FMO janeiro 2020

27/01


2013

Dilma exultante com repercussão de sua fala na TV

 Dilma Rousseff está exultante com a repercussão do pronunciamento que fez em rede nacional sobre a queda nas tarifas de energia. Na reunião que teve com doze ministros, para preparar o encontro com os prefeitos marcado para segunda-feira, Dilma Rousseff elogiou o desempenho de Gastão Vieira à frente do Turismo.

A propósito, numa escala de zero a cem Dilma está dando cem pontos de importância ao encontro de segunda-feira com os “novos prefeitos”. Depois do evento deverá ocorrer também uma conversa reservada com os prefeitos de capitais.(Lauro Jardim - Veja)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

27/01


2013

Dilma adota o nós contra eles

DO BLOG DE CRISTIANA LOBO

 O pronunciamento da presidente Dilma Rousseff à Nação para anunciar a redução na tarifa de energia teve forte conteúdo político. O tom adotado revela a preocupação dela em mostrar que a promessa feita em 6 de setembro foi cumprida, apesar das dúvidas levantadas nas últimas semanas sobre sua viabilidade, em função das baixas nos reservatórios de água no país.

Dilma seguiu um roteiro muito semelhante ao que usava o então
presidente Lula: o de estabelecer o embate “nós contra eles”,
apresentando resultados do governo e demarcando terreno entre governo e opositores ou “o time vencedor e os pessimistas”. E arrematou: “No Brasil, aqueles que são sempre do contra estão ficando para trás”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

27/01


2013

Médicos estrangeiros para suprir vagas no Brasil

DO BLOG DE HERÓDOTO BARBEIRO
 O Ministério da Saúde recebeu a tarefa de viabilizar a vinda de médicos estrangeiros para trabalhar na periferia das grandes cidades
brasileiras.

Apesar do grande número de faculdades de medicina, os prefeitos reclamam que não há interesse dos médicos trabalharem nos centros de saúde das regiões mais distantes da cidade. Por isso eles sugerem que sejam importados médicos de Portugal e da Espanha que não encontram colocação por lá.

Muitos jovens brasileiros cursam universidades públicas e a primeira
coisa que fazem é montar um consultório ou trabalhar em um hospital deponta. Não vão para periferia.

Uns alegam que não tem segurança e são ameaçados por quadrilhas e traficantes. Outros dizem que os salários são muito baixos.

Mas será que os médicos importados vão aceitar o salário que se paga no Brasil?

Há algum tempo se cogitou que os médicos formados em universidades públicas deveriam dar uma contrapartida para a sociedade que pagou o caríssimo curso. Deveriam clinicar um certo tempo no interior. Por que não na periferia das grandes cidades?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

27/01


2013

O neguinho era filho da madame

CARLOS BRICKMANN

 Resumindo: um casal rico entrou na concessionária Autokraft, da BMW, no Rio, para escolher seu novo carro. Seu filho adotado, de cinco anos, negro, ficou vendo TV no salão. Quando se aproximou dos pais, o gerente de vendas o expulsou, com frases do tipo ''sai, que aqui ninguém vai te dar nada''. Quando viu a besteira, saiu-se com explicações ainda piores: disse que muitas vezes crianças entravam na loja para vender coisas. Em bom português: que faz um neguinho em loja de grã-fino?

Mas as explicações ainda pioraram: a loja explicou que o tal gerente ''absolutamente não é racista'', e que a empresa é tão legal que tem até, em cargo de chefia de Recursos Humanos, uma mulher negra (preto na área de vendas, lógico, nem pensar). Desculpar-se, imagine! Eles são finíssimos. Mas há dezenas de alternativas para largar estes almofadinhas que têm nojo dos clientes.

A explicação da Autokraft traz uma boa sugestão (embora dê engulhos): ''Viva a diversidade!''

Viva! Há diversas lojas decentes para escolher o que comprar.

Racismo já é ruim; tentar explicá-lo é frequentemente pior. O comando da Polícia Militar em Campinas, SP, enviou mensagem determinando que fossem abordados ''indivíduos de cor parda e negra''. A explicação da PM? ''Deslize de comunicação''. O porta-voz da PM paulista, capitão Eder Araújo, diz que a mensagem ''não tem teor racista''. Apenas, garante, ''o documento foi escrito de forma descuidada e com informações descontextualizadas''.

Por incrível que pareça, São Paulo tem um governador, o tucano Geraldo Alckmin. Não vai tomar providências: acha que não houve racismo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

flavio dos santos consul

Saiu tambem na imprensa que eles estavam apenas relatando as caracteristicas do suspeito que, se fosse japones ou loiro, teriam outras caracteristicas etnicas relatadas. Tem que conferir a verdade e punir se foi o caso.



26/01


2013

Gurgel denuncia Renan no caso das notas frias

 O procurador Geral da República, Roberto Gurgel, denunciou o candidato favorito a tornar-se o próximo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), no caso das notas dos “bois de Alagoas”, derivado das suspeitas de ter despesas particulares pagas por um lobista de empreiteira após o parlamentar ter um filho com a jornalista Mônica Veloso. A denúncia no inquérito 2593 foi apresentada na sexta-feira (25) ao relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski. A papelada já soma mais de 5.600 folhas.

Em 2007, Renan foi acusado por Mônica Veloso, sua ex-amante, de usar dinheiro do lobista Cláudio Gontijo, da empreiteira Mendes Júnior, para pagar suas despesas com a pensão do filho e do aluguel da jornalista. Para comprovar que tinha condições de arcar com os gastos sozinho, o senador apresentou notas fiscais de vendas de bois. Mas a Polícia Federal apontou que aqueles documentos não garantiam recursos para quitar a pensão. Também afirmou que os papéis não comprovavam a venda de gado. Havia a suspeita que as notas eram frias. O caso levou o senador a deixar a presidência do Senado, cargo que agora volta a postular.(Do site Congresso em Foco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

o povo da de olho

NOTAS FRIAS, NAMORADAS PAGAS COM DINHEIRO DO POVO, ETC ETC ETC. ESSE É O PRESIDENTE DO SENADO QUE PEDIRAM A DEUS.


O Jornal do Poder

26/01


2013

Violência em São Paulo só faz crescer

 A capital registrou, em 2012, o primeiro aumento anual de homicídios dolosos (com intenção) desde 2000. Na comparação com 2011, os assassinatos cresceram 34,25%.  Os números constam das estatísticas criminais divulgadas na noite de ontem pela Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Marcado por uma onda de violência que, em novembro, levou à troca do comando da Secretaria da Segurança, 2012 registrou, na capital, o maior número de mortes intencionais em cinco anos. A cidade contabilizou, no ano passado, 1.368 casos de homicídio, que vitimaram 1.497 pessoas. A diferença entre os números se deve ao fato de uma ocorrência poder resultar em mais uma morte.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

flavio dos santos consul

o MAPA DA VIOLENCIA de 2011 mostra SPaulo com 10 homicidios por 100.000. Com o acontecido em 2012 pre eleicoes(notadamente de conotacao politica), subiu para 12 por 100.000. Recife tem 70 por 100.000



26/01


2013

Reino Unido está mais perto de uma recessão

A economia do Reino Unido recuou mais que o esperado hoje, aumentando as chances de que caminhe para uma nova recessão, segundo analistas. Caso o Produto Interno Bruto (PIB) britânico recue novamente no atual trimestre, o país estará em sua terceira recessão desde a crise financeira global de 2008. O Departamento Nacional de Estatísticas (ONS, na sigla em inglês) afirmou nesta sexta-feira que o PIB britânico recuou 0,3% no quarto trimestre, na comparação com o trimestre anterior de 2012. O país se recuperou de sua última recessão no terceiro trimestre, quando aeconomia avançou 0,9%.“Os números de hoje aumentam grandemente o risco de uma nova recessão e do rebaixamento do rating de crédito AAA do Reino Unido”, afirmou Chris Williamson, economista-chefe do instituto de pesquisas Markit Economics. O dado de hoje contrariou a expectativa dos economistas de um recuo mais modesto, de 0,1%''''. (Do jornal Valor.)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/01


2013

Americano vê pancadaria entre ''dilmistas'' e ''lulistas''

O diplonata americano no Brasil, Derek Shearer, foi convencido de que a disputa entre “dilmistas” e “lulistas” promete surpresas nas eleições presidenciais de 2014. Essa leitura passou a contaminar as conversas do diplomata com seus interlocutores. E reflete a torcida da oposição, que gostaria de ver o circo pegar fogo no governo. Shearer não captou a complexa relação entre a liderança institucional da presidente Dilma Rousseff, reforçada pela popularidade que conquistou, e o carisma do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que preserva sua liderança popular. Por causa dela, é mais fácil Dilma ceder a vaga de candidato do PT ao ex-presidente Lula, caso ele queira ser candidato, do que haver um racha entre “dilmistas” e “lulistas” nas eleições presidenciais do próximo ano.

Professor de diplomacia e relações internacionais no Occidental College, em Los Angeles, Shearer tem feito palestras nas quais garante que “o presidente Barack Obama tem interesse em que o Brasil assuma um papel maior e mais importante, principalmente nas questões políticas envolvendo a África e a América Latina, em relação ao desenvolvimento”. As relações de Barack Obama com Dilma são melhores do que as que manteve com Lula, que tinha mais empatia com o republicano George Bush.(Do blog de Luiz Carlos Azedo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos Neves

Pois é, como Lula incomoda e faz até forasteiro instigar uma briga dele com Dilma. Tolos, Lula E Dilma sabem muito bem como manter a caminhada vitiriosa juntos. Tirem o cavalo da chuva.



26/01


2013

''''Candidatura de Renan é deboche'''', diz Pedro Simon

 Sem papas na língua, o senador Pedro Simon (PMDB-RS), um dos parlamentares mais respeitados do Congresso, demonstra em apenas uma palavra seu enorme descontentamento com os rumos que os caciques do PMDB estão dando ao partido, evidenciados pela candidatura de Renan Calheiros (AL) à presidência do Senado. Para ele, a volta do alagoano ao cargo - depois de renunciar por conta de denúncias diversas, ''é um deboche'':

''O Renan fez um acordo de renunciar à presidência do Senado para evitar sua cassassão em plenário. É um deboche, o acordo foi feito e agora ele volta como se nada tivesse acontecido?'', questiona.

O próprio nome de Simon foi cogitado como uma candidatura alternativa, mas ele não aceitou o convite dos colegas da chamada ala independente. Tudo para evitar que sua posição crítica abrisse uma guerra interna no partido:

''Eu tenho muitas restrições à direção do PMDB, então minha candidatura poderia ser tomada como uma afronta. Nós não queremos isso, desjamos um nome que represente o novo momento da política brasileira. Tanto Pedro Taques (PDT-MT), quanto Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) representam isso''.

Para ele, aliás, não existe a menor possibilidade de os dois disputarem a eleição, um deles deverá ceder a vez ao outro: ''Eles vão se acertar'', acredita o velho peemedebista autêntico.(Da coluna Informe JB - Igor Mello)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wesley Araújo Chaves

O senador Pedro Simon tem toda razão, isso não passa de um deboche. E digo mais, é uma verdadeira palhaçada, falta de respeito e pouca vergonha. O Renan, não tem moral e nem pudor para presidir aquela casa.

o povo da de olho

PIADA, DEBOCHE? ISSO É UMA AFRONTA AO POVO BRASILEIRO. ONDE ESTÃO AS AUTORIDADES QUE PODERIAM IMPEDIR UM DESSASTRE DESSE?

Jairon Pacheco

Piada kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Renan kkkkkkkkkkkkkkkkk OLINDA .................................................................................

arnaldo cicero marques

QUAL A MENSAGEM QUE O SENADO QUE PASSAR PARA O ELEITOR COM O RETORNO DE RENAN A PRESIDÊNCIA?



26/01


2013

BC irrita Planalto ao falar de queda da conta de luz

 Para o Palácio do Planalto, o Banco Central errou ao divulgar que a conta de luz residencial cairá, em média, 11% até o final do ano. A constatação interna é de que o BC não considerou que a redução da conta de energia foi maior do que inicialmente anunciado. Além disso, o Planalto observa que os reajustes e revisões tarifárias das concessionárias ao longo de 2013 serão menores do que o projetado na ata do Copom. Apesar do desconforto, a determinação foi de evitar divergências públicas.

O Palácio do Planalto trabalha com duas semanas de folga entre a agenda positiva da redução da conta de energia e a agenda negativa do aumento dos combustíveis.

Tudo o que o Planalto não queria é que o reajuste da gasolina fosse anunciado na semana do pronunciamento de Dilma em cadeia nacional de rádio e televisão. Mas há o reconhecimento no governo de que é necessário o aumento dos combustíveis.(Do blog de Gerson Camarotti)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/01


2013

Estado de saúde de Fernando Lyra continua grave

 O ex-ministro da Justiça Fernado Lyra segue internado no Instituto do Coração (Incor), em São Paulo. O quadro do irmão do vice-governador João Lyra Neto (PDT), continua inalterado. Lyra segue lúcido e respirando sem a ajuda de aparelhos mas, segundo a assessoria do vice-governador, o quadro ainda é grave. Não houve mudança em seu quadro. A assessoria desmentiu boatos de que a equipe médica estaria planejando colocar um coração artificial em Lyra. Esta seria apenas uma hipótese de intervenção em último caso.

Seria preciso, antes de tudo, que o quadro clínico do ex-deputado melhorasse significativamente para então verificar qual seria o tratamento mais adequado. Ainda segundo a assessoria, em reunião realizada entre a equipe médica e a família de Lyra no último domingo (20) à noite, ficou constatado que o ex-ministro não respondeu aos medicamentos como esperado e que, por isso, os médicos só poderão aplicar um novo procedimento quando o ex-ministro apresentar melhoras no quadro clínico geral. (Do Diario de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha