Gravatá IPTU 2019

04/09


2006

Alckmin desiste do NE e quer abrir vantagem em SP

 Em dificuldades no Nordeste e no Rio de Janeiro, o candidato do PSDB ao Planalto, Geraldo Alckmin, definiu como meta na reta final da campanha abrir 15 pontos de vantagem nas pesquisas sobre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Estado de São Paulo, governado pelo tucano de 2001 até março.

 

A vantagem, segundo cálculos do comando da campanha de Alckmin, seria vital para forçar o segundo turno, já que o adversário petista lidera a corrida com ampla vantagem. Ontem, em Sorocaba, o tucano afirmou que a possibilidade de haver segundo turno está deixando o PT desesperado.

 

Na última pesquisa do Datafolha, Alckmin oscilou dois pontos para cima e tem 27%. Lula oscilou um ponto e está com 50%. Nesse cenário, não haverá segundo turno.''O desespero do PT é ter segundo turno, porque se tiver segundo turno a chance de reeleição do Lula é pequena'', afirmou o ex-governador. Segundo Alckmin, ''Lula foge do contraditório, quer fazer monólogo, falar e não ouvir''. ''No segundo turno, não tem como fugir do contraditório porque só tem dois candidatos'', disse o candidato. As informações são da Folha de São Paulo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

REVERENDO

BRASILEIROS: SERIA UM MILAGRE O 2º TURNO, MAS SERIA UMA SITUAÇÃO BOA PARA TODOS OS ELEITORES DO PAÍS. O DEEBATE DE ALCKMIN E LULA FICARIA DE BOM TAMANHO. ESPEREMOS POR UM MILAGRE!!!!!!!!

Raimundo Eleno dos Santos

Estava claro desde o princípio. Alckmin é o Candidato da Av. Paulista. O resto que se exploda.Por tão pouco desistiu de buscar votos no Nordeste. Veja, e quer ser presidente de todo o Brasil. Se eleito so atenderia aos pleitos da Av.Paulista.Que isso sirva de lição para os futuros pretendentes.

Paulin de Caruaru.

É isso aí.O eleitorado do Lula é predominantemente mal informado e fácil de ser manipulado.Tem que se investir nas regiões com melhor nível educacional.


Paulista Conectada

03/09


2006

Jabor diz que Lula é deslumbrado com o poder

 Um dos principais críticos do presidente Lula, o cineasta Arnaldo Jabor, que não aparece mais com suas tiradas inteligents e bem-humoradas no Jornal Nacional, deu uma longa entrevista à revista Veja. Leia aqui a sua resposta sobre a seguinte pergunta: "O senhor é um admirador de Freud. Do ponto de vista da psicanálise, como descreveria Lula?

"O Lula é muito mais deslumbrado com o poder do que eu imaginava. É uma pessoa que, de certa forma, queria subir na vida e conseguiu, e está um pouco deslumbrado com isso. Ele tem um complexo de inferioridade em relação à cultura, à inteligência. Está sempre falando do Fernando Henrique de uma forma crítica, mas você vê que ele é fascinado pelo Fernando Henrique. O Lula estabelece sua diferença para com o Fernando Henrique inclusive quando exercita uma certa grossura proposital. E agora, mais sozinho como ele está, o perigo é que fique mais truculento, mais autoritário. Ele está encantado com a própria solidão. Acha que, sozinho, pode, enfim, fazer as coisas. A soma de solidão com falta de solidez ideológica é preocupante. Uma vez que desapareceu o programa imaginário dos que o cercavam, ficou um homem sozinho com uma tentação populista e personalista."


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

irania Olivia Benicio

Qual empresa privada empregaria Lula pelo seus méritos e competência?

José Rodrigues da Silva

O que Lula tem é circusntancialidade e não popularidade. O que dizer da popularidade dele nas três eleições anteriores. Ele é fruto sim, das imbecilidades cometidas por FHC, com irreparáveis prejuizos ao país no campo da ética pública.

guilherme alves

Se Jabor fosse intelectualmente honesto, estaria dizendo que o deslumbradomor foi o nosso sociologo FHC.Não dava outra nas páginas da mídia da época do príncipe.Baseado em quê o Paulin fala que o Lula é desonesto? Atire a primeira pedra quemnão tem pecado.

Paulin de Caruaru.

Além de deslumbrado,é desonesto.

José Carlos-Serra Talhada

Eu acho que o maior enganador que existiu em todo pais foi o Roberto Freire.


Asfaltos

03/09


2006

Operação Vampiro também comprova o mensalão

 Ao investigar o esquema montado por lobistas e servidores para fraudar licitações de aquisição de medicamentos no Ministério da Saúde  - a chamada Operação Vampiro - a Polícia Federal descobriu mais evidências da existência de um esquema de cooptação de deputados federais para a base aliada do governo Lula em 2004.

Relatórios da PF mostram que, em fevereiro de 2004, conforme conversas gravadas com autorização judicial, o deputado federal José Janene (PP-PR), ex-líder do partido, teria buscado a ajuda dos lobistas Laerte Correa Jr., Eduardo Pedrosa e Frederico Coelho Neto, conhecido como Lilico e irmão do deputado Luiz Antônio Fleury (PTB-SP), para supostamente atrair ao menos dois deputados à bancada do PP em um prazo de três dias.

Segundo os relatórios da PF, eles falam de forma cifrada. Pelas investigações, o termo partido vira "condomínio", e deputado é tratado por "inquilino" ou "carro" para encobrir negociações, que chegariam a R$ 150 mil, além de "prestações mensais", oferta supostamente patrocinada por Janene.

Em 12 fevereiro, o lobista Correa Jr. aborda o assunto com Lilico. Durante o diálogo, após Correa introduzir o tema, Janene entra na conversa e pergunta a Lilico: "Não tem nenhum de estoque, brimo?".

Pelo diálogo, o deputado nem precisava ficar definitivamente no partido: "Mesmo que o cara [deputado] não queira ficar em definitivo, mas na semana que vem o cara pode sair, não tem problema [...]. Dá um acerto bom". Naquela data, o PP estava a três dias de um prazo importante. Em 15 de fevereiro, a Câmara fecharia a contabilidade relativa às bancadas partidárias, número decisivo para a legenda garantir maior participação e comando em 12 comissões temáticas da Casa.

Segundo banco de dados da Câmara, entre os dias 10 e 15 daquele mês, o PP passou de 50 para 53 deputados. Mas em nenhum momento a investigação da PF aponta o nome dos deputados que trocaram de partido.

Em 2002, o PP (à época PPB), elegeu 49 deputados. Na posse, em fevereiro de 2003, estava com 43 integrantes na Câmara. Iniciou 2004 com dez deputados a mais.

Ainda em 12 de fevereiro, Janene retoma o assunto com Pedrosa. O retorno da ligação ocorre durante o almoço. Pedrosa tenta cifrar a conversa, segundo a PF, mudando o termo deputado por carro.

"...Seu carro. Quanto você quer no seu carro?", pergunta o lobista. O deputado diz que "precisa dar uma olhada" e questiona se Pedrosa tem uma avaliação. Em seguida, o lobista responde: "Eu não... deixei de mexer com carro há um tempinho, né? Que estou aqui com um comprador (deputado federal) e ele tá querendo saber... quanto você quer que ele... vê se ele anima comprar". Janene responde: "É... um cinco zero (R$ 150.000). [...] Depois as prestações mensais, né?".

Janene é o único deputado acusado no escândalo do mensalão que até agora não foi julgado pela Câmara. Seu processo de cassação só deve ser analisado no plenário depois das eleições. Ele é acusado de receber cerca de R$ 4 milhões do publicitário Marcos Valério de Souza, apontado como operador do mensalão.

De 19 deputados acusados no caso e que tiveram os processos encaminhados ao Conselho de Ética, quatro renunciaram, três foram cassados e 11 absolvidos no plenário da Casa.

As denúncias envolvendo o escândalo do mensalão estão sendo apuradas pela PF em cinco inquéritos. Um trata da compra de votos, o segundo investiga um suposto caixa dois em campanha de tucanos em Minas em 1998 e outros três apuram irregularidades nos Correios, no IRB (Instituto de Resseguros do Brasil) e em Furnas.

A equipe da PF que cuida dos casos vai pedir o compartilhamento das provas obtidas na Operação Vampiro. O Ministério Público Federal também dividiu a investigação do mensalão, ainda em andamento, para cada uma das estatais.

Na sexta, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa informou que no próximo mês o tribunal deve decidir se manda para a primeira instância judicial a maior parte do inquérito criminal do mensalão, que tem 40 denunciados. Devem permanecer no STF de 10 a 12 réus, entre os quais obrigatoriamente os deputados acusados, porque têm foro privilegiado.

Os lobistas Correa Júnior, Pedrosa e Lilico, que aparecem nas conversas, além de acusados por ligação com esquema de fraude em licitações do Ministério da Saúde, também são apontados pela PF como articuladores de tráfico de influência e venda de facilidades.

Eles teriam tentado promover negócios ilegais em pelo menos mais oito órgãos públicos. Para a PF, as irregularidades teriam sido cometidas na recomposição de poder durante a troca de governo em 2003 e a conseqüente redistribuição de cargos. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Maurício Barbosa

Segundo Humberto... isto é um complô !

guilherme alves

Há vampiragem nos três níveis quando do direcionamento de licitações.Hoje no Jornal O Dia do Rio de Janeiro há reportagem sobre problemas na licitação da merenda escolar da prefietura do Rio de Janeiro.Prefeito César Maia que tem um blog e fica dando lição de moralismo. Pode?Os vampiros são eternos

guilherme alves

Tem várias fórmulas de vampiragem.Há vampiragem quando das negociações de todas as emendas parlamentares - se há irregularidades é só investigar. Há irregularidades quando se toma dinheiro emprestado em banco público com a intenção de não pagar, e depois fazer pressão no congresso para anistia


ArcoVerde

03/09


2006

Heloísa: "Foi Lula que pediu para Collor ser candidato"

 A candidata à Presidência pelo PSOL, senadora Heloísa Helena, participou neste domingo da Romaria de Frei Damião, na cidade pernambucana de São Joaquim do Monte, a 132 quilômetros de Recife. Ela reconheceu que deve perder votos em Alagoas para quem considera seu principal adversário, Lula, com a entrada do ex-presidente Fernando Collor de Mello (PRTB) na disputa pelo Senado.

Na semana passada, Collor anunciou em entrevista a um site alagoano que irá votar em Lula para presidente."O candidato Lula está sendo apoiado por muita gente em Alagoas, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), 101 prefeitos, a Assembléia Legislativa, a bancada federal, Collor. É muita gente trabalhando contra mim", disse.

A candidata, em tom de brincadeira, acrescentou achar que havia um acordo entre Lula e Collor. "Acho que foi Lula que pediu para ele (Collor) ser candidato." Quando questionada se não achava estranho o apoio de Collor à reeleição de Lula, a candidata afirmou: "depois do que passei no PT, ver o que vi, não estranho mais nada".

A senadora declarou ainda que só falará, agora, sobre o presidente se for pessoalmente. "Eu não quero comentar mais nada sobre este rapaz. Quero ter a oportunidade de debater com ele bem de pertinho, fisicamente, de forma civilizada para que ele possa ser desmascarado. Espero que o presidente não continue a reproduzir o comportamento de arrogância e covardia política que nós condenávamos no passado", afirmou.

Em relação ao Nordeste, a candidata falou que a região é um poderoso instrumento de desenvolvimento e inclusão social, mas é prejudicado pelo que ela define como "elite política do Brasil" que, segundo a senadora, aproveita da tristeza e do sofrimento do nordestino para manipulá-los politicamente. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Hélio noronha

Dona Heloisa não tem essa coerência toda não. aquela história de ter protegido o Luiz Estêvão ainda continua mal contada. existe coerência nisso??? ACM afirma de pés e mãos juntas que viu o voto dela e que o voto foi para absolver o Luis Estêvão. Que coerência é essa? Ela está é aproveitando a maré

guilherme alves

Na mesma linha de raciocínio do Paulin, coerência teve os tucanos, mesmo sabendo de tudo que a imprensa falava na época dourada do prícipe,inclusive com o lobby exercido pelo famoso PH juntoas empresa, ninguém pulou do barco.Só deixou o cargoo Mendonça,o Clovis Carvalho para manter as aparências

Paulin de Caruaru.

A heloísa com todos os defeitos,manteve a coerência ética e moral.Quando viu a quadrilha que era o PT caiu fora.

Senadora, quando o Garotinho declarou para os quatro cantos que iria dar o apoio dele a sua pessoa, O Brasil foi informado que quem quisesse lhe apoiar seria bem vindo, pois não poderia perder voto, todavia não faria legalmente nenhuma coligação com seu partido. Pois bem, podemos dizer a mesma coisa

Raimundo Eleno dos Santos

Helô-Ternura é ingrata a Lula e ao PT.Está no senado devida a militância à epoca aguerrida.Ela aproveitou da base partidaria para se promover.Hoje é senadora graças aoq comeu do PT.E agora vomita ódio do seu benfeitor.Ingratidão é cuspir no prato que comeu.Ela precisa tomar o seu Lexotan tarja preta



03/09


2006

Nos Estados, PT só é favorito em Sergipe

 Pesquisas nos 26 Estados e no Distrito Federal (21 delas realizadas já depois do horário eleitoral no rádio e na TV) mostram um quadro de grande estabilidade nas disputas pelos governos locais na comparação com o período inicial do processo, há dois meses: em 19 casos há possibilidade de solução já no dia 1º de outubro.

Também chama a atenção que há igual número de favoritos (19) que representam os grupos já instalados no poder no momento. Se as pesquisas forem confirmadas pelas urnas, a eleição terá uma forte marca de continuísmo das forças políticas --como nunca ocorreu desde a adoção do sistema que permite a reeleição, em 1998.

Naquele ano havia 21 governadores disputando a reeleição no cargo. Apenas 14 se reelegeram. Em 2002, como muitos já eram reeleitos (a Constituição permite apenas uma reeleição seguida da eleição), foram só 14 os que tentaram mais um mandato. Apenas 9 se reelegeram. Também vale destacar que, em 1998, a eleição só foi decidida no primeiro turno em 14 unidades da Federação. Em 2002, apenas em 12.

O quadro de pesquisas da segunda quinzena de agosto - a ampla maioria realizada pelo Ibope - mostra que o horário eleitoral de rádio e de TV fez pouca diferença. Uma exceção de virada de tendência foi o Ceará, com Cid Gomes (PSB) passando à frente, com larga vantagem, de Lúcio Alcântara (PSDB), o atual governador que disputa a reeleição.

A seguir, um resumo de como estão os principais partidos nos Estados:

PT - a rigor, só é favorito em Sergipe (1,03% dos eleitores do país), onde pesquisa do Ibope mostra que Marcelo Déda (petista e ex-prefeito de Aracaju, foto ) tem chance de levar no 1º turno contra o atual governador, João Alves, do PFL.

No Acre (0,33% dos eleitores brasileiros), onde o clã petista dos Vianas (Jorge, o atual governador, e Tião, o senador) comanda o Estado há oito anos, o candidato petista, Binho Marques, tem 42% e pode ter de enfrentar segundo turno. Márcio Bittar (PPS) está com 35%, segundo o Ibope.

No Piauí (1,7% do eleitorado brasileiro), o atual governador é o petista Wellington Dias, que aparece com 46% das intenções de voto, segundo o Ibope. No seu encalço estão Mão Santa (PMDB), com 33%, e Firmino Filho (PSDB), com 11%. A margem de erro é de três pontos percentuais.

PMDB - tem chances em nove Estados e é a sigla mais bem posicionada nas disputas estaduais. Ao todo, nessas localidades, pode governar 33% dos eleitores brasileiros --incluída a região Sul inteira.

Essa hegemonia deve ser relativizada, entretanto, pois cada Estado tem um cacique do PMDB que pensa apenas no seu próprio projeto de poder. No Rio, Sérgio Cabral pode vencer, mas é ligado ao grupo do ex-governador Anthony Garotinho, que não se dá com a direção nacional peemedebista. Outro exemplo é o do Paraná, onde o candidato favorito Roberto Requião é considerado auto-suficiente dentro da sigla e pouco disposto a atender o comando central.

PSDB - tem chances reais em seis Estados, incluindo os cobiçados dois maiores eleitorados do país: São Paulo (22,3% do eleitorado nacional) e Minas Gerais (10,9%).

Outros Estados onde o PSDB aparece bem posicionado são Pará (com a possível volta de Almir Gabriel, que lidera as pesquisas), Paraíba (com a eventual reeleição de Cássio Cunha Lima), Roraima (com Ottomar Pinto) e Tocantins (Siqueira Campos).

PFL - sigla historicamente periférica, nesta eleição aparece bem posicionada na disputa pelos governos do Distrito Federal, da Bahia, do Maranhão e de Pernambuco.

A jóia da coroa do PFL continua sendo a Bahia, onde o atual governador, Paulo Souto, aparece com chance de vencer no primeiro turno. O eleitorado baiano equivale a 7,2% do total do país e é o quarto maior.

Há um pefelista também competitivo em Pernambuco (Mendonça Filho, ex-deputado federal e autor, em 1995, da emenda constitucional que instituiu a reeleição no Brasil). Mendoncinha, como é conhecido, tem 34% das intenções de voto. O segundo colocado, o petista Humberto Costa, aparece com 22%. O terceiro é Eduardo Campos (PSB), com 19%. A pesquisa é do Ibope, realizada na metade de agosto e com margem de erro de dois pontos. O levantamento é do jornalista Fernando Rodrigues, da Folha de S. Paulo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Vamos dar uma lição de gorverno socialista no segundo turno e dessa vez vamos mostrar que socialização é a saída para equacionar os problemas de infra estrutura do país. Lula escute os homens de bem desse país. Reforma política imediatamente.



03/09


2006

Heloisa: funcionário ocupará cargo de confiança

 A candidata do PSOL à Presidência da República, Heloisa Helena, disse neste domingo, que 80% dos cargos de confiança serão ocupados por servidores públicos.

De braços dados com dois padres - um deles o pároco da cidade - a senadora fez campanha na romaria de Frei Damião, em São Joaquim do Monte, no agreste pernambucano, que atrai cerca de 70 mil romeiros de Pernambuco e Estados vizinhos.

Com boa receptividade dos fiéis, beijou, abraçou, deu autógrafos e fez fotos. Na estátua de 3,5 metros do frei Damião, no "santuário" onde pessoas pagam promessas e fazem pedidos, a quase dois quilômetros do centro, ela escreveu em fitas que circundavam a imagem, o nome de uma pessoa que, segundo ela, precisa de saúde.

Para o bispo da diocese de Caruaru, Dom Bernardino Marchió, o pároco padre Pedro Antonio Filho, não misturou religião com política, ficou sempre junto dela "como segurança, para dar apoio". O outro religioso que acompanhou a candidata foi o pároco de Ponta Verde, Maceió (AL), padre Manoel Henrique, seu amigo há mais de 20 anos. Ele viajou com ela de Maceió a São Joaquim e retornou com a senadora no início da tarde. O almoço foi na casa paroquial. ( Da Agência Estado)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Senadora, comece a entender que a iniciativa privada é a saída da empregabilidade, os cargos públicos terão que ser melhor remunerados e concursados, porém, não tem vagas para contemplar toda a massa desempregada, atente para isso, se modernize, tenha visão empreendedora.

Antonio Pereira

Vejam são as coisas, Heloisa Helena como não tem gente nas suas aparições usa uma festa religiosa para aparecer. Onde fica a ética de maluca

guilherme alves

Todos os candidatos que não têm perspectiva de vencer ficam dizendo asneiras. Aquele que ganha, infelizmente, tem de usar os cargos de confiança para fechar os acordos de campanha. É assim no Brasil no nível federal, estadual e municipal. E a HH sabe.

Berra Heloísa berra, que o povo brasileiro ta fazendo ouvido de mercador.



03/09


2006

Mendonça Filho participa de mega carreata

 O governador-candidato Mendonça Filho (PFL), acompanhado do candidato do PMDB a senador, Jarbas Vasconcelos, e o deputado Roberto Magalhães, participaram neste domingo de uma grande carreata na Zona Norte do Recife.

Segundo informações da coordenação de campanha, mais de mil carros e 100 motos prestigiaram o evento, que teve início na avenida Agamenon Magalhães, por volta das 11h. Durante aproximadamente uma hora e quarenta minutos, os candidatos da coligação Mendonça Filho (governador), Evandro Avelar (vice) e Jarbas Vasconcelos (senador) percorreram sete quilômetros, em carro aberto, passando por Santo Amaro, Campo Grande, Água Fria, Fundão, Cajueiro, Beberibe, Linha do Tiro, Boqueirão, Córrego do Euclides e Bomba do Hemetério. 

Ao final do percurso, Mendonça Filho comemorou a receptividade. “Estamos muito felizes com esta demonstração de confiança que temos recebido da população. Isso é contagiante e nos enche de estímulo”, afirmou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

REVERENDO

IRMÃOS BRASILEIROS: É FATO QUE HOSANA SÓ VIVE NAS ALTURAS, MAS CONVENHAMOS, DIZER QUE UM DÉBITO DE CUNHO PRIVADO E JUROS E CORREÇOES ASTRONÔMICAS OU EXTRATERRESTRE COMO DIZ O LULA, SEM BALIZADO E DIVULGADOS EM CAMPANHA POLÍTICA É UM ABSURDO. HOSANA SAIA DAS ALTURAS.

Antonio Dantas

Sabe pq. José Carlos? Porquê, assim como disse FHC, acham que que o passado sujo da gang do PFL/PSDB/PMDB já faz parte da história. Portanto, acham que o crime já prescreveu e, ainda, contam com a benevolência da justiça. Para os pobres, o código penal; para os ricos, o código civil.

José Carlos-Serra Talhada

Já teve tentativa de assalto a banco na semana por um tunel,houve o assaldo do Banco Central, Prenderam todos, e o assalto do BNB? poque não prendem os assaltantes?

Miguel Campos Góes Neto

Mesmo diante de tanta manipulação do IBOPE que foi a única pesquisa a indicar crescimento de Humberto Costa, candidato sem brio, fraco ao extremo e de alguns meios de comunicação, é evidente a vitória de Mendonça Filho, ao dráculas e batmans da vida, o jeito é engolir seco, dá-lhe 25 !!!

irania Olivia Benicio

Carapeba não foi por causa da "gazolina" dele que é cara, se tivesse ido com gasolina comum, seria bem mais barato. Tudo com "Z" é carríssimo!!!



03/09


2006

Lula não fez campanha e passou o domingo com a família

 O presidente Lula não teve compromissos de campanha hoje. O presidente retorna à noite para Brasilia, depois de ter passado o domingo em São Bernardo do Campo descansando com a familia, no apartamento em que moram seus filhos. Lula chegou ao apartamento do ABC ontem à noite, depois de participar de eventos no Rio de Janeiro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

irania Olivia Benicio

Puxa-saco é o que não falta neste debilitado país Brasil.

Antonio Pereira

Esta certo Lula descanse, pois você ainda tem muito trabalho pela frente a partir de 2007.

Deitado eternamente em berço esplêndido.


Bm4 Marketing 2