados. Pesquisadores avaliam a hipótese de que a ação do vírus ocorre até o terceiro mês de gestação, período de formação sistema nervoso do feto. Fragmentos do vírus já foram encontrados no líquido amniótico de dois fetos com microcefalia.  

Ministro cara-de-pau– O Ministério da Saúde também é apontado como o principal responsável pelo crescimento dos casos de dengue, chikungunya e zika no País, especialmente no Nordeste pelo fato de atrasar em seis meses a remessa dos valores para compra do larvicida que combate as larvas do mosquito e reduzir em mais de 50% dos agentes de combate às endemias, transferindo a responsabilidade aos municípios. Forçado a falar sobre o assunto na sua passagem por Gravatá, segunda-feira passado, o ministro da Saúde, Marcelo Castro, reconheceu a falha e disse que houve um problema de logística. É muita cara-de-pau!

Fechando o cerco – Tribunais de contas de todo o Brasil assinaram termo de cooperação para aperfeiçoar a fiscalização de estados e municípios que não estão cumprindo a Lei de Acesso à Informação (LAI). Os municípios e estados que não cumprirem a legislação referente à transparência das contas públicas terão recursos de convênios celebrados com o governo federa imediatamente suspensos. O acordo foi assinado durante a realização do Congresso dos Tribunais de Contas do Brasil no Cabo e ratificado pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas (Atricon), Controladoria Geral da União (CGU), Ministério do Planejamento e Instituto Rui Barbosa.

Ação voluntariosa– O teólogo Waldir Benevides quer uma ampla ação de voluntários no combate ao mosquito da dengue. Em carta ao governador Paulo Câmara, propôs uma campanha educacional preventiva com uma força tarefa de voluntários, coordenada pelo gabinete do governador, composta por Gabinete de Projetos Estratégicos, Secretaria de Saúde, Secretaria das Cidades, Secretaria de Educação, e representantes dos grupos religiosos sem restrição. “Esta força tarefa seria composta por voluntários dos grupos religiosos, que serão treinados pela Secretária de Saúde e Educação, para em uma ação urgente orientar a população sobre as medidas que devem ser adotadas. A campanha funcionaria enquanto os números não forem reduzidos satisfatoriamente”, sugeriu.

Patrimônio nebuloso – Um relatório da Receita Federal apontou que há indícios de que três filhos do pecuarista José Carlos Bumlai, preso na 21ª fase da Operação Lava Jato, têm “variação patrimonial a descoberto” que supera R$ 160 milhões. Isso significa que o patrimônio não condiz com a renda declarada. O pecuarista tem um quarto filho, que não faz parte deste relatório. O advogado Ricardo Berenguer, que representa os filhos do Bumlai, afirmou que tudo foi declarado e que não há irregularidades. Ele mencionou que boa parte deste do dinheiro teve origem na venda de uma fazenda, que era o grande patrimônio da família. É mole?

CURTAS 

ATÉ PELA AMAMENTAÇÃO– A comprovação de que o zika aumenta os riscos de microcefalia em fetos e de Síndrome de Guillain-Barré em quem contrai o vírus acendeu o alerta para outras três possíveis formas de transmissão da doença, além da picada do Aedes aegypti: pelo sêmen, por transfusão de sangue e por leite materno.

ALÔ, GARANHUNS! – Hoje, estarei em Garanhuns, na Câmara de Vereadores, às 19 horas, para lançar meus livros e fazer palestra sobre a conjuntura nacional. Amanhã, será a vez de Ouricuri, na sede do consórcio do Araripe, às 19 horas, e no sábado, em Itapetim, às 19 horas, na Câmara.

Perguntar não ofende: O Conselho de Ética vai fazer o jogo sujo de Eduardo Cunha? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Dilma a mulher intestino, Só Faz Merda!

marcos

Ministro Dias Tófoli comenta: Dilma vai Cair Sem Golpe!

marcos

Dilma diz, Eu não sou Ladra. O Brasil retruca, Pergunta a Cerveró!!!

Diego da Silva Araújo

ué? nada sobre o impeachment na coluna de hoje, nem uma nota?

Nehemias Fernandes Jaques

Não vai ter golpe, Dilma fica!!!




02/12


2015

Coluna da quarta-feira

   Onde os cortes afetam mais

O novo corte no Orçamento da União atinge principalmente os chamados gastos não obrigatórios como despesas com passagens aéreas, diárias, investimentos, aluguéis e contas de água, luz e telefone. Mas, além dos efeitos no dia a dia da máquina pública, o contingenciamento também poderá afetar os serviços públicos, podendo até mesmo inviabilizar as eleições de 2016 por meio eletrônico.

Na segunda-feira, o Governo editou decreto com corte de R$ 11,2 bilhões no Orçamento 2015, sendo R$ 10,7 bilhões do Executivo e R$ 500 milhões em emendas parlamentares. O maior corte diz respeito às despesas do Ministério das Cidades (R$ 1,6 bilhão), seguido pelo Ministério dos Transportes (R$ 1,4 bilhão) e Ministério da Integração Nacional (R$ 1,09 bilhão).

Os cortes não atingiram o Ministério da Saúde nem os gastos mínimos com educação previstos na Constituição. O Governo afirma também que não haverá atraso ou cortes nos pagamentos de benefícios da Previdência, do abono salarial e do seguro desemprego, do Bolsa Família, do programa Ciência sem Fronteiras e dos salários dos servidores.

O Ministério do Planejamento admitiu, no entanto, que o novo bloqueio de recursos poderá resultar em atraso no pagamento de funcionários terceirizados do Executivo. O secretário-executivo do Ministério do Planejamento, Dyogo Oliveira, explicou que o repasse de dinheiro para as empresas terceirizadas é considerado pelo Governo como gasto não obrigatório. Segundo ele, as transferências irão ocorrer dentro das possibilidades orçamentárias de cada pasta.

Gastos com investimentos também serão afetados – o que pode atrasar ainda mais obras de infraestrutura, já que os ministérios das Cidades e dos Transportes sofreram os maiores cortes. A própria presidente Dilma cancelou as viagens que faria ao Vietnã e ao Japão, porque desde ontem o Governo não pode mais empenhar novas despesas discricionárias, exceto aquelas essenciais ao funcionamento do estado e do interesse público. Não se trata de problema financeiro, mas, sim, orçamentário.

O Governo poderá reverter o bloqueio se a mudança da meta fiscal, para um déficit de até R$ 119,9 bilhões neste ano, for autorizada pelo Congresso Nacional. O Governo diz trabalhar para que que a nova meta seja aprovada ainda esta semana, mas enquanto isso não acontece aumentam, inclusive, os riscos consequências que podem ir além da mera paralisia de algumas atividades da máquina pública.

O Judiciário já alertou em portaria publicada no "Diário Oficial da União" que o bloqueio de R$ 1,7 bilhão em seu orçamento irá "inviabilizar" as eleições de 2016 por meio eletrônico, chegando ao ponto do País ter que talvez recorrer às cédulas de papel.

OAB UNIDA-  Presidentes das seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) nos 27 Estados e no Distrito Federal decidiram apoiar a cobrança do afastamento imediato do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB). Os advogados avaliam que há motivos suficientes para cassar o mandato de Cunha, e pedem também investigação contra o senador Delcídio Amaral (PT-MS). Como na era Collor, seria bom também a OAB liderar uma frente pelo impeachment da presidente Dilma.

Humberto agora quer cassar DelcídioO PT resolveu constranger o senador Humberto Costa, um dos raros votos do partido para tirar o senador Delcídio Amaral (PT-MS) da cadeia: entregou a ele a coordenação dentro da bancada petista no Senado para jogar o ex-líder do Governo na jaula dos leões. “Há uma tendência de reconhecer que ocorreram indícios de quebra de decoro parlamentar por parte do senador Delcídio”, disse Humberto, que está sendo levado a condenar o amigo Dulcídio de forma constrangedora.

 

No enfrentamento– A rede de tratamento às crianças afetadas pela doença no Estado envolve 10 hospitais regionais e nove UPAEs Especialidades espalhadas por todas as regiões. "Não vai faltar assistência”, diz o governador Paulo Câmara (PSB), referindo-se aos tratamentos de fonoaudiologia, fisioterapia e psicologia que serão ofertados. Como o Exército colocou seu pessoal à disposição para auxiliar no combate ao mosquito, o Governo também está avaliando o contingente de pessoas necessárias para suprir a demanda imediata de 2,4 mil agentes de endemias.

Estado na liderança– De acordo com o diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, o País tem 1.248 casos de microcefalia notificados em 311 municípios de 14 Estados. Pernambuco registra o maior número de casos (646), sendo o primeiro a identificar o aumento de diagnóstico de microcefalia na região. Em seguida, estão os estados da Paraíba (248), Rio Grande do Norte (79), Sergipe (77), Alagoas (59), Bahia (37), Piauí (36), Ceará (25), Rio de Janeiro (13), Tocantins (12), Maranhão (12), Goiás (2), Mato Grosso do Sul (1) e Distrito Federal (1).

A grande família – O empresário Pedro Chaves dos Santos, filiado ao PSC de Mato Grosso do Sul, pode assumir, aos 74 anos, uma cadeira no Senado caso o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) seja cassado. Integrante da elite sul-mato-grossense, Chaves, que atua na área educação, tem uma relação familiar com outro personagem investigado por corrupção no âmbito da Petrobras. Sua filha, Neca Chaves Bumlai, é casada com Fernando Bumlai, filho do pecuarista José Carlos Bumlai, preso desde a última terça-feira (24), amigo do peito do ex-presidente Lula.

 

 

 

 

 

CURTAS 

COBRANÇA– O promotor Lúcio Almeida, do MP em Afogados da Ingazeira, aproveitou a presença do ministro da Integração, Gilberto Ochi, na segunda-feira passada em Gravatá, para cobrar o andamento das obras da adutora do Pajeú, projeto que travou por falta de recursos e depende da boa vontade do Dnocs. O ministro, segundo ele, contou que não há má-vontade do Governo, mas dificuldades orçamentárias para este ano.

ALÔ, PANELAS! – Hoje, estarei em Panelas, na Câmara de Vereadores, às 19 horas, para lançar meus livros e fazer palestra sobre a conjuntura nacional. Amanhã, será a vez de Garanhuns, no mesmo horário, também na Câmara. Na sexta-feira, Ouricuri, na sede do consórcio do Araripe, às 19 horas, e no sábado, por fim, em Itapetim, às 19 horas, na Câmara.

Perguntar não ofende: Quantos municípios ficarão sem pagar o 13º salário em Pernambuco? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Até quando esse governo incompetente, corrupto, merda petista vai continuar a Destruir o nosso querido Brasil?

Moura Mestre

Esse promotor é o maior gerador de lero lero do mundo!

Nehemias Fernandes Jaques

Não esqueçamos: Lula é uma lágrima de Cristo

Nehemias Fernandes Jaques

COMISSÃO DO ORÇAMENTO APROVA CPMF EM 2016 - A Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional aprovou, ontem (1º), o relatório da receita orçamentária para o ano que vem, com a inclusão de recursos provenientes da arrecadação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). O relatório da receita foi apresentado pelo senador Acir Gurgacz (PDT-RO) e aprovado pelos integrantes da CMO. O texto aprovado estima a receita primária de 2016 em R$ 1,451 trilhão. CPMF JÁ!




01/12


2015

Coluna da terça-feira

  Ministro dá vexame e frustra

O ministro da Saúde, Marcelo Castro, passou por uma saia justa vergonhosa, ontem, em Gravatá. Enquanto o Estado disponibilizou R$ 25 milhões para o enfrentamento da epidemia da dengue, cujo mesmo mosquito tem propagado outras doenças, como a chikungunya e a zica, esta responsável pela microcefalia, o ministro sequer soube definir os valores destinados à operação emergencial que anunciou para detonar o perigoso inimigo, o Aedes aegyptie.

“Ainda não temos o valor porque esta é uma ação que envolve 17 ministérios”, disse o ministro, que frustrou o governador Paulo Câmara e todos os prefeitos presentes. Castro sequer convenceu na resposta quanto ao atraso de seis meses dos valores repassados pelo Ministério aos municípios para compra do larvicida, praga usada no combate às larvas responsáveis pela disseminação do mosquito.

“Perdi meu tempo. Vim de tão longe”, desabafou o prefeito de Petrolândia, Lourival Simões (PR), que viajou mais de 400 km para chegar até Gravatá. Também presente ao encontro, a prefeita de Arcoverde, Madalena Brito (PSB), saiu igualmente desapontada. “Nem acredito no que ouvi. Nunca vi uma reunião tão vazia. Quem salvou o encontro foi o governador”, afirmou, referindo-se aos R$ 25 milhões anunciados pelo Estado.

O Ministério da Saúde, segundo os prefeitos presentes, pode ser apontado como o principal responsável pelo surto da zica no Nordeste pelo fato de ter atrasado em seis meses os recursos para compra do larvicida ao mesmo tempo em que cortou 60% dos agentes de endemias. “Em Bezerros havia 50 agentes, hoje temos 20 e quem está pagando a conta é a Prefeitura”, disse o prefeito Severino Otávio, o Branquinho (PSB).

Integrante da diretoria da Amupe, o prefeito de Cumaru, Eduardo Tabosa (PSD), também reclamou. Contou que a União cortou mais de 50% dos agentes de saúde e não repassa o dinheiro do larvicida há seis meses. “Foi por isso que já estamos com um caso comprovado de microcefalia”, desabafou.

Na coletiva, o ministro da Saúde revelou despreparo e desconhecimento da pasta que dirige. Mais do que isso, mostrou que não tem domínio sequer do plano emergencial de combate ao mosquito da dengue. Já na plateia, recheada de prefeitos e secretários municipais de saúde, frustrou quem esperava algo mais concreto no momento em que afirmou que não faltarão recursos para evitar que a zica vire uma epidemia no País.

CONTAS NO VERMELHO-   As contas de todo o setor público consolidado – que englobam o Governo, Estados, Municípios e empresas estatais – registraram déficit primário de R$ 11,5 bilhões no mês de outubro, ante R$ 7,3 bilhões em setembro, segundo relatório do Banco Central. O resultado é o pior desde o início da série histórica, em dezembro de 2001. De acordo com o BC, o resultado do mês de outubro foi impactado pelo adiamento do cronograma de pagamento de uma parcela do décimo terceiro dos aposentados, que passou de setembro para outubro neste ano.

Sertânia com a saúde na UTIO prefeito de Sertânia, Guga Lins (PTB), que jogou a saúde do município da UTI, enfrenta, hoje, a ira dos servidores que trabalham na área. Eles se concentram pela manhã em frente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais e de lá seguem em passeata pela cidade. Denunciam o sucateamento dos hospitais, a falta de medicamentos, a defasagem e redução dos seus salários, além da falta de médicos.

 

 

 

 

Rejeição de Lula– Avaliação feita por integrantes da cúpula do PT aponta que o aumento da rejeição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é o ponto que mais preocupa na pesquisa Datafolha. Pelo levantamento, a rejeição de Lula é de quase metade dos eleitores, atingindo 47%. Para o PT, dois fatores contribuem para uma rejeição tão elevada: o agravamento da situação econômica e os desdobramentos da operação Lava Jato, que tem atingido políticos importantes do Partido dos Trabalhadores, como o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), preso na semana passada.

Contaminado por Dilma– A pesquisa Datafolha aponta que, em quatro cenários de disputa presidencial, Lula teria dificuldades em voltar ao Palácio do Planalto. Se a eleição fosse hoje, ele perderia para o tucano Aécio Neves, em primeiro e segundo turno, e também perderia em segundo turno para Geraldo Alckmin e Marina Silva. “Isso mostra que a rejeição ao governo Dilma já contamina a liderança de Lula. É preciso o governo reagir na economia para voltar a recuperar a popularidade. Caso isso não aconteça, já enfrentaremos dificuldades na eleição de 2016”, diz um integrante da cúpula petista.

Lucas e Patriota sem unem – O PSB fez, no último fim de semana, mais uma agenda 40 em Petrolina sem a participação de dois importantes quadros do partido: o deputado federal Gonzaga Patriota e o deputado estadual Lucas Ramos, ambos dissidentes do grupo do senador Fernando Bezerra Coelho, que deve lançar o filho Miguel Coelho, deputado estadual, para disputar a Prefeitura. Lucas está negociando um partido para enfrentar Miguel nas urnas e deve contar com Patriota em seu palanque. O PSB em Petrolina virou um saco de gatos.

CURTAS 

DE VOLTA– O ministro Gilberto Occhi, da Integração Nacional, informou, ontem, em Gravatá, que a presidente Dilma virá a Pernambuco na próxima semana. A ideia é que ela entregue trecho da Transposição do Rio São Francisco e assinar um termo de compromisso para Pernambuco licitar o abastecimento de água para o Interior.

ALÔ, VITÓRIA! – Hoje, estarei em Vitória de Santo Antão, na Câmara, às 19 horas, para lançar meus livros e fazer palestra sobre a conjuntura nacional. Amanhã, será a vez de Panelas, no mesmo horário, na Câmara. Na quinta, Garanhuns, também na Câmara e no mesmo horário. Na sexta-feira, Ouricuri, na Câmara, às 19 horas, e no sábado, por fim, em Itapetim, às 19 horas, na Câmara.

Perguntar não ofende: O Brasil ainda tem Governo? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Samuel Magalhães

Eu não sabia que um blogueiro tão fluente como o respeitável senhor Magno Martins está tomando lado político, no que diz respeito a esta coluna que fala da saúde Sertâniense, que ao contrário do que está falando, a saúde de Sertânia passou por melhorias surpreendentes na Gestão atual com a reforma e ampliação do Hospital Municipal, reformas de todos os postos de Saúde da cidade além de outros que estão sendo construidos pelo município. Vamos ter credibilidade no que falamos.

RENAN

NEHEMIAS CANALHA, IMBECIL, TAPURU, DEIXA DE BLASFEMAR MISERÁVEL, CRISTO É AMOR, VERDADE, NÃO É MENTIRA, SACANAGEM, BANDIDAGEM... COMO É QUE TU FAZ UMA COMPARAÇÃO DESSAS, VAGABUNDO DESQUALIFICADO? TEU ESTADISTA DE MERDA TÁ É MUITO PERTO DE VISITAR A CARCERAGEM DA POLÍCIA FEDERAL E EM SEGUIDA UMA CELA DA PAPUDA, ISSO PQ PEDRO CORREIA, DEICÍDIO DO AMARAL E OUTROS AINDA NEM COMEÇARAM À FALAR E ELE JÁ TREME NA BASE, IMAGINA QUANDO AS DELAÇÕES FOREM APROVADAS E OS CUMPANHEIROS QUE ESTÃO TRANCAFIADOS RESOLVEREM ABRIR O BICO... VAI SER MAIS LAMA ESCORRENDO DO QUE O DESASTRE DE MARIANA... NEHEMIAS, TÚ ÉS PIOR DO QUE UM CACHORRO SARNENTO, TEU BOLSA ESMOLA TÁ PERTO DE SER CORTADO, PQ TU NEM CONSEGUE MAIS DEFENDER A RAÇA PODRE E O GARDENAL QUE TU TERIA QUE TOMAR TODO DIA NÃO TÁ MAIS DISTRIBUINDO NO SUS...

Lucidio de Figueiredo Galvão Júnior

UM GOVERNO DESQUALIFICADO E CORRUPTO COM MINISTROS POLÍTICOS DESQUALIFICADOS ESCOLHIDOS POR UM COTÓ LADRÃO SÓ PODE DAR NISSO: NADA - TIC TAC CHUPA OVO TIC TAC CHUPA OVO TIC TIC TAC TAC ......

Nehemias Fernandes Jaques

Parabéns: Daqui a 140 dias prescreve o mensalão tucano, processo 15 anos parado. Ninguém comenta?

Nehemias Fernandes Jaques

Lula é recebido com gritos de \'o papai chegou\' em aeroporto no Acre - ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve uma recepção positiva na sua chegada ao Acre neste domingo (29). Ele desembarcou no aeroporto de Rio Branco por volta de 22h e foi recebido por cerca de 100 pessoas que gritavam \"o papai chegou\" na saída do terminal. Ele é uma lágrima de Cristo.




30/11


2015

Coluna da segunda-feira

   Estado terá R$ 1,5 bi a mais   

Se 2016 vem se apresentando no País como um ano pior do que 2015, que entra a partir de amanhã no mês de contagem regressiva, em Pernambuco deve não ser tão nocivo assim. Pode servir ainda para o governador Paulo Câmara (PSB) começar a fazer a sua marca.

Graças à experiência nas secretarias da Fazenda e Administração no Governo Eduardo Campos, Câmara, embora comendo o pão que o diabo amassou, fugindo de compromissos imediatos, como a quitação obrigatória de quem presta serviços ao Estado, o que inclui uma legião de fornecedores, fecha 2015 com R$ 700 milhões a mais no caixa pela venda da folha de pagamento.

O aperto nas contas internas, via ajuste fiscal, geraram mais R$ 500 milhões, acrescidos de mais R$ 300 milhões dos depósitos judiciais e venda de ativos. A soma dessa magia em tempos bicudos proporciona um adicionamento de receita da ordem de R$ 1,5 bilhão, dinheiro que pode fazer a diferença em relação aos outros Estados que não fizeram o dever de casa.

Segundo o secretário de Planejamento, Danilo Cabral, o valor arrecadado com a venda da folha de pagamento – R$ 700 milhões – será destinado exclusivamente para investimentos e os outros R$ 800 milhões podem financiar investimentos e cobrir as despesas correntes. No início da sua gestão, Paulo Câmara tentou autorização da União para novos empréstimos, já encaminhados pela gestão anterior, mas não conseguiu.

“Conseguimos alavancar a receita sem qualquer aceno da União de liberar fontes de crédito para o Estado”, comemora Danilo, um dos secretários mais influentes da atual gestão. Por ele passa as projeções e liberação de receitas para o funcionamento da máquina estadual, além de todo e qualquer centavo dispensado aos municípios via convênios.

Danilo é de Surubim, onde o governador estará hoje antes de se reunir com todos os prefeitos em Gravatá. Ali, Câmara autoriza obras de infraestrutura hídrica e entrega obras com recursos do FEM. Com o sistema de abastecimento de água estrangulado, Surubim começa a construir, enfim, o caminho para ter água todos os dias nas torneiras e com isso atrair novos investimentos.

O fim do drama da falta de água ali também é uma articulação que tem a mão do secretário de Agricultura, Nilton Mota, que estará presente ao evento com Danilo. A programação do governador na região começa às oito horas com a inauguração da PE-095, totalmente recuperada. “São 80 km ligando Limoeiro a Caruaru”, diz o secretário de Transportes, Sebastião Oliveira.  

ENERGIA MAIS CARA-   Projeções feitas pela Confederação Nacional dos Municípios (CNN) indicam que se o projeto de repatriação de recursos no exterior, em tramitação no Congresso, vier a ser aprovado os municípios nordestinos teriam um adicional de R$ 8,6 bilhões. A grana seria incorporada via o repasse constitucional do FPM, servindo para ajudar no reequilíbrio das contas, extremamente afetadas pela queda de transferências federais e pela crise econômica. Em Pernambuco, o impacto nos cofres das prefeituras seria da ordem de R$ 1,2 bilhão.

Os ratos da políticaContratado pelo Guarani de Campinas, o jogador pernambucano Flávio Caça Rato, que já atuou no Santa Cruz, brilhou numa entrevista à revista Veja que está nas bancas. Quando provocado a tratar de política, deu uma resposta inteligente e bem-humorada. Perguntado se o futebol brasileiro tinha muito rato, afirmou: “Na política tem mais. O povo ali rouba numa rapidez...”

 

 

Lula cedeu à chantagem– No auge do mensalão, o empresário Marcos Valério ameaçou implicar o ex-presidente Lula caso não recebesse uma indenização milionária. Agora preso, o senador Delcídio Amaral (PT-MS) foi quem fez na época a intermediação e a grana foi paga no Exterior por um protagonista do petrolão. Este e outros segredos o senador, detido e abandonado por Lula, Dilma e o PT promete revelar num provável acordo de delação premiada com a justiça para reduzir a sua pena pelo crime cometido.

Dilma envolvida – Delcídio Amaral, aliás, virou o homem-bomba do Planalto. Terminada uma reunião com Dilma, em junho passado, ele, na condição de líder do Governo no Senado, chamou-a de lado e disse a seguinte frase: “Presidente, a prisão de Marcelo Odebrecht também é um problema seu, porque a Odebrecht pagou no exterior pelos serviços prestados por João Santana à sua campanha de reeleição. Com isso, Amaral contrariou o ministro Aloizio Mercadante, segundo quem a prisão de Marcelo Odebrecht “era um problema de Lula”.

Prefeito nem ai! – Nem todos os prefeitos irão atender à convocação do governador Paulo Câmara, para a discussão e lançamento do Plano Estadual de Enfrentamento das Doenças Transmitidas pelo Aedes Aegypti. Fred da Caixa (PTB), de Goiana, disse que vai mandar o secretário de Saúde, alegando que tem compromissos inadiáveis. Até ontem, a assessoria do governador contabilizava a presença de apenas 110 dos 186 prefeitos. 

 

 

 

 

CURTAS 

EPIDEMIA– Em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste Setentrional, está ocorrendo em silêncio uma verdadeira epidemia provocada pelo vírus do Aedes Aegypti. Só na semana passada foram registradas dez mortes, segundo informações repassadas por leitores apreensivos e angustiados. Nos hospitais, entretanto, o atestado de óbito é atribuído à virose e a maioria das vítimas é idosa.

ALÔ, GOIANA! – Hoje, estarei em Goiana, na Câmara, às 19 horas, para lançar meus livros e fazer palestra sobre a conjuntura nacional. Amanhã, será a vez de Vitória de Santo Antão, no mesmo horário, na Câmara. Na quarta, Panelas, também na Câmara e no mesmo horário. Na quinta-feira, Garanhuns, na Câmara, às 19 horas. Na sexta-feira, Ouricuri, no Sertão do Araripe, e no sábado em Itapetim, às 19 horas, na Câmara.

Perguntar não ofende: Nunca na história republicana tivemos tanta roubalheira? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

O PT bateu todos os records de corrupção. O partido está sendo inscrito no GUINNESS BOOK, como Campeão mundial da Safadeza . Vejamos alguns dos seus membros envolvidos em LADROEIRA: José Dirceu, José Genuíno, Delúbio Soares, Palocci, Berzoine, Gleise Hofmann, Paulo Bernardo, Humberto Costa, João Vaccari, Pizolato, Fernando Pimentel, Delcídio do Amaral, Mercadante, Edinho Silva, Gilberto Carvalho, Erenice Guerra, Guido Mantega, Lula e toda família da Silva e agora Dilma da Mandioca Sapiens é molo ou quer mais?

Rosimere lima

Era óbvio que ia acontecer isso... Ele falou, durante a campanha: \"não me preparei para governar Pernambuco sem Eduardo\". Mesmo assim o povo votou, agora aguentem!

Ramilson Correia de Carvalho

Esse governador é o pior da história de Pernambuco. Economiza dinheiro sem fazer o dever de casa. Tira dinheiro e arrocha onde deveria dar prioridade. Dizer que ele é um bom gestor é um insulto a inteligência humana. É só lermos nos jornais o que tem acontecido no estado de Pernambuco nos últimos anos: Muitas mortes tem acontecido em cidades pequenas . O município de Lagoa do Carro onde moro está um absurdo. Na saúde tem acontecido uma calamidade, muitas crianças nascendo com problemas de saúde que deveria ter sido evitado se o governo tivesse priorizado o combate ao mosquito da dengue. Ao invés de priorizar o governo de Pernambuco, Paulo Câmara governa como um monarca, liberando verba para municípios a troca de benefícios políticos. Quanto a PE-095 que ele vai inaugurar, é melhor ele inaugurar logo, antes que aconteça o mesmo que ocorreu com a PE-089, que antes da inauguração já apresentava milhares de problemas e buracos. Aliás, a firma que fez a PE-089 parece que é a mesma que está fazendo a PE-095. Obras sonrizal que talvez nem dure até o término de seu pífio mandato.




28/11


2015

Coluna do sabadão

     O Brasil na UTI

Aos que não estão conseguindo enxergar a crise brutal que o País atravessa na sua economia, gerada a partir de um desgoverno nunca visto na sua história recente da República, resolvi transcrever o lúcido artigo do senador José Serra, que traz números impressionantes. Se você acha, caro leitor, que 2015 fecha ruim, que se prepare: 2016, com este mar de lama e uma presidente incompetente e perdida, uma verdadeira barata tonta, vai ser muito pior. Senão, vejamos:

“A economia brasileira passará o réveillon na UTI e nela permanecerá por um bom tempo. Sabemos hoje que os vaticínios pessimistas sobre 2015 foram demasiado amenos. A realidade, como se vê neste final de ano, acabou sendo bem mais adversa. O principal indicador do nível da atividade econômica, o PIB, teve uma contração em torno de 3 por cento. De ponta a ponta, ou seja, comparando este último trimestre com o mesmo período de 2014, a queda estimada é mais forte: 4,5%.

Como o setor agropecuário, ao longo do ano, teve uma performance razoável - crescimento em torno de 2% - e a área de serviços sempre varia em torno da média, os dados ruins sobre o PIB escondem algo pior: a evolução catastrófica da indústria manufatureira, cujo produto caiu em torno de 11%. A marcha para a ruína do setor, iniciada pela política econômica do segundo governo Lula, prossegue implacável. Basta mencionar que o produto industrial nunca mais superou o nível de 2008. Eis a grande marca econômica da era petista: a desindustrialização do Brasil.

A pesquisa mensal do comércio aponta para um declínio superior a 11% nas vendas no varejo, batendo com o declínio da massa salarial, da ordem de 10,5 % de outubro a outubro. Já os investimentos do conjunto da economia têm caído aproximadamente 12% - causa e efeito da queda observada na indústria. A contração dos investimentos governamentais atinge espantosos 40%!

Do lado do emprego, os números absolutos são impressionantes: no acumulado em 12 meses houve destruição líquida de 1,4 milhão de vagas (carteira assinada), das quais 557 mil na indústria de transformação e 442 mil na construção civil, acertando em cheio setores de menores rendimentos. Coisa igual pode ter acontecido com a remuneração dos trabalhadores no setor informal da economia. Em outubro deste ano, os rendimentos reais dos brasileiros foram 7% inferiores aos de outubro do ano passado.?

Pelo menos 1 milhão de assalariados formais perderam seu plano de saúde junto com o emprego. Os gastos reais do SUS, incluindo estados e municípios, caíram em torno de 5% nos dez primeiros meses de 2015 em comparação com 2014. O colapso das finanças municipais e estaduais é assombroso, e compromete diretamente o atendimento nas áreas sociais. No caso dos estados, entre janeiro e agosto, em relação ao mesmo período de 2014, as receitas reais caíram em média 5,4%.

E o futuro próximo? As previsões sobre o PIB apontam para a persistência da retração em 2016 – cerca de 2%, que será mais intensa no primeiro semestre. Do ponto de vista social, ou seja, da oferta de serviços básicos, dos rendimentos e do emprego, o quadro adverso de 2015 irá se acirrar nos próximos meses.

Em parte, isso se deve ao fato de que as consequências do desemprego sobre a renda e a demanda das famílias são proteladas no Brasil em virtude dos benefícios recebidos por quem é demitido. Assim, o trabalhador com carteira assinada que perde o emprego recebe pelo menos o saldo do FGTS recolhido, mais multa de 40% sobre esse saldo, seguro desemprego, aviso prévio de um mês, férias proporcionais (incluindo o abono de férias) e fração de décimo-terceiro salário.

Somados, esses benefícios dão alívio temporário para os recém desempregados. Por isso, os efeitos da onda recente de desemprego tenderão a se manifestar com intensidade crescente nos primeiros meses de 2016.

Além dos naturais efeitos da contração industrial que se espraiam por toda a economia, tudo indica que que o país se confrontará com a retração da oferta de crédito das instituições financeiras públicas e privadas, cada vez mais temerosas com solvência das empresas, e alarmadas com o naufrágio de projetos que envolvem a Petrobrás, como é o caso da Sete Brasil.

Um indicador já “antigo” mostra o início desse processo: no terceiro trimestre de 2015, em relação ao mesmo período do ano passado, as despesas com provisões para devedores duvidosos dos quatro maiores bancos cresceram acentuadamente: Bradesco, 15%; Itaú, 29%; Banco do Brasil, 88%; e Caixa Econômica Federal, 87%. Aliás, o balanço do terceiro trimestre do BB revela forte prejuízo operacional: o lucro líquido apurado só foi possível pela incorporação nos resultados de ativos fiscais diferidos.

Mais ainda, a piora das expectativas dos agentes econômicos funciona como profecia que se autor realiza. Ou seja, a ideia de que a economia irá mal provoca queda adicional do produto e do emprego. Um vetor nesse sentido vem das agências de rating, cujos vereditos negativos funcionam de forma pro cíclica, reduzindo investimentos, dificultando e encarecendo a rolagem de financiamentos e redundando em rodadas adicionais de contração da economia.

Convenhamos, de todo modo, que há bons pretextos para essa atitude das agências. De um lado, uma empresa do tamanho da Petrobrás perde capacidade de rolar suas dívidas. Do outro, o déficit público agregado e acumulado aumenta 115% em doze meses, passando de R$ 250 bilhões em setembro de 2014 para R$ 536 bilhões um ano depois! Só de juros, os gastos chegaram a R$ 510 bilhões no período – cerca de cinco vezes o orçamento federal da Educação e dezoito vezes o Bolsa Família.

De fato, minha sensação, ou conclusão, é que dias melhores não virão. A menos que... A menos que haja uma mudança política de grande profundidade. Ou seja, a economia dependerá mais do que nunca da política. O atual governo, inepto, inseguro, sem rumo nem sustentação congressual, é um elo decisivo do círculo vicioso que empurra o Brasil para trás e para baixo.

Lembro, a esse respeito, a opinião externada em discurso na semana passada por um senador do PSB, Fernando Coelho. Ele propôs que a presidente Dilma Rousseff incite a Câmara de Deputados a apreciar ao menos um dos pedidos de impeachment que se acumulam naquela Casa. Se vencesse, retomaria alguma condição de governar. Se perdesse, abriria a chance de o Brasil voltar-se ao futuro. Do jeito que vai, só lhe restará contemplar o barco que não dirige continuar à deriva no mar bravio”.

ENERGIA MAIS CARA-   A seca, intensificada pelo fenômeno climático El Niño, aumenta as chances de ser preciso manter termelétricas ligadas ao longo de 2016, o que significa que os consumidores de energia continuarão pagando um adicional nas contas de luz para custear essa geração, mais cara. Os reservatórios das hidrelétricas da região estão com 5,2% da capacidade de armazenamento, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), com nível de 1,5 por cento na represa de Sobradinho. Em Três Marias, há 8,7 por cento da capacidade, e na usina Itaparica, 10,2 por cento.

Socorro aos municípios– Na próxima segunda-feira, o governador Paulo Câmara (PSB) reúne todos os prefeitos em Gravatá, no final da tarde, com dois ministros – Integração e Saúde ´- para discutir um amplo programa de combate às doenças endêmicas provocadas pelo mosquito da dengue ao mesmo tempo em que traçará ações emergenciais para minimizar os efeitos da seca no Estado. Há uma expectativa de que seja liberado, com apoio da União, um FEM especial.

Unha e carne com Lula– Delcídio Amaral era uma presença frequente no Palácio do Planalto e tinha proximidade como ex-presidente Lula. Ele era visto sempre no Instituto Lula, em São Paulo, para encontros com o petista. Também era um interlocutor de dois alvos da Operação Lava Jato, o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró e o pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula. Delcídio tinha a missão de monitorar os dois de perto. "Sem chance de conseguir obter um habeas corpus, a única solução para Delcídio será aderir à delação premiada", reconheceu um senador petista.

Renúncia ou impeachment – O deputado Tadeu Alencar (PSB) diz que a obstrução da pauta pelos partidos e lideranças que não aceitam mais Eduardo Cunha na presidência da Câmara dos Deputados o forçará a uma tomada de decisão, que pode resultar na iniciativa da parte dele de colocar em votação uma das propostas de abertura do impeachment da presidente Dilma. “Do contrário, Cunha será obrigado a jogar a toalha”, disse Alencar, dando a entender que a pressão da oposição tende a leva-lo, inclusive, à renúncia.

Beijando o adversário– Na passagem, ontem, pelo Recife, o senador Aécio Neves enganou Daniel Coelho o tempo todo. De olho na Prefeitura, o parlamentar esperava do líder nacional uma declaração clara e objetiva assumindo compromisso com sua candidatura. Aécio desconversou e fez pior: foi beijar o adversário de Daniel, o prefeito Geraldo Júlio, a quem apoiará em 2016, retribuindo o apoio que recebeu do PSB em Pernambuco nas eleições presidenciais passadas.

 

 

CURTAS 

AGRADECIMENTO– Agradeço ao amigo Braga Sá, presidente do Grupo de Executivos do Recife, e ao empresário Eduardo Monteiro, quem fez a saudação oficial, pela homenagem de ontem na churrascaria Boi e Brasa. Ao final, fiz uma rápida palestra sobre a conjuntura nacional.

AGENDA– Semana que vem tem mais agenda pelo Interior de palestras e lançamentos dos meus livros Perto do coração e Reféns da seca. Começa na segunda por Goiana, na Câmara, às 19 horas. Na terça, Vitória de Santo Antão, no mesmo horário, e na Câmara. Na quarta, Panelas, também na Câmara e no mesmo horário. Na quinta-feira, Garanhuns, na Câmara, às 19 horas. E na sexta-feira, encerrando, Ouricuri, no Sertão do Araripe.

Perguntar não ofende: Por que o Governo está em polvorosa com Delcidio Amaral na cadeia ameaçando fazer delação premiada? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ramilson Correia de Carvalho

Bem feito para Daniel. Se um dia ele quiser disputar a prefeitura do Recife, ele deverá sair do PSDB e se filiar a outra sigra. O seu partido sempre fará essa barganha que está fazendo. Ainda mais tendo um mendíocre como esse presidente nacional.

RENAN

NEHEMIAS VIROU A COMPANHEIRA DE GUERRA DE LULA LÁDRÃO (KKKKK)!!! ESSA GUERRA JÁ TÁ PERDIDA HÁ MUITO TEMPO, NEHEMIAS INÚTIL, É A GUERRA DA VERDADE CONTRA A MENTIRA, DA LIMPEZA CONTRA A SUJEIRA, DA DECÊNCIA CONTRA A CORRUPÇÃO, A IMORALIDADE, A FALTA DE VERGONHA E DE COMPROMISSO COM O PAIS E SEU POVO!!! O PT JÁ ERA, NEHEMIAS, PRA TEU DESESPERO!!! E QUE VÁ ACOMPANHANDO TODOS QUE FOREM CORRUPTOS, SEJAM DE QUE PARTIDO FOR!!!

Nehemias Fernandes Jaques

Bravo Lula!! Conte sempre conosco, somos seus companheiros de guerra!!

telhado de vidro

A crise é muito grave : de um lado a oposição medíocre, tão suja quanto poleiro de chiqueiro ,criando toda sorte de obtáculos para a governabilidade com o canalha do cunha na chefia da cambada . De outro, uma mulher sem experiência, honesta, temperamental e sem apoio de parte do seu partido que aderiu a gatunagem e a safadeza. Ingredientes explosivos. Se a presidente sair, e se assumir o mordomo com cara sinistra, cercado pela quadrilha pmdb, ai estaremos de fato fritos.

sonia

tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tac toc tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac




27/11


2015

Coluna da sexta-feira

     Vai virar um zumbi!

Num comentário que postei, ontem, neste blog, criticando o voto do senador Humberto Costa, líder do PT no Senado, favorável a soltura do senador Delcídio Amaral, seu companheiro de bancada representante do Mato Grosso do Sul e igualmente líder, desta feita do Governo, disse que ele havia dado um tiro no pé. Mas acho que foi mais além: cavou também

a sua sepultura política.

Sinceramente, procurei uma só razão para entender a sua postura e não encontrei. Se ele tivesse votado por uma decisão partidária, tudo bem. Mas isso não ocorreu. Momentos antes da votação em sessão aberta do Senado, o PT abandonou Delcídio com um posicionamento público do seu presidente nacional, Rui Falcão. Isso não bastaria para Humberto seguir a maioria dos senadores, mantendo Delcídio na cadeia?

Não, em absoluto, ele não enxergou assim.  Então, só dá para entender que Humberto fez um pacto com o satanás. Quando alguém está sendo puxado para a cova pelo diabo perde o bom senso e, sendo assim, é jogado na jaula do leão pelas garras do diabo. Com o voto para tirar Delcídio da cadeia, Humberto traiu todos os princípios de moralidade que pregou – se é que algum dia pregou – em praça pública.

Rasgou a ética, enxovalhou a sua vida pública. Como já foi citado no escândalo da Lava Jato, tendo já escapado de outro, o dos sanguessugas, Humberto votou com o fígado, esqueceu a cabeça. Com o seu voto pela salvação de Delcídio, imaginou que jogaria uma pá de terra em tudo que a Polícia Federal apurou e o Supremo Tribunal Federal se ancorou para pedir a prisão do líder do Governo.

Humberto cometeu, portanto, o maior erro da sua trajetória política. Não recaiam suspeitas sobre o acusado, no caso Delcídio Amaral, mas provas duras, contundentes, irrefutáveis. Tão fortes, aliás, que levaram a ampla maioria dos 81 senadores a referendar a decisão do Supremo.

Tenho dúvidas se com o seu voto, Humberto não deu também por encerrada a sua carreira pública, pois passará, a partir de agora, a vida inteira a se justificar por que só ele, entre os grandalhões do PT no Senado, carimbou a inocência de um corrupto na contramão da decência, dos princípios mais elementares da moralidade, da ética e do zelo pela coisa pública.

Virou, sabe ele sim, que não é bobo nem burro, um moribundo da política, um zumbi!

SOBRADINHO EM CRISE-  A Chesf deverá desligar até o final deste mês as turbinas da usina de Sobradinho, que abriga o maior reservatório do Nordeste, prestes a alcançar o seu volume morto. Desde que começou a funcionar em novembro de 1970, esta é a primeira vez que a unidade deixará de produzir energia para priorizar o abastecimento humano, animal e a irrigação. A Chesf, porém, descarta o risco de um racionamento de energia na Região. A decisão foi tomada após a redução da vazão da usina dos atuais 900 metros cúbicos por segundo (m³/s) para 800 m³/s a partir do dia 20 de dezembro.

Aécio não vai abrir o jogo– Embora fechado com a reeleição do prefeito Geraldo Júlio (PSB), o presidente nacional do PSDB, Aécio Neves, terá uma passagem discreta pelo Recife, hoje, no que se refere a posicionamentos sobre o quadro sucessório do ano que vem. A decisão do diretório pela manutenção da legenda na coligação do PSB na capital já está tomada e tem tudo a ver com o apoio que partido deu no Estado a Aécio no segundo turno das eleições presidenciais passadas.

 

Relato dramático– Na conversa com a presidente Dilma o governador Paulo Câmara contou que no enfrentamento ao crescimento assustador dos casos de microcefalia, está usando nove hospitais de referência para atender mães e bebês nas macrorregiões de Recife e de Caruaru, Petrolina e Serra Talhada. Lembrou que 72 unidades de saúde estão notificando os casos em 108 municípios. A notificação, segundo ele, passou a ser compulsória e imediata. Entre as ações, determinou que grávidas que apresentam manchas vermelhas na pele façam coleta de sangue para diagnóstico laboratorial e sejam submetidas a ultrassom quando estiverem entre a 32ª e a 35ª semana de gestação.

Pressão do PT – A nota divulgada pelo presidente do PT, Rui Falcão, na qual fica claro que o partido não pretende fazer a defesa do senador Delcídio Amaral, preso sob acusação de agir para obstruir a Justiça nas investigações da Operação Lava Jato, teve significativo peso para a decisão do Senado de manter a prisão do senador. O STF acolheu o pedido de prisão feito pelo Ministério Público, mas o Senado poderia aprovar o relaxamento da prisão ou manter a decisão do STF – o que acabou acontecendo.

No bom caminho – Empresário bem-sucedido em Caruaru, o senador Douglas Cintra (PTB), que assumiu a vaga com a ida de Armando Monteiro para o Ministério de Dilma, tem se revelado uma boa surpresa no Congresso Nacional. Embora o seu partido integre a base governista, seus votos e ações estão em sintonia com a sociedade. A prova mais cabal disso foi seu posicionamento firme e inflexível com o voto pela manutenção do senador Delcídio Amaral no xilindró.

CURTAS 

CONTAS– Em meio à recessão e às dificuldades do Governo para aumentar a arrecadação, as contas públicas continuam com resultado sofrível, segundo números divulgados, ontem, pela Secretaria do Tesouro Nacional. Em outubro, foi registrado um déficit primário de R$ 12,27 bilhões. É o pior resultado para este mês desde o início da série histórica, em 1997. Até então, o maior déficit para este mês havia sido registrado em 1998, no valor de R$ 1,46 bilhão.

PALESTRA– Convidado pelo meu amigo Braga Sá, presidente do Grupo Executivo do Recife (Gere), faço, hoje, durante almoço de adesão da instituição no Boi e Brasa, uma palestra sobre a crise nacional, sendo saudado antes pelo presidente da Folha de Pernambuco, Eduardo Monteiro. No final da tarde, cumpro agenda em Cumaru, para lançar meus livros no Clube Municipal, a partir das 19 horas.

Perguntar não ofende: Quem do PT vai sobrar para contar a história se Delcídio Amaral abrir o bico? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Como é possivel alguem normal ainda defender o PT?

Lucidio de Figueiredo Galvão Júnior

O SENADOR DOUGLAS CINTRA ENTROU PELA PORTA DE TRÁS (SUPLENTE DE ARMANDO MONTEIRO) E ESTÁ DANDO UM SHOW NOS ELEITOS PELO VOTO, JÁ O SENADOR HUMBERTO BOSTA ... É UM PRATO CHEIO !!!!

Lucidio de Figueiredo Galvão Júnior

NO BRASIL PARTIDO POLÍTICO É SINÔNIMO DE AJUNTAMENTO DE LADRÕES A 500 ANOS, SALVO RARÍSSIMAS EXCEÇÕES NESSE TEMPO TODO. COM RELAÇÃO AO SENADOR DIMINUTO SEUS POUQUÍSSIMOS NEURÔNIOS NÃO DEIXAM SUA VISÃO ULTRAPASSAR DOIS PALMOS A FRENTE DO NARIZ, POR ISSO, QUANDO PENSA PEIDA, QUANDO FALA CAGA E QUANDO VOTA É PARA DEFENDER COMPARSA E AINDA ACHA QUEM O DEFENDA, COMO A DEPUTADA ESTADUAL TEREZA LEITÃO, REALMENTE É UM ESCÁRNIO COM A NAÇÃO BRASILEIRA.

S. C. B. M.

Na cpital Recife jamais PT e agora com este favoretismo de bandido fora Humberto Costa Sanguessuga.Humberto traiu todos os princípios de decencia moral e ética.

Crisóstomo Menezes Lima

MAGNO, ESTE PAIS SÓ SERÁ PASSADO A LIMPO QUANDO FOREM INVESTIGADOS TODOS OS PARTIDOS, INCLUSIVE O \"DEM, O PPS, E PSDB\", SE FOR POSSIVEL.




26/11


2015

Coluna da quinta-feira

    STF cega a navalha dos criminosos 

“Na história recente da nossa pátria houve um momento em que a maioria de nós, brasileiros, acreditou no mote segundo o qual uma esperança tinha vencido o medo. Depois nos deparamos com a ação penal 470 [mensalão] e descobrimos que o cinismo tinha vencido aquela esperança. Agora parece se constatar que o escárnio venceu o cinismo. O crime não vencerá a Justiça. Aviso aos navegantes dessas águas turvas de corrupção e das iniquidades: criminosos não passarão a navalha da desfaçatez e da confusão entre imunidade, impunidade e corrupção. Não passarão sobre os juízes. Não passarão sobre a Constituição do Brasil”.

Esta declaração, da ministra Carmem Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, ao comentar a prisão do senador Delcídio Amaral, abre um clarão na direção de que, finalmente, o País está sendo passado à limpo, e que a decência está vencendo a imoralidade, pondo abaixo o lodo da corrupção que o PT espalhou em todas as entranhas do poder. Segundo a Secretaria-Geral da Mesa do Senado, Delcídio é o primeiro senador em exercício preso desde a Constituição de 1988.

Segundo a Procuradoria-Geral da República relatou, em documento enviado ao Supremo Tribunal Federal, ele ofereceu R$ 50 mil mensais ao ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró para que ele não fechasse acordo de delação premiada ou, se o fizesse, não o citasse. Segundo a Procuradoria, Delcídio também prometeu a Cerveró influir em julgamentos no STF para ajudá-lo. O senador disse que falaria com o vice-presidente da República, Michel Temer, e com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) para influenciar a Corte.

“Estamos todos perplexos. É um constrangimento generalizado”, reagiu o senador Paulo Paim (PT-RS). As acusações contra o líder do governo são gravíssimas. A Constituição diz que o Senado tem que se reunir para deliberar sobre o tema. Ao receber os autos e analisar as provas, que são contundentes, o Senado não pode obstruir qualquer investigação por parte da Justiça.

Antes de ingressar na política, Delcidio trabalhou como diretor da Shell na Holanda. Ele também foi presidente da Eletrosul e do Conselho de Administração da Companhia Vale do Rio Doce. Durante o governo Itamar Franco, foi secretário executivo do Ministério de Minas e Energia. Em setembro de 1994, foi nomeado ministro de Minas e Energia, cargo que ocupou até o fim do governo Itamar.

Logo após deixar a pasta, Delcídio do Amaral assumiu a diretoria de Gás e Energia da Petrobrás no Governo Fernando Henrique Cardoso. Em 1998, filiou-se ao PSDB, onde ficou até 2001. No ano em que se desfiliou do PSDB, Delcídio migrou para o PT, partido pelo qual elegeu-se senador em 2002 e em 2010. No Senado, o petista preside a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

O senador petista ganhou projeção nacional ao presidir, em 2005, a CPI dos Correios no Congresso Nacional. Segundo a Procuradoria, Delcídio também prometeu a Cerveró influir em julgamentos no STF para ajudá-lo. O senador disse que falaria com o vice-presidente da República, Michel Temer, e com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) para influenciar a Corte.

O líder do Governo foi citado pela primeira vez na Lava Jato na delação do lobista conhecido como Fernando Baiano. No depoimento, Baiano disse que Delcídio recebeu US$ 1,5 milhão de dólares de propina pela compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. Em outubro, Delcídio havia negado o teor da denúncia de Baiano e disse que a citação a seu nome era "lamentável".

O Governo teme que Cerveró possa ligar Dilma diretamente à compra da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), que deu prejuízo à Petrobras na época em que ela presidia o Conselho de Administração da estatal. No início de 2014, Cerveró chegou a ameaçar o envolvimento da presidente ao dizer que ela tinha conhecimento de todos os detalhes da compra da refinaria.

Na ocasião, Dilma divulgou uma nota na qual afirmou que a decisão do conselho foi tomada com base em um parecer "falho" elaborado pela área que era de responsabilidade de Cerveró. O advogado de Cerveró, Edson Ribeiro, chegou a dizer que Dilma tinha conhecimento de toda a operação, mas, depois, Cerveró voltou atrás e fez media training, orientado pela Petrobras, para adequar sua fala à CPI da Petrobras que funcionava no Congresso.

Delcídio do Amaral, então, à época, foi escalado para monitorar pessoalmente Nestor Cerveró, já que era muito próximo ao ex-diretor da Petrobras. Delcídio revelou que Cerveró também era próximo ao PMDB e ao presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL). A indicação de Cerveró tinha aval de setores do PT e do PMDB.

Além disso, há preocupação no governo com o risco sistêmico no setor financeiro por conta da queda vertiginosa das ações do BTG Pactual após a prisão do banqueiro André Esteves. Entre parlamentares que acompanham o episódio, a avaliação é que André se envolveu diretamente na operação para evitar a delação de Nestor Cerveró em razão da compra, pelo BTG, de um controle de poços da Petrobras na África. A CPI da Petrobras constatou que a operação gerou prejuízo à estatal.

VIOLAÇÃO JURÍDICA-  Um dos petistas que passara, ontem, pela liderança do Governo no Senado, para sentir o clima da repercussão da prisão do senador Delcídio Amaral foi o deputado e advogado Wadih Damous (RJ), que afirmou: "É um cenário preocupante e de violação da ordem jurídica. Está se produzindo uma situação de insegurança jurídica no País". Para ele, a prisão de Delcídio é "aparentemente inconstitucional" e, com a medida, o STF acabou criando uma nova modalidade de flagrante, classificado por ele de "flagrante permanente".

A prova do crime– Uma gravação com 1 hora e 35 minutos revela como o líder do Governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS), ofereceu R$ 50 mil mensais ao ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró para que ele não fechasse acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal. No diálogo ocorrido no dia 4 de novembro em um quarto do hotel Royal Tulip, em Brasília, o petista também propôs ao filho de Cerveró, Bernardo Cerveró, que, se o ex-diretor realmente optasse por um acordo com os procuradores da República, ele não o citasse. A gravação embasou a prisão de Delcídio, ontem, pela Polícia Federal na Operação Lava Jato. O parlamentar petista é acusado pela PGR de estar atrapalhando as investigações. A gravação foi feita em um celular de Bernardo. Além de Delcídio e do filho de Cerveró, também participou do encontro o advogado Edson Ribeiro, que era responsável pela defesa de Cerveró na Lava Jato

Estado de perplexidade– Depois da decisão do STF de autorizar a prisão de Delcídio Amaral (PT-MS), senador no exercício do mandato, caso único na história recente do país, o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo, afirmou que ele e os colegas "estão atônitos" com a situação, mas com a missão de mostrar que o Brasil "não é mesmo um país do faz de conta". "Agora, o detentor do cargo público terá de ter freios inibitórios mais intensos e não cometer ilegalidades porque as instituições estão funcionando", disse o ministro. Ministros do STF ficaram impressionados com o primeiro relato do ministro Teori Zawaski sobre o caso envolvendo o senador Delcídio Amaral, quando já informava que iria autorizar a prisão do senador.

Governo preservado – O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), reagiu em relação à prisão de Delcídio. Desse que não há "qualquer tipo de envolvimento ou participação do governo" nos fatos que levaram o líder do governo na Casa à prisão. “É importante registrar que não há, em nada que foi dito até agora, qualquer tipo de envolvimento ou participação do governo. Isso é importante dizer", afirmou, para acrescentar: "Não há nenhum fato patrocinado pelo Governo. De tudo que foi dito até agora, são questões que correm totalmente ao largo do governo", afirmou.

Convocação para CPI - O banqueiro André Esteves, preso, ontem, pela Polícia Federal, no âmbito da Operação Lava Jato, havia sido convocado para depor na CPI dos Fundos de Pensão, que ocorre na Câmara dos Deputados e investiga desvios e fraudes nos fundos de aposentadoria e pensão da Petrobrás, Caixa Econômica, Banco do Brasil e Correios. A convocação foi feita pelo deputado federal Raul Jungmann (PPS-PE), para quem seria importante apurar a participação do banco BTG Pactual, cujo dono é Esteves, em diversos negócios envolvendo fundos de pensão que hoje estão sob investigação na CPI.

CURTAS 

INCERTEZAS– As prisões do senador Delcídio do Amaral e do banqueiro André Esteves têm impacto direto na conjuntura econômica e podem reverter os pequenos ganhos de estabilidade notados nas últimas semanas. O ambiente político volta a ser convulsionado por graves revelações de irregularidades que envolvem figuras de primeira linha no mundo político e econômico. O resultado é o aumento das incertezas na economia.

ALÔ, ARCOVERDE! – Chegou a vez de Arcoverde, onde estarei, hoje, lançando os meus livros Perto do coração e Reféns da seca. A noite de autógrafos está marcada para às 19 horas, na Câmara de Vereadores, onde antes farei uma palestra sobre a conjuntura nacional. Amanhã, encerrando a agenda da semana, falo sobre a crise no almoço do Gere, o Grupo de Executivos do Recife, no restaurante Boi e Brasa, no Pira, durante almoço, e a noite já estarei em Cumaru, no Agreste.

Perguntar não ofende: Quem será o próximo peixão do PT a ser preso? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Delcidio o mito petista.

RENAN

KKKKK!!! O QUE PORRA É RENAN XIMBINHA, HEIN NEHEMIAS DESESPERADO? QUE APERREIO É ESSE BONECA...? DEPOIS QUE PARASSE DE TOMAR TEU GARDENAL A COISA TÁ PIORANDO À CADA DIA NA TUA CABEÇA QUE SÓ TEM MERDA, AINDA MAIS PQ A SITUAÇÃO PRO LADO DA QUADRILHA COMANDADA POR LULA LÁDRÃO TÁ FEIAAAAAAA!!! KKKKK!!! É NATURAL QUEM QUER QUE SEJA, JORNALISTA, BLOGUEIRO, CIDADÃO COMUM COPIAR E COLAR, MAS DEVE DIZER DE ONDE COPIOU, ISSO VC NÃO FAZ NEHEMIAS PQ VAI PASSAR VERGONHA, TODOS VÃO SABER QUE COPIA TEXTO DOS POUCOS BLOGS QUE AINDA SÃO PATROCINADOS PELO PT PRA SÓ MOSTRAR COISA BOA...

Nehemias Fernandes Jaques

Deixa de papagaiada renan ximbinha, até o jornalista dono do blog faz isso, critica ele ou tu não tem coragem?

Nehemias Fernandes Jaques

Deixa de ser midiota!!!

Nehemias Fernandes Jaques

Deixa de papagaiada renan ximbinha, até o jornalista dono do blog fazia isso, critica ele ou tu não tem coragem?




25/11


2015

Coluna da quarta-feira

   Ipojuca perde R$ 30 milhões

Com exceção do Recife, não há um município que tenha mais perdido gorduras com a crise do que Ipojuca, na Região Metropolitana. Por viver em torno do Complexo Portuário de Suape, a galinha dos ovos de ouro, que está, aos poucos, sendo abatido pela crise, a Prefeitura de Ipojuca perdeu R$ 30 milhões de arrecadação própria na comparação deste com o ano anterior.

Foram arrastados mais de 54 mil empregos ao longo dos últimos 12 meses. No auge dos investimentos em Suape, 74 mil empregos foram gerados. Hoje, existem apenas pouco mais de 20 mil trabalhadores absorvidos pelas empresas ali instaladas. “Foi a maior perda de receita dos últimos 20 anos”, atesta o prefeito Carlos Santana (PSDB), ao confirmar a fuga de capitais e o desemprego.

Segundo ele, com a brutal queda na receita, o município teve que rever conceitos, reduzir o nível de investimentos e ser mais precavido. “Até o momento, ainda estou conseguindo pagar pessoal e manter os fornecedores em dia, mas temo pelo dia de amanhã”, diz Santana, acrescentando que uma das suas saídas estratégicas e emergenciais foi cortar pessoal terceirizado, que acaba custando três vezes mais ao município por causa dos encargos.

“Com isso, economizamos R$ 3 milhões”, afirma o prefeito tucano, que tem feito viagens sem o menor resultado a Brasília. “Fizeram um grande evento lá, recentemente, para investimentos em creches. Para Ipojuca, a previsão seria a construção de oito unidades, mas até agora não saiu um tostão. A União diz que não tem dinheiro”, lamenta.

Apesar da dureza, Santana garante que não demitiu um só servidor nem recorreu ao corte de salários. “Os servidores terceirizados não foram demitidos, mas contratados temporariamente, o que gera um ônus menor para o município”. Quanto ao Estado, o prefeito diz que tem batido pouco à porta do governador Paulo Câmara porque reconhece suas dificuldades de atender as demandas.

PRIORIZANDO ÁGUA-  O governador Paulo Câmara (PSB) definiu as áreas de infraestrutura, saúde e educação, como prioritárias para receberem recursos oriundos da venda da folha de pagamentos do Estado. A folha de pagamentos dos 220 mil servidores da ativa, inativos pensionistas foi arreatada por R$ 696 milhões pelo Bradesco. O leilão da venda do ativo ocorreu na última segunda-feira. "Diante do agravamento da seca, vamos investir em obras relativas à água, como também na nossa malha rodoviária”, disse.

Caruaru à espera do 13º salário– Com mais de 30% de queda em seu movimento por causa da crise, o comércio de Caruaru aguarda com muita expectativa o pagamento do 13º salário pela Prefeitura e também a iniciativa privada. O prefeito José Queiroz (PDT) anuncia na próxima sexta-feira o calendário de pagamento dos salários de novembro, dezembro e o 13º salário. A previsão de uma receita extra a ser jogada na movimentação do comércio no final do ano na capital do forró é da ordem de R$ 72 milhões, incluindo o setor privado também.

 

 

 

 

 

Esvaziando Cunha– Seis partidos da oposição – PSOL, PSB, PSDB, DEM, Rede e PPS – anunciaram, ontem, que tentarão impedir todas as votações no plenário da Câmara enquanto Eduardo Cunha (PMDB-RJ) permanecer no comando da Casa. Juntas, essas seis siglas somam 128 dos 513 deputados federais. Em uma entrevista coletiva, eles afirmaram ainda que não vão mais participar das reuniões semanais no gabinete da presidência da Câmara – nas quais são definidas as pautas de votações – enquanto Cunha continuar no comando da Casa.

De volta à CPI – O presidente da CPI do BNDES, deputado Marcos Rotta (PMDB-AM), remarcou o depoimento do empresário e pecuarista José Carlos Bumlai à comissão para a próxima terça-feira (1º). Amigo do ex-presidente Lula, Bumlai foi preso, ontem, pela Polícia Federal (PF), em um hotel de Brasília, na deflagração da 21ª fase da Lava Jato. Ele estava na capital federal porque iria prestar depoimento à CPI do BNDES. Com a prisão, o depoimento foi cancelado.

Duplicação de estradasRelator da LDO, a Lei de Diretrizes Orçamentárias, o deputado Ricardo Teobaldo garantiu três emendas, no valor total de R$ 300 milhões, para duplicação da PE-090 (trecho Carpina – Limoeiro e Limoeiro – Surubim – Toritama) e da PE-050 (trecho Vitória de Santo Antão – Limoeiro e Limoeiro – Surubim – Toritama) e da PE-050 (trecho Vitória de Santo Antão – Limoeiro). Estima-se que cerca de 800 mil pessoas sejam beneficiadas diretamente. Com os investimentos será possível duplicar 140 km de rodovia. “Toda a região pode crescer, gerando cada vez mais emprego e renda. Porém, hoje, a malha viária precária é um entrave para esse crescimento”, observa o parlamentar.

CURTAS 

TUCANADA– Aécio Neves (PSDB) desembarca no Recife na próxima sexta-feira, para ministrar uma palestra sobre o atual momento político e econômico do País. O seminário também trará discussões sobre as questões de mobilidade urbana, consideradas um nó difícil de ser desatado em qualquer País. O evento acontece a partir das 9h, no auditório do JCPM Trade Center, no bairro do Pina, e é parte das comemorações de 20 anos do Instituto Teotônio Vilela (ITV).

ALÔ, CHÃ GRANDE! – Hoje, estarei em Chã Grande, às 19 horas, para o lançamento dos meus livros Perto do Coração e Reféns da Seca. O evento está marcado para o Salão Paroquial, mas antes faço uma palestra sobre a conjuntura nacional. Amanhã, estarei em Arcoverde, na Câmara de Vereadores, às 19 horas, para cumprir agenda semelhante.

Perguntar não ofende: Bumlai, o amigo de Lula, preso, ontem, vai também negociar delação premiada?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Bumlai e Delcídio estão esperando o chefe para jogar baralho na Carcerágem da Polícia Federal.

sonia

Lula é tão \"santo\" que abençoou falcatrua do Banco Schahin com o PT.

Nehemias Fernandes Jaques

Lula, um mito, um santo!!!

sonia

Como sempre Lula não sabe de nada. Falar em meu santo nome em vão, cala tua boca FDP.




24/11


2015

Coluna da terça-feira

   Mordendo a folha

Havia uma torcida no mercado, especialmente entre os servidores públicos, de que a Caixa Econômica Federal ganharia o leilão da administração da folha de pessoal do Estado, mas o Bradesco, que ofereceu R$ 696 milhões, saiu na frente, arrematou e vai continuar administrando o pagamento. O maior rival da instituição, entretanto, não foi a CEF, mas foi o banco Santander. 

"O Bradesco sempre acreditou muito em Pernambuco e não investimos apenas pela compra da folha de pagamento, mas pelo desenvolvimento do Estado. E o banco está preparado para atender todos os municípios. Vale ressaltar que o Bradesco acredita também na gestão pública de Pernambuco", disse o diretor departamental do Bradesco, Fernando Tenório. O Bradesco já administrava a folha estadual desde 2010.

O Governo do Estado incluiu no certame uma cláusula que determina que o vencedor do leilão realize o recadastramento dos aposentados e pensionistas do regime próprio do Estado, que deve ser efetuado no mês de aniversário do servidor, seja ele da ativa, aposentado ou pensionista. Este custo não foi computado no preço de venda, o que torna o valor obtido pelo Estado ainda mais expressivo.

O lance inicial previsto pelo leilão era da ordem de R$ 497 milhões por um período de gerenciamento de cinco anos. A conta, em pode novamente do Bradesco, envolve aproximadamente 215 mil funcionários ativos, aposentados e pensionistas do Estado. A movimentação financeira da folha, atualmente, chega a R$ 6,2 bilhões por ano.

O governador Paulo Câmara (PSB) esteve em Brasília, no início do mês, para uma reunião com a presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Miriam Belchior durante a qual "ofereceu" a folha de pagamento estadual ao banco. A intenção do governador foi no sentido que a CEF participasse do leilão da folha, o que gerou expectativas entre os servidores.

O "road show" promovido pelo Governo incluiu conversas com o Santander, Itaú e o próprio Bradesco, que arrematou, mas quer agora um contrato diferente do modelo atual, já que as atuais condições não são favoráveis à instituição financeira. Desde 2012, os funcionários públicos podem escolher o banco de sua preferência para receber o salário graças à chamada "portabilidade de conta".

REGIME FECHADO-  O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, determinou que o ex-deputado Pedro Corrêa (PP) passe a cumprir em regime fechado a condenação no processo do mensalão. O ex-parlamentar está preso preventivamente desde abril em função das investigações da Operação Lava Jato. O ministro atendeu ao pedido feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para que o ex-deputado passe a cumprir pena em regime fechado, por voltar a cometer crimes após a condenação.

Teste político– Um dos jornalistas mais competentes da nova safra em atuação no mercado pernambucano, Arthur Cunha passa a ter a primeira experiência no campo administrativo e político com a nomeação, ontem, pelo interventor de Gravatá, Mário Cavalcanti, para a Secretaria de Governo, acumulada com a de Comunicação. Ex-Folha e ex-JC, Arthur Cunha vem de uma boa experiência pública no Governo de Eduardo Campos e também em sua campanha de reeleição, em 2012.

 

 

 

No pé do Instituto FHC– O vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, Sílvio Costa (PSC), cobrou explicações ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e também da oposição sobre as doações feitas pela empreiteira Odebrecht ao Instituto FHC. "A Polícia Federal já colocou o Instituto FHC nas investigações da Lava jato. Tem e-mails de funcionários do Instituto acertando como justificar o parcelamento em 12 vezes de R$ 975 mil, se seria palestra ou outra coisa, em uma espécie de mensalão de R$ 75 mil ao longo de 12 meses para FHC”, disse.

Ações para deter microcefalia – Na reunião de coordenação política, ontem, a presidente Dilma Rousseff demonstrou preocupação com o aumento de casos de microcefalia que está ocorrendo no Nordeste. Durante boa parte da reunião, ela fez perguntas detalhadas sobre o tema, algumas que nem mesmo o ministro da Saúde, Marcelo Castro, soube responder. Castro chegou a consultar por telefone assessores do Ministério. Até o chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, telefonou para o seu ex-secretário de Saúde no Governo da Bahia, o deputado Federal Jorge Solla (PT-BA).

Água a preço de ouro – Em Riacho das Almas, água virou artigo de luxo, que só os ricos têm acesso. Segundo o prefeito Mário da Mota (PSB), os comerciantes da área do jeans estão pagando R$ 300 por um carro pipa. “O mais grave é que tentamos abrir poços em várias áreas do município, mas deram uma vazão muito pequena”, relata, adiantando que, mesmo a um valor tão exorbitante, está sendo obrigado a fazer um esforço descomunal para não deixar faltar água nas regiões mais afetadas.

 

 

 

 

 

CURTAS 

INCONFORMISMO– O Palácio do Planalto tenta conter uma insatisfação da bancada do PT por causa da disposição recente do governo em ajudar o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), alvo de processo de quebra de decoro parlamentar no Conselho de Ética. Parlamentares petistas que entraram em confronto com Cunha nos últimos meses estão inconformados com essa reaproximação do Planalto com o presidente da Câmara.

ALÔ, IPOJUCA E RIACHO DAS ALMAS! – Depois de Timbaúba, onde estive ontem, hoje é a vez de lançar meus livros e fazer palestra em Ipojuca. O evento está marcado para às 10 horas, na Câmara. De lá, sigo para Riacho das Almas. Ali, a noite de autógrafos será no auditório da escola Mário da Mota, antecedida de uma palestra minha sobre a conjuntura nacional.

Perguntar não ofende: Aécio Neves virá mesmo ao Recife na próxima sexta-feira? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ramilson Correia de Carvalho

Ganhou o pior banco do Estado de Pernambuco. Pior para nós servidores que teremos que continuar penando para recebermos nossos proventos.




23/11


2015

Coluna da segunda-feira

   Quanto vai custar seu voto impresso

Contrário à adoção do voto impresso, o Tribunal Superior Eleitoral prevê uma série de dificuldades para implementar o novo sistema no país. Aprovada pelo Congresso na minirreforma eleitoral, a impressão foi vetada pela presidente Dilma Rousseff em setembro. O veto, porém, foi derrubado na última quarta (18) e o novo sistema será usado nas eleições de 2018.

Num documento, a área técnica da Corte detalha os gastos de R$ 1,8 bilhão previstos para a compra, manutenção e transporte das impressoras, entre outros gastos. Seria necessário, por exemplo, comprar 833.036 impressoras (uma para cada urna) de um modelo cujo tamanho é semelhante ao que é usado para emitir notas fiscais.

A quantidade inclui também a aquisição de mais urnas eletrônicas – atualmente existem 451 mil –, já que, segundo tribunal, seria necessário abrir mais locais de votação para compensar o tempo maior previsto para cada voto e assim evitar atrasos. Apesar dos gastos extras, especialistas veem avanço no novo modelo, pela possibilidade de fazer uma conferência do resultado eletrônico a partir de uma pequena amostra do registro físico.

Eles consideram o atual sistema eletrônico "inauditável" e alegam que obstáculos na implantação podem ser superados, principalmente pela melhora nos procedimentos para organizar as eleições. Secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Janino discorda. Considera o voto impresso "ineficiente", "ineficaz para auditoria" e "prejudicial para o processo".

Ele argumenta que hoje o tribunal já submete as urnas e o software usado nelas para consultas e testes pelos partidos, e que o voto impresso traria de volta a "intervenção humana" na apuração. "Onde há intervenção humana, há lentidão, prática de erros e possibilidade de fraudes. A impressão traz, em síntese, a volta das mesas apuradoras", diz o secretário, que também alerta para a possível demora na divulgação dos resultados.

"Certamente não teremos mais o resultado no mesmo dia, vamos ter esse resultado em talvez um ou dias depois, considerando essa interferência manual no processo", acrescenta. Outro problema, segundo ele, é o tempo maior para cada eleitor votar. Pelo novo modelo, após digitar na urna eletrônica, o eleitor vai conferir sua escolha no registro impresso, que depois será depositado numa urna física de forma automática e sem contato manual.

PROTESTO EM MARCHA -  Depois de o governador Paulo Câmara (PSB) cobrar à presidente Dilma, na reunião da última sexta-feira, no Planalto, ontem foi a vez da Fetape protestar nas ruas pedindo a retomada do projeto. O ato foi na cidade de Tupanatinga, onde 400 trabalhadores encerraram a marcha de 100 km que saiu na quinta-feira de Águas Belas e Itaíba. “Quem tem sede, tem pressa”, gritavam os camponeses.

Cobranças ao Dnocs– Já em Afogados da Ingazeira, na sexta-feira passada, mais de 200 manifestantes fecharam, por duas horas, a estrada que dá acesso ao Recife em protesto contra a paralisação das obras do Adutora do Pajeú. Embora o Dnocs tenha garantido a uma comissão responsável pelo movimento que não há descontinuidade, o ato foi feito impedindo o tráfego de uma grande quantidade de automóveis. O movimento, entretanto, apesar de barulhento, foi pacífico.

Desarmamento ameaçado– O ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, e o secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, são esperados, hoje, no Recife, para um ato público, no Palácio do Campo das Princesas, contra mudanças no Estatuto do Desarmamento. Para o governador Paulo Câmara, que estará à frente, há riscos de um grande retrocesso nas políticas de controles da violência no País pela chamada “bancada da bala” no Congresso.

Rompendo o mundo das trevas– Em Serrita, o prefeito Carlos Cecílio reuniu, na sexta-feira passada, um grande grupo de professores e alunos da rede municipal para comemorar a alfabetização de mais 500 adultos e jovens através do programa que usa o método Paulo Freire. “Já tiramos das trevas da escuridão 3,5 mil pessoas em sete anos de gestão”, disse o socialista, que fez a entrega de todos os certificados aos participantes.

Transparência sertaneja premiada – O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), está rindo à toa. Seu Portal da Transparência alcançou a nota máxima no índice nacional da EBT, isto é, 10 (DEZ). E coloca Serra na primeira posição no ranking nacional e estadual em termo de transparência pública. “A notícia coroa todo o esforço da gestão em deixar tudo às claras e ao alcance do povo. Nosso compromisso com a transparência, a publicidade e o acesso à informação foram metas fixadas desde o início do Governo que agora recebe a chancela de um dos órgãos mais respeitados do Brasil”, afirmou. Apenas 29 municípios brasileiros obtiveram a nota máxima (10), dividindo a primeira colocação no ranking, sendo três pernambucanos, ficando Serra Talhada em primeiro lugar.

CURTAS 

JOGO SUJO– A ordem no Palácio do Planalto é não fazer nada para prejudicar o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). “Toda vez que enfrentamos Eduardo Cunha, tivemos problema”, reconheceu um auxiliar da presidente Dilma Rousseff. De forma pragmática, o governo mandou um recado para o grupo de Cunha: no que for possível, vai ajudar.

ALÔ, TIMBAÚBA! – Começo a semana de lançamentos e palestras, hoje, depois de uma incursão pelo Sertão, pela Zona da Mata. A primeira parada é Timbaúba, às 19 horas, na Câmara de Vereadores. Antes, apresento o programa Frente a Frente, com o companheiro Adriano Roberto, dos estúdios da Nova Timbaúba FM. Amanhã, estarei em Ipojuca, às 10 horas, numa escola, e às 19 horas em Riacho das Almas, na Câmara de Vereadores.

Perguntar não ofende: O que Dilma pretende fazer em Floresta na próxima sexta-feira? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

ESTADOS APROVAM PACOTE DE IMPOSTOS CONTRA CRISE - Projeções dos governos apontam que os contribuintes pagarão ao menos R$ 8,58 bilhões a mais em 2016 por novos tributos em itens como cosméticos, carros de luxo, bebidas alcoólicas e herança para driblar a crise; em Sergipe, os aumentos incidiram até sobre artigos de sex shop e pranchas de surfe; em São Paulo, o governo Geraldo Alckmin (PSDB) elevou as alíquotas de ICMS da cerveja e do fumo

Nehemias Fernandes Jaques

Desnacionalização da publicidade ou da mídia?

Nehemias Fernandes Jaques

Lula, o mito!

Lucidio de Figueiredo Galvão Júnior

O TAL DO LADRÃO ADORA GASTAR O DINHEIRO DOS OUTROS E NÃO CONFIA NEM NA PRÓPRIA SOMBRA. ESSES FILHOS DA PUTA SÃO TÃO BURROS QUE ACHAM QUE CONSEGUEM ELIMINAR A FALCATRUA COM VOTO FÍSICO. ÔÔ JUMENTOS LADRÕES NO BRASIL SÓ SE ELIMINA CORRUPÇÃO E FALCATRUAS PRENDENDO OU MATANDO VOCÊS E SEUS ASSECLAS, NÃO TEM OUTRA MANEIRA, MAIS GOSTAM E SÃO CONTUMAZ DE METER A MÃO NO QUE É DOS OUTROS AÍ FICAM INVENTANDO PIADA. VÃO TRABALHAR DE VERDADE SEM ATRAPALHAR O BRASIL SEUS VAGABUNDOS !!!!

Josadaque Vieira

esse recado pra Cunha é a maior barriga,não diz quem disse, e só otários acredita, e quem disse que governo deve intervir em outro poder,deixa Cunha pra Jarbas e Mendonça da COGRANJAS que elegeram resolver


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores