Faculdade de Medicina de Olinda 2

17/09


2006

Chegou a hora de acabar o jogo de comadres

 Diante da realidade irrefutável apresentada pelas pesquisas, os candidatos da oposição a governador de Pernambuco - Humberto Costa (PT) e Eduardo Campos (PSB), que aparecem empatados - não podem mais continuar com esta postura de comadres, faltando 15 dias para as eleições.

Ou partem para o tudo ou nada entre eles, batendo um no outro, ou estarão sujeitos a enfrentar uma dura emoção: a contagem voto a voto para saber quem chega ao segundo turno. Aliados do presidente Lula, Humberto e Eduardo fazem uma campanha centrando fogo apenas em Mendonça Filho (PFL), que lidera as pesquisas e, a esta altura, a não ser que ocorra um tsunami, está com sua vaga reservada no segundo turno.

Humberto só se distancia de Eduardo ou vice versa se o eleitor perceber que um ou outro tem o chamado diferencial. E o que é isso? Mais capacidade para governar o Estado, mais competência, criatividade e, mais do que isso, o melhor projeto do ponto de vista econômico e social. Não pode faltar nesse confronto, claro, umas batidinhas, vez por outra.

Claro! Se não o eleitor, percebendo que se trata de um jogo de comadres, de uma disputa faz-de-conta entre eles, não saberá distinguir a diferença do voto de um para o outro. Se ambos são amigos do presidente e, portanto, adversários de Mendonça e Jarbas, o voto é igual. Tanto faz um quanto o outro.

Se for assim, é bom Eduardo abrir os olhos, porque a tendência é o eleitor vincular Lula, o grande puxador de voto na oposição a Jarbas, a Humberto. Em tempo: o ex-ministro da Saúde é do PT, tem vínculos históricos com Lula e mais votos no Grande Recife.

Abre os olhos, Eduardo! Enquanto há tempo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Drácula

De acordo com o DATAVAMP....Humberto Costa vai para o segundo turno com Mendonça. Já o DATADUDU diz que vai dar Eduardo Campos. Já Mendonça leva esta eleição no primeiro turno, garante o DATAONÇA..... Finda dando Clóvis Corrêa como azarão....huahuahuahua...

Drácula

Lula receitado como remédio por quem? Pelo médico e Vampiro aí de Pernambuco? huahuahua...Não aceitem falsificações baratas....Não votem em vampiro paraguaioooo.....

Antonio Dantas

Ah! Já ia esquecendo, para as viúvas da ditadura, emplumadas e amarelas, do PSDB e do PFL, aqui vai uma receita: Lula, treze vezes ao dia, por 4 anos. Segura o choro, cambada!

Antonio Dantas

É impressionante como o tendencioso do Magno tenta utilizar o blog p/ insuflar os partidários de Humberto e do Eduardo, a fim de brigarem entre si e favorecerem o Mão-de-Oncinha, filho do Mão-de-Onção do BNB, no segundo turno. Magno, deixe os eleitores de ambos tirarem as suas próprias conclusões.

guilherme alves

Será que não é essa estratégia que segura o Mendonça, e ele, sem saber quem ataca diretamente, fica patinando nas pesquisas apesar de todo apoio do Jarbas, com o Jarbas fazendo o papel de candidato indo em confronto dos dois. Depois saberemos quem estará certo.


Prefeitura de Abreu e Lima

17/09


2006

Boa notícia para o Nordeste: a sulanca se moderniza

 Capital da sulanca, o município de Santa Cruz do Capibaribe, a 192 km do Recife, vai ganhar, no início de outubro, o Moda Center Santa Cruz, o maior centro de feira de confecções da América Latina. Projeto de uma parceria da Prefeitura com a iniciativa privada, ocupa uma área de 32 hectares, sendo 80 mil metros quadrados de área coberta, com 6.208 mil boxes de feira e 442 lojas.

Tem, ainda, quatro praças de alimentação com 36 restaurantes e 68 lanchonetes, setor bancário, postos de saúde, segurança e informações e oito baterias de sanitários com 179 gabinetes. Seu estacionamento comporta mais de dois mil carros. Tem, ainda, capacidade para receber um público de 15 mil pessoas por dia.

Sua área coberta é superior ao do Anhembi, em São Paulo. Após a sua inauguração, em 7 de outubro, que deve contar com a presença do presidente da República, o Moda Center Santa Cruz será, na prática, o maior parque de feiras de confecções da América Latina. A obra é tão arrojada - em tempos tão bicudos, vale a ressalva - que o prefeito José Augusto Maia (PTB) é um potencial candidato a emplacar o prêmio ''Prefeito Empreendedor'', do Sebrae Nacional.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

guilherme alves

E com um grande diferencial, a sua produção em mais ou menos sessenta porcento não computada no PIB nacional. É o Brasil real sobrepujando o Brasil das estatísticas.


Prefeitura de Paulista

17/09


2006

Os números do DP antecipados pelo blog na sexta

 Conforme antecipamos na sexta-feira de noite, que o candidato do PSB a governador de Pernambuco, Eduardo Campos, havia passado o petista Humberto Costa na corrida sucessória estadual, confira aí a manchete do Diário de Pernambuco deste domingo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

17/09


2006

O poder sem pudor

 Da coluna de Cláudio Humberto: ''O ministro Márcio Thomaz Bastos (Justiça) concedia uma entrevista sobre revista nos presídios, na sede da OAB nacional, quando ressaltava a importância de se instalar o “espectrômetro” nesses locais. Mas, ao tentar definir como funciona o tal aparelho, saiu-se com essa:

- Ele detecta qualquer coisa que esteja entrando ou que esteja saindo...
Ninguém pareceu entender, mas muitos caíram na gargalhada''.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/09


2006

Mais um escândalo na era Lula

 A mulher do ministro Fernando Haddad (Educação), Ana Estela Haddad, é a diretora do Departamento de Gestão de Educação em Saúde, no Ministério da Saúde, setor estratégico de qualificação profissional. Ela liberou, com dispensa de licitação, mais de R$ 200 milhões para o “Pró-Saúde”, que vai equipar cursos de medicina, odontologia e enfermagem. O ministro Haddad nega que tenha indicado a mulher para o cargo. Ah, bom. A informação é manchete da coluna de Cláudio Humberto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Quando Bob Magalhães fez da sua Jane dirigente da LAR(Legião Assistencial do Recife), ganhando mais de R$5.000,00, não me lembro bem, ninguém dizia nada.Assim foram todas as primeiras damas. Foi JP eleito, sua esposa indicada para dirigir a LAR, cairam de pau em cima.2 pesos e 2 medidas.

guilherme alves

Se fazer dispensa de licitação é escândalo, diariamente leio no Diário Ofial do Estado várias delas, tanto do governo do estado quanto de vários municípios. O que é preciso notar é se o processo é vicioso. Não o sendo, a lei permite tal modalidade. É só constatar no documento legal.

Paulin de Caruaru.

Esta teoria petista é interessante...Oi,se quanto mais a imprensa bate o Lula sobe,deixem a imprensa relatar os fatos e não queiram amordaçá-la.

prudencio godoy de melo galvao

Qanto + a imprensa divulga esses "escândalos", o LULA,cresce nas pesquisas, hoje mesmo aqui no blog, tem uma notícia de q o Lula, tá beneficiando + de 31 milhões de pessoas, será q, alguns desses beneficiados tá se preocupando com esses "escândalos", LULA,faz o q a PEFELÂNDIA,teve prazer, e ñ fez.


Prefeitura de Limoeiro

17/09


2006

Presidente defende senador sanguessuga na Paraíba

 O presidente e candidato à reeleição, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), defendeu ontem, durante comício em João Pessoa (PB), o senador Ney Suassuna (PMDB-PB), acusado de envolvimento na máfia dos sanguessugas. Lula classificou o senador de ''leal'' e ''decente'' e disse que não pode aceitar o julgamento dos seus adversários.

''Não sou de condenar ninguém antes do julgamento'', afirmou o presidente. ''Acho que todo o ser humano é inocente até prova em contrário, e o senador Ney Suassuna foi um senador leal, foi um senador que teve um comportamento decente'', declarou.

Lula afirmou que Suassuna ''tem o direito de se defender'' e que, ''se cometeu algum erro'', deve ser julgado e condenado'' pela Justiça. ''O que nós não podemos é aceitar o julgamento dos nossos adversários, porque se a gente fosse aceitar isso eu já estaria morto'', disse.

Suassuna foi convidado pela organização do comício, mas não compareceu ao evento. Alegou que sua presença ao lado de Lula poderia ser usada pelos adversários para atacar o presidente. Outro suspeito de envolvimento com os sanguessugas, o deputado federal Marcondes Gadelha (PSB-PB), também não subiu no palanque. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Drácula

NÃO VOTEM EM VAMPIRO PARAGUAIO....O LEGÍTIMO AQUI SOU EU....NÃO ACEITEM FALSIFICAÇÕES....

adriano da mota silveira

o importante é levar uma beirada para os amigos de humberto nesse historia

guilherme alves

esclarecer tudo ou preferem ficar jogando com essa confusão que tá aí.Até prova em contrário os indício foram lançados. Não adianta ninguém espernear e sim convenceram a sociedade com dados concretos e factíveis de suas culpas ou inocências.O resto é conversa para boi dormir, como se fala em Caruaru

guilherme alves

só turno toda a questão. Saberemos que serão os culpados, serão inocentados os que não têm culpa e os parlamentares e politicos deixarão de jogar para as arquibancadas. O problema são dois: primeiro - será que os parlamentares desejam trabalhar nesse sentido; segundo - os politicos têm interesse em

guilherme alves

todos os processos referentes a convênios e liberação de verbas desde 1998 e junto a Cãmara a execução das emendas para tal fim. Isso posto, teremos que indicou emenda, quais convênios foram realizados e com quais munícipios, quando foi liberada e qual empresa foi a fornecedora. Esclarecendo de um


Capacitação de Candidatos

17/09


2006

Lula faz queixas de rigor excessivo por parte do TSE

 Artigo do jornalista Kennedy Alencar, publicado hoje na Folha de S. Paulo: ''O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu ao Conselho Político de sua campanha que se reúna nesta segunda (19/09) e envie uma comissão ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para se queixar do que julga ''rigor excessivo'' das punições à sua propaganda de TV, segundo relato de auxiliares diretos.

A cúpula da campanha petista tem duas preocupações principais. Evitar que novas punições da Justiça Eleitoral deixem Lula com pouco tempo de TV na última semana da campanha. E atuar preventivamente contra eventuais decisões que venham a questionar a lisura da reeleição de Lula se ela se confirmar no primeiro ou no segundo turno.

Por motivos de agenda, Lula não deverá participar da reunião do Conselho Político. No entanto, conversou por telefone na sexta-feira com o presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PC do B-SP), e outros integrantes do conselho. Pediu que a reunião de segunda discuta os julgamentos em curso na Justiça Eleitoral, crie uma comissão de representantes da campanha e peça audiência ainda nesta semana com o presidente do TSE, Marco Aurélio de Mello -também ministro do Supremo Tribunal Federal.

Lula e auxiliares consideram que o TSE julga com mais rigor atos da campanha petista do que da propaganda do tucano Geraldo Alckmin. Na campanha do tucano, a queixa é que os petistas seriam beneficiados.

A cúpula do governo e do PT se queixa de que todas as punições recebidas aconteceram por propagandas de candidatos a governador, a senador e a deputados que queriam associar a sua imagem ao favorito Lula. Até sexta, a propaganda nacional não motivara queixas do PSDB que resultaram em punição.

A aliança de Lula já perdeu mais de 10 minutos entre comerciais e os programas do meio-dia e da noite.

A exatas duas semanas da eleição, o TSE julgará pedidos de direito de resposta e de perda de TV contra Lula que podem resultar em menos 12 minutos para comerciais e 37 minutos para os programas.

Como cada programa em bloco de Lula tem 7 minutos e doze segundos, o petista corre o risco de perder cinco dos dez programas inteiros que ainda terá direito até o dia 28 de setembro, a quinta-feira em que será encerrado o horário eleitoral gratuito no rádio e na TV.

O temor de perda tempo na propaganda levou Lula a suspender gravações para políticos aliados importantes, como o senador José Sarney.

O ex-presidente Sarney tenta a reeleição ao Senado pelo Amapá e gostaria de uma gravação do presidente. Como Sarney é peemedebista e não faz parte da aliança formal de Lula, o presidente não poderia pedir votos diretamente para o aliado, mas apenas elogiá-lo.

O presidente do PT, Ricardo Berzoini (SP), enviou cartas na quinta a todas as seções estaduais do partido pedindo que suspendam na propaganda dos candidatos ao governo, ao Senado e a deputados federal e estadual quaisquer menções que envolvam diretamente Lula.

Se obtiver a audiência no TSE, a comissão do Conselho Político da campanha lulista pretende dizer a Marco Aurélio que vê com preocupação os sinais de que a Justiça Eleitoral poderia tomar decisões contrárias a Lula uma vez consumada sua eventual reeleição. Entre os políticos que fazem parte do conselho da campanha, estão os petistas Berzoini e a ex-prefeita Marta Suplicy. Os dois devem, com Aldo e Sarney, integrar a comissão que pretende conversar com a cúpula do TSE.''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Drácula

"É Lula de novo... com a bolsa do povo....É Lula de novo... com a bolsa do povo....."

Paulin de Caruaru.

Mais uma das facetas autoritárias do PT.Agora criticam o judiciário.Já criticaram a imprensa,compraram o congresso,querem calar todas as instituições para exercerem tranquilamente sua cleptomania.

Quando um presidente tem uma identificação maravilhosa com a população, muita gente fica preocupado, principalmente os que não tem sentimento nenhum com o povo. Dá-lhe Lula. E a virada já chegou, É Eduardo 40. Jorge Gomes 400.


Magno coloca pimenta folha

17/09


2006

Dossiê contra Serra foi ao guia eleitoral de ontem

 A coligação PSDB-PFL utilizou parte do seu tempo no horário eleitoral da noite de ontem para falar do dossiê contra o candidato a governador de São Paulo pelo PSDB, José Serra. O caso foi exposto por meio da reprodução de reportagens publicadas em jornais, enquanto era perguntado a quem serviria o episódio.

O dossiê --uma fita de vídeo, um DVD e seis fotos-- mostra Serra em maio de 2001, então ministro da Saúde, participando da entrega de 41 ambulâncias em Cuiabá (MT). Esses veículos, pagos com verbas federais, foram vendidos a municípios pela máfia dos sanguessugas.

Há ainda uma foto, sem data, em que o candidato a presidente pelo PSDB, Geraldo Alckmin, aparece cumprimentando uma pessoa identificada pela PF como Sinomar Martins Camargo, representante da empresa Santa Maria, que pertencia aos sanguessugas e fornecia ambulâncias. Serra e Alckmin negam envolvimento com os sanguessugas e falam de armação eleitoral.

Alckmin, porém, não abordou o tema em sua aparição na TV. Reforçando sua imagem de empreendedor, mostrou obras em estradas, hidrelétricas, hospitais e moradias. O candidato evitou ataques diretos a outros partidos, mas não deixou de criticar ''obras lentas'' dos governos do PMDB --principal crítico dos tucanos no horário eleitoral e que foi obrigado a ceder parte de seu tempo a um direito de resposta do PSDB referente aos salários de servidores públicos.

Já o candidato do PT à reeleição, Luiz Inácio Lula da Silva, focou nos programas de incentivo aos jovens, citando projetos como o Agente Jovem, Soldado Cidadão, ProJovem e ProUni. O Partido dos Trabalhadores não mencionou o caso do dossiê.

O PDT, por sua vez, defendeu o voto em Cristovam Buarque para ''garantir o segundo turno''. O candidato e ex-ministro da Educação utilizou seu tempo no vídeo para comparar a homogeneidade da rede de agências do Banco do Brasil com as diferenças encontradas na rede pública de ensino. O PSOL apresentou, ao fim de seu tempo na TV, uma breve animação da candidata Heloísa Helena segurando uma placa com seu nome, com traços da personagem aparentemente inspirados no desenho ''As Meninas Superpoderosas''. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

guilherme alves

Se o dossiê é manipulado pelos Vedoins para ganhar dinheiro,se há gente de partidos no meio com interesse difusos ou de chantagem não nos interessa.O que deve ser feito é esclarecer se tem procedimento ou não.Os zelosos deputados da CPI com os adversários não faziam fé de ofício?E agora. É ou não é?

Alckminssuga e Serrassuga, agora vocês também fazem parte dessa grande família, e com provas. Estão com a palavra.


Banner de Arcoverde