FMO janeiro 2020

07/02


2020

Recife: com mais carros novos nas ruas, trânsito fica complicado

Segundo o Detran-PE, em 2029, passaram a circular no Recife 49.548 carros novos. Em janeiro deste ano, foram emplacados na região Metropolitana 6.676 veículos zero.

Com mais carros nas ruas, trânsito do Recife fica cada vez mais complicado

Por Bruno Grubertt e Priscila Aguiar, TV Globo

Quem circula pelo Recife tem a sensação de que tem muito carro para pouca rua. Em algumas vias, há engarrafamentos em qualquer horário. Dados de emplacamentos de automóveis novos mostram que o problema da mobilidade urbana só está piorando, sobretudo com a volta às aulas, que provoca o aumento de frota em até 25%, somando mais de um milhão de veículos 

Segundo o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), em 2019, só no Recife, passaram a circular 49.548 carros novos. Na Região Metropolitana, em janeiro deste ano, foram emplacados 6.676 veículos zero quilômetro.

Com mais carros, nas ruas, falta espaço para os outros veículos. Isso reflete também no sistema de ônibus e metrô.

Uma pesquisa feita a partir de análises de viagens registradas no aplicativo Moovit mostra que a capital pernambucana é campeã brasileira em espera pelo transporte público. Ela também aparece como a sétima no mundo e a segunda no país com maior tempo gasto com deslocamentos.

Os números retratam a dificuldade de quem precisa se deslocar pelas ruas e avenidas no Grande Recife. “Começaram as aulas, está complicado”, afirma o motorista Valdeci.

“Aqui na Avenida Rui Barbosa (Zona Norte do Recife), tenho visto todos os dias o trânsito muito intenso”, observa Jairo, que também estava parado no meio do tráfego.

Engenheiro de trânsito, Stênio Cuentro afirma que são vários os problemas no Grande Recife. ”Poderia estar muito pior. Os aplicativos tiraram muitos carros das ruas. Esses carros de transporte de passageiros tiraram aproximadamente 100 mil carros das ruas”, comentou.

Para Cuentro, o ideal, para melhorar o trânsito, seria o poder público investir em modernização de semáforos. “É preciso reprogramar o sistema e contar o tráfego, usando tecnologia”, comentou.

O engenheiro aponta que o sistema de transporte coletivo também é outro fator de complicação no trânsito. “É de baixa qualidade. A prefeitura investe em faixa azul, mas o serviços dos ônibus não acompanha as mudanças. Os coletivos são quentes e barulhentos. E pior, demoram muito”, declara,

Diante dos problemas, o Grande Recife Consórcio de Transporte informou que tem investido na melhoria dos corredores de ônibus para evitar que os passageiros. Para a empresa, é preciso fazer articulação com as prefeituras medidas para garantir a maior mobilidades nos corredores.

Entre essas ações, estão a maior fiscalização para evitar que as faixas exclusivas sejam invadidas pelos carros.

A presidente da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), Taciana Ferreira afirmou que a administração municipal tem investido para ampliar as faixas azuis, que são exclusivas para os ônibus. “Implantamos 37 quilômetros e pretendemos chegar, ao todo, a 108 quilômetros, este ano", disse.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

IPTU Cabo

07/02


2020

Brasileiros que estavam na China, já estão voltando ao Brasil

Diplomatas foram buscar os 34 brasileiros. Nenhum tem sintoma do novo coronavírus. Chegada a Anápolis, onde farão quarentena, está prevista para a madrugada de domingo (9).

Brasileiros que estavam em Whuan, na China, já estão voltando ao Brasil

Por TV Globo

Os 34 brasileiros que moravam no epicentro da crise do novo coronavírus, em Wuhan, na China, estão voando de volta para o Brasil.

A operação de resgate começou ainda de madrugada na China. Diplomatas que foram buscar os brasileiros registraram cada momento: “Nós estamos em três veículos aqui em Wuhan para recolher os cidadãos brasileiros que estão na cidade. Já pegamos os seis primeiros estudantes da universidade de Hubei. Aqui está o ônibus que nós vamos seguir para o aeroporto”.

O repórter Nilson Klava conversou com João Batista do Nascimento Magalhães, conselheiro do Itamaraty na China, que viajou 16 horas de carro de Pequim até Wuhan para participar da operação. “É obrigatório aqui na cidade o uso de máscaras, ninguém pode andar na rua sem autorização, os carros não podem se mexer se não tiver uma autorização especial do governo. É uma cidade fantasma”, disse ele.

Todos passaram por duas triagens – uma chinesa e uma brasileira - antes de embarcar. Ninguém apresentou nenhum sintoma do novo coronavírus. “Eles estão muito calmos, muito aliviados pela ajuda que estão recebendo, e o fato de poderem voltar ao Brasil nessa situação complicada”, contou João Batista.

Pouco antes da decolagem, o recado que todos queriam ouvir: “Todo mundo a bordo, todo mundo conseguiu passar em todos os testes, daqui a pouquinho o avião número 2 vai conseguir decolar em direção ao Brasil”.

Os dois aviões partiram de Wuhan com 64 pessoas por volta das 17h desta sexta-feira (7) no horário de Brasília. Lá, já eram 4h de sábado (8). São 26 horas de voo, sem contar o tempo das escalas. A primeira parada é em Ürümqi, ainda na China. Depois, Varsóvia, na Polônia, onde desembarcam quatro poloneses, uma chinesa e uma indiana.

De lá, 58 pessoas, incluindo profissionais de saúde, tripulantes, jornalistas e 34 brasileiros e parentes, incluindo três diplomatas que virão para o Brasil, seguem para nova escala em Las Palmas, nas Ilhas Canárias. Entre eles, há sete crianças de até 12 anos.

Às 17h30 de sábado devem entrar no espaço aéreo brasileiro e fazem uma última parada em Fortaleza. No início da madrugada de domingo (9), está prevista a chegada em Anápolis, Goiás.

Assim que pisarem em solo brasileiro, começa a contar a quarentena, que vai durar 18 dias. Nesse período, o contato físico com outras pessoas que não sejam da equipe de cuidados vai ser zero. Os profissionais que trabalharam no resgate também vão ficar isolados, mas podem ser liberados antes do prazo.

Em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro foi cedo ao Ministério da Defesa ver o planejamento da operação. Bolsonaro voltou a falar que não há risco para pessoas que não estejam envolvidas nessa missão: “Esse é o maior interesse, mostrar, inclusive, que tem crianças, tem bebês que estão vindo para o Brasil e parabenizar aqui todos os envolvidos nessa operação, que não deixou de contar com muito sacrifício por parte do governo, tendo em vista a questão orçamentária e os meios para cumprir a missão”.

Um hotel de trânsito vai receber os brasileiros vindos da China. Logo na entrada, um grande cartaz de boas-vindas. Tem um espaço para as crianças e dezenas de quartos e apartamentos.


Nos quartos, logo na entrada, o banheiro, já com todos objetos de higiene pessoal, toalhas. O quarto para, pelo menos, duas pessoas, tem comida e álcool em gel, máscaras e luvas que todos vão ter que usar durante o período em que vão ficar lá. Há também quartos maiores, para famílias inteiras.

“Tem uma quarentena. A rotina que tem são as refeições, são os exames, tem uma liberdade dentro da área branca, a delimitação. Essa é a rotina, não pode sair ali. Mas as crianças que quiserem brincar, tem uma área de recreação, as que quiserem descansar, tem a televisão, tem a internet”, disse o ministro da Defesa, Fernando Azevedo.

O grupo vai ficar hospedado numa área branca. Ao lado do hotel, tem a área verde, de lazer. Se uma pessoa apresentar qualquer suspeita do coronavírus, ela será encaminhada para uma outra área - a amarela.

Se caso se agravar, o paciente será levado de helicóptero para o hospital das Forças Armadas em Brasília, a 150 quilômetros de Anápolis. No local fica a área vermelha, com 20 leitos preparados.

Na manhã de domingo, após o primeiro repouso da viagem, todos vão assistir a uma apresentação de um médico da equipe, sobre a rotina de horários de alimentação e exames e sobre o uso das máscaras. “Eles são pessoas assintomáticas, com prováveis exames negativos, e a transmissão - todos estarão usando máscara cirúrgica. Então, qualquer deslocamento desse paciente fora do ambiente do seu quarto será feito utilizando máscara cirúrgica”, explicou Júlio Henrique Croda, diretor do Departamento de Imunização.

Em Palhoça, Santa Catarina, o Pablo está ansioso para reencontrar a filha e a esposa. Elas foram para China para apresentar o bebê à família que mora lá. Enquanto Pablo falava com nossa repórter, a esposa ligou para dar a boa notícia: “Me sinto muito feliz agora”. Emocionado ele respondeu: "Muito em breve estaremos juntos de novo".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


07/02


2020

Brasil não tem caso confirmado do coronavírus

Oito pessoas estão sendo monitoradas. Laboratório de Goiás está sendo preparado para fazer os exames que detectam o coronavírus.

Por TV Globo

O Brasil não tem nenhum caso confirmado do novo coronavírus. Segundo o boletim divulgado na tarde  de hoje pelo Ministério da Saúde, oito casos suspeitos estão sendo monitorados. São três pessoas em São Paulo e duas no Rio Grande do Sul. Rio de Janeiro, Minas Gerais e Santa Catarina têm um paciente suspeito cada. Outros 26 já foram examinados e descartados. A maioria estava mesmo era com gripe.

"A partir dos exames que a gente realiza nessas amostras respiratórias, nós identificamos diversos outros vírus comuns, como o vírus da influenza que circula bastante. E para esse vírus existe vacina. Provavelmente, nós iremos iniciar a campanha em marco e é importante que todos tomem vacina", alerta Júlio Croda, diretor de Vigilância das Doenças Transmissíveis do ministério.

O ministro da Saúde voltou a dizer que o governo está tomando medidas para o país evitar o coronavírus. "Não há nada improvisado, não há um item que não tenha checklist completo. E o que a gente mais faz nessas situações é informar com qualidade, acalmar as pessoas", afirma Luiz Henrique Mandetta.

Durante a visita na base aérea de Anápolis foi anunciado que o Laboratório Estadual de Saúde Pública de Goiás, que fica em Goiânia, está sendo preparado para também fazer os exames que detectam o coronavírus. Atualmente, os testes são feitos apenas no Instituto Evandro Chagas, no Pará, Adolfo Lutz, em São Paulo, e Fiocruz, no Rio de Janeiro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

acolher

07/02


2020

Cintra está demissionário da Sudene

O presidente Jair Bolsonaro resolveu tirar Douglas Cintra da Sudene. A informação é do deputado Fernando Rodolfo (PL), responsável pela indicação do aliado. A demissão ainda não foi assinada, mas Bolsonaro quer decidir na próxima terça-feira, junto ao novo ministro Rogério Marinho, remanejado da Previdência para a pasta de Desenvolvimento Regional. 

O motivo da degola tem a ver com pressões do PSDB da Paraíba. O nome mais cotado para suceder Douglas é o do ex-senador Cássio Cunha Lima.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


07/02


2020

Batalhão da PMPE ganha nova sede no Cabo

O governador Paulo Câmara inaugurou, hoje, a nova sede do 18º Batalhão da Polícia Militar (BPM), no Cabo de Santo Agostinho, cidade da Região Metropolitana do Recife. A partir de agora, a sede passa a funcionar no centro do município, contando com três alojamentos, área comum de descanso e estacionamento coberto para as viaturas, assim como salas para todas as seções da unidade. A nova estrutura do batalhão vai contribuir para o reforço da atuação da PM no município, garantindo a continuidade da redução de crimes na região, que no ano passado registrou uma queda de 17% no número de homicídios e de 22% nos roubos, em relação a 2018.

Durante visita às novas instalações, o governador destacou essa redução expressiva da violência no Cabo em 2019, quando o município obteve seu melhor resultado de toda a história do Pacto Pela Vida. “Com essa nova estrutura, a gente tem certeza de que as condições de trabalho vão ser melhores e que a gente vai conseguir, efetivamente, estabelecer cada vez mais uma política de paz e garantir a segurança da população”, disse. Paulo Câmara esteve acompanhado do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eriberto Medeiros, e do comandante da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), coronel Vanildo Maranhão.

Atualmente, o 18º BPM conta com 430 policiais e foi contemplado, em janeiro deste ano, com um reforço de mais 36 soldados recém-saídos do Curso de Formação e Habilitação de Praças (CFHP), aprovados no último concurso público para a corporação. “Os resultados positivos de 2019 são consequência do forte trabalho do Estado no âmbito do Pacto Pela Vida e do policiamento investigativo que tem sido realizado aqui no município. Hoje, com essa estrutura nova totalmente adequada, a Polícia Militar conseguirá reduzir ainda mais os números em relação ao ano passado”, pontuou o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cúpula Hemisférica

07/02


2020

Meu editorial no Frente a Frente – 07/02/2020

Se você perdeu o Frente a Frente de hoje, programa que ancoro pela Rede Nordeste de Rádio, tendo como cabeça de rede a Rádio Nova 98,7 FM, no Recife, escute agora o meu editorial.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

07/02


2020

FBC e Fernando Filho garantem verbas para Dormentes

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) e o deputado federal Fernando Filho (DEM) visitaram, hoje, as obras do abatedouro frigorífico de Dormentes, no Sertão do São Francisco. Com capacidade para o abate de 200 animais por dia, o local será especializado em caprinos e ovinos e contará com modernas instalações e equipamentos. A obra recebeu R$ 3,5 milhões de recursos federais, articulados por FBC e Fernando Filho junto à Codevasf, em 2019.

“Essa é uma demanda antiga da população, que beneficiará não apenas a cidade de Dormentes, mas todo o Sertão do São Francisco. Com isso, eu quero renovar o meu compromisso de continuar fazendo por Dormentes. Ficamos muito felizes por poder viabilizar essa iniciativa, com recursos do governo federal, que tem sido cada vez mais parceiro da população de Pernambuco. Além disso, é uma feliz homenagem a um grande homem público da história de Dormentes, o ex-prefeito Geomarco Coelho”, afirmou FBC, em reunião na Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos de Dormentes, junto com a vereadora Rosarinha. Na ocasião, Fernando Bezerra também garantiu que vai trabalhar para trazer recursos e viabilizar a implantação de uma casa de mel no município ainda este ano.

“Esse abatedouro terá toda a estrutura para cortes especiais, produção de embutidos e cinco câmaras frias. Também garantimos recursos para a aquisição de dois caminhões para transporte de animais, o que vai favorecer aos criadores na distribuição. E em 2020, ainda vamos trazer, via Codevasf, mais quatro tratores, um caminhão pipa, mais de 38 poços ativados com energia solar, além de outras ações. Somando tudo, serão mais de R$ 8 milhões, um dos maiores investimentos da história de Dormentes”, anunciou Fernando Filho.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

07/02


2020

Como se cadastrar para assinar “O Poder”

Aos leitores que estão interessados em saber como assinar e receber o jornal “O Poder”, elaborado exclusivamente para o WhatsApp e idealizado pelo comunicador José Nivaldo Júnior, juntamente com este blogueiro, aí está um pequeno vídeo com todas as instruções. Clique e confira! Segue também o link para o cadastro: www.jornalopoder.com.br.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

07/02


2020

Congresso articula nova derrota a Bolsonaro

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), vai convocar o Congresso Nacional na próxima semana para analisar os vetos impostos pelo presidente Jair Bolsonaro ao projeto que obriga a União a pagar todas as emendas parlamentares definidas por deputados e senadores no ano corrente. A estratégia visa assegurar aos parlamentares o controle de R$ 42,6 bilhões do Orçamento de 2020. A sessão deve marcar mais uma derrota ao governo e engessar ainda mais a área econômica na execução do Orçamento.

De acordo com a proposta aprovada ano passado e vetada por Bolsonaro em dezembro, o relator do Orçamento, deputado Domingos Neto (PSD-CE), passa a ter a prerrogativa de definir quais projetos receberão a maior parte dos R$ 26 bilhões em emendas indicadas por ele na peça orçamentária de 2020 – somadas as emendas individuais e de bancadas, o valor chega a R$ 42,6 bilhões.

Se os vetos do presidente forem derrubados, não apenas a execução da maior parte desses recursos passará para as mãos de Neto como também o prazo desse pagamento. O texto fala em até 90 dias no caso das emendas do relator, o que, segundo o Planalto, inviabiliza a execução do Orçamento durante o ano.

Com a articulação, o Congresso quer impedir que as emendas sejam liberadas só no fim do ano, como é de costume. O Orçamento Impositivo, também aprovado em 2019, impede a suspensão total do pagamento de quatro tipos de emendas: individuais, de bancadas estaduais, do relator e das comissões. Mas não define o prazo para a liberação dos recursos. Em ano eleitoral, parlamentares querem garantir que as ações definidas por eles em seus redutos eleitorais ocorram a tempo do pleito de outubro.

A sessão deve ser convocada para terça-feira, 11, de acordo com parlamentares envolvidos na negociação. Líderes da Câmara e do Senado negociam derrubar todos os vetos de Bolsonaro ao O PLN 51/2019, que altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para obrigar o governo a pagar as emendas indicadas pelo relator-geral do Orçamento e pelas comissões da Câmara e do Senado. Anteriormente, apenas as emendas individuais indicadas por cada parlamentar e as de bancadas estaduais eram impositivas.

O relator do projeto, deputado Cacá Leão (PP-BA), disse ao Broadcast Político acreditar que todos os vetos de Bolsonaro à proposta serão derrubados. Foi a articulação feita pelos partidos do Centrão. Segundo o líder do PP na Câmara, Arthur Lira (AL), a orientação da bancada será para manter o texto aprovado pelo Congresso.

O líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-TO), vai procurar os partidos na tentativa de um acordo. "Não vai para votação sem um mínimo acordo. Esperamos uma votação tranquila. O Orçamento impositivo é uma experiência de primeira atuação e vai nortear a discussão para os próximos anos. Tem que prevalecer autonomia e bom senso", afirmou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


07/02


2020

Sindicato acusa Guarda Municipal de truculência

Na manhã de hoje, representantes do Sindicado dos Servidores Municipais do Recife (SINDSEPRE) realizaram um protesto em frente à Prefeitura do Recife. Os manifestantes foram ao gabinete do prefeito Geraldo Julio (PSB) e tentaram ser recebidos, mas não conseguiram. Ao chegarem no nono andar da sede da Prefeitura, onde fica localizado o gabinete do prefeito, os servidores foram impedidos de entrar pela Guarda Municipal. O SINDSEPRE acusa a guarda de truculência contra os servidores.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


07/02


2020

Siqueira prestigia Lupi no Recife

A noite de autógrafos do livro do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, logo mais, às 19 horas, pode se traduzir num exemplo simbólico de unidade PDT x PSB. Está na capital pernambucana o presidente do PSB, Carlos Siqueira, especialmente para prestigiar Lupi.

Pela manhã, o governador Paulo Câmara já movimentou um café da manhã em torno de Lupi, contando com a presença também do prefeito Geraldo Júlio e do comando estadual do partido, os deputados José e Wolney Queiroz. O PSB paparica o PDT para evitar a candidatura a prefeito do Recife de Túlio Gadelha.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


07/02


2020

FIEPE começa ciclo de reuniões com Miguel Coelho

O Conselho Empresarial da Unidade Regional Sertão do São Francisco da Federação das Indústrias de Pernambuco (URSF/FIEPE) deu início ao ciclo de reuniões mensais com uma palestra do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho. Situando o município em meio a um cenário de retomada de crescimento do País, o prefeito começou prestando contas sobre o trabalho realizado no ano passado e fazendo uma projeção para 2020. Depois de enumerar um leque de 140 obras em andamento, Miguel Coelho citou a entrega de mais de 300 ruas pavimentadas e garantiu que, em breve, mais cinco novas creches serão entregues, além de sete novos postos de saúde e uma casa de parto.

Demonstrando ainda claro o interesse no fortalecimento da relação público-privada, o prefeito adiantou: “Podemos crescer a receita e controlar as despesas para poder gerar um superávit nas contas públicas. Gerando emprego na construção civil, na área de serviços para que a iniciativa privada se sinta animada para fazer também seus investimentos visando a construção de um vetor de crescimento alinhado e no rumo da prosperidade e de novas oportunidades para todas as pessoas”, ressaltou.

Quando perguntado sobre a implantação de um novo distrito industrial no município, Miguel Coelho, respondeu dizendo que a prefeitura já identificou uma área e que deu os passos iniciais para a realização deste que é um verdadeiro sonho empresarial de Petrolina. “Já temos uma área com condições de receber desde empresas de pequeno porte até grandes indústrias que queiram se instalar. Um distrito industrial onde a prefeitura entre com o terreno, com eventuais benefícios, mas que seja tocado e administrado numa gestão compartilhada com a iniciativa privada sob regras de Compliance, de gestão, e eficiência. Atributos que a FIEPE reúne através de todo seu know how”, completou.

De acordo com o diretor da unidade regional da Federação, Albânio Nascimento, a primeira reunião do ano abre com êxito um ciclo de encontros empresariais que promete muitos temas relevantes em 2020. “Petrolina vive um momento ímpar e diferenciado. Nunca se alavancou tanto recurso federal como hoje. Uma cidade muito bem representada tanto no Senado como na Câmara dos Deputados, que se completa na força e determinação do prefeito Miguel Coelho. E na esteira desses avanços nosso, a economia vai junto, nossos projetos de irrigação caminham de vento em popa, nossos serviços se deslancham paralelamente ea construção civil alavanca cada vez mais. 2020 será um ano diferenciado”, concluiu.

Participaram também da reunião, o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Emício Júnior, o secretário de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos, Fred Machado e o Secretário Executivo de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Thiago Brito.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


07/02


2020

A imobilidade urbana

Por Marília Arraes*

As grandes cidades brasileiras, e mesmo aquelas de médio porte, voltaram a vivenciar no mês de fevereiro uma realidade ainda mais difícil no trânsito após o retorno às aulas. O aumento no número de carros nas vias urbanas, com o início das atividades escolares é um acontecimento previsível, com data certa para começar, todos os anos. Mas a previsibilidade não nos livra do caos.

A pergunta que devemos fazer é: os órgãos de controle do trânsito vêm se preparando adequadamente para organizar e minimizar o impacto dessa entrada em massa de veículos no nosso cotidiano? As gestões nas cidades têm feito a sua lição de casa?

Na minha cidade, Recife (PE), a resposta para esta pergunta, infelizmente, é não. No começo de fevereiro manchetes de jornais, matérias na TV e flashs ao vivo nas rádios noticiavam o que parecia ser uma calamidade pública, a volta de 250 mil carros particulares às ruas. Algo comparável aos alagamentos que também afligem a capital pernambucana. Isto quando os dois fenômenos não se conjugam: trânsito e chuva.

O início das aulas marcou o encontro do Recife com a sua realidade cotidiana, a de uma cidade travada. Com uma população de mais 1,6 milhões de habitantes, Recife tem o trânsito mais congestionado do Brasil e o 3° pior da América do Sul, de acordo com o levantamento realizado pela empresa TomTom Traffic. Na América do Sul, apenas Bogotá, na Colômbia, e Lima, no Peru, apresentam níveis piores de engarrafamento. Hoje, a cidade tem 712,5 mil veículos registrados, dentre automóveis, veículos de carga (caminhão e caminhonete), ônibus e motocicletas.

O transporte público – ônibus, trem e metrô -, que poderia contribuir para tirar os carros particulares da rua, também parou no tempo, maltratando o passageiro com um sistema precário, desconfortável e caro. Pesquisa realizada no final de 2019 pelo Moovit, um aplicativo que indica horários de circulação do transporte público, mostra que os usuários de ônibus e metrô de Recife são os que perdem mais tempo, num comparativo entre 10 regiões metropolitanas do País,

Os recifenses esperam, em média, cerca de 25 minutos até conseguirem embarcar para ir de casa para o trabalho ou para a escola, o que coloca a cidade na sétima posição no ranking mundial de tempo perdido em deslocamentos no transporte público.

No Brasil, o tempo desperdiçado nos trajetos casa-trabalho-casa rendem um prejuízo de mais de R$ 111 bilhões à economia, aponta um estudo elaborado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan).  O valor é referente ao que deixou de ser produzido na economia em razão do tempo perdido – 114 minutos em média - por mais de 17 milhões de trabalhadores. Este número, por si só, revela o equívoco do estímulo que ainda se dá à aquisição do carro próprio em detrimento de mais investimentos no transporte público.

A receita para um trânsito saudável e civilizado está dada há pelo menos duas décadas: educação e conscientização, transporte público decente e mais investimentos na infraestrutura de ciclovias, ciclofaixas e outros modais alternativos, a exemplo do tráfego por rios. E aqui cito novamente o caso do Recife, que há anos sonhou com a possibilidade de ter seus cidadãos se locomovendo pelo Rio Capibaribe com a implantação de um projeto de navegabilidade que já custou R$ 77,59 milhões aos cofres públicos (entre recursos da União e do Estado), mas que está parado e com ares de completo abandono.

A péssima qualidade do trânsito no Brasil é um problema de falta de gestão, de ausência de visão e, no final, de aprofundamento de desigualdades. Sem transporte público eficiente as pessoas não vão, não chegam.

O estudo sobre Desigualdades Socioespaciais de Acesso a Oportunidades nas Cidades Brasileiras – 2019, desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP) escancara esta questão. Os resultados obtidos pelo Ipea e ITD apontam que a periferia é quem paga a conta. É nela onde estão os excluídos das oportunidades porque, em geral, o transporte público e as ciclofaixas não chegam. E, por consequência, as oportunidades de emprego, saúde e lazer também não são oferecidas de forma igualitária, num ciclo perverso e viciado.

Não podemos esquecer que o transporte é um direito e, também, um meio do cidadão acessar outros direitos. Nosso crescimento pessoal e profissional e nossa qualidade de vida também ficam comprometidos com uma realidade cotidiana de ruas travadas. O trânsito também pode congestionar as nossas vidas. 

*Deputada federal pelo PT de Pernambuco


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


07/02


2020

Bolsonaro diz que faz papel de otário no caso do ICMS

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, ontem, que se trata de “vergonha na cara”, e não de um ato de “populismo”, sua recente crítica ao preço dos combustíveis. Ele disse que faz “papel de otário”, já que a Petrobrás reduz o preço médio da gasolina e do diesel nas refinarias, mas, segundo ele, a diferença não é repassada para o consumidor.

Na última quarta-feira, Bolsonaro desafiou os governadores e afirmou que zera os tributos federais (Cide e PIS/Cofins) sobre os combustíveis se eles zerarem o ICMS. Após a declaração, o governador de São Paulo, João Doria, afirmou que se tratava de “populismo” do presidente e “uma tentativa de transferir a responsabilidade” do problema para os Estados.

Ao ser questionado pelo Estado como compensar a perda na arrecadação dos Estados com a medida, Bolsonaro disse que “o problema é deles (governadores)”. “Não estão reclamando que eu devo diminuir o meu? Vamos diminuir de todo mundo.”

O presidente voltou a falar do assunto ontem ao ser questionado se trabalharia para melhorar a relação com governadores. Além de Doria, ele se referiu ao governador Wilson Witzel, do Rio de Janeiro, que também foi criticado na entrevista.

“Chega de esse povo sofrer. Isso não é demagogia. Os dois governadores que estão me criticando... Isso não é populismo, não. Isso é vergonha na cara. Ou você acha que o povão está numa boa? Todo mundo feliz da vida com o preço do gás, com o preço da gasolina, preço de transporte?”, disse o presidente.

Bolsonaro também disse que não tem a “mesma plumagem” dos dois governadores e que é pobre perto deles. “Eu sei que eu sou um cara diferente de alguns políticos que temos no Brasil. Eu sou um cara pobre, miserável. Se bem que eu sou mais rico que 98% da população. Eu sei disso, mas perto desses caras eu sou pobre e parece que meu cheiro não faz bem para eles. Minha plumagem é diferente da deles”, disse o presidente.

O presidente defende há meses mudanças na cobrança do ICMS sobre combustíveis. Para ele, o tributo deveria ser cobrado nas refinarias, e não no ato da venda no posto de combustível, como ocorre atualmente.

“Quanto é que vai baixar na bomba para o consumidor? Zero. Então eu estou fazendo papel aqui de otário. Se bem que eu não interfiro na Petrobrás. Eu não vou ligar para o Castello Branco (Roberto, presidente da estatal): ‘Ó, não baixa mais’. Eu não interfiro na Petrobrás”, declarou.

No domingo passado, pelas redes sociais, Bolsonaro anunciou que enviará ao Congresso um projeto para que o ICMS tenha um valor fixo por litro. A ideia do presidente encontra resistência por parte de governos estaduais, já que causaria impacto sobre a arrecadação dos Estados, efeito indesejado principalmente neste momento de crise.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


07/02


2020

O antigo ajudando o novo!

Por Carlos Vasconcelos*

Sabemos que o Irã, antiga Pérsia, possui uma cultura milenar riquíssima, muitos saberes nas artes, ciências e medicina, terra do famoso polímata Avicena, que, junto com Imhotep e Hipócrates são considerados os “pais da medicina moderna”, e ainda temos muito o que aprender, respeitar a natureza e crescer como irmãos, somos mortais.

Essa semana, recebemos a ilustre visita científica-cultural do Neurocientista iraniano Shahab Aldin Zarei de Shiraz à UFPE e a cidade do Recife. Ele se reuniu com vários grupos e pesquisadores, entre eles, o reitor da UFPE, Prof. Alfredo Gomes, momento muito oportuno, alegre e amigável. Atualmente ele é pesquisador do Dana Brain Health Institute (DBHI), em colaboração com a Universidade de Shiraz, no Irã.

Estamos tentando manter uma colaboração científica de alto nível, sabemos que nada é fácil, exige muita força de vontade, perícia e apoios diretos e indiretos, ele tem experiência em comportamento cognitivo de humanos e primatas. “A passagem do pesquisador pela UFPE ressignifica a dinâmica do ensino, pesquisa e extensão, incorporando definitivamente o eixo da internacionalização como pilar fundamental desta instituição”, afirma o professor Madson Góis, diretor adjunto da Diretoria de Relações Internacionais (DRI) da UFPE.

“Recentemente, ele trabalhou com pesquisas relacionadas ao desenvolvimento de um sistema eye-tracker, aplicativo de avaliação cognitiva e configuração de macacos, mas também tem interesse em outras áreas das neurociências, nutrição e desenvolvimento humano, entre outras abordagens que envolvam o sistema nervoso central e periférico”. Também tenho esperanças em dias melhoras nos programas de pós-graduações, principalmente os da área saúde da UFPE, nossa casa, os quais ainda não faço parte de nenhum, apesar de colaborar muito nos últimos anos.

*Professor da UFPE


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


07/02


2020

Irmão de Eduardo compra guerra com PSB

Em nota, o presidente da Fundação Joaquim Nabuco, Antônio Campos, irmão do ex-governador Eduardo Campos, revela que prestou depoimento, há pouco, ao Ministério Público Federal, na Procuradoria da República, em Pernambuco, na condição de testemunha de um processo sigiloso, ao qual não dá mais explicações.

"Fui compromissado em dizer a verdade em procedimento sigiloso. Prestei todos os esclarecimentos que me foram solicitados, no sentido de prestar relevantes serviços a sociedade pernambucana", disse, para em seguida fazer um alerta em tom de ameaça.

"Alerto que o PSB e forças a ele ligadas estão com plano de ataque para tentar me desqualificar. Estou pronto para me defender. Quem viver verá!”, concluiu.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores