O Jornal do Poder

26/09


2006

Candidatos a governador de SP se preparam para debate

Os candidatos ao governo do Estado de São Paulo, Aloizio Mercadante (PT), Orestes Quércia (PMDB), Plinio de Arruda Sampaio (PSOL) e Carlos Apolinário (PDT) interrompem compromissos eleitorais desta terça-feira e se preparam para o debate de hoje à noite, na Rede Globo, em São Paulo.

Apesar de não ter divulgado agenda de campanha, a expectativa é que o candidato do PSDB, José Serra --que lidera as pesquisas de intenção de voto no Estado -- participe pela primeira vez de debate entre candidatos a governador.

Já Cláudio de Mauro, do PV, não participa do debate. Ele concede entrevista à TV Espiritualista pela manhã. À tarde, o candidato visita o Sindicato dos Engenheiros e faz carreata nas ruas da capital paulista. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Um arranca-rabos que vem lá do sul.


Potencial Pesquisa & Informação

26/09


2006

Fogos da alegria socialista

 O pacto de não agressão entre Humberto Costa (PT) e Eduardo Campos (PSB), candidatos a governador de Pernambuco pelo bloco da oposição é, verdadeiramente, da boca pra fora. Sabe o que ocorreu, ontem, no mesmo instante em que saiu a decisão do MP de denunciar Humberto à Justiça Federal? Nos arredores do comitê de Eduardo Campos, o que se ouviu foi um pipocar de fogos. Em comemoração, claro! A política, como diria Roberto Magalhães, é diabólica.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

osgone

Verdada, Verdade, Verdadeira, descobriram quem estavam soltando fogos, quando sai a decisão do MP. de denunciar Humberto Costa. A militância do Mendonça Filho. Só para incriminar Eduardo Campos. Mande Investigar Magno.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Essa campanha é a mais aguada e de baixo nível de todos os tempos. A direita, como sempre, cinicamente se apresente como "ética" e desanca dossiês fabricados contra a esquerda que não tem o know-how de pilantragem deles. Debater propostas nada! Pobre Brasil! Pobre Pernambuco!

Andre Leal

Caro ARY, este discurso ta falho. não justifica o seu Chefinho Humbertinho Vampiro, " esta fora dessa ele ta enrrolado ate o talo.Ninguem é culpado que seus idolos sejam "Ladrões" do Dinheiro Publico.Todas as vezes que fraga um petista assaltando diz que é armação da Oposição ha cara assim não dá.

Andre Leal

Caro ARY, este discurso ta falho. não justifica o seu Chefinho Humbertinho Vampiro, " esta fora dessa ele ta enrrolado ate o talo.Ninguem é culpado que seus idolos sejam "Ladrões" do Dinheiro Publico.Todas as vezes que fraga um petista assaltando diz que é armação da Oposição ha cara assim não dá.

REVERENDO

IRMÃOS: ACHO QUE EDUARDO 40 COLOCOU TAMBÉM O HUMBERTO NA SACOLINHA. SEM FALR QUE LULA SE DIZ SER "JESUS". POSSO COM ISSO !!!!!!!!!!


Banco de Alimentos

26/09


2006

Investigado por CPI tem candidatura autorizada

Mais um político investigado pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Sanguessugas teve sua candidatura autorizada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O registro de Wellington Antônio Fagundes, candidato a reeleição como deputado federal pelo PL do Mato Grosso, havia sido concedido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Mas o Ministério Público Eleitoral pediu a cassação da candidatura por entender que Fagundes não tem uma vida pregressa moralmente idônea para o exercício de cargos eletivos. De acordo com o TSE, o recuso foi apresentado fora do prazo legal, que é de até três dias aos a publicação da decisão do TRE-MT.

Wellington Fagundes e outros quatro parlamentares citados no relatório final da CPMI tiveram as candidaturas autorizadas pelo Tribunal Regional Eleitoral. O Ministério Público Eleitoral tenta cassar, ainda, o registro dos seguintes parlamentares citados: deputados federais Ricarte de Freitas (PTB-MT), Pedro Henry (PP-MT) e Celcita Pinheiro (PFL-MT), e a senadora Serys Slhessarenko (PT-MT), que é candidata ao governo do estado. Também foi pedida a cassação do ex-senador Carlos Bezerra, citado pela CPI e que concorre a uma vaga de deputado federal pelo PMDB-MT, e do senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT), que ficou fora do relatório final, mas foi citado em investigações da CPI.

Na última semana, o TSE autorizou a candidatura à reeleição do deputado federal Reinaldo Gripp (PL-RJ), também investigado pela CPMI dos Sanguessugas e pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por suposta participação no esquema de venda de emendas. Ao contrário do caso de Wellington e dos demais políticos do Mato Grosso, no entanto, o registro de Gripp havia sido negado pelo TRE do Rio, mas o deputado recorreu da decisão e conseguiu autorização para concorrer nas eleições de outubro deste ano. Os ministros do TSE reafirmaram entendimento - firmado no julgamento da candidatura a deputado federal do presidente do Vasco, Eurico Miranda (PP-RJ) - de que é preciso sentença condenatória transitada em julgado para que o candidato torne-se inelegível.

Aguardam julgamento, pelo TSE, recursos de outros três parlamentares cariocas supostamente envolvidos no esquema de compra superfaturada de ambulâncias e que tiveram seus registros negados pelo TRE-RJ: Paulo Baltazar (PSB), Elaine Costa (PL) e Fernando Gonçalves (PTB). O tribunal do Rio negou as candidaturas levando em conta "a conduta reprovável e de atos de improbidade administrativa dos dois candidatos, além do interesse da moralidade e da própria ordem pública". As informações são da Agência Brasil.


 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/09


2006

BA: Tourinho cresce nas pesquisas

A mais nova pesquisa do Instituto Campus, divulgada nesta manhã pelo Jornal A Tarde, mostra um quadro ainda mais acirrado na disputa pelo Senado, na Bahia, a partir do crescimento do terceiro colocado, o senador Rodolpho Tourinho, do PFL, que busca a reeleição. A cinco dias do pleito, a pesquisa confirma as previsões pefelistas, segundo as quais, na reta de chegada, Tourinho estaria na cabeça ao lado de João Durval, do PDT, e Antonio Imbassahy (PSDB), que até então polarizavam a campanha. Tourinho saltou de 2,8%, na última pesquisa A Tarde/Campus, divulgada em 14 de agosto, para 22,8% agora. Subiu 20 pontos em pouco mais de um mês. Na pesquisa atual, João Durval continua líder, com 27,5%, mas perdeu 4,5 pontos percentuais, já que na primeira aferição apareceu com 32%. Imbassahy, agora com 24,4%, teve 32,4% em agosto. Sofreu o baque maior: caiu oito pontos.

O instituto mostra que 14,5% dos eleitores ainda estão indefinidos ou não responderam. Isso quer dizer que os próximos dias serão decisivos para os três e qualquer um pode vencer. O levantamento foi realizado entre os dias 19 e 22, ouvindo 1.560 pessoas de todo o Estado. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais, para mais ou para menos. As informações são da Agência Nordeste. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/09


2006

As regras do confronto

O debate entre candidatos a governador de Pernambuco, promovido hoje pela TV Globo, às 22h30, no Centro de Convenções será dividido em cinco blocos.

Dois blocos reservados para que os candidatos escolham os assuntos que querem perguntar a outro candidato. Outros dois blocos para o sorteio de temas, feito pelo mediador - o repórter Francisco José - e o último bloco para que cada candidato faça suas considerações finais.

Seis candidatos foram convidados: Humberto Costa (PT), Mendonça Filho ( PFL), Eduardo Campos (PSB), Rivaldo Soares (Frente Trabalhista  Social  Cristã),  Clóvis Correa  (PRONA)  e   Edilson Silva (P-SOL).  Caso algum  candidato não compareça, seu lugar ficará vazio, com uma placa identificando-o. O programa terá duas horas de duração. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fabio Henrique Cavalcanti Pedrosa

Nada, cara Nathália. Simplesmente, nada.

Nathália Hozzi

Quero mesmo ver o que é q Mendoncinha vai fazer sem Jarbas pra soprar as respostas no ouvido dele...



26/09


2006

Lula diz para não trocar o certo pelo duvidoso

Durante o horário reservado à propaganda eleitoral nas rádios na manhã desta terça-feira, o programa do candidato à reeleição pelo PT, Lula, afirmou que o eleitor não deve trocar o certo pelo duvidoso e que a vida do brasileiro melhorou com sua gestão.

O programa, na penúltima apresentação para candidatos a presidência no horário eleitoral para o pleito em primeiro turno, disse que antes de Lula não havia integração na segurança pública e que o governo atual fez investimentos em inteligência, com a articulação de esforços entre as polícias dos Estados.

“A prioridade (na área de segurança) foi acabar com a total falta de integração das polícias do País. Avançamos bastante e criamos uma força nacional de segurança. Também estão funcionando, em todo os Estados, os gabinetes de ação integrada. Além disso, estamos modernizando a Policia Federal, para que ela, além de combater o crime organizado, sirva de modelo para as policias estaduais”, disse Lula.

Lula prometeu ainda, se reeleito, intensificar patrulhamento de fronteiras e investir em presídios de segurança máxima.

“Estamos lutando para derrotar o crime organizado e vamos ganhar esta guerra. Não podemos deixar que a situação fique como está acontecendo em São Paulo. A segurança é uma prioridade é não há espaço para demagogia, uso político desta crise ou falsas promessas”, afirmou Lula. As informações são do Estadão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

É Lula de novo com a força do povo. e Eduardo Campos em Pernambuco.

Raimundo Eleno dos Santos

O povão já conhece a alma do Lula. A promessa de ter ao final do primeiro governo levado para a mesa de cada brasileiro café, almoço e jantar, já se daria por satisfeito e ter a sensação do dever cumprido.É necessário que Lula permaneça por mais 4 anos.Aí será a vez do laser.Tem que tirar o estresse



26/09


2006

Gabeira acusa ex-diretor do BB de violar sigilo

O deputado Fernando Gabeira (PV-RJ), sub-relator da CPI dos Sanguessugas, acusou na segunda-feira, 25, o economista Expedito Afonso Veloso, ex-diretor de Gestão e Risco do Banco do Brasil (BB), de ter violado o sigilo bancário do empresário Luiz Antônio Vedoin, dono da Planam. Gabeira chegou a essa conclusão depois de ouvir Expedito. ''Ele quebrou o sigilo e devia estar preso.''

Enquanto, a Procuradoria da República anunciou, no mesmo dia, que abrirá procedimento específico para investigar a conduta de Veloso e saber se ele teve acesso a dados bancários de Vedoin. O procurador repetiu três vezes que ''é possível'' ter ocorrido invasão de dados no BB. ''Vamos pedir investigação específica sobre isso. Ele (Veloso) pertencia a um sistema de inteligência e ocupava cargo de proeminência no Banco do Brasil. É possível que tenha tido acesso a dados confidenciais, isso é grave.''

O ex-diretor pode também ter violado os dados da conta do empresário Abel Pereira, suspeito de ser um dos intermediários de um esquema de corrupção que envolveria o ex-ministro da Saúde Barjas Negri. As informações são do Estadão.

A direção do BB afastou Expedito do cargo de confiança e abriu sindicância para apurar seu envolvimento no caso. Segundo a Assessoria de Imprensa do banco, o ex-diretor será ouvido até o fim da semana. Na primeira etapa da auditoria, o BB concluiu que ''de julho até ontem (segunda)'', Expedito ''não acessou nenhuma das contas citadas pela imprensa''.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Já não bastava o caso de Palloci, agora o veloso do BB, se ocorreu mesmo, punição para ele.



26/09


2006

Humberto diz que denúncia é "complô"

O candidato ao governo de Pernambuco e ex-ministro da Saúde, Humberto Costa (PT), divulgou nesta segunda-feira, por meio de sua assessoria de imprensa, uma nota em que classifica de ''complô contra sua candidatura'' a denúncia do procurador da República no Distrito Federal, Gustavo Pessanha, por corrupção e formação de quadrilha na máfia dos vampiros.

''Humberto também estranha a denúncia ter sido feita somente agora, na semana da eleição. Para ele, tudo isto reforça a tese de que existe um complô contra a sua candidatura e contra a candidatura de Lula a presidente da República'', diz a nota.

Humberto acusa o procurador de usar ''dois pesos e duas medidas neste caso''. Ele diz estranhar o fato de Pessanha não ter levado em conta as denúncias de participação na máfia dos vampiros de pessoas ligadas ao ex-governador Jarbas Vasconcelos (PMDB), como o ex-secretário de Saúde, Guilherme Robalinho. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Tem uma solução para investigar o Roubalinho sanguessuga: é filiá-lo ao PT. Pronto, todo filiado ao PT é culpado até prova em contrário. Só assim saberemos das lambanças desse amiguinho de Jarbas na Secretaria de Saúde (quando campeou o empreguismo eleitoreiro nas prestadoras de serviço).

REVERENDO

IRMAÕS; EDUARDO FEZ A MAIOR FESTA NO COMITÊ QDO HUMBERTO FOI DENUNICADO. EDUARDO COLOCOU HUMBERTO TAMBÉM NA SACOLINHA. HUMBERTO JÁ ESTAVA ESPERANDSO PEWLA DENÚNICA, ENTÃO, PORQUE A SURPRESA?

a pressão pois Robalinho tem sua participação e talvez tão grande como a de Humberto, precisa ele se defender também, Os Deputados da coligação de Humberto atuaram muito tarde, mais uma vez os petistas demonstram incompetência em ações severas.

É isso aí companheiro , acho que o PT foi muito complacente com esses pefelistas, agora estão amargando uma pressão grande contra o Humberto, quando a ala dos Jarbistas tem rabo preso que é o Guilherme Robalinho, foram dar colher de chá, agora estão vendo tirarem o Robalinho da reta. Vamos continuar

Raimundo Eleno dos Santos

Não tenho a menor dúvida. Complô é a palavra da moda. Também tem outra que está mais em moda ainda GOLPISMO, GOLPISTA, GOLPE. - Lula é o Condor das Américas, o que voa além das tempestades.



26/09


2006

Cientista político prevê segundo turno presidencial

"Ora, se tanta gente ligada ao presidente da República cai de uma hora para outra numa reta final de campanha eleitoral, é bastante razoável que se espere que o episódio em questão traga alterações no panorama das eleições. Apesar de nebuloso, e de não ter ainda sido completamente compreendido, o caso da compra do dossiê contra candidatos tucanos pode levar a disputa para o segundo turno das eleições", prevê o professor de Ciência Política da Universidade de Brasília, Paulo Kramer, em artigo que acabo de postar em Opinião.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Caro cientista político, não sei se é desprepara ou desespero, só sei que o presidente Lula será reeleito no primeiro turno, quais pesquisas te indicam o segundo turno? As pesquisas de Alckmin?



26/09


2006

Manchetes dos principais jornais do país

- Folha de S.Paulo: Procurador denuncia ex-ministro de Lula

 

- Estado de S,Paulo: Lula culpa Berzoini e ''aloprados'' por dossiê

 

- O Globo: Dossiê: PF não saberá origem do dinheiro antes das eleições

 

- Correio Braziliense: Lula, Berzoini e os petistas aloprados

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ivan Câmara de Andrade

Hoje, temos a internet para desmascarar esses tendenciosos.

Está mais interessante do que a página policial.